Seminário Estadual Serviço Social, Direito à Cidade e Política Urbana


Seminário Estadual Serviço Social, Direito à Cidade e Política Urbana

Organização

CRESS/7ª Região e REDE QUESS – Rede Questão Urbana e Serviço Social

10 de outubro de 2011

I dia – noite (18h às 21h30m)

Auditório 91 – UERJ (9º andar)

18h – Credenciamento

19h - Abertura

19h20m – Mesa I – Cidade Capitalista em Tempos de Exceção: conquistas e desafios do desenvolvimento urbano e do direito à cidade no Brasil

Convidados:

Fátima Cabral – Escola de Serviço Social / UFRJ

Carlos Vainer – Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional / UFRJ

20h45m – Questões / debate

21h30m – Encerramento.

11 de outubro de 2011 – II dia

9:30h – Mesa I – Serviço Social, Direito à Cidade e Política Urbana: avaliação histórica e desafios atuais.

Auditório 91 – UERJ (9º andar)

Objetivos/conteúdos da mesa: membro do CRESS ou mediador/a deverá recuperar, em 20 minutos, os elementos do dia anterior e apresentar os objetivos da sessão: problematizar a inserção histórica do Serviço Social nas políticas urbanas articulado ao fortalecimento das lutas e conquistas pelo direito à cidade. A reflexão e o debate mais aprofundados serão realizados a partir de quatro eixos de discussão sob responsabilidade respectivamente de cada convidado.

Eixos:

1) A Política Urbana no contexto dos megaeventos e o aprofundamento dos conflitos urbanos

Isabel Cardoso (Faculdade de Serviço Social / UERJ)

2) Violência Urbana, criminalização da pobreza e a territorialização de Políticas Públicas no ordenamento das cidades

Eblin Farage (Escola de Serviço Social / UFF – Rio das Ostras)

3) Participação e Controle Social: o que se alterou depois do Estatuto das Cidades?

Marcelo B. Edmundo (Central de Movimentos Populares / CONCIDADES)

4) Política Urbana e Justiça Ambiental

Tatiana Dahmer Pereira (Escola de Serviço Social / UFF - Niterói)

13h – Almoço

14h30m – Oficinas

Mesa II – Tema geral: O trabalho social na política urbana: o trabalho do/a assistente social na perspectiva do direito à cidade

1 – Habitação, urbanização e regularização fundiária

Gabrielle Bastos (Secretaria Municipal de Habitação – Rio de Janeiro)

Lenise Lima Fernandes (Escola de Serviço Social / UFRJ)

2 – Saneamento básico e ambiente

Mariana Pereira (Faculdade de Serviço Social da Unigranrio)

Juliana Pimentel (Faculdade de Serviço Social Uniabeu / Prefeitura de Nova Iguaçu)


3 – Desastres e riscos socioambientais

Dora Vargas (Pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas Sociais em Desastres – UFSCar)

Rosana Morgado (Escola de Serviço Social – UFRJ)

4 – Transporte e mobilidade

Alexandre Magnavita (Instituto Brasileiro dos Direitos da Pessoa com Deficiência / RJ)

Tatiana Fonseca (Faculdade de Serviço Social da UNISSUAM e Escola de Serviço Social da UNIRIO)

5 – Ordem Urbana e criminalização da pobreza

Maria Helena Tavares (Secretaria Municipal de Assistência Social / Rio de Janeiro

Hilda Correa de Oliveira (CRESS-RJ e Fórum Estadual de População Adulta em Situação de Rua do Rio de Janeiro)

Conteúdo/dinâmica das oficinas: as oficinas contarão com dois mediadores (docente pesquisador do tema e assistente social com atuação na área) que deverão expor, em 30 minutos, alguns conteúdos sintéticos para provocação/organização da discussão das oficinas, tais como: 1) conteúdos relevantes do campo político-institucional e normativo das políticas urbanas 2) tipos de requisições do trabalho do assistente social e definição do Trabalho Técnico Social, 3) articulação entre requisições institucionais e os pressupostos teóricos, ético-políticos e de regulamentação profissional do Serviço Social 4) elementos de reflexão sobre as condições e relações de trabalho do mercado de trabalho profissional do SS a partir das políticas urbanas 5) elementos de avanços e desafios colocados ao campo dos direitos e das lutas urbanas.

As oficinas deverão gerar sínteses a serem encaminhadas à mesa final do evento para aprovação das contribuições e propostas do Seminário Estadual para atuação no cenário regional e nacional do Serviço Social (Encontro Nacional de 28 a 29 de outubro/2011, em São Paulo). Assim, as oficinas deverão gerar sínteses sobre três níveis de discussão: (a) a construção de cenário estadual; (b) mapeamento dos dilemas e desafios para os/as profissionais; (c) possibilidades de enfrentamento e diretrizes para a categoria.

As oficinas deverão assegurar sistematizadores/relatores.

17h30m – Intervalo – Café

18h – Mesa de Encerramento – Rumo ao Seminário Nacional Serviço Social e a Questão Urbana no Capitalismo Contemporâneo

Auditório 91 – UERJ (9º andar)

Coordenação e direção política – CRESS/RJ

Principais proposições para o Encontro Nacional

Síntese dos debates e perspectivas futuras

Nenhum comentário: