Show da Banda Anárquicos Anônimos

Coquetel de Confraternização da Corrente do Bem

O poder de cura do limão


O limão é verdadeiramente uma jóia da natureza. Pode ser considerado o rei dos frutos curativos, sendo impressionante a quantidade e variedade das suas aplicações. No entanto, tendemos a repudiá-lo, quando pensamos no seu gosto azedo, e a minimizar as suas virtudes, tanto na manutenção e recuperação da saúde, quanto ao seu valor nutricional e possibilidades múltiplas de utilização culinária.
Esta atitude se instalou pela suposição de que ele é agressivo para o estômago, que pode acidificar o sangue, descalcificar e enfraquecer o organismo... Ora, nada mais falso e oposto à realidade.


Quer saber mais, clique aqui

Uma palestra muito importante:


1ª Noite do Vinil do Movimento Estudantil do Norte Fluminense


Universitário Movimento: Movimento estudantil do Norte Fluminense criado para lutar pelos direitos dos estudantes. Tais como: Alojamento, bandejão, infra-estrutura adequada e ensino de qualidade, entre outros.

SESC comemora Dia Nacional do Samba com homenagem a Eli Miranda


Nesta quinta-feira, dia 2 de dezembro às 19h o SESC Campos, comemora o Dia Nacional do Samba com um tributo em homenagem ao saudoso sambista campista Eli Miranda. O show contará com a exibição de um documentário sobre o sambista e apresentação musical com Jardel do Cavaco e sua banda, além de diversos músicos convidados, como o filho do sambista, Rogério Miranda e do sambista da velha guarda campista Geraldo Gamboa. A entrada é gratuita.




Geraldo Gamboa




Jardel do Cavaco e Rodrigo Miranda

PMCG: Lei nº 8.184 de 04 de novembro de 2010


[Clique nas imagens para vê-las em tamanho maior]

Artigo: Não haverá vencedores.

"Pode parecer repetitivo, mas é isso: uma solução para a segurança pública do Rio terá de passar pela garantia dos direitos dos cidadãos da favela", escreve Marcelo Freixo, professor de história, deputado estadual (PSOL-RJ), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, em artigo publicado no jornal Folha de S. Paulo, 28-11-2010.

Não haverá vencedores

Dezenas de jovens pobres, negros, armados de fuzis, marcham em fuga, pelo meio do mato. Não se trata de uma marcha revolucionária, como a cena poderia sugerir em outro tempo e lugar.
Eles estão com armas nas mãos e as cabeças vazias. Não defendem ideologia. Não disputam o Estado. Não há sequer expectativa de vida. Só conhecem a barbárie. A maioria não concluiu o ensino fundamental e sabe que vai morrer ou ser presa. As imagens aéreas na TV, em tempo real, são terríveis: exibem pessoas que tanto podem matar como se tornar cadáveres a qualquer hora. A cena ocorre após a chegada das forças policiais do Estado à Vila Cruzeiro e ao Complexo do Alemão, zona norte do Rio de Janeiro.

O ideal seria uma rendição, mas isso é difícil de acontecer. O risco de um banho de sangue, sim, é real, porque prevalece na segurança pública a lógica da guerra. O Estado cumpre, assim, o seu papel tradicional. Mas, ao final, não costuma haver vencedores.

Esse modelo de enfrentamento não parece eficaz. Prova disso é que, não faz tanto tempo assim, nesta mesma gestão do governo estadual, em 2007, no próprio Complexo do Alemão, a polícia entrou e matou 19. E eis que, agora, a polícia vê a necessidade de entrar na mesma favela de novo.

Tem sido assim no Brasil há tempos. Essa lógica da guerra prevalece no Brasil desde Canudos. E nunca proporcionou segurança de fato. Novas crises virão. E novas mortes. Até quando? Não vai ser um Dia D como esse agora anunciado que vai garantir a paz. Essa analogia à data histórica da 2ª Guerra Mundial não passa de fraude midiática.

Essa crise se explica, em parte, por uma concepção do papel da polícia que envolve o confronto armado com os bandos do varejo das drogas. Isso nunca vai acabar com o tráfico. Este existe em todo lugar, no mundo inteiro. E quem leva drogas e armas às favelas?

É preciso patrulhar a baía de Guanabara, portos, fronteiras, aeroportos clandestinos. O lucrativo negócio das armas e drogas é máfia internacional. Ingenuidade acreditar que confrontos armados nas favelas podem acabar com o crime organizado. Ter a polícia que mais mata e que mais morre no mundo não resolve.

Falta vontade política para valorizar e preparar os policiais para enfrentar o crime onde o crime se organiza - onde há poder e dinheiro. E, na origem da crise, há ainda a desigualdade. É a miséria que se apresenta como pano de fundo no zoom das câmeras de TV. Mas são os homens armados em fuga e o aparato bélico do Estado os protagonistas do impressionante espetáculo, em narrativa estruturada pelo viés maniqueísta da eterna "guerra" entre o bem e o mal.

Como o "inimigo" mora na favela, são seus moradores que sofrem os efeitos colaterais da "guerra", enquanto a crise parece não afetar tanto assim a vida na zona sul, onde a ação da polícia se traduziu no aumento do policiamento preventivo. A violência é desigual.

É preciso construir mais do que só a solução tópica de uma crise episódica. Nem nas UPPs se providenciou ainda algo além da ação policial. Falta saúde, creche, escola, assistência social, lazer.
O poder público não recolhe o lixo nas áreas em que a polícia é instrumento de apartheid. Pode parecer repetitivo, mas é isso: uma solução para a segurança pública terá de passar pela garantia dos direitos básicos dos cidadãos da favela.

Da população das favelas, 99% são pessoas honestas que saem todo dia para trabalhar na fábrica, na rua, na nossa casa, para produzir trabalho, arte e vida. E essa gente - com as suas comunidades tornadas em praças de "guerra" - não consegue exercer sequer o direito de dormir em paz.

Quem dera houvesse, como nas favelas, só 1% de criminosos nos parlamentos e no Judiciário.

Desejamos

Apresentação da Peça DOMESTICADOS na sede do Movimento Estudantil do Norte Fluminense


Domesticados:

Em pleno século XXI as mazelas da servidão e escravatura ainda recaem sobre os ombros do povo que, com seus braços, ensangüentados e em riste, ergueram as bases do Brasil, o povo Negro. Domesticados, um espetáculo de Victor Santana, Diego Fraga, Luisa Leão e Rafael Gomes Scheiner, trata dos resquícios e seqüelas da estrutura escravocrata e pré-conceituosa, que ao contrario do que se pensa, ainda persiste e perdura na sociedade atual.
Maria Silva, uma negra nordestina, abandonada pelas mazelas da fome do sertão nordestino, torna-se domesticada pela servidão no lar e pelo trafico de prostituição. Maria, lesada, subjugada, é privada de sua liberdade por Madame Castela, uma proeminente cafetina espanhola, que a mantém como uma mercadoria viva em seu prostíbulo na Espanha.
Luiz, um brasileiro militante dos movimentos sociais, que mora na Espanha, apaixona-se por Maria e compadece-se de sua história, e pela força de seu espírito de luta e inquietação empenha-se na tarefa de fazer valer os direitos básicos do ser humano, dos quais Maria é violentamente privada. "

Manisfesto de União da Facções para os ataques no Rio de Janeiro

clique na imagem para ampliá-la

Policiais militares de Campos enviados ao RJ

Três ônibus estão estacionados no estacionamento do Teatro Municipal Trianon e irão dentro de instantes seguir para a cidade do Rio de Janeiro, conduzindo aproximadamente 120(cento e vinte) policiais militares para dar a apoio nas operações de combate ao crime organizado que está promovendo uma série de ataques, incendiando ônibus, carros, vans e caminhões.
Desejamos sorte aos policiais enviados para esta missão e que possam retornar para Campos sem contratempos.

Inscrições abertas para Curso a Distância em Segurança do Trabalho

Prefeita de SJB, Reitora do IFF e Diretor do Campus Centro na última formatura do Núcleo de SJB

O Instituto Federal Fluminense, em parceria com a prefeitura de São João da Barra, abriu inscrições do processo seletivo 1º Curso Técnico de Nível Médio a Distância em Segurança do Trabalho. Os interessados devem acessar o portal do Iff, www.iff.edu.br, até o dia 16 de dezembro, quando encerram-se as inscrições, feitas apenas pela internet.

Serão oferecidas 75 vagas para o curso técnico, sendo 50 no pólo presencial que funcionará no Ciep-265 Gladys Teixeira, no centro de São João da Barra, e 25 no pólo da Escola Municipal Crizanto Henrique de Souza, na praia do Açu. É necessário, para realizar a inscrição, ter concluindo o ensino médio ou estar concluindo em 2010. A taxa de inscrição é de R$ 12,00 e as provas serão realizadas no dia 13 de fevereiro. O curso terá inicio no mês de março de 2011 e a duração será de dois anos

Também estão abertas inscrições para tutor e professor. Os interessados em se inscrever como tutor deverão se dirigir, até o dia três de dezembro, à Coordenação de Educação a Distância, Pró-Reitoria de Ensino, Campus Campos-Centro (Rua Dr. Siqueira, 273, Campos dos Goytacazes). São oferecidas três vagas, sendo uma para tutoria a distância e duas para tutoria presencial nos dois pólos em funcionamento.


A carga-horária será de 20h semanais e é necessário, para se inscrever como tutor, ter ensino médio completo ou equivalente, com experiência mínima de um ano de magistério e ter habilidade para utilizar computadores com sistema operacional Windows ou Linux. Para professor é exigido, entre outros requisitos, ser professor em efetivo exercício do IFF. Os editais para o processo seletivo estão disponíveis no portal do IFF.

Esgoto, sujeira, abandono e depredação na Praça do Parque Santo Amaro

O blog esteve na manhã de ontem(23/11)no Parque Santo Amaro, um bairro residencial de Campos, composto em Parque Santo Amaro para verificar as condições da Praça Principal do bairro e ficamos surpresos com o que vimos: quadra de esporte sem traves e cesta de basquetebol, mendigos dormindo nos quiosques, banheiros destruídos, alambrados rompidos, esgoto à céu aberto, tudo isso a alguns metros da sede da Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes.

Onde está o vaso sanitário?

Traves improvisadas e ausência da cesta para prática de basquetebol

Alambrados destruidos

Esgoto a céu aberto, risco de proliferação do mosquito da dengue

Mendigo dormindo no quiosque onde é servida a melhor picanha de Campos

"

"Uma pena a pracinha do Parque Santo Amaro estar naquele estado. Cresci como se essa praça fosse uma extensão do quintal da casa dos meus avós. Eu, minha irmã e meus primos descemos muito no escorrega, balançamos muito, nos divertimos demais ali. Minhas tias e meus sogros continuam morando no parque. Eu já tentei levar meus meninos à pracinha, mas infelizmente os brinquedos estão quebrados, tem lixo no chão, mendigos, uma tristeza só. Uma falta de respeito com um bairro tão arborizado, tão cheio de moradores. Uma falta de respeito com o cidadão. Flávia Pizelli"


"Hoje, entendo melhor a importância do bom estado de conservação das praças públicas, pois a cerca de 3 anos passei a residir no Flamboyant e lá tem duas praças, bem conservadas, onde levo meus filhos para brincar e também fazer uma caminhada matinal ou no fim da tarde. Bom seria se esta praça do Parque Santo Amaro recebesse uma atenção do Poder Público Municipal." Fabiano Seixas

IX Retiro de Carnaval 2011


Data: 05,06, 07 e 08 de março de 2011

“Nunca deixe passar a oportunidade de verificar o que o Universo planejou para você”

Programação realizada com o objetivo de restaurar suas forças físicas, emocionais, mentais e espirituais

Tema do retiro: “Perdão e nossa reconciliação com o Universo.”

O retiro oferece momentos de profunda reflexão, de meditação, de palestras com o tema, relaxamento dirigido;alimentação vegetariana;
Opção:dormir no local ou em casa
Apresentação de filmes, cânticos de mantras, dinâmicas incentivando a uma reconciliação com o nosso próprio ser, sem culpas e sem nos tornar vítimas do passado e nem do presente.

Valor: 3 prestações de 70,00 dezembro/janeiro/fevereiro;
3 prestações de 80,00 janeiro/fevereiro/março
2 prestações de 130,00 fevereiro/março
Espaço Yoga Damaru -

II Jornada Mística do Tarô 2011


Aprovado por unanimidade em 2010

Facilitadora: Gilda Andrade


O conhecimento dos arquétipos nos ajuda a determinar a extensão em que as qualidades que eles simbolizam estão incorporados em nós mesmos, nos proporcionando uma autopercepção na vivência da jornada que Jung denominou “ EU”.


CONVITE: Vivenciar o conhecimento do Tarô nas

Datas:19/03...16/04...21/05...18/06...16/07...13/08e 10 /09 (acrescido de um módulo-cabala)


Sábado das 15:00 às 18:00

Local: Yogashala Damaru / Rua Caldas Viana, 216,

Pq. Califórnia, Campos - RJ

Tel: 2722-3418

Requesito: tarô de Marselha ou tarô de Crowley

Valor: R$ 60,00 (por módulo-cheque pré-datado)

Jazz & Blues em Concertos - SESC Campos


Agendas Personalizadas




Características Técnicas:
Capa personalizada com a sua foto
Agenda 2011 completa com 1 dia por página, exceto sábado / domingo e feriado.

Formato final: 23x14,5 cm cm
Número de páginas: 304
Impressão: 1 x 1 cor especial(dentro da agenda)

Dados pessoais e de emergência, calendário 2011 e 2012
índice telefônico, datas importantes e agenda telefônica
Contatos
l22l 4141 2955 / 9907 9005
agenda@lucianoazevedo.com

Eleitos Garoto e Garota IFF 2010

Em promoção feita pelo grêmio do campus, alunos passaram pela avaliação de estilistas e colunistas sociais, entre outros profissionais. Evento também teve destaque estudantil.


Caio e Inny são o Garoto e Garota IFF. (Foto: Welington Rangel)


Os alunos Caio Peixoto Gomes, 17 anos e Inny Gomes, 15 anos, foram eleitos respectivamente, Garoto e Garota IFF 2010, no evento organizado pelo Grêmio Estudantil Nilo Peçanha (GENP). O concurso mobilizou os estudantes do Ensino Médio, Cursos Técnicos e Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Campus Campos-Centro do IF Fluminense.
Paralelo ao concurso de beleza aconteceu o Destaque Acadêmico, em que foram contemplados 12 alunos do Ensinos Médio, Técnico e EJA. Os coordenadores dos cursos fizeram a indicação, baseados no desempenho em sala de aula e notas.
No Garoto e Garota IFF foram classificados Raphael Jesus Pessanha, 20 anos, em segunda lugar e Everton da Silva Pereira, 19, em terceiro. Entre as meninas, Letícia Sales Rangel, 15, ficou com a segunda colocação e a terceira foi Mayara Jeronymo Mansur, também de 15 anos.
No júri, uma servidora do campus, estilistas, colunistas sociais e um cabelereiro, num total de oito integrantes. A planilha de notas mostra que eles tiveram dificuldades para fazer as escolhas. O aluno Diego da Costa, do Ensino Médio, foi indicado para o Destaque Estudantil.
No que depender de Gustavo Viana, coordenador do evento e dos 10 integrantes da comissão organizadora, o próximo Garoto e Garota no campus é só questão de marcar data.
- Superou nossas expectativas. Aconteceu tudo como esperávamos. Um público grande, além do que a gente tinha em mente. Foi um evento totalmente feito pelos estudantes e teve, claro, grande apoio da direção do campus. Mas fizemos com total autonomia.
Foram disponibilizadas 500 cadeiras para o público. Gustavo e os colegas de Grêmio contam que além de elas terem sido ocupadas, muitas pessoas ficaram em pé. A integração permitida pela iniciativa é destacada por ele. “Foi bom interagir com alunos de outras escolas da cidade”, destaca Gustavo.

Fonte: IFF

Programação da Semana da Consciência Negra na Casa do Estudante

Como nenhum estudante organizado fica por fora dos acontecimentos, os alojados na Casa do Estudante de Campos, estão programando para hoje atividades comemorativas ao Dia da Consciência Negra, palestras, mostras de filmes, debates a apresentações teatrais serão ingredientes para fomentar a cultura alternativa em nossa cidade.
Todos estão convidados a participar conosco deste momento de reflexão e consolidação de ações do movimento estudantil organizado.
O evento é aberto ao público e serão concedidos certificados de participação com a chancela da Universidade Federal Fluminense (UFF).

Serviço:

Onde? Casa do Estudante: Rua José do Patrocínio, s/n em frente ao Parque Alzira Vargas, Centro, Campos.
Quando? Hoje, 19/11/2010
Horário? à partir das 15 horas
Quanto? 0800 - dígratis

Atualização: 15h18min: Neste momento acontece a palestra: "Vista Minha Pele", com pesquisador Hélvio Gomes Cordeiro, autor dos livros "Carukango O Princípe dos Escravos" e Escravidão & Abolição: A luta pela igualdade, Campos dos Goytacazes depois da escravidão.





Casa do Estudante de Campos

Sushiterapia!

Sugestão para desgustar numa quarta-feira:




Hyundai e OSX definem investimento no Açu

Detentora de 10% do mercado mundial de construção naval, a Hyundai confirmou ontem à tarde em conjunto com a OSX, do Grupo EBX, de Eike Batista, a construção de um estaleiro no futuro distrito industrial do Açu, em São João da Barra, Norte do Estado do Rio. Nos próximos dias as empresas divulgarão um memorando ao mercado de ações, confirmando a parceria e a construção do estaleiro, que deverá iniciar a produção já no primeiro semestre de 2012. Na segunda-feira, dia 15, o presidente da empresa sulcoreana Jai Seong Lee e o vice-presidente, Jung Rae Kim, junto com mais dois executivos, vistoriaram a área oferecida pela OSX.
Após o anúncio ao mercado, a OSX e a Hyundai tentarão acelerar o processo de licenciamento ambiental, já requerido ao Inea – Instituto Estadual do Ambiente. A idéia é que a planta industrial esteja instalada já no primeiro semestre de 2012, gerando aproximadamente mais 10,4 mil empregos. Na fase de implantação serão aproximadamente 3,5 mil empregos, com um investimento total de US$ 1,7 bilhão. Ontem a prefeita Carla Machado anunciou que a Prefeitura e a empresa estão iniciando as conversações para criação de um programa de qualificação da mão-de-obra.
Recepcionados na segunda-feira pela prefeita Carla Machado e pelo presidente da OSX Brasil, Luiz Eduardo Carneiro, os executivos ficaram impressionados com o tamanho e a magnitude do investimento realizado no Açu. Para a construção do estaleiro será necessário abrir um canal em direção à Lagoa do Veiga, com 300 metros de largura, 2,4 quilômetros de extensão e um calado de 18 metros. O canal será responsável por fazer a ligação do estaleiro com o mar e pela revitalização da lagoa.
Durante a visita Jai Seong Lee deu demonstrações de que a área escolhida pela empresa asiática seria o Açu. Em conversa com a prefeita Carla Machado se mostrou impressionado com os investimentos realizados pela administração municipal em infra-estrutura e a parceria da Prefeitura com o governo estadual. “Nós queremos investir aqui, queremos ser parceiros”, disse o presidente da empresa.
Para a prefeita Carla Machado, o anúncio da Hyundai é mais uma prova do potencial econômico de São João da Barra e das transformações que ocorrerão no futuro. “Acredito que estamos no caminho certo. Hoje, as oportunidades que estão sendo abertas para a população local são muitas. A região Norte do Rio de Janeiro vai conhecer um novo processo de desenvolvimento econômico. E precisamos aliar isso à justiça social. Por isso vamos trabalhar com afinco nesse programa de capacitação da população, para que a população local possa participar efetivamente desse processo”, afirmou a prefeita.

Exposição fotográfica Africanidades no Teatro Trianon marca Dia da Consciência Negra



Em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra o Teatro Trianon recebe a Exposição fotográfica Africanidades, do fotógrafo campista Wellington Cordeiro. A mostra será aberta na sexta-feira, 19 de novembro às 20h e contará com uma apresentação da sambista Lene Moraes e com uma homenagem ao sambista Geraldo Gamboa. As imagens poderão ser contempladas até o final do mês no foyer do Teatro.

A exposição Africanidades é o resultado do projeto de pesquisa iconográfica que o fotógrafo Wellington Cordeiro vem desenvolvendo nos quilombos da região Norte Fluminense. As fotografias retratam principalmente o cotidiano dos moradores de comunidades quilombolas de Campos dos Goytacazes, São Francisco do Itabapoana e Quissamã. O projeto ganhou maior notoriedade com a viagem para a Angola a fim de retratar o local de onde partiram os negros que foram escravizados na região norte do Estado do Rio de Janeiro. Em posse desse material, o fotógrafo campista organizou uma mostra fotográfica que consiste num comparativo entre o povo africano e os afro-descendentes da região.

Para o fotógrafo, a viagem a Angola que ocorreu em 2008, foi antes de mais nada, a realização de um antigo sonho que era fotografar no continente africano, visto que sua formação dentro da linguagem fotográfica foi desde o início enriquecida por fotografias do grande fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, um dos maiores foto-documentaristas do mundo, que possui um rico acervo de fotos de países africanos.

Quanto aos desafios da viagem, ele afirma que “já os previa, desde que recebi a incumbência da Fundação de Cultura de Quissamã de integrar a comitiva de pesquisa numa viagem à Angola, passei a pesquisar com fotógrafos brasileiros que já tivessem essa experiência para me repassar dicas de como saná-las. Somente o fato de você se encontrar num ambiente estrangeiro, por si só já é um dificultador, mesmo sendo um país de língua portuguesa, o que facilita na comunicação, a cultura e os costumes são distintos e por isso mesmo, trás certa problemática. Posso citar o fato de Angola ter passado por muito tempo sob a colonização portuguesa e mais recentemente cerca de 30 anos de guerra civil, que acabou há pouco tempo (2002) fez com que o povo angolano ficasse com muitas ressalvas ao turista estrangeiro. Principalmente quando se tenta registrar imagens pelas ruas das cidades”.

Momento que promete grande emoção será a homenagem ao bamba do samba de Campos, Geraldo Gamboa. O sambista 81 anos é um dos mais importantes integrantes da velha guarda do samba de Campos. A noite reserva ainda a animação característica do samba na voz da sambista Lene Moraes que mostrará o melhor do samba de raiz, ritmo de herança africana.

Presidente da Hyundai visita Super Porto do Açu em São João da Barra

Por ocasião de sua estadia no Brasil, o presidente da coreana Hyundai Heavy Industries (HHI), Jai Seong Lee, veio visitar o Super Porto do Açu, em São João da Barra, nesta segunda-feira (15). Recepcionado pela prefeita Carla Machado e pelo presidente da OSX Brasil, Luiz Eduardo Carneiro, o convidado ficou encantado com a magnitude do projeto. Lee veio acompanhado do vice-presidente da companhia, Jung Rae Kim, e de mais dois executivos. O gerente executivo da Construção Naval da OSX, José Jorge Araújo e parte do estafe administrativo da prefeitura de São João da Barra também se fizeram presentes na visita.

Atualmente a OSX está em fase de licenciamento ambiental para a construção de um estaleiro no município de Biguaçu, em Santa Catarina, e em paralelo, iniciou processo para licenciamento também em São João da Barra, pedido feito no final do mês de outubro deste ano junto ao Instituto Estadual do Ambiente (Inea), o que deverá acarretar mais um estudo e relatório de impacto ambiental (Eia/Rima).

O estaleiro do Açu gerará aproximadamente 10 mil empregos diretos na fase de operação e 3500 na fase de construção. O projeto, que representa um investimento de US$1,7 bilhão, trará significativos benefícios diretos e indiretos para a localidade e regiões próximas ao empreendimento, assim como para a economia brasileira. Estima-se que a obra de construção do estaleiro, assim que sejam aprovadas todas as licenças necessárias, leve em torno de três anos.

Durante a visita, os executivos puderam ver de perto o canteiro de obras do Super Porto do Açu, a estrutura para filtragem de minério, a maquete do complexo industrial e conheceram a área que futuramente aportará um dos maiores estaleiros das Américas. Além disso, como forma de firmar o compromisso com a sustentabilidade, a prefeita, executivos da OSX e da Hyundai plantaram uma muda de pau-brasil, fortalecendo a sinergia entre brasileiros e coreanos.

Para a prefeita Carla Machado este dia é mais um marco histórico para São João da Barra. “Estamos recebendo executivos de uma das maiores empresas na área naval do mundo. O estaleiro do Açu será mais um empreendimento que gerará empregos para nossa população. Vamos continuar no forte trabalho de qualificação profissional para que a mão de obra local seja absorvida por todo este crescimento. Fomos um grande porto no século dezenove e queremos voltar a estes áureos tempos, tendo sempre à frente um planejamento estratégico que gere melhoria na qualidade de vida de todos”, ressalta.

A OSX, que também integra o Grupo EBX, tem a HHI como sócia e parceira estratégica para transferência de know how e tecnologia. A OSX é uma companhia do setor de equipamentos e serviços para a indústria offshore de petróleo e gás natural, com atuação em três segmentos: construção naval, afretamento de Unidades de Exploração e Produção e serviços de Operação e Manutenção.

Constituída para suprir a demanda da indústria por soluções de serviços integrados aos campos de petróleo e gás natural, a OSX atenderá em especial à OGX, outra companhia do Grupo EBX que conquistou uma posição de destaque no setor brasileiro de E&P, e que estima uma demanda de 48 unidades de produção – que teriam um custo estimado de mercado de aproximadamente US$30 bilhões – para suportar sua base de crescimento nos próximos 10 anos.

Já a Hyundai detém 10% do mercado mundial de construção naval. Fundada em 1972, a empresa já entregou mais de 1.600 embarcações para mais de 250 armadores em 47 países. Sua divisão offshore já completou mais de 170 projetos incluindo 100 projetos de alto desempenho para mais de 30 empresas de óleo e gás.

André Trigueiro sobre o Pré Sal: "O Brasil descobriu a energia certa no século errado"

Por Wesley Machado
Jornalista e torcedor do Botafogo

"O Brasil descobriu a energia certa no século errado", essa é a opinião do professor da PUC-RJ e jornalista, pró-graduado em Gestão Ambiental, André Trigueiro, com relação ao Pré-Sal. Trigueiro, que proferiu neste sábado (13) uma palestra sobre biodiversidade e ecologia na Arena Cultural da 6ª Bienal do Livro de Campos, comentou que não dá para abrir mão da exploração do Pré-Sal, afinal 80% da energia que move o mundo vem do petróleo, carvão e gás.

Mas ele avisou: "O petróleo é uma fonte de energia condenada, ainda nesse século, a perder prestígio. Não seremos dependentes do petróleo no final do século XXI. China, Europa e Estados Unidos investem muito mais em energia limpa, a chamada economia de baixo carbono. Não é preciso mais espremer cana para conseguir o etanol. Com tecnologia, já é possível conseguir etanol de matérias orgânicas como a celulose, folha de árvore, casca de côco e madeira", informou Trigueiro.

André Trigueiro destacou a importância de se utilizar também as energias eólicas e solares já que as fontes não renováveis vão acabar. O professor Aristides Sofiatti, um dos grandes intelectuais do Brasil da área de meio ambiente, e que também participou do encontro, teve raciocínio coincidente com o de André Trigueiro: "Um exemplo de que estamos ultrapassados com relação a tecnologia é o fato de que o Porto do Açu (em São João da Barra-RJ) vai utilizar carvão mineral em sua termelétrica, o que traz uma poluição muito grande", disse Sofiatti.

Sobre saneamento básico, Trigueiro falou: "O Brasil é o único país do mundo com nome de árvore. Temos o maior estoque de água doce, superficial ou subterrâneo, do planeta. Estamos ultrapassando a Itália em PIB ascendente. Mas ainda não sabemos cuidar dos nossos recursos. Temos apenas 30% dos esgotos tratados. 60% dos municípios despejam o lixo em céu aberto e vazadouros clandestinos. Somos uma potência ambiental que virou as costas para algo óbvio, como a diarréia, que é uma doença fácil de se tratar", afirmou Trigueiro.

Sofiatti complementou: "Não quantificamos ainda o que os insetos, as aves dão em produção de alimentos. Quem produz o ar são os microorganismos. A humanidade tem de cuidar da biodiversidade. Temos de debater o consumismo. A sustentabilidade é uma questão corrompida. As pessoas preferem o supérfluo a uma boa alimentação, moradia e educação. Mas a questão não é melhorar a distribuição de renda. O IDH não basta. O IDH não é sustentável ecologicamente, afiançou Sofiatti.

No debate, mediado pelo jornalista Martinho Santafé, foram abordados ainda temas como a reutilização da água, a separação do lixo reciclável, a educação ambiental, a necessidade de se reduzir o consumo supérfluo e a importância da prática do consumo consciente. Da platéia vieram perguntas sobre a política para o desenvolvimento sustentável, o que provocou uma crítica por parte do dois palestrantes com relação ao critério de escolha de ministros para áreas estratégicas do governo federal, como Minas e Energia, Meio Ambiente e Agricultura.

Quanto a estrutura da Bienal, André Trigueiro afirmou ter ficado impressionado: "Eu estou muito impressionado. A estrutura está muito bem montada, aproveitando os pontos cardeais da praça. A organização está ótima e o nível dos convidados muito grande. É de suma importância lembrar para a sociedade que nós só avançamos se nos instruirmos, informarmos e tivermos uma relação de afeto com esse objeto chamado livro, concluiu Trigueiro. que é apresentador do "Jornal das 10" e do programa "Cidades e Soluções", da Globo News e escritor, autor de "Mundo Sustentável", publicado pela editora Globo.

Assembléia do SEPE realizada em 11/11/2010

Em Assembléia realizada na tarde de hoje, na sede do SEPE, os profissionais servidores da educação decidiram que estarão em luta constante por melhorias na educação e manterão acesa a chama pelas principais reinvindicações da categoria: o Plano de Cargos, Carreiras e Salários, a discriminação do valor do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), no contracheque dos professores e a convocação de profissionais aprovados no concurso de 2008.

Num auditório lotado, fizerem o uso da palavra os dirigentes do SEPE, Graciete Santana, Amaro Sérgio, dentro outros que passaram para a categoria os informes dos eventos e reuniões que participaram após o Fórum de Educação.

Relataram dos contratempos ocorridos quando foram a sede de Conselho Municipal de Gestão do FUNDEB, quando lá buscavam o detalhamento dos repasses dos valores aos professores e sua descrição nos contracheques.

Causou surpresa nos presentes quando foi apresentado um contracheque de uma professora do município de Cambuci, onde o valor referente ao FUNDEB era de R$ 1.200,00 (um mil e duzentos reais), superando até mesmo o valor do salário pago.

Em nossa região, prefeitura como a do Município de São João da Barra já faz o repasse do valor referente ao FUNDEB aos professores, descrevendo-o em contracheque.

É difícil entender é o entrave criado pela Secretaria de Controle e Orçamento do Município de Campos ou Secretaria de Administração, quando não faz o mesmo procedimento dos municípios vizinhos, dando transparência a aplicação destes recursos.

Segundo informações do Departamento Jurídico as questões relacionadas ao FUNDEB estão sendo tratadas com o Ministério Público, onde as petições encontram-se sem movimentação a muito tempo, devido a inoperância dos responsáveis na análise do pleito do SEPE, e se continuar desta forma, o caminho será uma audiência no MEC ou uma ocorrência na Polícia Federal, devido a origem dos recursos sem enviados pelo Governo Federal(neste ano já foram depositados na Conta da PMCG 96 milhões de reais!)
Ficou também decidido o envio dos nomes dos diretores de escola que não estão considerando o abono das faltas referentes aos dias 19 e 20/10/2010 dos profissionais que participaram do Fórum de Educação do SEPE, onde um acordo foi firmado com o Prefeito em Exercício Nelson Nahim, ficou decidido que os profissionais que apresentassem declaração ou certificado de participação no evento não receberia falta e receberia seu salário sem dias descontados.

Em relação a Campanha DIRETAS JÁ, que teve ampla divulgação no Fórum e no Ato Público realizado no dia 20/11/2010, a próxima ação será uma Assembléia dos Profissionais da Educação, que será realizada no dia 07/12/2010, nas escadarias da Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes, onde será cobrada de cada vereador(a) sua posição, se é favorável ou contra a eleição direta para Diretor Geral de Escola, já que quando estes hoje indicam os diretores, também passam a ser participantes diretos do descaso da educação municipal, que hoje tem uma das piores colocações no IDEB.

Também nesta Assembléia será apresentado a proposta do SEPE ao Orçamento do Município de Campos, onde os valores referentes a valorização dos profissionais, através do Plano de Cargos e Salários já tenham sua verba alocada para o exercício de 2011.







Clique aqui para ter acesso ao álbum de fotos da Assembléia

video

Professora Graciete Santana, coordenadora do SEPE

Profissionais da educação da rede municipal de Campos podem entrar em GREVE por falta de transparência na aplicação do FUNDEB por parte da PMCG

[Profissionais da Educação em manifestação - Fabiano Seixas]


do Blog Dignidade:

Hoje, às 17:00hs na sede do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (SEPE), localizada no edifício Ninho das Águias, sala 514, 5º andar, centro, será realizada Assembléia da categoria para avaliar e discutir as próximas ações da categoria quanto à mobilização em relação às reivindicações: transparência do FUNDEB, convocação dos concursados de 2008, revisão do PCCS, eleição direta para diretores de escolas.

O lastimável fato ocorrido com dois diretores do SEPE que foram conduzidos ao 134º DP, sob alegação de “desacato à autoridade”, após solicitar ao Conselho Municipal do Fundeb, informações sobre a aplicação do recurso, parece que não agradou em nada grande parte da categoria, que questiona a transparência dos milhões, que estão atualmente sendo mantidos em TOTAL SEGREDO, pelo Conselho do Fundeb e pela PMCG.

Segundo informações obtidas pelo blogueiro após conversa com vários profissionais da educação, será sugerida pela categoria “GREVE” por tempo indeterminado, até que o governo municipal esclareça em detalhes onde e como estão sendo aplicados os milhões, além de discriminar em seus contracheques já no pagamento de novembro, quanto cada funcionário recebe de Fundeb, que a PMCG diz que repassa, mas não consegue detalhar e muito menos esclarecer.


Prefeito, se algo com os milhões do Fundeb, andou e anda errado, chegou a hora de corrigir o erro e dar a César o que é de César. Caso, tudo estiver correto, não há motivos de manter em “segredo” onde e como estão sendo aplicados os milhões do Fundeb.
Não é prefeito Nahim!?

Mande Suledil apresentar as contas e abrir o cofre!

Frei Betto vai abrir o ano letivo de 2011 no Campus central do IFF em Campos

Frei Betto vai abrir o ano letivo de 2011 no Campus central do IFF em Campos
O dominicano e escritor Frei Betto aceitou o convite do Diretor Geral do Campus Centro, Jefferson Manhães de Azevedo, para proferir uma palestra na abertura do ano letivo de 2011, no dia 15 de fevereiro. Autor de 51 livros, militante dos direitos humanos e ganhador de vários prêmios nacionais e internacionais, ele falará em Campos pela primeira vez.
Frei Betto vai ministrar duas palestras: às 16 horas, sobre Cuba, para alunos da Licenciatura de Geografia. Depois, às 19 horas, sobre os movimentos sociais e a educação, aberta à comunidade do IF Fluminense e à externa.
O convite a Frei Betto foi formalizado pelo diretor durante a Semana de Ciências e Arte da Pontificia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais. O evento foi realizado nos dias 13 e 14 de setembro, em Belo Horizonte. Na ocasião, o frei falou sobre a universidade brasileira e os movimentos sociais.
Autor de 51 livros, editados no Brasil e no exterior. Nasceu em Belo Horizonte (MG). Estudou jornalismo, antropologia, filosofia e teologia. Frade dominicano e escritor, ganhou em 1982 o Jabuti, principal prêmio literário do Brasil, por seu livro de memórias Batismo de Sangue.
Foi coordenador da Articulação Nacional de Movimentos Populares e Sindicais, participou da fundação da CUT e da Central de Movimentos Populares. Em 2003 e 2004 atuou como Assessor Especial do Presidente da República e coordenador de Mobilização Social do Programa Fome Zero.

7ª Bienal da UNE continua com inscrições abertas para as mostras artísticas e científica


Com o tema “Brasil no estandarte, o samba é meu combate”, o festival, de 18 a 23 de janeiro de 2011, será no Rio e pela primeira vez em espaço aberto. Inspire-se na cidade maravilhosa e no tema da Bienal e inscreva o seu trabalho até o dia 30 de novembro

“A Bienal da UNE vem amadurecendo nessas seis edições. A volta ao Rio de Janeiro e a discussão de um tema tão precioso quanto o samba traz à tona uma das grandes novidades desta sétima edição: a ampliação do papel da Bienal”. É o que revela a coordenadora de áreas de 7ª Bienal da UNE, Eleonora Rigotti, ao comentar as novidades do evento. “Além de reunir a produção universitária brasileira, também nos propomos a revelar talentos escondidos, sejam eles jovens ou não. A Bienal torna-se, cada vez mais, um evento de e para a juventude”. A principal parte da programação da Bienal da UNE, que levará à capital fluminense atividades culturais, científicas e esportivas vindas de todo o país, estará concentrada no Aterro do Flamengo e no bairro da Lapa e é daí que vem uma das inovações.


“Pela primeira vez a Bienal acontecerá em um espaço aberto. Assim, todos os trabalhos que tiverem vocação para ambientes assim terão maior repercussão e protagonismo”, antecipa Eleonora, citando, por exemplo, as artes plásticas. Segundo a coordenadora, quanto mais o trabalho dialogar com a cidade, com a cultura e o samba, mais certo será o destaque da obra.


Além de trabalhos nas áreas de Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, C&T, Literatura, Música, e Mostra CUCA, estão sendo somadas à Bienal atividades Autogestionadas e Artes Integradas para trabalhos que dialoguem com duas ou mais áreas simultaneamente.



“A Bienal também é um espaço no qual as pessoas podem compartilhar experiências. As atividades autogestionadas vem pra isso”, diz Eleonora. Se você fez um mochilão para algum lugar bacana ou inusitado, mesmo conhecido, pode compartilhar as fotos e experiências dessa viagem dentro dessa categoria: atividade autogestionada. Também pode propor uma oficina, um testemunho, uma caminhada, um coletivo de arte pode ensinar uma técnica, são infinitas as possibilidades. Se tem um trabalho diferenciado – uma tecnologia, experiência na web, uma obra culinária ou artesanal – que não se encaixa entre as artes apontadas, inscreva-se nas Artes Integradas.


Inscrições online


A 7ª Bienal também busca inovar facilitando as inscrições e meios para inscrição, que serão feitos especialmente pela internet – e sem custo. "Estamos buscando utilizar os suportes digitais para facilitar o envio e aferição de trabalhos.


O Myspace, canal que hospeda bandas e seus trabalhos tem sido uma ótima ferramenta para otimizar as inscrições”, diz Guilherme Barcelos, coordenador da área de música.Os organizadores do evento também destacam que nesse ano os trabalhos selecionados para a mostra receberão como prêmio o pró-labore.


“Buscamos atingir os estudantes de áreas específicas como música e cinema, além daqueles que se organizam em coletivos de arte e também o jovem que tem alguma habilidade destacada ou experiência relacionada à cultura e arte de uma forma geral”, esclarece Eleonora.




Fonte: UNE

Estudo salesiano propõe administração de conflitos nas empresas

Cleonice Jardim - pesquisadora


Um dos grandes desafios dos gestores, as relações humanas são as maiores causas de perda de motivação e produtividade no meio corporativo. Pensando em investigar as razões dos conflitos dentro das empresas e saber qual a melhor forma de administrá-los, a administradora Cleonice Jardim desenvolveu o estudo “O gestor e o seu papel na administração de conflitos em uma empresa de telecomunicações”. O trabalho foi selecionado dentre outros 150, na área de gestão de pessoas, para fazer parte do 21º Encontro Nacional dos Cursos de Graduação em Administração – Enangrad.

Segundo a autora, a pesquisa começou como trabalho final do curso de administração – concluído no primeiro semestre deste ano, na Faculdade Salesiana de Macaé (FSMA) - e foi apresentada nos dias 24 a 27 de outubro, em Brasília. “Toda a viagem foi custeada pela FSMA, o que representa um grande estímulo para a produção científica e a participação dos seus alunos em congressos e eventos acadêmicos”, disse. O trabalho orientado pela professora Silvia Lourenço recebeu nota máxima e foi indicado para a publicação.

A pesquisadora ouviu três gerentes e 18 supervisores de uma empresa de telecomunicações de grande porte, em Macaé. O resultado revelou que 70% dos gestores se omitem ao invés de buscar soluções para os conflitos. Os problemas mais comuns, segundo Cleonice, são o cumprimento de normas e tarefas, as diferenças pessoais, a falha na comunicação e os interesses pessoais acima dos interesses do grupo.

O estudo revelou ainda que há uma divergência de visão e de linguagem entre supervisores e gerentes. O que um grupo atribui à falta de transparência e diferenças pessoais, o outro entende como resistência à mudança de gestão e não adequação às normas da empresa. O ponto de convergência entre os dois grupos é a falta de atitude dos gestores diante dos conflitos. O que mais da metade admite por não saber como agir.

Para mudar essa realidade que compromete a produtividade da empresa e a qualidade de vida dos funcionários, Cleonice sugere um sistema de remuneração e premiação com regras mais claras – fator que gera uma grande insatisfação entre os colaboradores das empresas. Além disso, é fundamental maior discussão com a equipe, sobre o papel do conflito no desenvolvimento de competências, e maior preparação dos gestores para lidar tecnicamente com o problema.


Resultado - Consequência dos conflitos

* Mais informações com a equipe da Assessoria de Comunicação SalesianaTelefone: (22) 2791-9500 - ramal 310 ou no site www.insgmacae.edu.br

6ª Bienal do Livro de Campos: Fábio Moon e Gabriel Bá na Bienal


Hoje (9), às 15h, na Arena Cultural, na 6ª Bienal do Livro de Campos, os quadrinistas Fábio Moon e Gabriel Bá vão contar um pouco de suas histórias em um bate papo com os amantes dos quadrinhos. Com a mediação do jornalista e quadrinista, de Campos, Cássio Peixoto, os artistas discutirão o tema: Série Profissões: Quadrinistas - Traços & Riso.
Fábio e Gabriel são irmãos. Trabalham juntos e já publicaram no Brasil, Estados Unidos, Espanha, França, Alemanha e Itália. Já ganharam os prêmios Jubuti, Eisner, Harvey, HQ Mix, Angelo Agostini e o Xeric Foudation Grant. Os irmãos criaram o site 10 Pãezinhos, onde contam as suas histórias. Hoje, produzem a série Daytripper para a editora americana Vertigo e têm uma tirinha aos sábados na Folha de São Paulo, chamada Quase Nada.
Fábio e Gabriel estão em Campos desde ontem e passaram a tarde na Bienal acertando os detalhes para a palestra de hoje. O presidente da Fundação Cultural Jornalista Osvaldo Lima, Avelino Ferreira, falou sobre o momento da Bienal direcionado para a nona arte. "Trouxemos para a 6ª Bienal do Livro de Campos dois artistas de renome internacional, esperamos com isso suprir uma lacuna que observamos nos anos anteriores atendendo ao público que é amante dos quadrinhos em Campos", declarou Ferreira.
Os trabalhos de Moon e Bá podem ser encontrados no site: www.10paezinhos.com.br.

Começando bem a semana:


"Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV.
Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor.
E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sobre o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser."

Amyr Klink

Novas Bandeiras no Palácio da Cultura, sede da FCJOL

[novas bandeiras no Palácio da Cultura - Fabiano Seixas]

Na sexta-feira (05-110, estive no Palácio da Cultura, sede da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, para cumprimentar meu amigo e torcedor do Botafogo Wesley Machado, que batalhou bastante para que as bandeiras fossem trocadas, ficam aqui nossos agradecimentos e solicitamos que as autoridades competentes tenham zelo e respeito por nossos símbolos.

Enem 2010: Abstenção no primeiro dia fica em 27%

O primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) transcorreu em normalidade. Foi o que afirmou o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), Joaquim Neto, na noite deste sábado, 6. De acordo com Neto, o cálculo preliminar da abstenção neste primeiro dia ficou em 27%. As provas ocorrem também neste domingo, 7, a partir das 13h, horário de Brasília.

O exame foi aplicado em 1.698 cidades, 11.646 locais de prova e 128.200 salas. O processo de distribuição das provas nos locais de realização começou bem cedo, na manhã do próprio sábado, por meio de 1,8 mil rotas de distribuição dos Correios. Joaquim Neto afirma que não houve ocorrência de problemas durante a entrega do material.

A aplicação dos testes começou às 13h, exceto em um local em Belo Horizonte, onde houve queda de energia. “Lá, o exame teve início às 15h, quando a energia foi restabelecida, para que não houvesse prejuízo aos estudantes”, informou Neto. Neste caso, os alunos tiveram as mesmas quatro horas e meia para responder as questões.

Em relação à troca do cabeçalho no cartão-resposta, em que o título Ciências da Natureza aparecia no lugar de Ciências Humanas, o presidente do Inep garantiu que nenhum candidato será prejudicado. Neto explicou que, assim que o problema foi detectado, logo no momento da abertura dos pacotes que continham as provas, os fiscais de sala foram orientados a pedir para os alunos preencherem normalmente, de acordo com a numeração de cada questão, independentemente do cabeçalho.

“Caso o candidato não tenha recebido esta orientação e tenha preenchido de forma invertida o cartão-resposta, poderá entrar com requerimento no sistema de acompanhamento do Enem na internet. Essa opção estará disponível ainda essa semana”, disse Neto. Segundo ele, basta que o estudante peça para sua prova ser corrigida de forma inversa, ou seja, considerando as questões de 1 a 45 como Ciências da Natureza e suas Tecnologias e as de 46 a 90 como Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Algumas provas de cor amarela tiveram questões repetidas ou erro na numeração dos itens. Assim que o Inep tomou conhecimento do ocorrido, observou Neto, orientou os aplicadores dos testes a substituírem os cadernos errados por outros da reserva técnica enviada a cada local de prova. “Os problemas de ordem gráfica serão apurados e os candidatos podem ficar tranquilos; ninguém sairá prejudicado”, salientou.

O gabarito oficial das provas deste fim de semana será divulgado na terça-feira, 9, a partir das 18h. O resultado do exame sairá na primeira quinzena de janeiro.

Assessoria de Imprensa do Inep/MEC


Em Campos dos Goytacazes são 7859 candidatos inscritos para fazer a prova.

Palestra Artes e Manhas da Cozinha com o chef José Hugo Celidônio

Chef José Celidonio e este blogueiro preprando o Risoto dos Goytacazes

"Tenho um carro normal, Fiat. Quando contei para alguns amigos que vinha para Campos, foram tantas encomendas de Chuvisco que pensei em alugar uma Kombi...

Minha formação na cozinha foi muito francesa. Primeiro morei durante 2 anos em Paris quando tinha 20 anos. Tinha um apartamentinho e para receber uma namorada tinha que cozinhar em casa. Restaurante era caro... E com cada uma aprendia um pouco.

Quando já tinha restaurante já fazia algum tempo, convidei e trouxe para o Brasil alguns grandes chefes francesas que marcaram muito nossa gastronomia. Ensinando outros chefs e principalmente – os clientes. Só surge comida boa quando os clientes são exigentes.

O primeiro que trouxe foi o Alain Chapel. Morreu cedo e foi um dos mais geniais cozinheiros da França. Depois vieram o Pierre Troigros e o Georges Blanc.

A influência francesa aparece muito na designação dos pratos como filet mignon; os cortes de carne como entrecôte, tournedos, escalope, ... e outros como purê, consome, ragú....

E também em termos da cozinha: declácer, que quer dizer... Historinha: uma vez me perguntou “ É pra desgraçar????”

A échaloitte é parente do alho embora de paladar mais suave e fundamental em bases de alguns molhos como Béarnaise e Beurre Blanc. Só que aqui, quando aparece na feira é chamada de Chalota. Parece peça de automóvel.

Da Cozinha portuguesa também temos muitas curiosidades. Se você chegar num bar em Lisboa e pedir bolinhas de bacalhau, provavelmente eles ficarão surpresos. Lá é Pastéis de Bacalhau.

Uma vez um grupo de cariocas se encontraram em Portugal e foram para Braga comer o famoso Arroz de Braga, prato tradicional dos restaurantes lusos no Rio de Janeiro, e a base de arroz e pato. Chegaram ao restaurante mais famoso de Braga e face ao pedido o maître fez cara de não entender nada. Só depois de algumas explicações é que descobriram que lá é apenas um Arroz de Pato. E por estarem em Braga...

Sem relação com a gastronomia mas sim com Portugal, uma historinha divertida: na praça de Cascaes se perguntar ao guarda que horas escurece ele vai responder: Não escurece, acendem-se as luzes!!!

Os leitões da Bairrada são famosos. E mais famosos são os anúncios: em um deles HÁ LEITÕES!!!

O termo PASTEL também aqui na nossa vizinhança, no Chile, tem outro significado. Um dos pratos mais famosos é o PASTEL DE CHOCLO, com picadinho em baixo e por cima um creme de milho verde gratinado.

Acabei de chegar de uma viagem rápida na Espanha, San Sebastien e Madri. San Sebastien fica na região basca, perto da fronteira com a França. Cidade pequena, só que com três restaurantes 3 estrelas no Michelin. Mas o bom mesmo lá são as Tapas. Ou Melhor, os bares de tapas. O que são tapas? Deturpação do conceito aqui no Brasil.

Receita de Hoje

Depois de ter falado da minha influência portuguesa, da minha nova paixão pela cozinha espanhola.

E a italiana?
Essa é como as mães: mesmo que você não visite todo dia, ela está lá, fácil, sem maiores cobranças.

Por isso a escolha de um risoto, que aqui chamarei de Risoto dos Goytacazes!"


Comentário do blog: Estive hoje na Tenda da Bienal do Livro de Campos dos Goytacazes, fiquei encantado com a estrutura do evento, muito bem organizada e ainda tive a oportunidade de estar aprendendo sobre a transformação dos alimentos com os seus diferentes métodos de cocção com o Chef José Celidonio, um dos grandes nomes da gastronomia brasileira. Estive com minha esposa, a Lara, e meus colegas de classe Alexandre Delgado e Celísio Castro, que estava acompanhado da sua namorada, da Veruska e ainda compartilhamos da boa companhia do jornalista Humberto Rangel.

A primeira impressão é que o investimento na Bienal terá retorno, a curto, médio e longo prazo.

Vi pessoas de todas as classes sociais e idades diferentes transitando pelos stands.

Os stands do SENAC e da Essentia, Editora do Instituto Federal Fluminense são referências para quem busca informações úteis sobre livros e profissionalização.