O PT no colo de Arnaldo Vianna


Terminou agora a pouco a convenção do Partido dos Trabalhadores (PT) em Campos dos Goytacazes, e o petista Hélio Anormal, através de 40 votos, foi escolhido como canditado a vice-prefeito na aliança com o deputado Federal Arnaldo Vianna, candidado do Partido Democrático Trabalhista (PDT).

O clima foi tenso, até um pouco emotivo, dento em vista a desistência da candidatura à vice da professora Odisséia Carvalho, que declarou voto ao Hélio Anormal.

O grupo do Dr. Makhoul indicou Carlos Robson como candidato que obteve 36 votos.

E assim, o PT, caminhará com o PDT de Arnaldo Vianna e o PSB de Alexandre Mocaiber na eleição de 2008.

O blogueiro petista, era favorável a uma candidatura chapa pura do PT, sem contato com esses mesmos nomes que se repetem na política campista, sempre envolvidos em corrupções e pelo que tudo indica, o Dr. Arnaldo está com o nome na lista do Tribunal de Contas da União, que teve seu nome envolvido em superfaturamento de shows, que foi responsável direto pela indicação dos nomes presos na Operação Telhado de Vidro.

Lamenta-se a desistência do Dr. Makhoul a candidatura ao Cargo de Chefe do Executivo Campista. A escolha foi por ser rabo e não cabeça.

Vamos seguir em frente, na política acontecem coisas que até mesmo Deus duvida!


Apesar de vocês, amanhã há de ser outro dia!

Triplica número de blogueiros detidos


Entre 2003 e 2008, 64 blogueiros acabaram atrás das grades por postar comentários sobre a política de seus países ou infringirem normas culturais. No ano passado, o número de prisões registrou um salto, tendo triplicado se comparado aos dados de 2006.

As conclusões são do Relatório Mundial de Acesso à Informação, publicado pela Universidade de Washington, nos Estados Unidos.

– Blogs têm emergido como uma nova forma de ativismo social, especialmente em regimes autoritários, que restringem o espaço para as negociações políticas – observa o autor do estudo e professor assistente do departamento de comunicação da Universidade de Washington, Philip Howard.

– Para jornalistas, os blogs são uma ferramenta útil para postagem de artigos online rapidamente. Para cidadãos, são um novo fórum para conversas políticas, onde podem se manter anônimos.Howard nota que "o número real de prisões é provavelmente superior a 64, já que muitas dessas detenções acontecem na China, Zimbábue e Irã, e passam sem registro pela mídia internacional".

Ela ainda atesta que o aumento do número de prisões prova que "as pessoas têm lido blogs em uma escala cada vez maior, o que preocupa as elites sociais e as obriga a tomar os posts online como uma forma séria de ativismo político".

Mais da metade das prisões ocorreram na China, na Índia e no Irã. Mas ainda foram encontrados casos na França, em 2004, nos Estados Unidos, no ano passado, e no Reino Unido, este ano. Casos na América Latina ou no Brasil não foram reportados.

– Eu diria que as prisões são mais esperadas em democracias emergentes durante períodos de eleição, transição política ou insegurança militar. Então se quisermos fazer uma previsão quanto ao número de prisões no próximo ano, suspeito que os países onde serão realizadas eleições sejam aqueles para os quais devemos atentar – completa Howard.

O relatório prevê um crescimento já em 2008, com a chance de superação das 36 prisões vistas em 2007, devido à popularidade da ferramenta como meio de protesto e dos maiores esforços para restringir ações na internet e eleições na China, Paquistão, Irã e nos Estados Unidos.Há casos nos quais os blogueiros ficaram presos por até oito anos. Segundo o pesquisador da Universidade de Washington "a maioria fica livre em um ou dois dias, salvo no Oriente Médio, onde os períodos de detenção são extensos".

Em contrapartida, o tempo médio de prisão para jornalistas chega a 15 meses.No Oriente, acabam presos aqueles que expõem a corrupção nos gabinetes governamentais ou o abuso de direitos humanos, bem como os que escrevem sobre cenário político e políticas públicas. Fotos e estatísticas de protestos sociais ou análises de obras de arte de cunho político também são tópicos sensíveis.

Já em países como os EUA e o Reino Unido, as acusações se devem mais à postagem online de pornografia ou de material de incitação ao ódio racial.

Casos notáveis são o do iraniano Mojtaba Saminejad, preso em 2005 por postar comentários sobre a prisão de outros blogueiros. E o de Charles Leblanc que, apesar de viver no Canadá, uma democracia madura, terminou preso por fotografar e postar em seu blog um protesto político.– Mais crítico é que, com essas prisões, os regimes podem tanto desencorajar jornalistas profissionais a postarem suas histórias na internet como espalharem o medo entre os cidadãos comuns sobre o que podem fazer online – avalia Howard.(JB online)

ProUni tem mais de 46 mil bolsas ociosas


O programa permite que alunos carentes estudem em instituições de ensino superior privadas com bolsa integral ou parcial (de 25% ou 50%).
Em troca, as universidades ganham isenção de tributos. Se elas tiverem dívidas com a União, podem parcelá-las em até dez anos a juros da taxa Selic (12,75% ao ano), menores do que as de um banco privado.
No último processo seletivo do programa, para o segundo semestre de 2008, foram oferecidas 118.871 bolsas, mas apenas 72.248 candidatos foram pré-selecionados. Eles tiraram a nota mínima do Enem para pleitear uma bolsa (45 pontos), mas, para obter a vaga, terão de comprovar renda familiar per capita menor do que três salários mínimos. Ou seja, as vagas ociosas podem aumentar.
Quase todas as bolsas não utilizadas são parciais (94%). Boa parte (45%) é de ensino à distância --"modalidade que requer recursos tecnológicos que, muitas vezes, os candidatos a bolsa não possuem, como computador, acesso à internet em banda larga e possibilidade de deslocamentos periódicos aos pólos [presenciais]", afirma o Ministério da Educação, ao justificar a sobra.
A maior parte das bolsas, integrais ou parciais, não-preenchidas (88%) são aquelas que as instituições oferecem a mais do que o número exigido pela lei -uma bolsa para cada 10,7 estudantes pagantes. Essas não têm impacto sobre o cálculo da isenção de tributos.
Se forem considerados os cursos, a sobra de bolsas se concentra em administração (12%), ciências contábeis (9%), pedagogia (9%), turismo (7%) e economia (6%). Essas áreas tiveram também o maior número de bolsas oferecidas.
O percentual de bolsas não-preenchidas neste ano é similar ao verificado em 2007. A proporção de bolsas ociosas foi de 33% no primeiro semestre do ano passado --em maio de 2007, os números parciais divulgados pela Folha já indicavam uma sobra de 10,6% das vagas-- e de 40% no segundo. Em 2008, foi de 29% no primeiro semestre e, no segundo, no mínimo de 39%.

Medidas e críticas


Os novos números mostram o insucesso de medidas anunciadas em 2007 para estimular e facilitar as adesões ao programa. Entre elas, o aumento do prazo de pagamento, de uma vez e meia o tempo de duração do curso para o dobro de tempo -antes, um curso de quatro anos era pago em seis anos e agora pode ser quitado em oito.
Especialistas apontam como razão para a sobra de vagas a dificuldade de encontrar alunos que atendam aos dois pré-requisitos -a nota mínima no Enem e o limite de renda.
Roberto Leher, do departamento de fundamentos da educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro e crítico do ProUni, diz que não houve, em paralelo com o programa, uma política para melhorar o ensino médio e reduzir a evasão dos estudantes carentes.
"A seletividade social do ensino médio não se alterou. Nos primeiros anos, o ProUni atendeu uma demanda reprimida. Agora, ela em parte foi coberta, e o numero de alunos que conclui o ensino médio dentro do nível de renda é muito baixo", diz. "Foi alterada a porta, mas não o caminho até a porta."
Ryon Braga, da consultoria Hoper, aponta a renda como o maior obstáculo. Segundo ele, além da bolsa, os candidatos precisam comprar livros e pagar transporte, por exemplo.
O MEC criou uma bolsa-permanência de R$ 300 mensais, mas, no primeiro semestre de 2007, apenas 4% dos selecionados foram considerados aptos a recebê-la - o critério é ter bolsa integral e estar matriculado em curso com ao menos seis horas de aula diárias.


Transformação do CEFET em IFET será debatido na quarta


A União da Juventude Socialista (UJS) realiza na próxima quarta-feira (02/07) um debate sobre a transformação dos CEFET's em institutos federais. Com o tema "IFET: E agora?", o evento ocorrerá no Auditório Cristina Bastos, no CEFET-Campos, a partir das 18 horas.

De acordo com Júlio Cid, coordenador do núcleo da UJS no CEFET, o debate tem o objetivo de discutir as mudanças que serão geradas pela transformação e ampliar o nível de conhecimento da comunidade acadêmica em geral.

"Muitos estudantes não sabem o que mudará de fato. Nossa idéia é estimular a discussão interna sobre o assunto e avaliar os prós e os contras dessa mudança para instituto federal", revela Júlio, que acredita que a mudança deveria ter sido discutida com mais profundidade antes da aprovação.

Para compor a mesa de debatedores foram convidados a diretora-geral do CEFET-Campos, Cibele Daher; a coordenadora-geral do SINASEFE (Sindicato Nacional dos Servidores Federais), Guiomar Valdez; a diretora de escolas técnicas da UBES (União Brasileira de Estudantes Secundaristas), Gabrielle D'Almeida; e o representante do MEC no Rio de Janeiro, Prof. Cícero Mauro Fialho. Este último ainda não confirmou presença.

Qualquer pessoa pode participar do debate e não é preciso fazer nenhuma inscrição prévia. As inscrições serão feitas no mesmo dia, de acordo com a lotação do auditório.

Haverá certificado para os participantes. Quem desejar mais informações, pode acessar a página www.ujscampos.org.

Consumo de maconha no Brasil cresce 160% em 4 anos e é o maior da AL, diz ONU




O Brasil é o país da América Latina que registrou maior aumento no consumo de maconha até 2005, passando de 1% da população adulta em 2001 para 2,6% em 2005.

Também tem o maior mercado consumidor de cocaína e no continente fica atrás apenas dos Estados Unidos. Na América do Sul, o país é líder no uso de ópio (0,5% da população) e de anfetaminas (0,7%).

Já são 870 mil os usuários de cocaína, 600 mil os usuários de ópio e cerca de três milhões os usuários de maconha no Brasil.

Segundo o Relatório Mundial Sobre Drogas 2008, divulgado nesta quinta-feira (26) pelo Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (UNODC-Brasil), o território brasileiro tem sido explorado pelo crime organizado internacional como rota para carregamentos que vêm da Colômbia, da Bolívia e do Peru e seguem para a Europa. "É provável que isso tenha aumentado a oferta de cocaína para o mercado doméstico", ressalta o documento.

A droga também parece estar mais disponível nos Estados do Sul e do Sudeste do país -- áreas mais afetadas pelo tráfico com os vizinhos -- que têm respectivamente 3,1% e 3,7% da população usuária de cocaína. No Nordeste, a porcentagem cai para 1,2% e no Norte para 1,3%.

O aumento de quase 160% no consumo de maconha também está relacionado à disponibilidade dos derivados de cannabis (maconha e haxixe) vindos do Paraguai, maior produtor na América Latina (5,9 mil toneladas).

No Brasil, a produção é em menor escala, para uso doméstico somente.

O documento ressalta ainda que o consumo de anfetaminas não deve ser negligenciado. Estimativas do UNODC indicam que uso da droga está diminuindo lentamente no mundo, mas nas Américas ele aumentou.

Em 2006, Argentina, Brasil e Estados Unidos lideraram o consumo de estimulantes, com 17, 12 e 10 doses diárias para cada mil habitantes, sendo que no Brasil, o consumo de anfetaminas se equipara ao consumo de cocaína.No Brasil, muitas das substâncias dos grupos dos estimulantes podem ser compradas licitamente de forma controlada. Elas são usadas como inibidores de apetite, os famosos remédios para emagrecer.

AFONSO NETO SE LANÇA PRÉ-CANDIDATO À PREFEITO PELO PCdoB

Dias após ter anunciado a desistência da pré-candidatura de Paulo César Martins à prefeitura de Campos, o PCdoB já tem um novo postulante ao cargo.
O líder estudantil Afonso Neto anunciou sua pré-candidatura à prefeito de Campos pelo PCdoB. Afonso tem o apoio da juventude do partido e de defensores de uma candidatura própria dos comunistas.
"Me coloco como candidato para que o PCdoB possa trilhar um caminho de independência no cenário político de Campos, honrando sua trajetória de lutas, sem se aliar àqueles que se envolveram no mar de lama", disse Afonso Neto, que acredita ser uma alternativa na polarização existente em Campos.
A opção de lançar candidato à prefeito ou de se coligar nas eleiçõesserá definido pelo PCdoB em sua convenção eleitoral, que será realizada na próxima sexta às 18h no SIPROSEP.
Perfil - Afonso Neto é estudante de educação física da Universo, funcionário da E.T.E. Agrícola Antônio Sarlo e militante do movimento estudantil

Consumo de cocaína aumentou no Brasil, diz ONU


Relatório diz que exploração de grupos criminosos no país aumentam oferta da droga.


O consumo de cocaína aumentou no Brasil, segundo um relatório divulgado nesta quinta-feira pelo Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (UNODC).
Segundo o Relatório Mundial sobre Drogas 2008, o país é o segundo maior consumidor da droga das Américas, com 870 mil usuários, atrás dos Estados Unidos, com seis milhões.
Pesquisas domiciliares conduzidas no Brasil e citadas pelo estudo revelaram um aumento de 0,4% para 0,7% no consumo da droga entre 2001 e 2005 entre pessoas na faixa etária dos 12 a 65 anos.
O documento indica que "as crescentes atividades de grupos que traficam cocaína nos Estados da região sudeste impulsionam a oferta da droga".
"O território do Brasil é constantemente explorado por organizações criminosas internacionais que buscam pontos de rota para envio de cocaína proveniente da Colômbia, Bolívia e Peru para a Europa", diz o relatório. "É provável que isso tenha trazido mais cocaína para o mercado local."
Regiões

O estudo mostra que as regiões Sudeste e Sul do país reúnem o maior número de consumidores de cocaína.
No Sudeste, 3,7% da população com idade entre 12 e 65 anos usam a droga, enquanto que no Sul esse índice é de 3,1%.
No Nordeste e Norte do Brasil, a taxa é de 1,2% e 1,3%, respectivamente.
O UNODC ainda destaca que as maiores apreensões em plantações de maconha na América do Sul são feitas no Brasil, com 167 toneladas métricas recolhidas. Logo atrás vem a Bolívia (125), seguida pela Colômbia (110) e a Argentina (76).
Afeganistão e Colômbia
O relatório alerta para o recente aumento no fornecimento de drogas provenientes do Afeganistão e da Colômbia.
Em 2007, o Afeganistão registrou uma colheita recorde de ópio, praticamente dobrando a produção ilegal da droga desde 2005.
O país asiático continua sendo o "maior problema" na luta contra as drogas porque responde por mais de 90% da produção global de ópio, diz o estudo. Segundo o relatório, a maior parte do cultivo (80%) está concentrada em cinco províncias do sul do país controladas pelo grupo Talebã.
A mesma tendência de crescimento foi observada na Colômbia, onde o cultivo da coca aumentou 27% em relação ao relatório anterior.
"Na Colômbia, assim como no Afeganistão, as regiões onde a coca mais cresce estão sobre o controle dos insurgentes", diz o diretor-executivo do UNODC, Antonio Maria Costa, em referência aos rebeldes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).
O relatório cita os esforços do governo colombiano em combater a guerrilha, que recentemente perdeu alguns de seus comandantes, forçando seu recuo para áreas isoladas da selva.
"Os sinais de que o grupo está sendo desmantelado alimentam as esperanças de que as autoridades terão mais facilidades para controlar o cultivo", diz Maria Costa.
Ainda assim, o diretor da UNODC salienta que "fica o alerta de que o aumento recente no fornecimento de drogas pelo Afeganistão e pela Colômbia pode elevar a taxa de dependentes devido a preços mais baixos e maior pureza das doses".
O relatório da ONU faz menções ao número de usuários de drogas em todo o mundo.
Segundo os dados recolhidos pela UNODC, há atualmente cerca de 26 milhões de dependentes, o equivalente a 0,6% da população mundial.
Ainda segundo o estudo, uma em cada 20 pessoas usou drogas pelo menos uma vez nos últimos 12 meses.

Prefeito de Campos (RJ) é notificado em outra ação de improbidade


MPF quer afastamento do cargo por desrespeito à decisão da Justiça.


O Ministério Público Federal em Campos (RJ) propôs ação civil pública e por improbidade administrativa contra o prefeito Alexandre Mocaiber, o secretário de Saúde Rodrigo Sérgio de Moraes e a coordenadora do Programa de Saúde da Família (PSF) Maria das Graças Coelho. O juiz da 1ª Vara Federal de Campos mandou notificar os acusados, que têm 15 dias, a partir da notificação, para uma defesa preliminar das acusações. Esta ação de improbidade contra Mocaiber foi motivada por ilegalidades no PSF, com a violação de princípios da administração pública, como honestidade e imparcialidade (processo nº 2008.510.300.1600-6).

Em pedido liminar, os procuradores da República Eduardo Santos de Oliveira e Marta Cristina Pires Anciães, autores da ação, querem o afastamento dos réus de seus cargos, a proibição de contratação dos profissionais de programas de saúde e a apresentação, pelo Banco do Brasil, do extrato bancário detalhado da conta em que são depositados os recursos do PSF.

Na ação, são enumeradas oito ilegalidades cometidas pelos três réus. A primeira foi uma afronta à decisão do Tribunal de Justiça (TJ-RJ), que, em outubro de 2006, declarou inconstitucional a lei municipal para regularizar a situação de funcionários admitidos sem concurso. Outras iniciativas irregulares do município foram a celebração de convênio sem licitação com a Fundação Benedito Pereira Nunes (questionada pelo MPF numa ação civil pública) e a aceitação do processo seletivo simplificado que a Fundação direcionou para pessoas que já atuavam em programas municipais.

Os réus também descumpriram decisão liminar da 2ª Vara Federal de Campos, de março de 2007, para suspender o convênio com a Fundação Benedito Pereira Nunes. Além de pagar os servidores dos programas nos meses seguintes, o município firmou convênio semelhante com o Instituto do Bem Estar Social e Promoção à Saúde (Inbesps), que contratou os mesmos profissionais, às escondidas, no Sesc/Senat. O Inbesps também firmou o convênio sem passar por uma licitação.

Como pedido principal da ação, o MPF quer a condenação dos réus às penas da Lei de Improbidade Administrativa (nº 8.429/92): perda da função pública; suspensão dos direitos políticos por cinco anos; pagamento de multas calculadas sobre os salários (cem vezes para Mocaiber, 80 para Moraes e 30 para Coelho); e proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios durante três anos.

Outras ações de improbidade – Em abril e maio de 2008, o procurador da República Eduardo Santos de Oliveira propôs três ações de improbidade contra políticos e empresários da cidade, tendo em vista o suposto desvio de verbas repassadas pelo Ministério da Saúde ao município, fraudes em licitações, superfaturamento de shows e contratações irregulares de terceirizados.


Assessoria de Comunicação Social

Procuradoria da República no Rio de JaneiroTelefones: (21) 2107-9488/ 9460

E como ficará Campos em 2009?

Estão se aproximando as datas da população saber quais os nomes que se lançarão como candidatos ao posto de Chefe do Executivo e os novos membros do Legislativo Campista.
A escolha talvez seja entre o ruim e o pior.
Políticos envolvidos em crimes investigados pela Polícia Federal com mandatos de busca e apreensão de documentos e até pessoas, através das ações da Operação Telhado de Vidro em Campos e a Segurança S/A no Rio de Janeiro, mostraram de forma como que os concorrentes fazem uso do dinheiro público, trazendo a corrupção para o nosso cotidiano.
Praça de 46 milhões de reais, banheiro público de 30 mil reais, superfaturamento de shows, contratações irregulares, licitações mascaradas, propinotudo, caveirão, e muitas outras ações que nem vale a pena comentar.
O debate se arrastou e não apareceu nenhum novo nome, capaz de ser a via tão procurada para direcionar os rumos da nossa Campos.
Figurinhas repetidas novamente, o álbum parece completo, briga-se no presente, para no futuro se associar, fazendo valer a lei da oferta e da procura de cargos.
Enquanto isso, o desenvolvimento vai caminhando a passos de tartaruga, os recursos serão finitos.
Queria muito que a terra de Nina Arueira e José do Patrocínio retomasse seu rumo, de cidade importante no cenário nacional, com um projeto de desenvolvimento que seja motivo de orgulho para seu povo.
Estamos cansados de ver o nome da nossa cidade associado a práticas corruptas estampadas quase toda semana nos veículos de comunicação em nível nacional.
Campos merece mais!
Campos é tempo de mudança!
“Muda que quando a gente muda o mundo muda com a gente; A gente muda o mundo na mudança da mente” Gabriel O Pensador

Salão do Humor de Piracicaba concede prêmio a aluno do Cefet Campos


Com muito humor e talento, o aluno do último período do curso de design gráfico do Cefet Campos, Filipe Modesto, foi premiado no 16º Salão Universitário de Humor de Piracicaba. Agora, concorre, até o dia 30 de junho, ao Prêmio Internet de júri popular.

O Salão Universitário de Humor é um projeto dedicado ao humor gráfico, realizado pela Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep) e reconhecido internacionalmente. O evento tem a participação de universitários de todo o mundo, que podem concorrer nas categorias charge, cartum, caricatura e história em quadrinhos (HQ).

Filipe foi premiado na categoria Cartum – portfólio especial. Dos cinco desenhos que ele mandou, três foram escolhidos. Como prêmio, a comissão organizadora vai preparar um portfólio com as imagens dos trabalhos premiados e outros 15 também de autoria de Filipe. O portfólio ficará exposto na página eletrônica do salão, além de ser distribuído para empresas e profissionais de comunicação e artes.

“É um concurso difícil, o maior do país. Ser premiado é um grande prestígio, além de contar para o currículo, já que agora meu trabalho ficará exposto para o mundo inteiro”, diz.
Esta é a primeira vez que o aluno participa do Salão de Humor. Filipe mora em Itaperuna, no noroeste fluminense, e viaja todos os dias para Campos, onde cursa design gráfico no Cefet. A notícia da premiação chegou por telefone. “Tomei um susto, foi uma grande surpresa. Nunca achei que poderia ganhar, ainda mais sendo de uma cidade do interior.”

Agora, Filipe aguarda a votação do Prêmio Internet, cujo vencedor receberá R$ 1 mil. Quem quiser votar é só acessar a página eletrônica do Salão de Humor.
Talentos ― O Salão Universitário de Humor de Piracicaba foi criado em 1992 com o objetivo de se tornar um espaço para a manifestação artística e revelação de jovens talentos. A princípio tinha caráter apenas nacional, mas o evento cresceu, tornou-se latino-americano e hoje está aberto a universitários de todo o mundo. Este ano, 72 pessoas foram selecionadas nas quatro categorias, mas apenas 18 foram premiadas.
Fonte: Assessoria de Comunicação do Cefet Campos

Ipea mostra queda da desigualdade

Os rendimentos dos trabalhadores brasileiros estão quase 7% menos desiguais na comparação do quarto trimestre de 2002 e o primeiro de 2008, aponta levantamento inédito do Ipea divulgado em 23/06.

O presidente do Ipea(Instituto Brasileiro de Pesquisa Econômica Aplicada), Marcio Pochmann, informou que o levantamento mostra a queda do índice de Gini, que é o parâmetro internacional para medir a desigualdade. "O índice de Gini vai de zero a 1, quanto maior ele é, mais próximo está da desigualdade extrema", disse. Pochmann afirmou que "até o final do mandato do presidente Lula o índice de Gini deve chegar a 0,49, o menor desde 1960". O levantamento mostra, conforme tabela abaixo, que o Índice de Gini caiu de 0,540 em 2002 para 0,509 em 2007.

Pobres recuperam quase cinco vezes mais renda que os ricos

O Índice de Gini melhorou porque a recuperação da renda dos mais pobres é quase cinco vezes maior que a recuperação da dos mais ricos. Em outras palavras, os trabalhadores mais pobres tiveram aumentos salariais maiores de 2002 a 2008.

Participação dos salários no PIB se mantém estável

Apesar da queda no Gini dentro dos rendimentos dos ocupados, a participação da renda do trabalho no PIB está relativamente estável. O estudo revela que "ainda patinamos sobre esse problema: a necessidade de uma melhor distribuição de renda entre trabalho, capital e governo".

Os dados completos do levantamento apresentam a renda média do trabalho atualizada até 2008, por décimos da população. Ou seja, valores de renda desde os 10% mais pobres até os 10% mais ricos. Os dados vêm das seis principais regiões metropolitanas do país. O levantamento, intitulado "A queda da desigualdade entre as pessoas ocupadas" e divulgado no Comunicado da Presidência nº 6, foi feito a partir dos microdados da PME (Pesquisa Mensal de Emprego) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Exame da Unesco revela outro resultado ruim de alunos


A metade dos alunos da 3ª série do ensino fundamental do Brasil não demonstra o conhecimento esperado em leitura e matemática. Na 6ª série, há avanços em leitura e a metade dos estudantes está dentro da meta. Em matemática, a situação continua ruim. Os dados, que confirmam os resultados ainda muito baixos do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), são de uma pesquisa do Laboratório Latino-Americano de Avaliação da Qualidade da Educação, ligado à Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco), feita em 16 países da América Latina.
O estudo mostra que, com algumas raras exceções, o Brasil partilha da mesma sina de má qualidade educacional dos demais países latino-americanos. O único que realmente foge à regra em todos os níveis estudados é Cuba, em que a maioria dos estudantes, em ambas as séries e em todas as disciplinas, aparece no nível mais alto de aprendizagem. Alguns, como Chile e Costa Rica, México e Uruguai, têm situações melhores do que a brasileira, mas ainda têm muitos alunos nos níveis mais baixos de aprendizagem.
O estudo foi feito com provas em turmas de 3ª e 6ª série do ensino básico em leitura, matemática e ciências - o Brasil, no entanto, não participou do exame de ciências. Incluiu 100.752 estudantes de 3ª série e 95.288 de 6ª série de 16 países. Para serem considerados aptos para a série que estão, os alunos teriam que ter alcançado os níveis 3 e 4 de uma escala que começa em "sub-1".
A única série em que pelo menos a metade dos estudantes chega aos níveis 3 e 4 é a 6ª, mas apenas em leitura. Nesse caso, a nota brasileira supera a média da região, mas o mesmo acontece com Cuba, Costa Rica, Chile, Colômbia México e Uruguai. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Ensino técnico ganha revista científica

Professores, pesquisadores, gestores e estudantes ligados à área científica e tecnológica já contam com uma publicação exclusiva para a divulgação de teses, dissertações e artigos científicos. A Revista Científica Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, publicação da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC), surge para dar visibilidade à produção científica das instituições de ensino nacionais e do exterior.
De acordo com o coordenador-geral de certificação e legislação da Setec, Moisés Domingos Sobrinho, a produção científica, principalmente a da rede federal de educação profissional e tecnológica, estava dispersa em várias publicações especializadas. Para Sobrinho, a área científica da rede necessitava de um veículo próprio para a exposição de seus trabalhos. “A revista é um espaço legítimo e específico, que vai contribuir para ampliar o diálogo dessa produção com os grandes temas e desafios nacionais no campo da ciência e da tecnologia”, afirma.
Em sua primeira edição, a publicação, de periodicidade anual, apresenta artigos inéditos, resultantes de estudos e pesquisas que abordam temas como o papel das licenciaturas tecnológicas, a formação de professores para a educação profissional e o apoio à pesquisa e à aplicação das tecnologias da informação na educação profissional e tecnológica.
Nos próximos dias, a
revista será encaminhada ao Qualis, lista de periódicos recomendada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC). Para a segunda edição, já foram selecionados artigos de pesquisadores do Uruguai, Venezuela, Canadá e Espanha.

Na página 98 tem um artigo com o título "Projeto de desenvolvimento, implantação, suporte e manutenção do Observatório Nacional do Trabalho e da Educação" de autoria dos professores Romeu e Silva Neto e Rodrigo Valente Sera e dos alunos Daniel Vasconcelos Corêa da Silva e Jayme Freitas Baral Neto, todos pesquisados do Observatório Nacional do Mundo do Trabalho e da Educação Profissional, subsidiado pelo Cefet Campos.
O artigo tem como propósito inicial apresentar do desenho institucional do Observatório Nacional do Mundo do Trabalho e da Educação Profissional, em desenvolvimento por unidades regionais dos Cefets, no âmbito da Setec/MEC. Neste sentido, o documento descreve os arranjos institucionais feitos para a viabilidade do observatório, seus objetivos gerais e específicos.
De forma complementar, o artigo descreve a metodologia desenvolvida para a análise do mercado de trabalho e da educação profissional e, finalmente, como resultado preliminar, apresenta uma aplicaçãopiloto desta metodologia na área de influência imediata do Cefet/Campos – RJ.
Para download da publicação click aqui

Brasil terá 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia


O Ministério da Educação (MEC) vai criar 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia no país. Projeto de lei contendo a reorganização da rede federal de educação profissional será enviado ao Congresso Nacional nos próximos dias. Os institutos estarão presentes em todos os estados, oferecendo ensino médio integrado, cursos superiores de tecnologia, bacharelado em engenharias e licenciaturas. Hoje a rede conta com 185 escolas técnicas federais. Em 2010 chegará a 354 unidades, que passarão a ser campi dos novos institutos.
Os institutos também terão forte inserção na área de pesquisa e extensão, estimulando o desenvolvimento de soluções técnicas e tecnológicas e estendendo seus benefícios à comunidade.
Outra característica é que metade das vagas será destinada à oferta de cursos técnicos de nível médio, em especial de currículo integrado. Na educação superior, haverá destaque para os cursos de engenharias e de licenciaturas em ciências da natureza (física, química, matemática e biologia), com reserva de 20% das vagas. Ainda serão incentivadas as licenciaturas de conteúdos específicos da educação profissional e tecnológica, como a formação de professores de mecânica, eletricidade e informática.
Os Institutos Federais terão autonomia, nos limites de sua área de atuação territorial, para criar e extinguir cursos, bem como para registrar diplomas dos cursos por ele oferecidos, mediante autorização do seu Conselho Superior. Ainda exercerão o papel de instituições acreditadoras e certificadoras de competências profissionais. Cada Instituto Federal é organizado em estrutura com vários campi, com proposta orçamentária anual identificada para cada campus e reitoria.
O interior do Estado do Rio de Janeiro foi contemplado com o Instituto Federal Fluminense, mediante a integração do Centro Federal de Educação Tecnológica de Campos e do Colégio Técnico Agrícola Ildefonso Bastos Borges.
O IFF Instituto Federal Fluminense que terá seis unidades sob sua gestão direta: a sede, mais a Uned de Guarus em Campos, Uned Macaé, Uned Lagos em Cabo Frio, Uned Noroeste em Iataperuna, Col. Técnico Agrícola em Bom Jesus; e duas sob sua gestão indireta: as unidades avançadas em convênio com as prefeituras em Quissamã e São João da Barra.

ALERTA H2O


Na composição da água entram dois gases: duas partes de hidrogênio (símbolo: H) e uma parte de oxigênio (símbolo: O). Sua fórmula química é H2O.
Três quartos da superfície da Terra são recobertos por água. Trata-se de quase 1,5 bilhão de km3 de água em todo o planeta, contando oceanos, rios, lagos, lençóis subterrâneos e geleiras. Parece inacreditável afirmar que o mundo está prestes a enfrentar uma crise de abastecimento de água. Mas é exatamente isso o que está para acontecer, pois apenas uma pequeníssima parte de toda a água do planeta Terra serve para abastecer a população.
O PROBLEMA JÁ COMEÇOU
A falta d'água já afeta o Oriente Médio, China, Índia e o norte da África. Até o ano 2050, as previsões são sombrias. A Organização Mundial da Saúde (OMS) calcula que 50 países enfrentarão crise no abastecimento de água.
RIQUEZA BRASILEIRA
Quando o assunto é recursos hídricos, o Brasil é um país privilegiado.
O território brasileiro detém 20% de toda a água doce superficial da Terra.
A maior parte desse volume, cerca de 80%, localiza-se na Amazônia.É naquela região desabitada que está a maior bacia fluvial do mundo, a Amazônica, com 6 milhões de quilômetros quadrados, abrangendo, além do Brasil, Bolívia, Peru, Equador e Colômbia.
A segunda maior bacia hidrográfica do mundo, a Platina, também está parcialmente em território brasileiro.
Mas a nossa riqueza hídrica não se restringe às áreas superficiais: o aqüífero Botucatu/Guarani, um dos maiores do mundo, cobre uma área subterrânea de quase 1,2 milhão de quilômetros quadrados, 70% dos quais localiza-se em território brasileiro. O restante do potencial hídrico distribui-se de forma desigual pelo país. Apesar de tanta riqueza, as maiores concentrações urbanas encontram-se distantes dos grandes rios, como o São Francisco, o Paraná e o Amazonas.Assim, dispor de grandes reservas hídricas não garante o abastecimento de água para toda a população.
COMO ECONOMIZAR ÁGUA
Não demore muito tempo no chuveiro. Em média, um banho consome 70 litros de água em apenas 5 minutos, ou seja, 25.550 litros por ano.
Preste atenção ao consumo mensal da conta de água. Você poderá descobrir vazamentos que significam enorme desperdício de água. Faça um teste; feche todas as torneiras e os registros de casa e verifique se o hidrômetro - aparelho que mede o consumo de água - sofre alguma alteração. Se alterar, o vazamento está comprovado.
Você pode economizar 16.425 litros de água por ano ao escovar os dentes, basta molhar a escova e depois fechar a torneira.
Volte a abri-la somente para enxaguar a boca e a escova.
Prefira lavar o carro com balde em lugar da mangueira.
O esguicho aberto gasta aproximadamente 600 litros de água.
Se você usar balde, o consumo cairá para 60 litros.
Cuidado: Nada de "varrer" quintais e calçadas com esguicho; use a vassoura!

Mata Atlântica


Cientificamente, o nome dela é “Floresta Ombrófila”.Embora represente apenas 7% da floresta original que cobria cerca de 100 milhões de hectares praticamente contínuos, ainda é um vasto território, equivalente ao da França e Espanha juntas.
Riquezas naturais
A Mata Atlântica é a mais rica entre as florestas tropicais úmidas do planeta, considerada o santuário ecológico mais pródigo da Terra e corresponde a um dos ecossistemas mais ameaçados no mundo.
Apresenta, de fato, números impressionantes: reúne 15% de todas as formas de vida animal e vegetal do mundo; o número de espécies de aves - mais de 650 identificadas até hoje – é maior que o catalogado em toda a Europa.
Em sua extensão remanescente, encontram-se cerca de cinco mil espécies vegetais, muitas ameaçadas em sua sobrevivência - palmito, canela-preta, pau-brasil, virola e braúna, por exemplo.
Concentra também um dos maiores números de epífitas já catalogadas pela ciência, dentre estas, espécies que ainda não foram descritas, destacando-se raríssimas orquídeas, bromélias, pteridófitas, piperáceas, cactáceas, entre outras.Isto sem falar nas 171 das 202 espécies de animais brasileiros ameaçados de extinção - como é o caso do mico-leão-da-cara-preta, o sagüi-da- serra, o papagaio-chauá, o macuco e a jacutinga, entre outros.
O Brasil está entre os sete países detentores de megabiodiversidade, uma riqueza excepcional que se concentra principalmente nas Florestas Atlântica e Amazônica.A primeira, no entanto, leva vantagens em vários aspectos. Reúne, por exemplo, 75% das espécies vegetais brasileiras, contra apenas 5% próprios da Floresta Amazônica.

Não esqueça: a palavra de ordem é PRESERVAR !

Filosofia Rastafari






Clique nas imagens para ampliar!

ATO PÚBLICO - “PANELAÇO DA ANIMAÇÃO CULTURAL”

Solidario a causa dos companheiros, o blog divulga esta ação e confirma presença no ato!
"Prezados cidadãos campistas e de toda a região norte fluminense,
Somos a ANIMAÇÃO CULTURAL da rede estadual de ensino e estamos dando a nossa ANIMA (alma) nas escolas estaduais e nos CIEP´S desde 1984. São mais de quinze anos lutando pela nossa legalização profissional.Neste tempo já provamos pela ARTE e pela CULTURA que o nosso trabalho é imprescindível para uma educação de qualidade.
Quantas comunidades vivenciaram a AÇÃO dos animadores culturais. J
á realizamos diversos eventos, feiras artísticas, festas culturais dentre outras atividades de importância social e histórica para Campos dos Goytacazes e região.
No Estado, por exemplo, éramos quase dois mil, hoje somos menos do que quinhentos.
Não deixemos que esses “trabalhadores da cultura” de tanto valor morram profissionalmente.
Estamos nessa TERÇA-FEIRA, 24 DE JUNHO, ÀS 10h NO LARGO DA IMPRESSA em Campos dos Goytacazes a reivindicar com um uníssono “CHEGA” o nosso reconhecimento profissional: salário digno (atualmente recebemos menos de dois salários mínimos), nova escola, aposentadoria, pensões... INCORPORAÇÃO IMEDIATA E CRIAÇÃO DE CARGO PARA CONCURSO PÚBLICO.
O que vocês estão esperando. Peguem uma panela e ecoe o “barulho” da sua indignação.
LUTEM CONOSCO!
ANIMAÇÃO CULTURAL:AINDA EXISTE VIDA AQUI!"

INSCRIÇÕES ABERTAS - FÓRUM "MUNDO DO TRABALHO E A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA"


Já estão abertas as inscrições para o Fórum "Mundo do Trabalho e a Educação Profissional e Tecnológica"

O Fórum será realizado no CEFET Campos - Unidade Sede nos dias 07, 08 e 09 de julho de 2008.
Para maiores detalhes do evento, acesse o folder com a programação completa clicando
aqui.
Inscrições para o primeiro dia: Clique
aqui para fazer sua inscrição.

Charlie Brown jr-Ela Vai Voltar

Minha Contribuição para Rede Blog, temática: " Rabo preso e clientelismo em Campos''

Fila para recebimento do Vale-Alimentação da PMCG: Bagunça, desorganização e humilhação.
É assim que os canalhas tratam os Seres Humanos da Minha Terra: humilhação e miséria por R$ 50,00, onde o voto é comprado pela barriga, desenvolvendo programas paliativos que não acabam com a pobreza e a miséria, mas mantém a população submissa aos governantes.


"Lutamos contra a miséria, mas ao mesmo tempo contra a alienação. (...)
(...) Todos os dias temos que lutar para que esse amor à humanidade vivente se transforme em fatos concretos, em atos que sirvam de exemplo, de mobilização (...). Che Guevara




Oportuno o tema para debatermos neste dia, tendo em vista o caos político administrativo em que se encontra nosso município.
Estamos carentes de bons políticos, pois os quadros atuais que se apresentam, foram capazes de cooptar em torno de si todos, daquele prestador de serviço que depende do emprego terceirizado até aquele empresário, igreja, comerciante que hoje vive na dependência do poder público para desenvolver suas ações.
Durante quase 20 anos estamos vivendo estas práticas, que não visam o desenvolvimento de ações concretas para minimizar as disparidades sociais presentes na planície goytacá, o que mais presenciamos são os paliativos, a forma de manter a população submissa e eternamente depende de A ou B para ter acesso a algum programa social desenvolvido, com o intuito deste garantir a permanência deste inescrupuloso político no cargo eletivo através do seu voto.
São os sacolões, a gasolina e os R$ 50,00 pagos na véspera ou no dia da eleição.
Não me deixo de recordar a imensa fila dos inscritos no programa de vale-alimentação da prefeitura para apanhar o cartão de acesso ao programa.
Crianças, mulheres e idosos passaram mal, algumas foram até pisoteadas, enfim, foi muito ruim presenciar aquele descaso com a população campista.
Onde estão as entidades classistas e representativas do Município? Nenhuma delas, ou quase nenhuma se manifestou quando a Polícia Federal passou pela cidade e desenvolveu a operação Telhado de Vidro, sabe porque? Porque recebem dinheiro público através de convênios obscuros e por serem submissas, não podem se manifestar, contribuindo para que as práticas corruptas se alastrem pela cidade.
É hora de varrer essa classe política que usa destes artifícios administrativos para se manter no poder.

Rede Blog Tema da Enquente de Hoje: "Rabo preso, clientelismo e voto em Campos

Blogs participantes da Rede Blog, conteúdo inteligente na WWW!

Participe postando textos, imagens ou vídeos sobre o tema!

1 - A Patuléia do Brejo – Eugênio Soares -
http://ce.lemos.blog.uol.com.br/
2 - Aspectos - Wesley Machado -
http://www.aspectos.blog.br/
3 - Comentários do Cotidiano - Fabio Siqueira -
http://fabiosiqueira.blogspot.com/
4 - Converse com Sérgio Diniz –
http://www.sergiodinizescreve.blogspot.com/
5 - Desenvolvimento de Erros - Sagaz -
http://www.sagazcarvalho.net/blog/blog/
6 - Diário de Classe – Coletivo -
http://ddclasse.blogspot.com/7
- Eu penso que... - Ricardo André -
http://www.ricandrevasconcelos.blogspot.com/
8 - Geraldo Pudim -
http://www.geraldopudim.com.br/blog/
9 - Imagina - Jules Rimet -
http://www.imagina.blogspot.com/
10 - Leandro Azevedo -
http://leandrowebmaster.blogspot.com/
11 - Luciano Azevedo -
http://www.lucianoazevedo.com/1
2 - Luiz Felipe Muniz -
http://luizfelipemunizdesouza.zip.net/
13 - Márcio Fernandes -
http://marcioffernandes.blogspot.com/
14 - Mumunha Futebol Clube – Álvaro Marcos -
http://mumunha.blogspot.com/
15 - Palabrasti - Victor Dahia -
http://palabrasti.blog-se.com.br/
16 - Refúgio do Camelo e do Dromedário - João Ventura -
http://joaosucubu.blogspot.com/
17 - Resta Acima de Tudo - Aucilene Freitas -
http://restaacimadetudo.spaceblog.com.br/
18 - Retrato 3x4 - Wellington Cordeiro -
http://retratotresporquatro.blogspot.com/
19 - Roberto Moraes -
http://robertomoraes.blogspot.com/
20 - Sepé - Fabiano Seixas -
http://www.fabianoseixas.blogspot.com/
21 - urgente! – Coletivo -
http://urgente.blogspot.com/
22 - Ururau Irado -
http://ururauirado.wordpress.com/
23 - Verbo Solto - Fátima Nascimento -
http://www.verbosolto.blog-se.com.br/
24 - Vitor Longo Braz -
http://www.blogvitorlongo.blogspot.com/
25 – Fatos, fotos e afins - Gustavo Rangel –
http://fotosfatoseafins.blogspot.com/
26 - Rafael Borba -
http://rafaborba.blogspot.com/
27 - A Trolha -
http://atrolha.blogspot.com/
28 - Diego Rangel -
http://diegorangell.blogspot.com/
29 - Universo Paralelo Jornalístico - Coletivo -
http://universoparaleloj.blogspot.com/

Concessionária da BR-101 seleciona funcionários

A Autopista Fluminense (OHL) está selecionando para emprego, na operação do trecho de 320 quilômetros da BR-101, entre a ponte Rio-Niterói até à divisa com o estado do Espírito Santo, moradores de Itaboraí, Silva Jardim, Rio Bonito, Macaé, Campos ou adjacências para os seguintes cargos:
INSPETOR ( A ) DE TRÁFEGO ( não precisa experiência anterior )- Carteira de Habilitação categoria mínima: C (ou B se for categoria profissional);- Noções básicas de mecânica;- Ensino médio.
OPERADOR DE GUINCHO- Experiência na função;- Carteira de Habilitação categoria: D ou E;- Ensino médio;
AUXILIAR ADMINISTRATIVO OPERACIONAL- Ambos os sexos;- Ensino médio;- Usuário(a) informática ;- Carteira de Habilitação B;- Capacidade de liderança.
Observações:
1) Para todos os cargos, deverão ter disponibilidade para trabalhar durante finais de semana e feriados (Previsão de 01 folga semanal em regime de escala.
2) A empresa diz oferecer salário compatível, vale transporte, Vale refeição, Assistência Médica Unimed e Seguro de Vida.
3) Os interessados deverão enviar curriculum para bruna@agenciabrasil.com ou ligar para o telefone (21) 2220-2066 / 2524-4440 para agendar entrevista. Falar com Bruna, Bárbara ou Claudia ou ainda comparecer com CV e documentos à Av. Treze de Maio, 33, sala 2206, Cinelândia – Rio de Janeiro.
Fonte: Blog do Roberto Moraes

Arraiá da Universidade Federal Fluminense - UFF Campos dos Goytacazes! Serviço Social

Arraiá da UFF dia 26/06 às 23h.
100 caixas Liberadas e 100 litros de Gummy
Participação Musical: Tribalion e Forró Cipó
Ingressos no Diretório e com as alunas do Curso de Serviço Social
R$10,00 - 1° lote
R$15,00 - 2° lote
R$20,00 - 3° lote.

Encontro de Bolsistas de Extensão da UFF - Campus Gragoatá - Niterói-RJ

A beleza da Baía da Guanabara, vista do Campus do Gragoatá - Ao fundo a Ponte Rio-Niterói
O movimento estudantil fazendo a intervenção durante a fala do Reitor Salles
A platéia composta por bolsitas de extensão da UFF e convidados
Aquilo que devemos jogar diariamente no lixo
O blogueiro atento a indagação presente na faixa.

"As revistas, as revoltas, as conquistas,
Da juventude são heranças
São motivos pras mudanças de atitude
Os discos, as danças, os riscos, da juventude
A cara limpa, a roupa suja,
Esperando que o tempo mude"
Terra De Gigantes - Engenheiros do Hawaii

A convite dos estudantes de Serviço Social da UFF Campos, tive a oportunidade de participar do VI Encontro de Bolsistas de Extensão da Universidade Federal Fluminense, realizado no Campus do Gragoatá, na cidade de Niterói-RJ, um momento de aprendizado, intercâmbio de projetos, idéias e conhecimento dos projetos desenvolvidos nos diferentes núcleos da UFF no estado do Rio de Janeiro.
O fato marcante foi uma intervenção realizada pelos alunos residentes no acampamento estudantil no campus do Gragoatá (Movimento Maria Júlia Braga), considerado o Quilombo do Século XXI, que apresentaram suas reivindicações, tendo em vista o despejo, segundo eles orquestrado pelo Magnifico Reitor, Prof. Fernando Salles, assim como roubo dos seus pertences (camas, fogões, geladeiras, e outros utensílios de uso diário), assim também como o atraso no pagamendo das bolsas(trabalho, extensão, emergência), a falta de um programa de coleta seletiva dos resíduos sólidos, a truculência dos vigilantes no tratamento dos estudantes em suas manifestações, a repressão, enfim, um ato de luta da juventude que busca permanecer no campus da universidade, travando batalhas diárias para que tenhamos acesso à educação pública, gratuita e de qualidade, o acesso à cultura, ao esporte, ao lazer, como instrumentos capazes de agregar novos valores a personalidade, somando forças com aqueles que buscam sobreviver num mundo cada dia mais competivo.
É bom presenciar atitudes como esta para perceber que o movimento estudantil sério existe em outras cidades, onde ainda existem jovens com ideais, coragem e ousadia para colocar a cara na reta e defender aqui
lo que julga importante e ncessário para sua sobrevivência na Universidade.
É por isso que acredito cada vez mais na juventude que não deixa o sonho de uma sociedade mais justa e igualitária, um dia existir, nem que seja em nosso último suspiro de vida!


"Sem essa de que: "- Estou sozinho."
Somos muito mais que issoS
omos pingüim, somos golfinho,
Homem, sereia e beija-flor
Leão, leoa e leão-marinho
Eu preciso e quero ter carinho, liberdade e respeito
Chega de opressão:Quero viver a minha vida em paz."
Vamos Fazer um Filme - Legião Urbana

“FEPROSEG-ES 2008 – Feira de Proteção, Segurança, Emergência e Saúde no Trabalho”



SINTESTES – Sindicato dos Técnicos de Segurança no Trabalho do Espírito Santo, em parceria com a Portal Promoções e Eventos Ltda., farão realizar, a “FEPROSEG-ES 2008 – Feira de Proteção, Segurança, Emergência e Saúde no Trabalho” entre os dias 27 a 31 de Outubro de 2008, no Pavilhão de Carapina – Serra – ES.

Trata-se de um Evento de caráter técnico / científico, cujo objetivo é apresentar inovações tecnológicas, exposição de equipamentos, produtos e serviços, seminários, palestras, workshops apresentações teatrais, desfiles de EPIs., simulações de primeiros socorros e resgate em situações diversas, promovendo uma maior aproximação entre empresários, profissionais, fornecedores e usuários, abrindo portas para qualificação de mão-de-obra especializada, o que qualifica o público visitante.

Informe-se mais através do site.: http://www.feproseg-es.com.br/

Obama, um inventor de si mesmo


Seus pais e avós fugiram de qualquer identidade cultural. Então o candidato democrata teve de criar a sua própria.


Em março, quando os primeiros sermões raivosos do homem que foi seu pastor por tantos anos começaram a aparecer na televisão, Barack Obama se pôs perante as câmeras para fazer aquele que é hoje considerado o discurso mais importante desta campanha.

O discurso sobre raça foi proferido com veemência e elegância durante quase 40 minutos. Obama é o candidato dos discursos, das palavras bem colocadas, entonação perfeita e carisma ímpar.

Conseguiu transformar um discurso político de 40 minutos no campeão de audiência do YouTube por uma semana.


Quer saber mais? Leia aqui a integra do Suplemento do Jornal O Estado de São Paulo comentando sobre as eleições para presidente do Estados Unidos da América.
Pequenos trechos:
"Quando brancos sabem que um afro-americano conseguiu uma vaga na universidade por causa de uma injustiça cometida em gerações passadas, quando brancos são acusados de racismo por conta de seus medos concretos da criminalidade urbana, é natural que surja ressentimento".
"Sei que não é o que vocês querem ouvir." A um grupo de plantadores de milho no interior de seu Estado, disse que como senador poderia até lutar pelo subsídio que os protege, mas isso não adiantaria por muito tempo. "O problema é que o etanol brasileiro é muito mais barato que o nosso", explicou. "Vocês terão que encontrar opções mais eficientes."

Com placar apertado, Câmara aprova a CSS, a nova CPMF

Com um placar apertado, a Câmara dos Deputados aprovou por 259 votos a favor, 159 não e duas abstenções a criação da Contribuição Social para a Saúde (CSS). A CSS foi aprovada com apenas dois votos a mais que o necessário. A contribuição incidirá sobre as movimentações financeiras com uma alíquota de 0,1% já a partir de janeiro de 2009. A expectativa é de que a CSS- aprovada dentro da Emenda 29, que destina mais recursos para a saúde- traga uma receita adicional de R$ 11,8 bilhões. Como foi modificada, a proposta ainda terá que ser submetida ao Senado.

O projeto que regulamenta a Emenda 29 foi aprovado mais cedo pelos deputados nesta quarta-feira e já foi aprovado pelos senadores, prevendo aumento de dinheiro para as ações na área de saúde. O projeto do Senado prevê o repasse anualmente de 10% de todas as receitas brutas da União para o setor. Atualmente, esse percentual fica em torno de 7%. O projeto governista altera a forma de custear as despesas da Saúde prevista no projeto do Senado, acabando com os 10% das receitas brutas. O que fica mantido é a regra atual que estabelece a aplicação na saúde do montante gasto no ano anterior mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB).

Veja Também:

Veja quem votou contra e a favor da CSS na Câmara
Dê sua opinião sobre a aprovação da nova CPMF na Câmara
Calcule: quanto a CSS pesa no seu bolso
Entenda o que é a CSS, a nova CPMF
Entenda a Emenda 29
Entenda a cobrança da CPMF

Os partidos de oposição, DEM, PSDB, PPS e PSOL, votaram contra. O PV, apesar de ser da base do governo, votou contra. Ficaram a favor do texto de Vargas o PT, o PMDB, o PTB, o PP, o PR, o PSC, o PSB, o PDT e o PCdoB. "É a vitória de todos que precisam de um hospital público, vitória do combate à sonegação", afirmou o líder do governo, Henrique Fontana (PT-RS). A sessão da Câmara continua. Ainda serão votados mais quatro pontos do projeto do relator, deputado Pepe Vargas (PT-RS).

O substitutivo vai além da criação da CSS, aumentando o imposto sobre produtos industrializados (IPI) do cigarro e destinando este aumento também à saúde.

A votação da CSS, no entanto, não foi tão fácil quanto o governo imaginava. Na Câmara, onde tem maioria, foram necessárias três tentativas de votação até o projeto ser aprovado. Na noite da última terça-feira, por exemplo, os partidos de oposição (PSDB, DEM e PPS) conseguiram prorrogar a sessão até que, às 23h15, os líderes da base fizeram um acordo, transferindo a votação para esta quarta. Se não houvesse o acordo, a sessão poderia se prolongar até a madrugada para votar apenas o texto básico, sem as votações pontuais de partes do projeto.

A proposta da CPMF foi derrotada no Senado em dezembro do ano passado, o que representou uma perde de R$ 40 bilhões em arrecadação. Agora, o governo quer, com a CSS, criar uma fonte para os gastos com a Emenda 29, que prevê mais R$ 23 bilhões para o setor da Saúde. Só com a CSS, a arrecadação deve chegar a R$ 10 bilhões. A oposição é contra e alega que o governo, mesmo sem a CPMF, vem batendo recordes na sua arrecadação.


Além disso, prevê a totalidade da arrecadação da nova contribuição. Esse dinheiro a mais da CSS, no entanto, não vai entrar na base de cálculo para a definição dos recursos do ano seguinte, funcionando como uma espécie de "bônus" para a saúde.

Aumento da arrecadação

Mesmo sem a CPMF, a receita do Tesouro Nacional de janeiro a abril deste ano aumentou R$ 28,2 bilhões em relação ao mesmo período de 2007, informou o Ministério da Fazenda. O volume passou de R$ 158,4 bilhões a R$ 186,6 bilhões, um crescimento de 17,8% - bem acima da expansão nominal do PIB, estimada em 12,63%.

Esse crescimento excepcional da arrecadação não decorreu apenas da elevação da receita com impostos e contribuições. Nos primeiros quatro meses deste ano, a arrecadação com a concessão de serviços públicos e royalties, principalmente do petróleo, aumentou R$ 4,5 bilhões ante o mesmo período do ano passado.

A receita diretamente arrecadada pelos demais órgãos da administração pública federal aumentou R$ 881,4 milhões na mesma comparação. Já o crescimento da arrecadação com impostos e contribuições foi de 17,5%, passando de R$ 136,6 bilhões para R$ 160,5 bilhões. Os números não incluem as receitas obtidas com o INSS.

Flip divulga mudanças em sua programação

A organização da Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) divulgou nesta quarta-feira alterações na programação do evento.
A mesa 5 passou a ser "Sexo, Mentiras e Videotape", a mesa 17 mudou para "Folha Seca" e a mesa 19, de encerramento, será antecipada para 17h.
A sexta edição da Flip acontecerá entre 2 e 6 de julho no centro histórico de Paraty (RJ) e não deve se limitar à literatura, dialogando com outras áreas como cinema.
O caráter literário será misturado a temas como psicanálise, história, jornalismo, música e cinema, durante as discussões.

Petrobras pode explorar petróleo em área de pré-sal na África

O diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Guilherme Estrella, admitiu nesta quarta-feira a possibilidade de explorar petróleo na área do pré-sal na África. O executivo afirmou ainda que os geólogos da estatal, naturalmente, aplicam as experiências obtidas no Brasil no continente africano.
"É natural que apliquemos a nossa experiência na África também", afirmou Estrela depois de palestra na sede do IBP (Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás).
O diretor disse ainda que, de acordo com seu conhecimento geológico, as indicações são de que a maior parte do pré-sal está na costa sul-americana.
Ele ressaltou, no entanto, que são necessários estudos mais aprofundados para se ter certeza do potencial em águas ultra-profundas africanas.
Estrella citou, na palestra, que boatos no mercado dão conta de que uma gigante petrolífera internacional teria assinado acordo com um governo africano para buscar petróleo na área do pré-sal daquele país.
Tupi
O diretor da Petrobras estimou que serão necessários entre cinco e dez plataformas de produção no campo de Tupi, na área de pré-sal da bacia de Santos. Segundo ele, a produção no megacampo seria de ao menos 500 mil barris/dia de petróleo.
O pico dessa produção deve ocorrer entre 2015 e 2020.
Estrella acrescentou que a primeira fase do projeto de Tupi prevê a produção de 12 poços por meio de duas plataformas de teste, sendo a primeira com capacidade para 30 mil barris/dia e, a segunda, chegando a 100 mil barris/dia.
O custo estimado para que os poços sejam perfurados e entrem em operação chega a US$ 1 bilhão. O diretor, no entanto, não precisou o valor das plataformas.
Estrella admitiu ainda a possibilidade de que os campos na área do pré-sal sejam unificados. Ele explicou que o assunto está sendo avaliado na empresa e vai depender do mapeamento dos limites das acumulações de petróleo.
Existe a possibilidade de que essas acumulações se estendam até blocos vizinhos que, em alguns casos, pertencem a outras empresas. "Existem estimativas de que isso [unificação] vai ser necessário.

Educação melhora, mas nível continua baixo no Brasil, mostra Ideb

A média dos estudantes brasileiros no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) cresceu em todas as etapas do ensino médio, entre 2005 e 2007, segundo o MEC (Ministério da Educação). Apesar do aumento nas notas, as médias continuam baixas.
Entre as quartas séries, as médias aumentaram de 3,8 para 4,2. Na oitava série, de 3,5 para 3,8 No ensino fundamental está o pior quadro: a média subiu apenas um décimo, de 3,4 para 3,5.
Apesar de resultados baixos, o MEC considera que há avanços devido à superação de metas. Segundo a pasta, a expectativa de nota para as quartas séries, oitavas séries e ensino médio eram de 3,9, 3,5 e 3,5, respectivamente. As notas vão de zero a dez.
As regiões Norte e Nordeste, que tinham as menores notas, obtiveram também as maiores variações, mas mantém as notas baixas. O ensino médio da região Norte, por exemplo, não conseguiu passar dos três pontos, ficando no patamar de 2,9, mesmo número de 2005 e meta para esse ano.
O Ideb avalia todas as unidades da federação foram avaliadas nos três níveis, gerando 81 índices. Destas, apenas duas foram iguais a 5,0 --as dos estudantes de quarta série do Paraná e do Distrito Federal. Nenhuma passou da metade dos pontos possíveis.

Municípios que recebem Royalties segundo o Jornal O Dia: Ricos em petróleo, pobres em Educação

Os municípios do Rio que mais lucram com a fonte de energia não alcançam nem nota 5 no índice do MEC que mede a qualidade do ensino
Rio - O Estado do Rio, maior produtor de petróleo do País, tem indicadores de qualidade em Educação comparáveis a municípios do Nordeste.
Apesar da receita extra com royalties e o aumento nos investimentos em Educação — R$ 4,09 bilhões — os municípios, encabeçados por Campos, com maior participação na receita do petróleo não conseguiram alcançar média 5 no Ideb, índice de avaliação educacional do Ministério da Educação (MEC), que oscila numa escala de 0 a 10. Os dados estão no anuário estatístico divulgado ontem pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico.
Campos, no Norte Fluminense, teve a maior participação nos royalties, em 2006: R$ 847,8 milhões. No entanto, as escolas da rede municipal amargaram o pior desempenho em Educação (2,9), só comparável a estados pobres como Sergipe e Ceará.
No extremo oposto, Trajano de Moraes conquistou o primeiro lugar no Estado do Rio, com a média 5,4, recebendo apenas R$ 3,49 milhões do petróleo.“Não adianta gastar mais se não há resultado nos indicadores de Educação. É jogar dinheiro fora”, afirma Alberto Jorge Mendes Borges, economista e diretor da Aequus Consultoria, empresa responsável pelo estudo. Segundo ele, o volume de recursos aplicados na Educação tem pouca influência na qualidade do ensino: “O pagamento de royalties melhorou as finanças dos municípios, os dados comprovam isso. Mas em Educação os indicadores são muito ruins. As prefeituras precisam desenvolver projetos pedagógicos e investir na qualificação dos profissionais”.
A Secretaria Municipal de Educação de Campos afirmou que os índices não se referem à atual gestão, que acabou com a aprovação automática e tem investido na capacitação de professores. Por outro lado, o levantamento reforça a tese de que basta uma boa gestão para oferecer ensino de qualidade. Miracema foi a cidade que menos gastou em todo o estado (R$ 1.285 por aluno) mas obteve nota 4,9, uma das cinco primeiras.
Também é o caso de Trajano de Moraes (5,4), São José de Ubá (5,4), Aperibé (5,1) e Santa Maria Madalena (5). Miguel Pereira ficou com o primeiro lugar no Prova Brasil, avaliação do MEC que mede o aprendizado em Português e Matemática, entre os 92 municípios fluminense. Cada aluno, como os da Escola Municipal São Judas Tadeu, custa R$ 2.316 por ano.
Todas tiveram desempenho acima da média.
O Município do Rio investiu 3,2% mais — R$ 1,61 bilhão —, embora menos que em 2005, quando os gastos em Educação haviam crescido 5,5% em relação ao ano anterior. O prefeito Cesar Maia acha que a diferença está na quantidade de alunos. “O Rio tem 1.060 escolas, Aperibé tem uma ou duas. O Rio recebe 65 milhões de royalties, mas aplica na Educação R$ 1,6 bilhão”, argumenta Cesar.
FALTAM LIVROS E UNIFORMES
Município da Baixada que mais recebe royalties, Caxias também não teve bom desempenho no Ideb: 3,3. A secretária de Educação, Selma Silva, atribui o baixo desempenho da cidade ao boicote à Prova Brasil organizado pelo Sindicato Estadual dos Profissionais de Ensino (Sepe/Caxias) em 2005. “Tenho certeza de que, com os investimentos na qualificação dos profissionais e reformas de unidades, estamos mudando esse retrato”, afirmou.Apesar disso, alunos do Ensino Fundamental reclamam do estado de alguma
s unidades e do atraso na entrega dos livros didáticos, feita pela União.
A secretaria informou que vai verificar a demora. Entre 2005 e 2006, São Gonçalo investiu menos R$ 5,4 milhões em Educação.
A cidade — onde os professores da rede municipal estão em greve desde 5 de maio — tem a menor renda per capita do estado. Alunos e professores sentem na pele a queda de 6,3% nas verbas.
Os estudantes passaram três anos usando uma única camisa do uniforme porque a prefeitura só entregou novas ontem. “Minha camisa já estava pequena, toda esgarçada”, contou Gabriela Souza Penha, 12 anos, aluna da 6ª série do Colégio Municipal Ernani Faria. A Secretaria de Educação informou que houve atraso na licitação para compra dos uniformes e que ainda não teve acesso aos dados para comentar a crise.

Na estréia de Geninho, Botafogo vence Coritiba no Nacional



O técnico Geninho começou bem no comando do Botafogo.
O time do Rio derrotou o Coritiba neste domingo por 2 a 1, no Engenhão, fechando a quinta rodada do Campeonato Brasileiro.
Carlos Alberto, aos 19min da etapa inicial, marcou seu primeiro gol com a camisa do Botafogo.
A partida foi decidida no segundo tempo em duas cobranças de pênalti. Hugo, aos 21min, empatou o jogo, e Lucio Flavio, aos 40min, decretou a vitória do time carioca.
A equipe de Geninho subiu assim para o nono lugar, com sete pontos, e enfrenta o internacional, no próximo sábado, no Beira-Rio.
O Coritiba ficou com seus cinco pontos, em 15º lugar, e recebe o Vitória, no mesmo dia, no Couto Pereira.

Enem tem prazo de inscrição prorrogado para o dia 13 de junho


O prazo para inscrições no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) foram prorrogados para até o dia 13 de junho.
A prova acontece no dia 31 de agosto, às 13h. Pessoas que concluem o ensino médio neste ano e que concluíram em anos anteriores podem fazer a prova, que soma pontos em diversos vestibulares do país.
Podem se inscrever no Enem tanto estudantes que vão concluir o ensino médio em 2008 quanto pessoas que já o concluíram em anos anteriores. Todos podem optar por efetuar a inscrição nas agências dos Correios ou pela Internet.
Quem quiser se inscrever pelos Correios deve pegar a ficha na escola em que estuda --redes pública ou particular-- ou em agências dos Correios. Para alunos da rede pública, a inscrição é gratuita; para os da rede particular e formados, R$ 35.
Quem estudar ou tiver estudado em escola particular e se declarar carente também fica isento do pagamento da taxa.
Também é possível realizar a inscrição pela internet --o método só não se aplica a quem é isento do pagamento da taxa de inscrição.
Nesse caso, o candidato deve acessar o site do Enem, preencher a ficha, imprimir o comprovante e pagar o boleto bancário gerado em qualquer agência bancária. O pagamento pode ser feito até o dia 25 de julho.
Todos os candidatos receberão cartões de confirmação de inscrição até o dia 18 de agosto.

Avyadores toca Beatles



Endereço do SESC Campos: Av. Alberto Torres, 397 - Centro - CEP: 23.035-580

Chega de Palhaçada!

Deitados no chão, blogueiros escrevem CHEGA na Praça São Sibaalvador
Manifestantes em frente ao museu de Campos, abandonado há vários anos
Blogueiro Sepé e seu cartaz, sempre presente, Juventude Participativa!
Blogueiros em frente a Catedral, cartão postal de Campos

Aconteceu hoje pela manhã no Centro de Campos que era dos Índios Goytacazes, o Ato Público "Chega de Palhaçada".

A manifestação foi convocada e realizada por blogueiros da cidade, contra a situação política do município.

Com o mote "Fora Mocaiber, Fora Garotinho, Fora Arnaldo, Quero um outro caminho", o movimento reivindica dos partidos políticos a indicação de novos candidatos para as próximas eleições, sem vinculação com os grupos que dominam a política local há 20 anos.

PS.: Texto do Vitor Menezes e fotos do Wellington Cordeiro.