Brasil terá 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia


O Ministério da Educação (MEC) vai criar 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia no país. Projeto de lei contendo a reorganização da rede federal de educação profissional será enviado ao Congresso Nacional nos próximos dias. Os institutos estarão presentes em todos os estados, oferecendo ensino médio integrado, cursos superiores de tecnologia, bacharelado em engenharias e licenciaturas. Hoje a rede conta com 185 escolas técnicas federais. Em 2010 chegará a 354 unidades, que passarão a ser campi dos novos institutos.
Os institutos também terão forte inserção na área de pesquisa e extensão, estimulando o desenvolvimento de soluções técnicas e tecnológicas e estendendo seus benefícios à comunidade.
Outra característica é que metade das vagas será destinada à oferta de cursos técnicos de nível médio, em especial de currículo integrado. Na educação superior, haverá destaque para os cursos de engenharias e de licenciaturas em ciências da natureza (física, química, matemática e biologia), com reserva de 20% das vagas. Ainda serão incentivadas as licenciaturas de conteúdos específicos da educação profissional e tecnológica, como a formação de professores de mecânica, eletricidade e informática.
Os Institutos Federais terão autonomia, nos limites de sua área de atuação territorial, para criar e extinguir cursos, bem como para registrar diplomas dos cursos por ele oferecidos, mediante autorização do seu Conselho Superior. Ainda exercerão o papel de instituições acreditadoras e certificadoras de competências profissionais. Cada Instituto Federal é organizado em estrutura com vários campi, com proposta orçamentária anual identificada para cada campus e reitoria.
O interior do Estado do Rio de Janeiro foi contemplado com o Instituto Federal Fluminense, mediante a integração do Centro Federal de Educação Tecnológica de Campos e do Colégio Técnico Agrícola Ildefonso Bastos Borges.
O IFF Instituto Federal Fluminense que terá seis unidades sob sua gestão direta: a sede, mais a Uned de Guarus em Campos, Uned Macaé, Uned Lagos em Cabo Frio, Uned Noroeste em Iataperuna, Col. Técnico Agrícola em Bom Jesus; e duas sob sua gestão indireta: as unidades avançadas em convênio com as prefeituras em Quissamã e São João da Barra.

2 comentários:

Alexandro F. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alexandro F. disse...

Eu só tenho uma dúvida nisso tudo...
Quem que fez essa porcaria de símbolo para o Instituto Federal?
Um Designer que não foi... impossível!