Billie Holiday - Strange Fruit


Strange Fruit
Fruta Estranha

Southern trees bear strange fruit,
Árvores do sul produzem uma fruta estranha,

Blood on the leaves and blood at the root,
Sangue nas folhas e sangue nas raízes,

Black bodies swinging in the southern breeze,
Corpos negros balançando na brisa do sul,

Strange fruit hanging from the poplar trees.
Frutas estranhas penduradas nos álamos.

Pastoral scene of the gallant south,
Cena pastoril do valente sul,

The bulging eyes and the twisted mouth,
Os olhos inchados e a boca torcida,

Scent of magnolias, sweet and fresh,
Perfume de magnólias, doce e fresca,

Then the sudden smell of burning flesh.
Então o repentino cheiro de carne queimando.

Here is fruit for the crows to pluck,
Aqui está a fruta para os corvos arrancarem,

For the rain to gather, for the wind to suck,

Para a chuva recolher, para o vento sugar,

For the sun to rot, for the trees to drop,
Par o sol apodrecer, para as árvores derrubarem,

Here is a strange and bitter crop.
Aqui está a estranha e amarga colheita.

Senac Campos oferece Workshop de cozinha Árabe.

Ponta de paleta de cordeiro com trigo grosso e grão-de-bico
(imagem ilustrativa, não representa conteúdo a ser ministrado no evento)

Receitas ricas em grãos, nozes, carnes, azeites e especiarias, onde fartura e sabor são características essenciais em seus pratos. A culinária árabe está muito além das conhecidas esfihas e quibes crus, com uma enorme variedade de pratos que se adaptam a diversas ocasiões e um universo de temperos que fazem toda diferença na hora da preparação dos seus deliciosos pratos.
Nos dias 24 e 25 de Fevereiro, o Senac RJ, Unidade Campos dos Goytacazes oferece o Workshop de Cozinha Árabe com o docente de gastronomia Marcelo Celestino. Com 23 anos de carreira, já foi cozinheiro do Buffet Libanês do Caesar park, Sous chef do restautante café, atuou como Chef de Cozinha do Restaurante Rancho Inn, sous chef no hotel Golden Park e Chef no Restaurante Senac Bistrô. O evento tem duração de 6 horas, divididos em dois encontros de 3 horas.

Mais informações:

Senac Campos
Rua Cora de Alvarenga, 151
Parque Leopoldina - Campos dos Goytacazes - RJ - CEP 28050-340
Tel.: (22) 2739-6000 Fax: (22) 2732-6939

Polícia flagra festa de aniversário de 18 anos com bolo de maconha

Máquinas fotográficas de convidados foram apreendidas com imagens do bolo de chocolate e maconha, que foi servido em festa de aniversário em praia da Bahia (Foto: Divulgação/Polícia Civil da Bahia)

Segundo a polícia, 22 pessoas foram detidas e liberadas em Arraial d'Ajuda.
Bolo estava decorado com chocolate, folhas do entorpecente e cerejas.


Glauco Araújo
Do G1, em São Paulo

Policiais civis e militares encerraram uma festa de aniversário de uma menina de 18 anos, na madrugada desta quarta-feira (26), em Arraial d'Ajuda, em Porto Seguro (BA). O motivo da interrupção foi que o evento estava sendo regado a bebidas alcoólicas, cocaína e um bolo de chocolate com maconha. O confeito estava decorado com folhas da droga e cerejas. Vinte e duas pessoas foram detidas, levadas para a delegacia da cidade e liberadas em seguida.

De acordo com o delegado Rafael Zanini, a aniversariante teria recebido o bolo de presente de uma amiga. "Recebemos uma denúncia de perturbação do sossego e uso de drogas em uma festa realizada na praia, na areia mesmo. Quando chegamos, o bolo já tinha sido consumido e por isso não conseguimos apreendê-lo, mas ainda sim conseguimos encontrar porções de cocaína, maconha e muita bebida alcoólica."


O delegado afirmou que a festa de aniversário começou na noite de terça-feira (25) e aconteceu em um barracão entre as praias do Delegado e Apaga Fogo. "A cabana foi montada na praia, em espaço público e aberto. Quando os policiais chegaram, muita gente ainda conseguiu escapar pela orla mesmo. Pedimos apoio da Polícia Militar para prender as pessoas. No momento, cerca de 50 pessoas estavam no evento", disse Zanini.

Das 22 pessoas detidas, dez eram menores de idade e 12 eram adultos, segundo o delegado. "Em depoimento, apenas uma adolescente nos disse que tinha consumido maconha. A faixa etária dos convidados era de 17 a 25 anos, sem contar com os pais da aniversariante", disse Zanini. "Apreendemos as máquinas de fotografia e celulares de alguns dos convidados, que tinham a foto do bolo da festa de aniversário", afirmou.

O delegado registrou o caso em um Termo Circunstanciado de Ocorrência. "Interpretei como apologia ao crime e uso de drogas, auxílio ao consumo de drogas e crimes relacionados ao ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente]. Todos foram ouvidos e liberados."

Total de inscritos passa de 1 milhão; resultado sai na sexta-feira, 28

O Programa Universidade para Todos (ProUni) registrou, até as 23h59 de terça-feira, 25, a inscrição de 1.048.631 candidatos para as 123.170 bolsas de estudo — 80.520 integrais e 42.650 parciais, de 50% da mensalidade — em aproximadamente 1,5 mil instituições de educação superior de todo o país. O número de candidatos é o maior já registrado na história do programa, criado em 2004, e supera os 822 mil do processo de 2010, até então a maior marca.

O resultado em primeira chamada será divulgado na sexta-feira, 28, na
página eletrônica do programa. Até 4 de fevereiro, o candidato pré-selecionado deve comparecer à instituição de ensino na qual foi aprovado para confirmar as informações declaradas na inscrição e fazer a matrícula.

Após esse prazo, caso ainda haja bolsas disponíveis, será feita uma segunda chamada de candidatos, em 11 de fevereiro.

Assessoria de Imprensa da Sesu

Confira o número de inscritos por unidade da Federação

Romanos 7:15-25

15 Eu não entendo o que faço, pois não faço o que gostaria de fazer. Pelo contrário, faço justamente aquilo que odeio.

16 Se faço o que não quero, isso prova que reconheço que a lei diz o que é certo.

17 E isso mostra que, de fato, já não sou eu quem faz isso, mas o pecado que vive em mim é que faz.

18 Pois eu sei que aquilo que é bom não vive em mim, isto é, na minha natureza humana. Porque, mesmo tendo dentro de mim a vontade de fazer o bem, eu não consigo fazê-lo.

19 Pois não faço o bem que quero, mas justamente o mal que não quero fazer é que eu faço.

20 Mas, se faço o que não quero, já não sou eu quem faz isso, mas o pecado que vive em mim é que faz.

21 Assim eu sei que o que acontece comigo é isto: quando quero fazer o que é bom, só consigo fazer o que é mau.

22 Dentro de mim eu sei que gosto da lei de Deus.

23 Mas vejo uma lei diferente agindo naquilo que faço, uma lei que luta contra aquela que a minha mente aprova. Ela me torna prisioneiro da lei do pecado que age no meu corpo.

24 Como sou infeliz! Quem me livrará deste corpo que me leva para a morte?

25 Que Deus seja louvado, pois ele fará isso por meio do nosso Senhor Jesus Cristo! Portanto, esta é a minha situação: no meu pensamento eu sirvo à lei de Deus, mas na prática sirvo à lei do pecado.

Fonte: Bíblia Online

Blog "Estrela Solitária no Coração"

Visite o Blog "Estrela Solitária no Coração" e fique por dentro de tudo que rola sobre o Botafogo. Na série "Por Onde Anda?" você descobre onde está jogando aquele jogador para quem você já torceu. Comente também sobre a polêmica entre Loco e Joel. Acesse agora http://estrelasolitarianocoracao.blogspot.com/

FCJOL exibe Toy Story 3 no Cine Verão da Tenda Cultural


Por Wesley Machado

Um dos maiores sucessos da programação da Tenda Cultural da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, o Cine Verão na praia do Farol de São Thomé continua nesta terça-feira (25). Na oportunidade será exibido o filme "Toy Story 3", eleito pela crítica o melhor filme de 2010. Em "Toy Story 3", Woody, Buzz e o resto da turma de brinquedos são despejados de sua casa, quando o garoto Andy vai para a faculdade. Os brinquedos vão morar em uma creche, onde conhecerão novos amigos e viverão novas aventuras.

A exibição do filme será em DVD original num telão e com sistema de som de cinema. O público poderá se sentar nas arquibancadas ou nas cadeiras colocadas em frente ao telão. A entrada é franca. O Cine Verão da Fundação Oswaldo Lima será realizado todas as terças-feiras até a semana anterior ao Carnaval sempre às 20h.

Na programação do Cine Verão serão exibidos ainda os filmes “Shrek Para Sempre – O Capítulo Final” no dia 1º de fevereiro, “Como Treinar Seu Dragão” no dia 08/02, “Meu Malvado Favorito” no dia 15/02, “Alvin e os Esquilos 2” no dia 22/02 e “Sempre Ao Seu Lado” no dia 1º de março.

Toy Story 3 - Eleito por vários críticos como melhor filme de 2010, inclusive pelo ex-dono de locadora e cineasta cultuado Quentin Tarantino, "Toy Story 3" foi considerado pelo crítico Scott Mantz do Access Hollywood "o maior, melhor e mais emocionante Toy Story dos três". Além de tudo isso, a animação da Pixar foi o filme de maior bilheteria nos cinemas mundiais em 2010 , com o faturamento de US$ 1,06 bilhão. "Toy Story 3″ entrou para a história como a primeira e única animação a superar US$ 1 bilhão de bilheteria mundial. São por esses e outros motivos que o filme desta terça-feira do Cine Verão será imperdível.

La Luna

La Luna retratada pelos campistas participantes da Expedição Seguindo o Caminho dos Incas, durante passagem pela Argentina na quarta (19¬).
Quer ver outras imagens e relatos da viagem?
Acesse: http://seguindoocaminhodosincas.blogspot.com/

Sisu: 1,5 milhão de inscrições

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da Educação recebeu, até as 19h desta quarta-feira, 19, um total de 1,5 milhão de inscrições para as 83.125 vagas em instituições públicas de ensino superior. O número se refere a 807 mil candidatos, número que supera os 793 mil inscritos na edição do primeiro semestre de 2010.

O sistema segue aberto para inscrições até as 23h59 de quinta-feira, 20, sempre das 6h às 23h59.

Ao inscrever-se, o candidato pode optar por até duas opções de cursos e instituições. Quem for aprovado no curso de primeira opção, é automaticamente retirado do sistema. Caso não faça a matrícula na instituição para a qual foi selecionado, perde a vaga. O estudante que for selecionado para a segunda opção pode permanecer no sistema e ser convocado nas chamadas seguintes.

Mais procurados

O bacharelado em ciência e tecnologia da Universidade Federal do ABC, instituição com sede em Santo André (SP), foi o mais procurado pelos candidatos, tendo recebido até o momento 13.754 inscrições. O segundo curso mais procurado é o de medicina na Universidade Federal do Ceará (UFCE). São 11.616 inscritos que concorrem a 300 vagas, sendo 160 oferecidas na sede, Fortaleza, 70 no campus Cariri e 70 em Sobral.

O curso de ciências biológicas da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) aparece como o terceiro mais procurado, com 6.348 candidatos inscritos. Os cursos de instituições federais da região Nordeste seguem entre os dez com maior número de inscritos no Sisu. São das federais do Semiárido (Ufersa), que tem sede em Mossoró (RN), do Maranhão (UFMA) e Piauí (UFPI).

Assessoria de Imprensa da Sesu

Confira os cursos mais procurados

UFF lança sistema de alerta para situações de catástrofe e oferece, sem custos, ao poder público

Um software, baseado no sistema de envio de mensagens curtas (SMS) e utilizando as técnicas de georreferenciamento de dados, pode ser de grande auxílio para o gestor público, no sentido de minimizar o impacto de desastres ambientais inevitáveis.

O sistema, chamado SMSalva-vidas, consiste no cadastramento do máximo de pessoas de uma localidade, com endereço e telefone celular respectivos, que são georreferenciados num mapa do município. A partir daí, o gestor pode marcar as regiões segundo os graus de risco, intermediário, iminente ou provável e, por exemplo, enviar informações do tipo ‘chuva perigosa’ ou ‘evacuar imediatamente’, segundo as informações que recebe dos institutos de meteorologia, defesa civil e outros.

As informações são recebidas imediatamente nos celulares das pessoas cadastradas, pois o grande problema é esse, a maior disseminação e capilarização da informação no menor espaço de tempo possível.

O sistema está sendo oferecido gratuitamente pela universidade ao poder público, que devem entrar em contato com Leonor Faria ou Márcia Dacache, pelo telefone (21) 2629-5098 ou pelos e-mails leonor@proppi.uff.br e mdacache@proppi.uff.br, respectivamente.

Esse é um projeto de inovação tecnológica, desenvolvido por iniciativa de alunos de pós-graduação, em empresa incubada na UFF, com apoio da Faperj, a partir de uma tese de mestrado.

Fonte: UFF

Desabafo 5

Um dia desses eu estava pensando, para que servem os supervisores de bairro? Todo mundo reclamando de um monte de serviços públicos que não funcionam nos bairros(ruas esburacadas, ausência de rede de saneamento básico, ônibus precários,serviços de sáude cada vez mais precários),não seria a função desses comissionados de levarem a municipalidade os problemas? Ou são apenas cargos de enfeites? Tem horas que não dá para acreditar que vivemos nos extremos, um PIB altíssimo e do outro lado, um IDH que lembra cidades do Nordeste. Estou enjoado dessa gente!

Desabafo 4

Todo ano é esse mesmo lenga lenga, de gente sofrendo com as chuvas de verão, falta de planejamento, sabe porque? Porque estão mais interessados na publicação de decretos de emergência, onde contrata-se sem fazer licitação, onde o bolo é repartido com aqueles que são financiadores de campanhas e consequentemente irão repassar a quem lhe deu essa boquinha o vil metal. Estou enjoado dessa gente!

Desabafo 3

Campos precisa de gente nova no comando, precisa de gestores com perfil técnico, com visão desenvolvimentista que esteja preparando a cidade para os grandes investimentos privados que estão em desenvolvimento.

Desabafo 2

Tem construtora que até alguns dias atrás eram ridicularizada por um jornal de Campos e um dia desses publica matéria paga no mesmo jornal dando felicitações pela passagem de aniversário do referido órgão de imprensa que usa o verbo de acordo com a verba! Estou enjoado dessa corja de canalhas!

Desabafo

Todo mundo de olho grande no dinheiro dos royalties do petróleo, principalmente os governantes(prefeitos/vereadores/políticos em geral), e também os empresários, donos de jornais, essa gente não quer saber de melhorar a qualidade de vida da população, só vêem o dinheiro, são corruptos, canalhas e fascistas, querem ter o domínio do povo, fazem do assistencialismo moeda eleitoral, compram votos, oferecem boquinhas, fazem negociatas as escondidas e depois aparecem com suas caras lavadas, estou enjoado dessa raça!

Sisu/ProUni: Estudante de áreas de enchentes no RJ terá bolsa de assistência

Estudantes que vivem em Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo e demais municípios atingidos pelas inundações no estado do Rio de Janeiro receberão bolsas de assistência estudantil do Ministério da Educação. A condição é terem sido selecionados para cursos de educação superior pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) ou para obtenção de bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni). A assistência equivale a ajuda de custo de R$ 350 por mês.

Além da assistência estudantil, o MEC, em parceria com o Ministério das Comunicações e operadoras de telefonia, oferece acesso gratuito à internet, em lan houses das cidades afetadas pelas enchentes, para que os estudantes possam fazer a inscrição no Sisu — o prazo vai até terça-feira, 18. Além desses pontos, todos os campi dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia do Rio de Janeiro e Fluminense e do Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) do Rio de Janeiro liberaram o acesso à internet aos estudantes. Na região fluminense afetada pelas enchentes, 9,5 mil estudantes fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cujas notas são usadas no processo de seleção do Sisu.

Em Teresópolis, os estudantes têm acesso liberado na Avenida Oliveira Botelho 87, Bairro Alto. Em Nova Friburgo, na rua Alberto Brauen, 227. Em Petrópolis, no campus do Cefet, prédio do antigo fórum, no centro da cidade. Todos os pontos foram instalados no domingo, 16.

Assessoria de Comunicação Social do MEC

Sisu: Inscrições são prorrogadas por ordem judicial até quinta-feira (20/01)

Por força de decisão judicial, a reserva de vagas para estudantes originários da escola pública da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), antes restrita aos alunos daquele estado, foi estendida aos da rede pública de todo o país. A direção da UFRJ decidiu não recorrer e cumprir integralmente o que determina a Justiça.

A decisão judicial determina, ainda, que o prazo de inscrição no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da Educação seja estendido. Em função disso, o MEC decidiu prorrogar as inscrições do Sisu até quinta-feira, 20, as 23h59.

Nas próximas horas, será divulgado novo cronograma de datas das inscrições no Programa Universidade para Todos (ProUni) e das matrículas nas universidades federais e nos institutos federais de educação, ciência e tecnologias.

Assessoria de Comunicação Social do
MEC

DOAÇÃO DE SANGUE URGENTE

Recebi o e-mail do meu amigo Marco Antônio, e solicito aqueles que puderem que participe desta campanha de doação de sangue!

"A mãe da Gisele (minha esposa) faria uma cirurgia cardíaca no dia de hoje, porém, não foi possível devido ao parco estoque de sangue do tipo O+ (positivo). Há uma certa urgência para que a cirurgia seja realizada, deste modo, se algum de vocês possui o referido tipo de sangue ou conhece alguém que o possui, favor procurar o HEMOCENTRO do HOSPITAL FERREIRA MACHADO até o próximo domingo e doar sanguem em nome mãe de Gisele, FRANCISCA PEREIRA DUTRA, que está internada no no Hospital Álvaro Alvim. Desde já agradecemos.

Contamos com o apoio de todos (as).

--

Marco A. P. Vieira
Assistente Social - INSS
Mestre em Serviço Social "

Hoje é dia do fotográfo!


O blog parabeniza aos fotográfos e fotográfas profissionais ou amadores da Planície Goytacá!

André Lucas, Binho Dutra, Antônio Cruz, Carlos Emir, Dibs , Diomarcello Pessanha, Fátima Nascimento, Gérson Gomes, Hugo Prates, Isaias Fernandes, José (Zé) Fotográfo, Leonardo Berenger, Luciano Azevedo, Marcelo Bessa, Ricardo Avelino, Ricardo Bueno, Roberto Jóia, Rone Pereira, Silésio Correia, Silvana Rust, Wellington Cordeiro, Wellinton Pacheco (Peninha), Wesley Machado, dentre outros!

Recuperação

“Narcóticos Anônimos oferece a adictos um programa de recupeação, que é mais do que apenas um vida sem drogas. Essa maneira de viver não é só melhor do que o inferno em que vivíamos, é melhor do que qualquer vida que tenhamos conhecido”
Texto Básico, p. 117

Poucos de nós tem qualquer interesse em “recuperar” o que tínhamos antes de começar a usar. Muitos de nós sofremos intensamente abusos físicos, sexuais e emocionais. Parecia que a única maneira possível de suportar tais abusos era nos drogando e permanecendo drogados. Outros sofreram de maneiras menos aparentes, mas igualmente dolorosas, antes da adicção tomar conta. Sentíamos-nos isolados, incapazes de ter empatia com os outros. Não tínhamos nenhuma das coisas que dão sentido e valor à vida. Usávamos drogas numa inútil tentativa de preencher o vazio dentro de nós. A maioria de nós sequer desejava “recuperar” o que costumava ter.

Finalmente, a recuperação que encontramos em NA é algo diferente: uma oportunidade de uma nova vida. Foram-nos dadas as ferramentas para limpar os destroços de nossas vidas. Foi-nos dado apoio para partirmos corajosamente em um novo caminho. E recebemos a dádiva do contato consciente com um Poder maior do que nós, provendo a força interna e a direção que lamentavelmente nos faltou do passado.

Recuperação? Sim, de todas as maneiras. Estamos recuperando toda uma nova vida, melhor do que tudo que sonhamos possível. Estamos gratos.

Só por hoje: Eu recuperei alguma coisa que nunca tive, que nunca imaginei possível: a vida de um adicto em recuperação. Obrigado, Poder Superior, mas do que palavras podem dizer.

Novo ministro da Justiça apoia discussão sobre descriminalização do uso de drogas


Gilberto Costa
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O novo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, é a favor de que haja uma discussão pública sobre a descriminalização do uso de drogas. Para ele, o assunto “precisa ser colocado para a sociedade”. O ministro fez a declaração na manhã de hoje (5), durante a gravação do programa 3 a 1, da TV Brasil, que vai ao ar às 22h desta quarta-feira.

Cardozo não antecipou sua opinião, se contra ou a favor da descriminalização, mas ponderou que “posições muito vanguardistas são desastrosas”. Após o programa, o ministro disse à Agência Brasil que a discussão pode evoluir para uma consulta, por meio de plebiscito ou de referendo. Com a posse de Dilma Rousseff, a Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) foi transferida para o Ministro da Justiça.

O ministro também é mais um a fazer coro a favor de reformas nas legislação processual. Ele defendeu, durante a gravação programa, a redução da possibilidade de recursos e que a tramitação de papéis seja totalmente informatizada e que o acesso à Justiça seja mais barato e democrático.

Além de mudança na lei, Cardozo avalia que o problema é “do sistema”, “de cultura” e “não dos juízes”. Ele informou que pretende mudar o nome da Secretaria de Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça para “Secretaria do Judiciário” ou “Secretaria de Assuntos Judiciários”.

O ministro da Justiça ainda se posicionou a favor do Projeto de Lei nº 7.376/2010, que cria a Comissão Nacional da Verdade para apurar crimes contra os direitos humanos (sequestro, tortura, estupro e assassinato) praticados por militares e policiais durante a ditadura militar (1954-1985)

O projeto de lei é uma herança do governo Lula e aguarda tramitação na Câmara dos Deputados desde maio de 2010. A proposta provocou uma indisposição entre as pastas de Defesa e de Direitos Humanos no governo passado. “Reparação da verdade é fundamental”, disse, ao apontar que se houver divergência interna no governo quem decide é a presidenta Dilma Rousseff.

Na opinião de Cardozo, a condenação do Brasil pela Corte Interamericana de Direitos Humanos, ligada à Organização dos Estados Americanos (OEA) - por causa da violação de direitos fundamentais de 62 pessoas desaparecidas durante a Guerrilha do Araguaia (ocorrida no início dos anos 1970) e por não prestar esclarecimentos aos parentes sobre o paradeiro dos corpos dessas pessoas -, poderá fazer com que seja revista a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que considerou os crimes perdoados pela Lei de Anistia de 1979.

“Como isso vai se desdobrar não cabe a mim antecipar”, afirmou, com cautela, ao ressaltar que a sua opinião era uma “interpretação jurídica” e não um questionamento de decisão do STF. Ainda sobre a ditadura militar, o ministro se posicionou favoravelmente ao “acesso garantido, conforme a lei” aos arquivos sobre o período.


Edição: João Carlos Rodrigues

Fonte: Agência Brasil

O Brasil necessita diariamente de 5.500 bolsas de sangue, seja um doador!

Doação Voluntária de sangue, do tipo B+, contribuindo para outras vidas nascerem novamente!


O que é doação de sangue?


Doação de sangue é um processo de fundamental importância para o funcionamento de um hospital ou centro de saúde. Na doação de sangue, um doador voluntário tem seu sangue coletado para armazenamento em um banco de sangue ou para um uso subseqüente em uma transfusão de sangue.


Por que doar sangue?


A ciência, embora avançando em muitos setores, ainda não encontrou um substituto artifical eficiente para o sangue humano. Por isso, todos os procedimentos médicos que demandam transfusão de sangue precisam dispor de um fornecimento regular e seguro deste elemento. Daí a importância de se manter sempre abastecidos os bancos de sangue. Doar sangue é um procedimento simples, rápido, sigiloso e seguro. Para o doador em geral não há riscos, porém algumas complicações podem eventualmente aparecer: -Queda de pressão e tontura -Hematoma no local da punção -Náusea e vômito -Dor local e dificuldade para movimentação do braço.

Requisitos para a doação - Quem pode doar?


Qualquer pessoa poderá doar sangue, desde que sejam observadas algumas condições, a fim de garantir a segurança e a qualidade do procedimento:

-Ter entre 18 e 65 anos;
-Ter peso acima de 50 kg;

-Se homem, deve ter doado a mais de 60 dias;

-Se mulher, deve ter doado a mais de 90 dias;
-Ter passado pelo menos 3 meses de parto ou aborto;

-Não estar grávida;

-Não estar amamentando;
-Estar alimentado e com intervalo mínimo de 2 horas do almoço;
-Ter dormido pelo menos 6 horas nas 24 horas que antecedem a doação.

-Não ter feito tatuagem, piercing ou acupuntura a menos de 1 ano;

-Não ter recebido transfusão de sangue ou hemoderivados a menos de 1 ano;

-Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 8 horas que antecedem a doação; Quem não deve doar Não devem doar sangue as pessoas que se enquadrarem em uma das condições abaixo: -Ser diabético;
-Teve Hepatite após os 10 anos de idade;

-Teve contato com o inseto barbeiro, transmissor da Doença de Chagas;
-Teve Malária ou esteve em região de malária nos últimos 6 meses;
-Sofrer de Epilepsia;
-Teve Sífilis;
-Praticar relações sexuais de risco.

-Usar drogas injetáveis.


Procedimentos


A coleta de sangue para doação consiste na retirada de cerca de 450ml de sangue, através do uso de material descartável, de uso único e estéril.
O tempo de permanência do doador no Banco de Sangue, incluindo coleta e triagem, é de aproximadamente 30 minutos
No Brasil, o Ministério da Saúde exige a realização de alguns procedimentos específicos antes e depois da doação, a fim de prevenir complicações para o doador e contaminação para o receptor durante o período de janela imunológica de doenças. Antes da doação, o candidato irá passar por uma entrevista de triagem clínica, na qual podem ser detectadas algumas condições adicionais que possam impedir a doação.

Após cada doação serão realizados os seguintes exames no sangue coletado:


-Tipagem sangüínea ABO e Rh;

-Pesquisa de anticorpos eritrocitários irregulares;

-Teste de Coombs Direto;

-Fenotipagem do Sistema Rh Hr (D,C,E.c,e), Fenotipagem de outros sistemas;

-Testes sorológicos para: Hepatite B, Hepatite C, Doença de Chagas, Sífilis, HIV (AIDS), HTLV I/II.

Esse procedimento se repetirá após cada doação e os resultados serão comunicados ao doador.

Onde doar em Campos dos Goytacazes-RJ?


As doações podem ser feitas no Banco de Sangue do Hospital Ferreira Machado, localizado à Rua Rocha Leão, 2, Bairro do Caju. Maiores informações através dos telefones: (22) 2732-4260 ou 2737-2500.

Tá lá mais um corpo estendido no chão

Foto: Site Campos 24 horas

Sim, mas um homicídio acontece no Parque Alberto Sampaio, na área Central de Campos dos Goytacazes.

Um lugar que em outros tempo, era sinônimo de calma e tranqüilidade e passeio familiar, se tornou um local perigoso, com a presença de meliantes e muitos usuários de drogas.

O que era antes um belo lago com carpas e vitória-régias, se tornou uma grande poça com água parada, fétida.


No lugar onde já foi um grande restaurante, hoje apenas cascalhos, retrato do abandono dos últimos e do atual governo municipal.

Pouco ou nada se faz para tornar aquele lugar urbanizado, com os brinquedos de volta, com a presença das famílias e pessoas de bem.

É deve do munícipio cuidar de suas praças, de proporcionar aos habitantes da cidade locais para lazer e entretenimento e os abandonar, afinal de contas, para que servem nossos impostos? Quais os critérios adotados para julgar necessária ou não a reforma de uma praça?

Estive agora a pouco no Parque para verificar in loco a identidade do homem, pos as notícias que chegam a mim eram de que um jovem conhecido havia sido assassinado no local, pois o mesmo abandonou suas atividades e se entregou ao uso frenético de crack, droga consumida em grande escala pelos moradores de rua e que hoje também faz parte da vida de muitos jovens da cidade de Campos.

Ao chegar no local, me informaram que o nome corpo carbonizado era de tal de Joelson, ligado ao grupo de crackeanos que fazem do parque seu habitat natural para consumo de drogas, orgias e outros vandalismos.

O corpo está em frente a area que servia de camarim para os artitas que nos tempos áureos se apresentavam no Teatro de Arena.

Hoje a cena marcante foi da própria vida real, o corpo cabonizado, coberto pelo plástico preto, e na platéia, homens e mulheres, cuja linha limítrofe entre a vida e a morte é bem próxima pois o caminho que trilham conduzem ao caminho que todos nós já conhecemos.... Mas esse caminho tem volta!


Não fiz imagens para não ter problemas com os usuários de crack que por lá estavam e que não gostam de ser fotografados

O Estado do Parque Alberto Sampaio é deproravel, cheio de lixo, totalmente abandonado, e algumas parte foram demolidas, com o intuito de não servirem de abrigo para uso de substancias entorpecentes, como se isso fosse o bastante, esse paliativo não funciona, é como o ditado do tapete curto, tapa a cabeça e esconde os pés.

Uma area ao lado da sala da Secretaria de Agricultura, está como se fosse um hotel para mendidosmendigos, com colchões, cadeiras de praias, fogão e roupas de camas, nem dá para acreditar que tudo isso acontece sobre os olhos do poder público municipal que pouco ou nada faz para resolver esse problema.

Não vemos em Campos a adotação de politicas públicas sérias voltadas para a redução dos danos nas vidas daqueles que sofrem da doença do uso de drogas, dentre eles álcool, é muito comum neses lugares a presença de garrafas de 500mL de aguardente (cachaça), devido a ser uma droga com custo baixo e de fácil aquisição.

Bom seria se as autoridades de Campos se empenhassem para também receber o Programa do Governo Federal “Enfrentamento contra o Crack” e terá no Campus Macaé do IFF, a sede de um Centro de Capacitação Permanente, conforme pode ser visto
aqui.


“Vivemos esperando... dias melhores para sempre”



O blog do Cláudio Andrade também relata o fato ocorrido, veja
aqui

SJB: Recadastramento do programa Cartão Universitário tem início no dia cinco deste mês

Tem início no próximo dia 05, prosseguindo até o dia 18, o recadastramento para o programa Cartão Universitário, o sistema de bolsas universitárias concedidas pela prefeitura de São João da Barra. Os interessados devem ficar atentos ao calendário e as datas que contemplam as universidades, para não deixarem de receber o benefício que varia entre 50% e 80% do valor da mensalidade, de acordo com o Coeficiente de Rendimento (CR) de cada aluno.
Não haverá prorrogação nos prazos que são os seguintes: Dias 05 e 06 – Instituições que não fazem parte da lista que se segue; Dias 13 e 14 – Universidade Estácio de Sá; Dias 11 e 12 – Faculdade de Filosofia de Campos (Fafic); Dias 07 e 10 – Faculdade de Direito de Campos (FDC), Faculdade de Odontologia de Campos (FOC), Faculdade de Medicina de Campos (FMC) e UNOPAR; Dias 11 e 12 – Instituto Superior de Educação do Centro Educacional Nossa Senhora Auxiliadora (ISECENSA), Universidade Candido Mendes (UCAM) e Seminário Teológico Batista; Dias 17 e 18 – Universidade Salgado de Oliveira (Universo) e ULBRA.
Para fazer o recadastramento, que acontece no Auditório Municipal, é necessário levar a seguinte documentação: Identidade, CPF, Título de Eleitor: Comprovação de Votação ou Justificativa; comprovante de residência, conta de água, Luz ou Carnê de IPTU (nov, dez ou jan.); declaração de residência emitida por duas testemunhas sem vínculo familiar e que residam na mesma localidade (modelo disponível para download em www.sjb.rj.gov.br); Contrato de Locação de Imóvel (em caso de Locatário); comprovante de Renda de todos que estejam na composição familiar e que exerçam algum tipo de função remunerada; Contracheque (nov, dez, ou jan.), Imposto de Renda Receita Federal ou Decore com validade (em caso de Autônomo ou Trabalho Informal); comprovante de rematrícula; CR original e cópia (assinado pela Coordenação do Curso ou Responsável pela emissão); Boleto de Janeiro (pago).
Novos cadastros – Os interessados em concorrerem a novas bolsas de estudo devem ficar atentos, pois o prazo para o cadastro de pré-seleção para a bolsa universitária entre os dias 20 e 28 deste mês, das 9h às 17h, no Auditório Municipal. O cadastro de pré-seleção é o primeiro passo para admissão no programa de auxilio ao Ensino Universitário. Neste cadastro, o candidato apresenta toda documentação exigida pelo Decreto que regulamenta o programa. Para participar é preciso preencher o cadastro que está disponível para download no site da prefeitura: www.sjb.rj.gov.br.
Para fazer a inscrição, é necessário estar munido com a seguinte documentação: Identidade; CPF e Título de Eleitor juntamente com o comprovante de votação ou Justificativa; Comprovante de Renda de todos que estejam na composição familiar e que exerçam algum tipo de função remunerada; Contracheque (nov, dez ou jan), Imposto de Renda Receita Federal ou Decore com validade (em caso de Autônomo ou Trabalho Informal); Comprovante de Matrícula; Boleto de Janeiro (pago); Comprovante de Residência; Conta de água, Luz ou Carnê de IPTU (nov, dez ou jan.); Declaração de residência emitida por duas testemunhas sem vínculo familiar e que residam na mesma localidade (modelo disponível para download em www.sjb.rj.gov.br); Contrato de Locação de Imóvel com Firma reconhecida em Cartório (em caso de Locatário) e uma foto 3x4, toda documentação deve ser apresentada em original e Xerox.

Fonte: SECOM/SJB

Movimento Estudantil do Norte Fluminense na mídia impressa:



Matéria do Jornal O Diário, edição impressa desta segunda-feira, destaca as ações dos estudantes através do MENF:

IDEAIS

Vivianne Chagas

Como diria Geraldo Vandré “quem sabe faz a hora, não espera acontecer”. Assim nasceu o Movimento Estudantil Norte Fluminense (Menf). Após a tomada de um casarão localizado ao lado da Universidade Federal Fluminense (UFF) em Campos, o grupo de universitários resolveu se organizar e lutar pela instalação de um alojamento e centro cultural no local. Em busca destes propósitos eles iniciam hoje a venda de livretos de poesia em sinais de trânsito e residências da cidade. “São pequenos livros produzidos pela nossa Coordenação de Cultura. Os textos são nossos e as capas também. Uma ideia que nasceu quando vimos um exemplar de literatura de cordel aqui na casa. A partir daí pensamos em propagar nossa cultura, nossas ideias e pensamentos através dessa arte”, explica Vítor Santana, morador da casa formado em artes cênicas e plásticas.

Também autora de alguns textos e moradora da casa, a universitária Bruna Mac, completa dizendo que este trabalho é o ensaio para um livro. “Nós queremos lançar um livro com este material. Por enquanto temos, além da arte feita pela Carol Laberti, dois textos meus, do Vítor e do Splintter, mas a ideia é que todos do movimento participem”.
A primeira tiragem conta com 100 exemplares. A proposta é ir de casa em casa e sinais de trânsito da cidade veiculando a cultura produzida pelo Menf. “A gente não tem muito apoio, então nossa intenção é fazer volumes periódicos, que serão vendidos a preços simbólicos. São textos com estilos próprios, que podem ser considerados como poesia marginal”, afirma Diego Fraga, o Splintter.

Vitor lembra a primeira grande inspiração, que foi batizada de “Domesticados”. O texto virou peça de teatro, através dele e do grupo de teatro Caixola de Baco. “Domesticados foi nosso primeiro grande trabalho. Fizemos apresentações na Taberna Dom Tutti e no Sesc da cidade. Agora com os livretos queremos nos aproximar da população. Vejo esse trabalho como uma forma viva de cultura. Pois sai das nossas mãos e é vendida por elas. Com isso temos a resposta imediata do público”.

Bruna acredita que indo até as pessoas será mais fácil passar as ideias do Movimento. “Não queremos ser classificados como o ‘povo do casarão’. Temos um ideal e lutamos por ele. Nossos interesses são sociais, por isso estar perto da população é importante para sabermos o que ela precisa, quais são suas dificuldades e talvez encontrar um poeta que possa contribuir com nossa causa”.

Já Splintter ressalta a história do município. “Nestes trabalhos também falamos de Campos. Vamos fazer o campista saber de sua própria cultura, que é tão rica com Alberto Lamego, Nilo Peçanha, José do Patrocínio e tantos outros nomes”.

Organização para manter a ordem na casa do Menf



Casarão que chegou a abrigar cerca de 30 moradores hoje conta com melhorias feitas pelo Menf

Tudo começou no dia 26 de setembro, quando cerca de 60 universitários tomaram conta da casa. A partir daí muitos se foram e muitos chegaram. Atualmente são sete moradores fixos. “Mas temos muitos agregados. Nas primeiras três semanas foi muito difícil implantar uma organização. Hoje temos uma horta, reuniões e dividimos os trabalhos em coordenações, são elas a de comunicação, de alimentação, limpeza, entre outras”, diz Bruna Mac.

De acordo com os jovens a família proprietária da casa não se manifestou contra a atitude deles. “Não fizeram nenhum contato. Apenas uma senhora que já morou na casa, por volta dos anos 70, esteve aqui e fez questão de nos apoiar. Na UFF estamos em contato com a diretoria. Fora isso o prefeito de Campos na época, Nelson Nahim, nos visitou, mas disse que não tinha como desapropriar a casa. Agora esperamos ter a oportunidade de mostrar nossos projetos à prefeita Rosinha”, afirma a estudante.

Enquanto brinca com o cachorrinho mascote da casa, chamado de Goita, Diego Fraga, o Splintter, fala de um documentário sobre a turma do Menf. “O Carlos Alberto Bizonho tem imagens sensacionais, ele acompanhou cada passo do início do movimento aos dias de hoje. Acredito que este material saia em 2011”.

As ideias mantidas pelo Menf não são poucas. “Já fizemos os eventos ‘Arte Marginal’ e ‘Dia da consciência negra’, este último contou com a presença do escritor Hélvio Cordeiro, que ministrou uma palestra para o público. No Natal fizemos outra grande festa com a presença de muitos amigos. Além disso, temos o Cine Pitaco, com exibição de filmes periodicamente, dentro do casarão”, lembra Vitor Santana.

Saiu daqui

Leitora do blog reclama da situação do bairro Tele Santana em Grussaí

BOA NOITE!!!MORO EM CAMPOS DOS GOYTACAZES,MAIS SEMPRE PASSEI OS VERÕES EM GRUSSAI.A 7ANOS ADQUIRI UMA CASA,NO PARQUE TELE SANTANA 2,NA RUA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO,S\N.FIQUEI MUITO INDIGNADA COM DESCASO DA PREFEITURA DE SÃO JÕAO DA BARRA,COM ESSA PARTE DE GRUSSAI.E NÃO SE DEIXA ESQUECER,QUE A LAGOA DE QUIPARI É UM PONTO TURISTICO DESDA REGIÃO.VÁRIOS VISITANTES SE DEPARAM COM UMA ESTRADA MAL ACABADA,CHEIA DE LAMA,E COM O CALÇAMENTO FEITO ATÉ UMA PARTE DO COMERCIO.SERÁ,QUE A SECRETÁRIA DE OBRAS DO MUNICIPIO PROCUROU VER A SITUAÇÃO DESDA ÁREA,QUE ESTÁ SE TORNANDO UM BAIRRO E NECESSITA MUITO DO APOIO PARA O CRESCIMENTO.E NÃO SÓ PARA O BAIRRO E SIM PARA TODO O MUNICIPIO!!!!DESDE JÁ AGRADEÇO A ATENÇÃO!!!FIQUE COM DEUS!!!ESTAREI A DISPOSIÇÃO SEMPRE QUE PRECISAR!!!!!!

FLÁVIA FAISCA

A abertura da barra na Lagoa de Grussaí




Com a abertura da barra, a águas da Lagoa de Grussaí passam a ter contato direto com o mar e desde a manhã de hoje, inúmeros pescadores com suas tarrrafas estão pescando, uma cena rara no verão, quase 100 pescadores neste trecho lançando suas redes ao mar, o local virou ponto turístico... como não tem shows na orla, a natureza voltou a ser o centro das atenções.
Como não sei a causa da abertura da barra, o que pude perceber é que através deste ato faolho, houve um dano ambiental, pois vi inúmeros alevinos mortos, resultado do recuo em mais de 50 metros do leito da lagoa... ficam os registros...

Ps. Imagem feita com celular, qualidade: de ruim à péssima!

Veja a íntegra do discurso de posse de Dilma:

Dilma, primeira mulher presidente do Brasil

"Senhor presidente do Congresso Nacional, senador José Sarney,
Senhores chefes de Estado e de Governo que me honram com as suas presenças,
Senhor vice-presidente da República, Michel Temer,
Senhor presidente da Câmara dos Deputados, deputado Marco Maia,
Senhor presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Cezar Peluso,
Senhoras e senhores chefes das missões estrangeiras,
Senhoras e senhores ministros de Estado,
Senhoras e senhores governadores,
Senhoras e senhores senadores,
Senhoras e senhores deputados federais,
Senhoras e senhores representantes da imprensa,
Meus queridos brasileiros e brasileiras,
Pela decisão soberana do povo, hoje será a primeira vez que a faixa presidencial cingirá o ombro de uma mulher.

Sinto uma imensa honra por essa escolha do povo brasileiro e sei do significado histórico desta decisão.

Sei, também, como é aparente a suavidade da seda verde-amarela da faixa presidencial, pois ela traz consigo uma enorme responsabilidade perante a nação.

Para assumi-la, tenho comigo a força e o exemplo da mulher brasileira. Abro meu coração para receber, neste momento, uma centelha da sua imensa energia.

E sei que meu mandato deve incluir a tradução mais generosa desta ousadia do voto popular que, após levar à presidência um homem do povo, um trabalhador, decide convocar uma mulher para dirigir os destinos do país.

Venho para abrir portas para que muitas outras mulheres também possam, no futuro, ser presidentas; e para que - no dia de hoje - todas as mulheres brasileiras sintam o orgulho e a alegria de ser mulher.

Não venho para enaltecer a minha biografia; mas para glorificar a vida de cada mulher brasileira. Meu compromisso supremo - eu reitero - é honrar as mulheres, proteger os mais frágeis e governar para todos!

Venho, antes de tudo, para dar continuidade ao maior processo de afirmação que este país já viveu nos tempos recentes.

Venho para consolidar a obra transformadora do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, venho para consolidar a obra transformadora do Presidente Lula, com quem tive a mais vigorosa experiência política da minha vida e o privilégio de servir ao país, ao seu lado, nestes últimos anos.
De um presidente que mudou a forma de governar e levou o povo brasileiro a confiar ainda mais em si mesmo e no futuro do país.

A maior homenagem que posso prestar a ele é ampliar e avançar as conquistas do seu governo. Reconhecer, acreditar e investir na força do povo foi a maior lição que o presidente Lula deixa para todos nós.

Sob a sua liderança, o povo brasileiro fez a travessia para uma outra margem da nossa história.
Minha missão agora é de consolidar esta passagem e avançar no caminho de uma nação geradora das mais amplas oportunidades.

Quero, neste momento, prestar minha homenagem a outro grande brasileiro, incansável lutador, companheiro que esteve ao lado do Presidente Lula nesses oito anos: nosso querido vice-presidente José Alencar. Que exemplo de coragem e de amor à vida nos dá este grande homem!! E que parceria fizeram o presidente Lula e o vice-presidente José Alencar, pelo Brasil e pelo nosso povo!!

Eu e o vice-presidente Michel Temer nos sentimos responsáveis por seguir no caminho iniciado por eles.

Um governo se alicerça no acúmulo de conquistas realizadas ao longo da história. Ele sempre será, ao seu tempo, mudança e continuidade. Por isso, ao saudar os extraordinários avanços recentes, liderados pelo presidente Lula, é justo lembrar que muitos, a seu tempo e a seu modo, deram grandes contribuições às conquistas do Brasil de hoje.

Vivemos um dos melhores períodos da vida nacional: milhões de empregos estão sendo criados; nossa taxa de crescimento mais que dobrou e encerramos um longo período de dependência do Fundo Monetário Internacional, ao mesmo tempo em que superamos a nossa dívida externa.

Reduzimos, sobretudo, a nossa dívida social, a nossa histórica dívida social, resgatando milhões de brasileiros da tragédia da miséria e ajudando outros milhões a alcançarem a classe média.
Mas, em um país com a complexidade do nosso, é preciso sempre querer mais, descobrir mais, inovar nos caminhos e buscar sempre novas soluções.

Só assim poderemos garantir, aos que melhoraram de vida, que eles podem alcançar mais; e provar, aos que ainda lutam para sair da miséria, que eles podem, com a ajuda do governo e de toda a sociedade, mudar de vida e de patamar.

Que podemos ser, de fato, uma das nações mais desenvolvidas e menos desiguais do mundo - um país de classe média sólida e empreendedora.

Uma democracia vibrante e moderna, plena de compromisso social, liberdade política e criatividade.

Queridos brasileiros e queridas brasileiras,
Para enfrentar estes grandes desafios é preciso manter os fundamentos que nos garantiram chegar até aqui.

Mas, igualmente, agregar novas ferramentas e novos valores.

Na política é tarefa indeclinável e urgente uma reforma com mudanças na legislação para fazer avançar nossa jovem democracia, fortalecer o sentido programático dos partidos e aperfeiçoar as instituições, restaurando valores e dando mais transparência ao conjunto da atividade pública.

Para dar longevidade ao atual ciclo de crescimento é preciso garantir a estabilidade, especialmente a estabilidade de preços, e seguir eliminando as travas que ainda inibem o dinamismo da nossa economia, facilitando a produção e estimulando a capacidade empreendedora de nosso povo, da grande empresa até os pequenos negócios locais, do agronegócio à agricultura familiar.

É, portanto, inadiável a implementação de um conjunto de medidas que modernize o sistema tributário, orientado pelo princípio da simplificação e da racionalidade. O uso intensivo da tecnologia da informação deve estar a serviço de um sistema de progressiva eficiência e elevado respeito ao contribuinte.

Valorizar nosso parque industrial e ampliar sua força exportadora será meta permanente. A competitividade de nossa agricultura e da nossa pecuária, que faz do Brasil grande exportador de produtos de qualidade para todos os continentes, merecerá toda a nossa atenção. Nos setores mais produtivos a internacionalização de nossas empresas já é uma realidade.

O apoio aos grandes exportadores não é incompatível com o incentivo, o desenvolvimento e o apoio à agricultura familiar e ao microempreendedor. As pequenas empresas são responsáveis pela maior parcela dos empregos permanentes em nosso país. Merecerão políticas tributárias e de crédito perenes.

Valorizar o desenvolvimento regional é outro imperativo de um país continental, sustentando a vibrante economia do Nordeste, preservando e respeitando a biodiversidade da Amazônia no Norte, dando condições à extraordinária produção agrícola do Centro-Oeste, a força industrial do Sudeste e a pujança e o espírito de pioneirismo do Sul.

É preciso, antes de tudo, criar condições reais e efetivas capazes de aproveitar e potencializar, ainda mais e melhor, a imensa energia criativa e produtiva do povo brasileiro.

No plano social, a inclusão só será plenamente alcançada com a universalização e a qualificação dos serviços essenciais. Este é um passo decisivo e irrevogável, para consolidar e ampliar as grandes conquistas obtidas pela nossa população no período do governo do presidente Lula.

É, portanto, tarefa indispensável uma ação renovadora, efetiva e integrada dos governos federal, estaduais e municipais, em particular nas áreas da saúde, da educação e da segurança, o que é vontade expressa das famílias e da população brasileira.

Queridos brasileiros e brasileiras,
A luta mais obstinada do meu governo será pela erradicação da pobreza extrema e a criação de oportunidades para todos.

Uma expressiva mobilidade social ocorreu nos dois mandatos do Presidente Lula. Mas ainda existe pobreza a envergonhar nosso país e a impedir nossa afirmação plena como povo desenvolvido.

Não vou descansar enquanto houver brasileiros sem alimentos na mesa, enquanto houver famílias no desalento das ruas, enquanto houver crianças pobres abandonadas à própria sorte. O congraçamento das famílias se dá no alimento, na paz e na alegria. É este o sonho que vou perseguir!

Esta não é tarefa isolada de um governo, mas um compromisso a ser abraçado por toda a nossa sociedade. Para isso peço com humildade o apoio das instituições públicas e privadas, de todos os partidos, das entidades empresariais e dos trabalhadores, das universidades, da juventude, de toda a imprensa e das pessoas de bem.

A superação da miséria exige prioridade na sustentação de um longo ciclo de crescimento. É com crescimento que serão gerados os empregos necessários para as atuais e as novas gerações.

É com crescimento, associado a fortes programas sociais, que venceremos a desigualdade de renda e do desenvolvimento regional.

Isso significa – reitero - manter a estabilidade econômica como valor. Já faz parte, aliás, da nossa cultura recente a convicção de que a inflação desorganiza a economia e degrada a renda do trabalhador. Não permitiremos, sob nenhuma hipótese, que essa praga volte a corroer nosso tecido econômico e a castigar as famílias mais pobres.

Continuaremos fortalecendo nossas reservas externas para garantir o equilíbrio das contas externas e bloquear, e impedir a vulnerabilidade externa. Atuaremos decididamente nos fóruns multilaterais na defesa de políticas econômicas saudáveis e equilibradas, protegendo o país da concorrência desleal e do fluxo indiscriminado de capitais especulativos.

Não faremos a menor concessão ao protecionismo dos países ricos que sufoca qualquer possibilidade de superação da pobreza de tantas nações pela via do esforço de produção.
Faremos um trabalho permanente e continuado para melhorar a qualidade do gasto público.
O Brasil optou, ao longo de sua história, por construir um Estado provedor de serviços básicos e de previdência social pública.

Isso significa custos elevados para toda a sociedade, mas significa também a garantia do alento da aposentadoria para todos e serviços de saúde e educação universais. Portanto, a melhoria dos serviços públicos é também um imperativo de qualificação dos gastos governamentais.

Outro fator importante da qualidade da despesa é o aumento dos níveis de investimento em relação aos gastos de custeio. O investimento público é essencial como indutor do investimento privado e como instrumento de desenvolvimento regional.

Através do Programa de Aceleração do Crescimento e do programa Minha Casa, Minha Vida, manteremos o investimento sob estrito e cuidadoso acompanhamento da Presidência da República e dos ministérios.

O PAC continuará sendo um instrumento de coesão da ação governamental e coordenação voluntária dos investimentos estruturais dos estados e municípios. Será também vetor de incentivo ao investimento privado, valorizando todas as iniciativas de constituição de fundos privados de longo prazo.

Por sua vez, os investimentos previstos para a Copa do Mundo e para as Olimpíadas serão concebidos de maneira a dar ganhos permanentes de qualidade de vida, em todas as regiões envolvidas.

Esse princípio vai reger também nossa política de transporte aéreo. É preciso, sem dúvida, melhorar e ampliar nossos aeroportos para a Copa e as Olimpíadas. Mas é mais que necessário melhorá-los já, para arcar com o crescente uso desse meio de transporte por parcelas cada vez mais amplas da população brasileira.

Queridas brasileiras e queridos brasileiros,
Junto com a erradicação da miséria, será prioridade do meu governo a luta pela qualidade da educação, da saúde e da segurança.

Nas últimas décadas, o Brasil universalizou o ensino fundamental. Porém é preciso melhorar sua qualidade e aumentar as vagas no ensino infantil e no ensino médio.

Para isso, vamos ajudar decididamente os municípios a ampliar a oferta de creches e de pré-escolas.

No ensino médio, além do aumento do investimento público vamos estender a vitoriosa experiência do ProUni para o ensino médio profissionalizante, acelerando a oferta de milhares de vagas para que nossos jovens recebam uma formação educacional e profissional de qualidade.

Mas só existirá ensino de qualidade se o professor e a professora forem tratados como as verdadeiras autoridades da educação, com formação continuada, remuneração adequada e sólido compromisso dos professores e da sociedade com a educação das crianças e dos jovens.

Somente com avanço na qualidade de ensino poderemos formar jovens preparados, de fato, para nos conduzir à sociedade da tecnologia e do conhecimento.

Queridas brasileiras e queridos brasileiros,
Consolidar o Sistema Único de Saúde será outra grande prioridade do meu governo.

Para isso, vou acompanhar pessoalmente o desenvolvimento desse setor tão essencial para o povo brasileiro.

O SUS deve ter como meta a solução real do problema que atinge a pessoa que o procura, com uso de todos os instrumentos de diagnóstico e tratamento disponíveis, tornando os medicamentos acessíveis a todos, além de fortalecer as políticas de prevenção e promoção da saúde.

Vou usar, sim, a força do governo federal para acompanhar a qualidade do serviço prestado e o respeito ao usuário.

Vamos estabelecer parcerias com o setor privado na área da saúde, assegurando a reciprocidade quando da utilização dos serviços do SUS.

A formação e a presença de profissionais de saúde adequadamente distribuídos em todas as regiões do país será outra meta essencial ao bom funcionamento do sistema.

Queridas brasileiras e queridos brasileiros,
A ação integrada de todos os níveis do governo e a participação da sociedade é o caminho para a redução da violência que constrange a sociedade e as famílias brasileiras.

Meu governo fará um trabalho permanente para garantir a presença do Estado em todas as regiões mais sensíveis à ação da criminalidade e das drogas, em forte parceria com estados e municípios.

O estado do Rio de Janeiro mostrou o quanto é importante, na solução dos conflitos, a ação coordenada das forças de segurança dos três níveis de governo, incluindo – quando necessário – a participação decisiva das Forças Armadas.

O êxito dessa experiência deve nos estimular a unir as forças de segurança no combate, sem tréguas, ao crime organizado, que sofistica a cada dia seu poder de fogo e suas técnicas de aliciamento dos jovens.

Buscaremos também uma maior capacitação federal na área de inteligência e no controle das fronteiras, com o uso de modernas tecnologias e treinamento profissional permanente.

Reitero meu compromisso de agir no combate às drogas, em especial ao avanço do crack, que desintegra nossa juventude e infelicita as nossas famílias.

O pré-sal é nosso passaporte para o futuro, mas só o será plenamente, queridas brasileiras e queridos brasileiros, se produzir uma síntese equilibrada de avanço tecnológico, avanço social e cuidado ambiental.

A sua própria descoberta é resultado do avanço tecnológico brasileiro e de uma moderna política de investimentos em pesquisa e inovação. Seu desenvolvimento será fator de valorização da empresa nacional e seus investimentos serão geradores de milhares de novos empregos.

O grande agente dessa política foi e é a Petrobrás, símbolo histórico da soberania brasileira na produção energética e do petróleo.

O meu governo terá a responsabilidade de transformar a enorme riqueza obtida no pré-sal em poupança de longo prazo, capaz de fornecer às atuais e às futuras gerações a melhor parcela dessa riqueza, transformada, ao longo do tempo, em investimentos efetivos na qualidade dos serviços públicos, na redução da pobreza e na valorização do meio ambiente. Recusaremos o gasto apressado, que reserva às futuras gerações apenas as dívidas e a desesperança.

Queridos e queridas brasileiras e brasileiros,
Muita coisa melhorou no nosso país, mas estamos vivendo apenas o início de uma nova era. O despertar de um novo Brasil.

Recorro a um poeta da minha terra natal. Ele diz: “o que tem de ser, tem muita força, tem uma força enorme”.

Pela primeira vez o Brasil se vê diante da oportunidade real de se tornar, de ser, uma nação desenvolvida. Uma nação com a marca inerente também da cultura e do estilo brasileiros - o amor, a generosidade, a criatividade e a tolerância.



Uma nação em que a preservação das reservas naturais e das suas imensas florestas, associada à rica biodiversidade e à matriz energética mais limpa do mundo, permitem um projeto inédito de país desenvolvido com forte componente ambiental.

O mundo vive em um ritmo cada vez mais acelerado de revolução tecnológica. Ela se processa tanto na decifração de códigos desvendadores da vida quanto na explosão da comunicação e da informática.

Temos avançado na pesquisa e na tecnologia, mas precisamos avançar muito mais. Meu governo apoiará fortemente o desenvolvimento científico e tecnológico para o domínio do conhecimento e para a inovação como instrumento fundamental de produtividade e competitividade do nosso país.

Mas o caminho para uma nação desenvolvida não está somente no campo econômico ou no campo do desenvolvimento econômico pura e simplesmente. Ele pressupõe o avanço social e a valorização da nossa imensa diversidade cultural. A cultura é a alma de um povo, essência de sua identidade.

Vamos investir em cultura, ampliando a produção e o consumo em todas as regiões de nossos bens culturais e expandindo a exportação de nossa música, cinema e literatura, signos vivos de nossa presença no mundo.

Em suma: temos que combater a miséria, que é a forma mais trágica de atraso, e, ao mesmo tempo, avançar investindo fortemente nas áreas mais modernas e sofisticadas da invenção tecnológica, da criação intelectual e da produção artística e cultural.

Justiça social, moralidade, conhecimento, invenção e criatividade devem ser, mais que nunca, conceitos vivos no dia a dia da nossa nação.

Queridas e queridos brasileiros e brasileiras,
Considero uma missão sagrada do Brasil a de mostrar ao mundo que é possível um país crescer aceleradamente, sem destruir o meio ambiente.

Somos e seremos os campeões mundiais de energia limpa, um país que sempre saberá crescer de forma saudável e equilibrada.

O etanol e as fontes de energias hídricas terão grande incentivo, assim como as fontes alternativas: a biomassa, (incompreensível) a eólica e a solar. O Brasil continuará também priorizando a preservação das reservas naturais e de suas imensas florestas.

Nossa política ambiental favorecerá nossa ação nos fóruns multilaterais. Mas o Brasil não condicionará sua ação ambiental ao sucesso e ao cumprimento, por terceiros, de acordos internacionais.

Defender o equilíbrio ambiental do planeta é um dos nossos compromissos nacionais mais universais.

Meus queridos brasileiros e brasileiras,
Nossa política externa estará baseada nos valores clássicos da tradição diplomática brasileira: promoção da paz, respeito ao princípio de não intervenção, defesa dos Direitos Humanos e fortalecimento do multilateralismo.

O meu governo continuará engajado na luta contra a fome e a miséria no mundo.
Seguiremos aprofundando o relacionamento com nossos vizinhos sul-americanos; com nossos irmãos da América Latina e do Caribe; com nossos irmãos africanos e com os povos do Oriente Médio e dos países asiáticos. Preservaremos e aprofundaremos o relacionamento com os Estados Unidos e com a União Européia.

Vamos dar grande atenção aos países emergentes.
O Brasil reitera, com veemência e firmeza, a decisão de associar seu desenvolvimento econômico, social e político ao nosso continente.

Podemos transformar nossa região em componente essencial do mundo multipolar que se anuncia, dando consistência cada vez maior ao Mercosul e à Unasul. Vamos contribuir para a estabilidade financeira internacional, com uma intervenção qualificada nos fóruns multilaterais.

Nossa tradição de defesa da paz não nos permite qualquer indiferença frente à existência de enormes arsenais atômicos, à proliferação nuclear, ao terrorismo e ao crime organizado transnacional.

Nossa ação política externa continuará propugnando pela reforma dos organismos de governança mundial, em especial as Nações Unidas e seu Conselho de Segurança.

Queridas brasileiras e queridos brasileiros,
Disse, ao início deste discurso, que eu governarei para todos os brasileiros e brasileiras. E vou fazê-lo.

Mas é importante lembrar que o destino de um país não se resume à ação de seu governo. Ele é o resultado do trabalho e da ação transformadora de todos os brasileiros e brasileiras. O Brasil do futuro será exatamente do tamanho daquilo que, juntos, fizermos por ele hoje. Do tamanho da participação de todos e de cada um:
Dos movimentos sociais,
dos que labutam no campo,
dos profissionais liberais,
dos trabalhadores e dos pequenos empreendedores,
dos intelectuais,
dos servidores públicos,
dos empresários,
das mulheres,
dos negros, dos índios, dos jovens,
de todos aqueles que lutam para superar distintas formas de discriminação.

Quero estar ao lado dos que trabalham pelo bem do Brasil na solidão amazônica, no semiárido nordestino e em todos os seus rincões, na imensidão do cerrado, na vastidão dos pampas.

Quero estar ao lado dos que vivem nos aglomerados metropolitanos, na vastidão das florestas; no interior ou no litoral, nas capitais e nas fronteiras do Brasil.

Quero convocar todos a participar do esforço de transformação do nosso país.

Respeitada a autonomia dos poderes e o princípio federativo, quero contar com o Legislativo e o Judiciário, e com a parceria de governadores e prefeitos para continuarmos desenvolvendo nosso país, aperfeiçoando nossas instituições e fortalecendo nossa democracia.

Reafirmo meu compromisso inegociável com a garantia plena das liberdades individuais; da liberdade de culto e de religião; da liberdade de imprensa e de opinião.

Reafirmo que o que disse ao longo da campanha, que prefiro o barulho da imprensa livre ao silêncio das ditaduras. Quem, como eu e tantos outros da minha geração, lutamos contra o arbítrio, a censura e a ditadura, somos naturalmente amantes da mais plena democracia e da defesa intransigente dos direitos humanos, no nosso país e como bandeira sagrada de todos os povos.

O ser humano não é só realização prática, mas sonho; não é só cautela racional, mas coragem, invenção e ousadia. E esses são os elementos fundamentais para a afirmação coletiva da nossa nação.

Eu e meu vice-presidente Michel Temer fomos eleitos por uma ampla coligação partidária. Estamos construindo com eles um governo onde capacidade profissional, liderança e a disposição de servir ao país serão os critérios fundamentais.

Mais uma vez estendo minha mão aos partidos de oposição e às parcelas da sociedade que não estiveram conosco na recente jornada eleitoral. Não haverá de minha parte e do meu governo discriminação, privilégios ou compadrio.

A partir deste momento sou a presidenta de todos os brasileiros, sob a égide dos valores republicanos.
Serei rígida na defesa do interesse público. Não haverá compromisso com o desvio e o malfeito. A corrupção será combatida permanentemente, e os órgãos de controle e investigação terão todo o meu respaldo para aturem com firmeza e autonomia.

Queridas brasileiras e queridos brasileiros,
Chegamos ao final deste longo discurso. Queria dizer a vocês que eu dediquei toda a minha vida à causa do Brasil. Entreguei, como muitos aqui presentes, minha juventude ao sonho de um país justo e democrático. Suportei as adversidades mais extremas infligidas a todos que ousamos enfrentar o arbítrio. Não tenho qualquer arrependimento, tampouco não tenho ressentimento ou rancor.

Muitos da minha geração, que tombaram pelo caminho, não podem compartilhar a alegria deste momento. Divido com eles esta conquista, e rendo-lhes minha homenagem.

Esta, às vezes dura, caminhada me fez valorizar e amar muito mais a vida e me deu sobretudo coragem para enfrentar desafios ainda maiores. Recorro mais uma vez ao poeta da minha terra:
“O correr da vida – diz ele – embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem”.

É com essa coragem que vou governar o Brasil.
Mas mulher não é só coragem. É carinho também.
Carinho que dedico a minha filha e ao meu neto. Carinho com que abraço a minha mãe que me acompanha e me abençoa.

É com esse imenso carinho que quero cuidar do meu povo, e a ele dedicar os próximos anos da minha vida.

Que Deus abençoe o Brasil!
Que Deus abençoe a todos nós!
E que tenhamos paz no mundo!"