IBOPE: Internet no Brasil cresceu 10% no mês de julho

Número de usuários ativos chegou a 36,4 milhões no trabalho e em residências; o acesso em todos os ambientes já atinge 64,8 milhões de pessoas

No mês de julho de 2009, 36,4 milhões de pessoas usaram a internet no trabalho ou em residências, o que significa um crescimento de 10% sobre os 33,2 milhões registrados no mês de junho. O tempo médio de uso continuou crescendo e atingiu as marcas de 71 horas e 30 minutos de tempo total, incluindo aplicativos, e de 48 horas e 26 minutos, considerando somente navegação em páginas. O número de pessoas com acesso à internet em casa ou no trabalho é de 44,5 milhões.

Entre os internautas residenciais, o número de usuários ativos chegou a 27,5 milhões de pessoas, um crescimento de 7,4% em relação aos 25,6 milhões do mês anterior e de 16% sobre os 23,7 milhões de julho de 2008. O tempo de navegação em residências em julho cresceu 9% sobre junho e 21% sobre julho de 2008, e atingiu a marca inédita de 30 horas e 13 minutos por pessoa. O número de pessoas que moram em domicílios em que há a presença de computador com internet é de 40,2 milhões.

Considerando os brasileiros de 16 anos ou mais de idade com posse de telefone fixo ou móvel, o IBOPE passou a indicar a existência de 64,8 milhões de pessoas com acesso à internet em qualquer ambiente (residências, trabalho, escolas, lan-houses, bibliotecas e telecentros). Na navegação no trabalho e em residências, as categorias com maior crescimento proporcional do número de usuários em julho na comparação com junho foram Viagens e Turismo, com evolução de 17,3%, Automotivo, com aumento de 16,8%, e Casa e Moda, com crescimento mensal de 15,7%.

Em tempo de navegação por pessoa, as categorias que mais cresceram foram Entretenimento, com 13,3%, Buscadores, Portais e Comunidades, com 10,8%, e Telecomunicações e Serviços de Internet, com 9,5%. “Sites de redes sociais, de comunicação e de entretenimento foram os que mais contribuíram para o crescimento do tempo médio de uso do internauta brasileiro no mês de julho”, informou José Calazans, analista de mídia do IBOPE Nielsen Online.

“A subcategoria com maior tempo médio, Mensagens Instantâneas, chegou a 7 horas e 49 minutos por pessoa, ao crescer 8% em julho, seguida por Comunidades, em que se classificam as redes sociais, que chegou a 4 horas e 57 minutos por pessoa, com crescimento de 15% no mês”, disse Calazans.
Entre os dez países em que é realizada a pesquisa, o Brasil continua com o maior tempo por usuário, tanto na navegação em páginas quanto no tempo total, incluindo programas online.

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PESCA, AQUICULTURA E AMBIENTE DO INSTITUTO FEDERAL FLUMINENSE.


Quem nos comunica é o professor Vicente de Paulo:

CARÍSSIMOS E CARÍSSIMAS

JÁ ESTÃO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PESCA, AQUICULTURA E AMBIENTE DO INSTITUTO FEDERAL FLUMINENSE.

O EDITAL JÁ ESTÁ DISPONÍVEL E AS INSCRIÇÕES TAMBÉM PODEM SER FEITAS NO ENDEREÇO http://portal.iff.edu.br/processos-seletivos/pos-graduacao/pos-graduacao-lato-sensu-em-pesca/inscricoes-abertas-para-especializacao-em-pesca-aquicultura-e-ambiente

UM ABRAÇO

VICENTE

Vicente de Paulo Santos de Oliveira
Professor de Ensino Tecnológico do IFF
Pesquisador da Unidade de Pesquisa e Extensão Agro-Ambiental
Engenheiro Agrimensor
D. Sc. Engª Agrícola

Entrevista do Novo Presidente da FEC, Maycon Prado no Jornal Folha da Manhã

O novo presidente da FEC (Federação dos Estudantes de Campos), Maycon Prado foi entrevistado pelo jornal Folha da Manhã, onde desta que o perfil da nova gestão será de colocar a FEC nas ruas na reconstrução do movimento estudantil na nossa cidade.

clique na imagem para ampliá-la!

Nova diretoria da FEC leva reivindicações ao poder público

A nova diretoria da Federação dos Estudantes de Campos (FEC), se reuniu na tarde de quinta-feira (27/08/2009), com o secretário de governo, Roberto Henriques, para apresentar as reivindicações dos estudantes campistas. Cerca de 30 estudantes, entre dirigentes da FEC e membros de grêmios estudantis participaram do encontro.


O presidente da FEC, Maycon Prado, disse que a entidade cobrará do poder público a realização de políticas públicas da juventude. Os estudantes solicitaram uma audiência com a prefeita para exigir a aprovação de uma lei municipal de incentivo ao primeiro emprego e uma fiscalização mais efetiva da meia-entrada em shows e eventos.


"Já começamos a defender o interesse dos estudantes. Não vamos abrir mão do direito da meia-entrada. Buscaremos o diálogo sempre, mas o PROCON tem que ser mais atuante na fiscalização", cobrou Maycon, ressaltando que a FEC será independente e conversará com todos os setores da sociedade.


De acordo com Maycon, a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) esteve presente no Congresso para garantir a lisura do processo. Ele disse ainda, que a FEC já está credenciada para participar do Conselho Nacional de Entidades Gerais (CONEG) da UBES, que acontecerá de 4 a 6 de setembro no Rio de Janeiro.


Esclarecimento - O predidente da FEC, Maycon Prado, nega ter dito que acredita na administração da prefeita Rosinha Garotinho, conforme veiculado no portal da prefeitura. Segundo ele, a FEC torce para a administração dar certo para o bem da cidade. Maycon ressaltou ainda que o papel da FEC será cobrar do poder público ações que beneficiem os estudantes. Na opinião dele, a atual administração deixa a desejar na formulação de políticas para a juventude. Entre um dos pontos críticos, ele ressalta a falta de uma área de lazer para a juventude e também a falta de oportunidade para os jovens no mercado de trabalho. Maycon esclarece ainda que nenhum membro do governo fez parte da chapa eleita no Congresso.


FEC DENUNCIA TENTATIVA DE GOLPE


A nova diretoria eleita da FEC denunciou ontem uma tentativa de golpe na entidade. Segundo eles, um grupo de pessoas da antiga gestão realizou um congresso fictício na terça sem a participação dos estudantes no coreto do Liceu. Diferentemente do verdadeiro Congresso, o falso Congresso não teve edital de convocação publicado e nem foi divulgado nas escolas.


"Nosso congresso foi convocado pelo Conselho Municipal de Entidades de Base que reuniu mais de dez grêmios em julho. Esse grupo de pessoas querem impedir a reconstrução da FEC. Mas os estudantes não vão se calar, não vamos deixar eles se perpetuarem. A época da ditadura já acabou. Desafio eles à mostraram uma foto que seja do Congresso que afirmam que realizaram", disse Maycon, revelando que toda a documentação do processo eleitoral será entregue ao Ministério Público.

Eu vou!

Reflexão de hoje

“Os homens fazem a sua própria história, mas não a fazem como querem, não a fazem sob circunstâncias de sua escolha e sim sob aquelas com que se defrontam diretamente, legadas e transmitidas pelo passado”.

Karl Marx

[Vagas - Técnicos para área Offshore‏]

EMPRESA DE PETRÓLEO - GRANDE PORTE EM MACAÉ CONTRATA PARA TRABALHAR EMBARCADO:

08 VAGAS PARA - Técnico Mecânico: Experiência prática na função e na manutenção de equipamentos estáticos e rotativos em plataformas. Necessário possuir licença para operar empilhadeira e CREA. OFFSHORE.

04 VAGAS PARA - Técnico de Automação: Experiência prática na função, em operação e manutenção, sistemas de segurança e telecomunicações com equipamento de campo associado. Bons conhecimentos de sistemas de SAS, preferivelmente ABB. Conhecimento detalhado dos diferentes tipos de equipamentos e princípios de medição para o monitoramento, controle e segurança da plataforma. Necessário CREA. OFFSHORE.

08 VAGAS PARA - Técnico de Elétrica Sênior: Experiência comprovada como técnico em elétrica, com experiência emgeração principal, fornecimento de emergência e UPS com sub-distribuição associada. Necessário CREA. Experiência como responsávelna área de elétrica. OFFSHORE.

1 VAGA PARA .- Técnico de Sala de Controle: Mínimo de 5 anos de experiência em Produção Offshore, incluindo 1 ano como técnico de Sala de Controle. Necessário inglês avançado.OFFSHORE.

12 VAGAS PARA - Técnico de Produção: Mínimo de dois anos de experiência em processos de operação ou na utilização de sistemas de facilidades em ambiente petróleo ou petroquímico. OFFSHORE.

04 VAGAS PARA - Técnico Marítimo, Contramestre / Mecânico: Necessário possuir o CIR (Cartão de Inscrição e Registro) da Capitaniados Portos. Desejável treinamento em HLO (Helicopter Land Officer). Experiência em maquinários diesel, bombas e bote salva-vidas.OFFSHORE.

04 VAGAS PARA - Técnico Marítimo, Marinheiro / Almoxarife: Experiência nas rotinas de almoxarifado. Necessário possuir o CIR(Cartão de Inscrição e Registro) da Capitania dos Portos. Desejável treinamento em HLO (Helicopter Land Officer). Experiência em maquinários diesel, bombas e bote salva-vidas. OFFSHORE.

01 VAGAS PARA - Téc. Segurança Trabalho - Formação técnica em Segurança Trabalho com registro no CREA, experiência de 2 anos na área OFFSHORE Inglês avançado, domínio em informática. Residir em Macaé.

NÃO É NECESSÁRIO RESIDIR EM MACAÉ

INTERRESSADOS ENCAMINHAR CURRÍCULO COM PRETENSÃO SALARIAL PARA
priscilaesteves@parceriaconsult.com.br

Flashes do Congresso de Reconstrução da Federação dos Estudantes de Campos

Comemoração da vitória da chapa "Vamos começar de novo"!

A galera do Movimento "Vamos Começar de Novo"

Mesa de Credenciamento dos presentes

Foto para a imprensa

Gabrielly - Diretora de Escolas Técnicas da UBES

Romualdo Braga - Presidente da FEC em 1995, refletindo sobre a bandeira de lutas históricas

A FEC está de volta pra luta500 estudantes e uma só vontade: resgatar a história de lutas da Federação dos Estudantes de Campos (FEC). Aconteceu ontem no Centro de Convenções da UENF, o Congresso de Reconstrução da FEC. Na ocasião foi eleita uma nova diretoria para a entidade e discutido ações para a próxima gestão.

O estudante Maycon Prado foi eleito o novo presidente.O Congresso contou com uma mesa de abertura com a participação de representantes de instituições de ensino, sindicalistas e ex-presidentes da FEC. Logo após, os estudantes se dividiram em cinco grupos de discussão sobre diversos assuntos, como o primeiro-emprego e a nova lei do estágio e a questão do pré-sal.

Na plenária final do Congresso, os estudantes debateram propostas e elegeram a nova diretoria da FEC.Segundo os organizadores, esse foi o maior Congresso da história da FEC. Cerca de 50 mil estudantes estavam representados pelos estudantes-delegados eleitos nas escolas. A democracia foi o ponto alto do Congresso, que resgata a história da mais antiga entidade estudantil do Brasil.Para o novo presidente da FEC, o estudante do IFF, Maycon Prado, a gestão eleita terá a tarefa de resgatar o nome da entidade, que durante muitos anos esteve atrelado a interesses políticos e se afastou dos estudantes.

Um dos objetivos da nova diretoria é construir novos grêmios estudantis e realizar uma caravana nas escolas para conscientizar os estudantes."A FEC voltou a ser independente. Vamos fortalecer o movimento estudantil e colocar a FEC de volta nas ruas para defender os interesses dos estudantes, como o primeiro emprego, a meia-entrada e o passe-livre", declarou Maycon, que estará a frente da entidade durante o próximo biênio.A diretora da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), Gabrielle D'Almeida, acompanhou o Congresso e defendeu uma FEC mais antenada com o movimento estudantil nacional. Para ela, a nova diretoria terá a importante tarefa de ser a porta-voz dos estudantes campistas e dos seus direitos.

A única chapa inscrita, "Vamos começar de novo", foi eleita por unanimidade, demonstrando a unidade dos estudantes e o desejo de mudança. Membros da antiga gestão da entidade também participaram do Congresso, porém optaram por não concorrer ao pleito.

Congresso da FEC será o maior da história

Estudantes de várias escolas, que se mobilizam para reconstruir a Federação dos Estudantes de Campos (FEC), se reuniram ontem para o credenciamento dos estudantes-delegados ao Congresso da FEC. O encontro aconteceu na sede do Sindicato Nacional dos Servidores Federais (SINASEFE) em Campos.

Os estudantes-delegados foram eleitos durante a semana passada em diversas escolas públicas e particulares por meio de votação. O papel desses delegados será representar os estudantes da sua escola no Congresso da FEC e eleger a diretoria da entidade. Cerca de 50 delegados foram eleitos, representando aproximadamente trinta mil estudantes.

O Congresso da FEC acontecerá na próxima terça-feira (25) no Centro de Convenções da UENF. A expectativa da organização é reunir 600 estudantes. O local do evento conta com um auditório principal para 600 pessoas, onde será realizada a plenária final e cinco anfiteatros com capacidade para 100 pessoas, onde acontecerão os grupos de discussão.

De acordo com o presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), Ismael Cardoso, esse já pode ser considerado o maior congresso da história da FEC. Para ele, o alto índice de participação dos estudantes no processo de eleição dos delegados, demonstra a democracia do Congresso e também a vontade dos estudantes de reerguer a entidade.

"Os estudantes de Campos estão dando um exemplo de que o movimento estudantil ainda está vivo. Recontruir uma entidade como a FEC, que é a mais antiga do Brasil, é a prova de que os sonhos não envelhecem", disse Ismael.

O presidente do grêmio estudantil do ISEPAM, Saulo Maciel, é um dos estudantes que aderiram à causa. Saulo conta que durante o processo de eleição dos delegados saia de casa às 7 da manhã, sem hora para voltar, visitando as escolas.

"Durante esses dias tive aula de cidadania, são muitas realidades diferentes, muitas escolas e jovens esperançosos. Um dia ouvi uma professora falando que o jovem é um agente transformador, hoje entendo muito bem o sentido disso", declarou Saulo, que nunca o imaginou participando do movimento estudantil.

A reconstrução da FEC é um movimento liderado pelos grêmios estudantis de Campos. Além do grêmio do ISEPAM, participam desse movimento os grêmios estudantis das seguintes escolas: IFF, C.E. Desembargador Álvaro Ferreira Pinto, C.E. Paula Barroso, C.E. Constantino Fernandes, Liceu de Humanidades de Campos, C.E. João Pessoa, entre outros.

UFF e Patrimônio da União assinam contrato de doação de terreno em Campos dos Goytacazes

O diretor do Pólo Universitário de Campos, José Luís Vianna; o deputado federal Chico D'Ângelo; a secretária da SPU, Marina Esteves; o reitor Roberto Salles; o vice-reitor Emmanuel Andrade; e a presidente do DA de Campos, Lara de Oliveira, participam da solenidade

A gerente regional do Patrimônio da União no Rio de Janeiro, Marina Esteves, e o reitor Roberto Salles, ao lado do vice-reitor Emmanuel Andrade, assinam contrato de doação do terreno em Campos dos Goytacazes

Foi assinado na manhã desta segunda-feira, 24 de agosto, o contrato de doação de um terreno em Campos dos Goytacazes para a expansão dos cursos da UFF no município. O imóvel foi cedido pelo Patrimônio da União à universidade para a realização do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni).


Estavam presentes na solenidade o reitor da UFF, professor Roberto Salles; o vice-reitor, professor Emmanuel Andrade; o diretor do Polo Universitário de Campos, professor José Luís Vianna; a Diretora da Unidade do Polo de Campos, profa. Leda Barros; a secretária da Superintendência do Patrimônio da União (SPU), Marina Esteves; o assessor do SPU/RJ, Jorge Feijó, o deputado federal Chico D'Ângelo (PT–RJ); e a presidente do Diretório Acadêmico Acadêmico Conceição Muniz de Campos, Lara de Oliveira. Presentes ainda, na delegação de Campos, a Coordenadora de Extensão e representante do curso de Serviço Social, profa. Ana Maria Almeida e professores representantes das coordenações dos novos cursos, de Economia, Ciências Sociais e Geografia.

Para o professor Vianna, a ampliação do polo é fruto de muito trabalho e crença no plano de expansão da universidade. "Esta é uma manhã de agradecimentos. A equipe de Campos está trabalhando incessantemente para que esse projeto saia do papel e possamos dar um retorno a toda a comunidade da UFF."

O vice-reitor Emmanuel Andrade frisou que o Polo Universitário de Campos é exemplo de empreendedorismo. Segundo ele, a universidade está dando respostas aos investimentos do Reuni e parabenizou toda a equipe daquela cidade pelo empenho. "Campos é hoje uma das maiores expansões que temos", salientou.

Lara Barreto de Oliveira Seixas, que representa todos os estudantes da UFF de Campos, participante do evento lembrou que há 40 anos a universidade tem apenas um curso na cidade. Para Lara, a ampliação do polo fará com que a UFF em Campos esteja mais visível e acessível a toda a comunidade. E que este momento e historico na cidade , ou melhor, em toda região norte noroeste fluminense no que diz respeito ao desenvolvimento, sendo assim a democratização do acesso ao ensino superior somado ao projeto de assistencia estudantil - bolsas, bandeijão, auxilio moradia nos alojamentos, biblioteca, garantira o maoir possibilidade do estudante permanecer na Universidade ate a conclusão do seu curso.

O trabalho de equipe de Campos dos Goytacazes também foi lembrado pelo reitor Roberto Salles. De acordo com ele, a assinatura do contrato de doação do terreno representa um esforço conjunto de toda a universidade. Roberto Salles salientou que ainda há muito para ser feito em relação à legalização de terrenos da UFF. "Nem todos os nossos terrenos estão com os documentos em dia. E essa é uma questão que quero resolver ainda na minha gestão."

A expansão do polo possibilitará a criação de mais seis cursos na cidade. No segundo semestre de 2009, estarão implantadas as graduações em Ciências Econômicas, Ciências Sociais e Geografia. Os cursos de Direito, História e Psicologia serão abertos no segundo semestre de 2010 (o mesmo ano). O cronograma prevê o início das obras para novembro de 2009, e sua conclusão para setembro de 2010. O terreno, com mais de 38 mil metros quadrados, está localizado na Avenida 15 de Novembro, 483, Centro

Programação do Congresso da FEC

08h| Mesa de Abertura com autoridades

Convidados: Profa. Marinéia Abud (Coordenadora Estadual de Educação), Profa. Maria Auxiliadora Freitas (Secretária Municipal de Educação), Prof. Almyr Junior (Reitor da UENF), Guimar Valdez (Coordenadora do SINASEFE), Andral Tavares (Advogado), Mário Lopes (Presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente), Prof. Jefferson Azevedo(IFF), Ismael Cardoso(Presidente da UBES).

09h| Grupos de Discussão

GD 1 - O novo ENEM e o acesso à universidade | Expositor: Prof. Jefferson Azevedo (IFF);
GD 2 - Esporte: ferramenta de inclusão social | Prof. Carlos Boynard (IFF / Estácio /Fundação M. de Esportes)
GD 3 - Passe-livre e Meia Entrada | Romualdo Braga (Ex-presidente da FEC em 1995)
GD 4 - Primeiro Emprego para a Juventude | Carla Patrão (Gerente do Observatório do Mundo do Trabalho (SETEC/MEC)
GD 5 - Pré-Sal e a destinação dos recursos para a educação | Expositor: Sindipetro-NF

10h | Plenária Final

- Aprovação das resoluções para o plano de gestão da FEC
- Eleição da nova diretoria

12h - Encerramento

Congresso da FEC será o maior da história


Estudantes de várias escolas, que se mobilizam para reconstruir a Federação dos Estudantes de Campos (FEC), se reuniram ontem para o credenciamento dos estudantes-delegados ao Congresso da FEC. O encontro aconteceu na sede do Sindicato Nacional dos Servidores Federais (SINASEFE) em Campos.

Os estudantes-delegados foram eleitos durante a semana passada em diversas escolas públicas e particulares por meio de votação. O papel desses delegados será representar os estudantes da sua escola no Congresso da FEC e eleger a diretoria da entidade. Cerca de 50 delegados foram eleitos, representando aproximadamente trinta mil estudantes.

O Congresso da FEC acontecerá na próxima terça-feira (25) no Centro de Convenções da UENF. A expectativa da organização é reunir 600 estudantes. O local do evento conta com um auditório principal para 600 pessoas, onde será realizada a plenária final e cinco anfiteatros com capacidade para 100 pessoas, onde acontecerão os grupos de discussão.

De acordo com o presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), Ismael Cardoso, esse já pode ser considerado o maior congresso da história da FEC. Para ele, o alto índice de participação dos estudantes no processo de eleição dos delegados, demonstra a democracia do Congresso e também a vontade dos estudantes de reerguer a entidade.

"Os estudantes de Campos estão dando um exemplo de que o movimento estudantil ainda está vivo. Recontruir uma entidade como a FEC, que é a mais antiga do Brasil, é a prova de que os sonhos não envelhecem", disse Ismael.

O presidente do grêmio estudantil do ISEPAM, Saulo Maciel, é um dos estudantes que aderiram à causa. Saulo conta que durante o processo de eleição dos delegados saia de casa às 7 da manhã, sem hora para voltar, visitando as escolas.

"Durante esses dias tive aula de cidadania, são muitas realidades diferentes, muitas escolas e jovens esperançosos. Um dia ouvi uma professora falando que o jovem é um agente transformador, hoje entendo muito bem o sentido disso", declarou Saulo, que nunca o imaginou participando do movimento estudantil.

A reconstrução da FEC é um movimento liderado pelos grêmios estudantis de Campos. Além do grêmio do ISEPAM, participam desse movimento os grêmios estudantis das seguintes escolas: IFF, C.E. Desembargador Álvaro Ferreira Pinto, C.E. Paula Barroso, C.E. Constantino Fernandes, Liceu de Humanidades de Campos, C.E. João Pessoa, entre outros.

CIRCUITO UNIMED DE NATAÇÃO 2009


A 1ª etapa do CIRCUITO UNIMED DE NATAÇÃO 2009, realizada no último dia 23 de maio no Parque Aquático do Automóvel Clube Fluminense constitui-se num verdadeiro sucesso. Mais de 500 crianças na faixa etária compreendida entre 1 a 18 anos participaram do evento, onde o objetivo maior foi de incentivar a prática da natação, o esporte mais completo e adequado a crianças, jovens e adultos.

A 2ª etapa do CIRCUITO UNIMED 2009 será no dia 12 de setembro próximo, a partir das 14 horas, no Automóvel Clube Fluminense.

Este circuito que, na verdade, é um grande festival de natação, estarão reunidas diversas escolas, clubes, academias com alunos de diversos níveis de habilidade. Todos os participantes serão premiados com medalhas e brindes.

Presença confirmada das equipes das Prefeituras Municipais de Quissamã, de Itaperuna e, do Projeto CEFAN (Centro de Formação de Nadadores) do Rio de Janeiro.


Com informações do professor e promotor de eventos esportivos, Vitor Longo Braz, disponível em www.blogvitorlongo.blogspot.com

Estudantes mobilizados para reconstruir a FEC


O Centro de Convenções da UENF será o palco, na próxima terça-feira (25), de um momento histórico do movimento estudantil. Estudantes de escolas públicas e particulares se reunirão para reconstruir a Federação dos Estudantes de Campos (FEC). A expectativa é de que cerca de 600 estudantes participem do Congresso.

Na ocasião será debatido um plano de ação e eleita uma diretoria para a próxima gestão da FEC. O presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), Ismael Cardoso, estará presente para acompanhar a reconstrução da entidade.

A programação do Congresso inclui uma mesa de abertura com a participação de autoridades e dirigentes sindicais. Logo após, os estudantes se dividirão entre os vários grupos de discussão criados para debater assuntos importantes, como a destinação dos recursos do pré-sal para a educação e a inserção do jovem no mercado de trabalho, entre outros.

A previsão da comissão organizadora é de que cerca de dez mil estudantes participem do processo eleitoral. Segundo o presidente do grêmio estudantil do Liceu de Humanidades de Campos, Hugo Pereira, durante essa semana estão ocorrendo as eleições dos estudantes-delegados nas escolas.

"Está sendo feito um processo democrático para permitir que todos os estudantes possam participar. O regimento prevê a eleição de um delegado a cada mil estudantes por escola", explicou Hugo, ressaltando que somente os delegados eleitos terão o direito à voto, mas que todos os estudantes terão direito à voz.

O estudante do Instituto Superior de Ensino Prof. Aldo Muylaert (ISEPAM), Rodrigo Maciel, se sente órfão quando o assunto é a defesa do seu direito. Ele reclama que vários direitos dos estudantes não são respeitados e não há ninguém para lutar por eles.

"Já cansei de ser desrespeitado quando utilizo o passe-livre a meia-entrada. Espero que a FEC possa olhar para essas questões e lutar pelos nossos direitos", disse ele, acreditando que a reconstrução da entidade possa colocar um ponto final na falta de representatividade dos estudantes.

O Congresso da FEC foi convocado em julho pelo Conselho Municipal de Entidades de Base, formado por vários grêmios estudantis da cidade. O encontro tem entrada franca e é aberto à todos que queiram participar. Maiores informações podem ser obtidas pelo email congressodafec2009@gmail.com

FEC - A Federação dos Estudantes de Campos foi inicialmente criada em 1904, sendo então reestruturada em 1933, com o objetivo de lutar pelas causas dos estudantes campistas. O primeiro Congresso dos Estudantes Campistas aconteceu em 1945, já a primeira carteirinha da FEC foi emitida um ano depois e tinha como objetivo possibilitar o direito da meia-entrada no cinema. Fechada no período da ditadura militar, estudantes refundaram a entidade em 1993, ocupando às ruas e conquistando o passe-livre.

UFF DEFINE CALENDÁRIO ESCOLAR PARA O SEGUNDO SEMESTRE

Será na segunda-feira, dia 31 de agosto, a abertura do segundo semestre letivo no Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Campos. A data marcará a volta às aulas do curso de Serviço Social bem como o início das atividades dos novos cursos de Ciências Econômicas, Ciências Sociais e Geografia. Em virtude dessa alteração no calendário escolar, as aulas neste segundo semestre serão estendidas até a segunda semana de dezembro.

Adiada de 10 de agosto por causa do surto da Gripe Influenza A H1N1 (Gripe Suína), a decisão foi apoiada em relatório do Setor de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura Municipal de Campos. O órgão orienta a população para que evite aglomeração. Em caráter excepcional, deverão ser referenciados por regime especial. O anúncio aconteceu durante reunião realizada nesta quarta-feira, dia 19, com a participação da direção, professores e alunos.

Assim, o calendário escolar ganhará a seguinte programação:

31 de agosto

  • 8h – Aulas do curso de economia (UFF)
  • 18h – Abertura oficial com a presença das autoridades da UFF, professores, funcionários e alunos de todos os cursos na sede da UFF, na Rua José do Patrocínio, número 71.
  • 20h – Aulas do curso de Serviço Social, na sede; e dos cursos de Ciências Sociais e Geografia, na Faculdade de Direito de Campos, na Rua Formosa.

01 a 04 de setembro – Aulas nos endereços, conforme especificação acima.

08 de setembro, às 18h – Palestra para todos os cursos com o professor Aristides Arthur Soffiati Neto, sobre o tema O impacto socioambiental das cheias na planície fluviomarinha do Norte Fluminense.

09 de setembro:

-18h – Aula Magna para todos os cursos com o professor Haroldo Baptista de Abreu sobre o tema Cidadania e Modernidade: desafios para a Universidade.

- 21h – Apresentação do Grupo Musical Cadência do Samba e Chorinho (a confirmar).

24 de setembro: Atividades Acadêmicas Específicas de cada curso.

25 de setembro: Atividades do Movimento Estudantil, organizado pelo Diretório Acadêmico Conceição Muniz (Dacom), da UFF.

19 e 20 de outubro: Atividades da Monitoria e I Mostra Interinstitucional de Extensão – IF, Uenf, UFF.

Para consulta, use este site: http://www.proac.uff.br/campos/categoria/conteudo/noticia

[um pouco de humor não faz mal a ninguém]

enquanto isso na tv aberta...

clique na imagem para ampliar!

Flashes do Simpósio de Políticas, Gestão e Financiamento dos Institutos Federais


IFRJ - Fabiano Seixas - 19/08/2009 - 12h




Transmissão ao vivo do Simpósio de Políticas, Gestão e Financiamento dos Institutos Federais

O Simpósio de Políticas, Gestão e Financiamento dos Institutos Federais, que acontece nos dias 19 e 20 de agosto, no Campus Maracanã, tem como objetivo sensibilizar a comunidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, bem como as demais interessadas quanto as novas orientações e determinações do Ministério da Educação neste novo projeto institucional.

Clique aqui para assistir a transmissão ao vivo do Simpósio.

Palestras na região preparam entidades para Conferência de Comunicação

Comissão Organizadora da 1ª. Conferência de Comunicação do Norte Fluminense convida entidades da sociedade civil da região para participar

No próximo sábado, 22, acontecem, às 10h, em Campos, e às 15h, em Macaé, palestras com o tema “Que Conferência de Comunicação queremos”. O evento em Campos acontece no auditório da Associação de Imprensa Campista (AIC), e em Macaé, no Teatro do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF). A iniciativa é da Comissão Organizadora da 1ª. Conferência de Comunicação do Norte Fluminense e contará com a participação da representante do Fórum Nacional de Democratização da Comunicação (FNDC), Beth Costa, e da representante da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Sônia Gomes.

“Convidamos todas as entidades organizadas da sociedade civil dos municípios da região para que enviem pelo menos um representante para essa palestra. Nosso objetivo é instrumentalizar a sociedade civil organizada para participar da Conferência do Norte Fluminense”, afirma a jornalista Fernanda Viseu, membro da Comissão Organizadora da 1ª. Conferência de Comunicação do Norte Fluminense.

A 1ª. Conferência de Comunicação do Norte Fluminense acontece nos dias 11 e 12 de setembro em Macaé, em local ainda a ser confirmado. O objetivo da Conferência é aprofundar o debate e a reflexão sobre a reestruturação das leis que regem a comunicação no Brasil, há muito não aplicadas e obsoletas, discutir a questão das concessões de rádio e TV, a democratização nos meios de comunicação, canais comunitários, TV Digital, internet, telecomunicações, construção e consolidação de políticas públicas de Comunicação locais, estaduais e nacionais, entre outros temas.

Na Conferência também serão eleitos de delegados para participar da Conferência Estadual e depois da Conferência Nacional de Comunicação, convocada pelo Governo Federal para os dias 1, 2 e 3 de dezembro em Brasília.

Inicialmente, fazem parte da Comissão Organizadora da 1ª. Conferência de Comunicação do Norte Fluminense a Associação dos Trabalhadores em Comunicação de Macaé (Atracom), o Sindipetro-NF, Associação de Imprensa Campista (AIC), a Pastoral da Comunicação de Macaé, o Fórum Nacional de Professores de Jornalismo (FNPJ) e o Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro.

Artigo: Matriz Orçamentária 2010 demonstra o fortalecimento da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica

A matriz de alocação de recursos orçamentários para os Institutos Federais, em 2010, vem demonstrar o fortalecimento da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, principalmente, a partir da criação destes institutos. Essa matriz 2010 tem um volume impressionante de recursos aportados para o projeto de lei orçamentária anual (LOA): R$ 1.157.720.162,00 (hum bilhão, cento e cinqüenta e sete milhões, setecentos e vinte mil, cento e sessenta e dois reais), recursos esses para despesas de outros custeios e capital (OCC), ou seja, sem considerar os recursos da folha de pessoal e recursos extra-orçamentários.


O IFRJ, que já possuí 09 campi em funcionamento (Arraial do Cabo, Duque de Caxias, Maracanã, Nilópolis, Paracambi, Paulo de Frontin, Pinheiral, São Gonçalo e Volta Redonda), e 01 campus em planejamento, teve elevada taxa de crescimento de suas matriculas nos anos letivos de 2008 e 2009-1, principal parâmetro estabelecido pela matriz para financiamento dos Institutos. Desta forma, o orçamento de OCC do IFRJ, previsto na LOA 2010, será de aproximadamente, R$ 30.000.000,00, valor bem superior ao 2009 que foi de R$ 11.000,000,00. Portanto, com essas perspectivas promissoras, nossa instituição poderá avançar, ainda mias na perspectiva de consolidar seu papel de referência no estado e no país.


O modelo desenvolvido para a matriz CONIF 2010 integrou 04 modelos de matrizes, vigentes até 2009: i) Matriz CONCEFET (antigos CEFETs, UTF-PR e ETF Palmas); ii) Matriz CONEAF (antigas EAFS); iii) Matriz CONDETUF (08 Escolas Vinculadas as Universidades Federais) e iv) Matriz ANDIFES (04 CEFETs com cursos de Engenharia e Pós-graduação financiados neste modelo junto a SESU).


Além de ser caracterizada como matriz única dos Institutos Federais e possuir um volume efetivo de recursos, que reflete os investimentos substantivos do governo Lula na área de educação, outros avanços caracterizam esse novo modelo de matriz, cabendo destacar:

1) o modelo define os recursos que serão aportados em cada Campus dos Institutos Federais, bem como, em suas reitorias;

2) ficou preservado no modelo que nenhum campus terá qualquer possibilidade de perdas de recursos em relação à matriz 2009;

3) os campi em fase de expansão com vocação industrial e agrícola tiveram seus pisos elevados para R$ 1.400,000,00 e R$ 1.600,000,00, respectivamente. Além do piso, aportou-se a importância de R$ 400,00 por matrícula ponderada;

4) os cursos da área de agropecuária tiveram um adicional de 60% sobre o peso conferido aos cursos de alto custo. Além disso, os campi que oferecem o regime de internato pleno foram contemplados com um plus adicional de 50% por matrícula ponderada.

5) As reitorias obtiveram um piso de estabelecido de R$ 1.250,000,00 e um teto de 20% sobre os recursos aportados em seus campi na matriz CONIF 2010.


Por fim, todo esse esforço do FORPLAN e do CONIF na construção desse novo modelo foi ainda mais recompensado, a partir da postura ousada e magnânima da SETEC, que aportou 60% dos seus recursos, estabelecidos para 2010, na Matriz CONIF. Destacamos também, que todas essas ações que são determinantes para o futuro de nossa rede, tiveram o aval da Secretaria Executiva e da Subsecretaria de Planejamento e Orçamento do MEC. Sendo assim, o exercício de 2010 deverá consolidar diversas ações de expansão, crescimento e fortalecimento dos IFs e da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica.


Por Amaro Falquer, Pró-Reitor de Administração, Planejamento e Desenvolvimento Institucional do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), artigo publicado no InFormativo do IFRJ, apresentado no Simpósio de Políticas,Gestão e Financiamento dos IFs.

FME 2009 abre inscrições para apresentação de trabalhos



Fórum Mundial de Educação aceitará pôsteres e atividades autogestionadas

Brasília, 13/8/2009 – Estão abertas e seguem até o dia 30 de setembro as inscrições de trabalhos que serão apresentados no Fórum Mundial de Educação (FME), a ser realizado entre 23 e 27 de novembro, em Brasília. Além das inscrições comuns, os participantes poderão optar por levar pôsteres ao evento ou promover atividades autogestionadas, isto é, palestras, seminários, mesas de discussão, apresentações de música, dança e até desfiles de moda.

As três formas de interação no fórum são gratuitas e devem ser feitas na página eletrônica do fórum. Para os interessados em levar pôsteres ao evento, será instalada uma mostra com os trabalhos desenvolvidos no Brasil e no mundo. A intenção, além da apresentação de trabalhos científicos, é o relato de projetos ou estudos em andamento. O prazo para as inscrições de pôsteres será encerrado em 15 de outubro.

As inscrições para as atividades autogestionadas, abertas até 30 de setembro, devem ser feitas pelas instituições participantes do Comitê Organizador. Cada instituição pode propor até sete atividades, sendo duas do tipo 1 (seminários, mesas de discussão, oficinas e painéis temáticos), quatro do tipo 2 (apresentações culturais, rodas de leitura e desfiles de moda) e uma do tipo 3 (mostra estudantil de inovação tecnológica).

Educação profissional e tecnológica

O Fórum Mundial de Educação (FME), movimento pela cidadania e pelo direito universal à educação, tem como principal objetivo levantar propostas que integrem a plataforma mundial de educação. Criada no FME de 2007, a plataforma dita princípios como a universalização do direito à educação pública, a garantia do acesso e a desmercantilização do ensino.

A expectativa é que, este ano, quando o FME terá pela primeira vez uma versão dedicada à educação profissional e tecnológica, 5 mil pessoas de todo o mundo participem do evento, entre estudantes, professores, pesquisadores, governos, sindicatos e membros da sociedade civil organizada. A realização do encontro no Brasil coincide com os 100 anos dos primeiros investimentos do Governo Federal em educação profissional. Mais

Simpósio de Políticas, Gestão e Financiamento dos Institutos Federais

Simpósio de Políticas, Gestão e Financiamento dos Institutos Federais

O Simpósio tem como objetivo sensibilizar a comunidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, bem como as demais interessadas quanto as novas orientações e determinações do Ministério da Educação, visando a construção, conscientização e consolidação dos novos Institutos Federais neste novo projeto institucional.

Local: INSTITUTO FEDERAL DO RIO JANEIRO - Auditório do Campus Maracanã
Data: 19 e 20 de agosto
Rua Senador Furtado nº 121
Tel.: (21) 3978-5902

Mensagem do Reitor,
Luiz Edmundo Vargas de Aguiar

"Ao longo de uma trajetória centenária, as instituições federais de Educação Profissional e Tecnológica têm conseguido manter uma certa identidade e um padrão de qualidade que as destacam no contexto da educação pública brasileira.

Essa Rede, que ao longo de sua história, resistiu às pesadas investidas, principalmente durante o período mais recente de hegemonia neoliberal, (que tentou desfigurá-la e até extingui-la), experimenta agora seu maior desafio: contribuir decisivamente com o processo de resgate social implementado pela política democrática popular do governo do Presidente Luis Inácio Lula da Silva, atuando como agente promotor da inclusão social com a democratização do conhecimento em todos os níveis e modalidades em que atua.


A transformação de nossas escolas em Institutos Federais não poderá significar o abandono de nossa essência como Instituições plurais, fortemente relacionadas com o mundo do trabalho e com os anseios da população que atendemos. Se a pesquisa e o ensino são indissociáveis, a descoberta científica que cresce com essa transformação deverá significar o aprimoramento de nossa missão em restituir à sociedade o conhecimento que por ela é gerado, qualificando ainda mais nosso ensino profissional em todos os níveis e modalidades, nossa pesquisa científica e nossas ações comunitárias, preservando assim nossa singularidade como Instituições que atuam em todos os níveis da formação humana.


Ao longo dos últimos anos, vimos perseguindo uma transformação em nossa estrutura de gestão, que possa corresponder às exigências que a modernidade nos impõe e que, principalmente agora, o novo modelo de desenvolvimento apresentado pelo atual governo, exige de nossos Institutos. Um modelo amparado na participação democrática, de respeito à diversidade e focado na busca pela inclusão social das amplas camadas da população historicamente marginalizadas.


Enquanto instituições de ensino, pesquisa e extensão, a adequação dos nossos mecanismos de gestão a esse novo modelo, visando possibilitar a participação plena de nossos servidores e da relação com a sociedade na elaboração de uma estratégia de socialização do conhecimento e inclusão social, para nós tornou-se um imperativo ético com a consolidação de uma nova institucionalidade. Para tanto, coerente com as perspectivas de atuação que a transformação em Institutos nos colocou, nos exige adequar a esse novo modelo, que agora se consolida na figura dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. "

P R O G R A M A Ç Ã O
19 de agosto
10h – Abertura

Lançamento Estadual do Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica
12h30min - Almoço
14h - Painel I - Políticas de Educação Profissional e Tecnológica para os Institutos Federais
Luiz A. Caldas - Diretor de Formulação de Políticas de Educação Profissional e Tecnológica
16h - Coffe break
16h30min - Painel II - Rede Nacional de Pesquisa e Inovação Tecnológica - RENAPI
Sérgio França - Coordenador Nacional

20 de agosto

10h - Painel III - Controle Público na Gestão da Educação Profissional e Tecnológica
Osvaldo V. C. Perrout - Secretário de Controle Externo do Estado do Rio de Janeiro - TCU/RJ
11h - Coffe break
11h15min - Painel IV - Perspectivas de Financiamento para os IFS
Alexandre Vidor - Coordenador Geral de Supervisão da Rede Federal
12h30min - Almoço 14h - Painel V - Ações do MEC voltadas para a eficiência na Gestão Pública
Dênio Silva - Subsecretário de Assuntos Administrativos do Ministério da Educação
16h - Coffe break
16h30min - Painel VI - Planejamento, Orçamento e Modelo de Gestão para os Institutos Federais
Paulo E. N. de M. Rocha - Subsecretário de Planejamento e Orçamento do MEC

Reflexão de hoje:

“Não é a consciência dos homens que determina o seu ser; ao contrário, é o seu ser social que determina sua consciência. Em uma certa etapa de seu desenvolvimento, as forças produtivas e materiais da sociedade entram em contradição com as relações de produção existentes, ou, o que não é mais que sua expressão jurídica, com as relações de propriedade no seio das quais elas se haviam desenvolvido até então. De formas evolutivas das forças produtivas que eram essas relações convertem-se em entraves. Abre-se, então, uma época de revolução social.”

Marx.

Contra toda forma de CENSURA

Neste link é possível ter acesso a parte do conteúdo da Ação de indenização Por Dano Moral - Outros / Indenização Por Dano Moral / Responsabilidade Civil, movida pelo Jornal Folha da Manhã (Plena Editora Gráfica), contra o blogueiro Roberto Moraes, devido ao publicação de comentários dos leitores do seu blog relacionados a práticas do hebdomadário, considerados por eles ofensivos. Entendemos que o jornal tenta de alguma forma censurar o blog, o que atinge diretamente a Rede Blog de Campos dos Goytacazes, que de alguma forma tem contribuído para debates qualificados na cidade e na democratização do acesso a informação, pois ao meu ver, a publicação dos comentários dos leitores é semelhante a seção "Carta do Leitor" que alguns jornais disponibilizam como forma de interaçao com o jornal. O que diferencia é que nos blogs geralmente são publicados os comentários que seriam de alguma censurados na mídia tradicional.
Este blog se soma aqueles que se manifestam contra toda forma de censura! Vamos fazer a informação circular na rede e já é hora da Rede Blog se manifestar, num grande ato no Calçadão Principal do Centro de Campos, com faixas, apitos para que fazer valer o nosso direito de expressão, conforme preceituado na Constituição Federal.

Abertas as inscrições para o Prêmio ODM Brasil


As inscrições para a 3ª Edição do Prêmio ODM Brasil estão abertas até o dia 2/10.

O prêmio foi criado para incentivar ações, programas e projetos desenvolvidos por prefeituras, empresas e organizações da sociedade que contribuem para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). O prêmio é promovido pelo governo federal e coordenado pela Secretaria-Geral da Presidência da República, pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e pelo Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade.

A exemplo das demais edições, os projetos inscritos serão avaliados e selecionados por especialistas. Ao final do processo, as melhores iniciativas serão escolhidas e premiadas. As regras e a inscrição para o Prêmio podem ser feitas no sítio e pelos correios,aos cuidados da Escola Nacional de Administração Pública – ENAP, em Brasília, Distrito Federal, no endereço: SAIS – Área 02 – A CEP: 70610-900.

O Prêmio foi lançado em 2004 e, desde então, foram realizadas duas edições: em 2005 com 920 projetos inscritos e 27 premiados; e em 2008, quando 1062 projetos foram inscritos e 20 premiados. O Prêmio ODM Brasil tem coordenação técnica do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) e parceria do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Petrobrás.

Objetivos do milênio - Os objetivos do milênio foram definidos durante reunião da Cúpula do Milênio, realizada em Nova Iorque em 2000, quando líderes de 189 nações oficializaram um pacto para tornar o mundo mais solidário e mais justo até 2015. São oito iniciativas: erradicar a extrema pobreza e a fome; educação básica de qualidade para todos; promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres; reduzir a mortalidade infantil; melhorar a saúde das gestantes; combater o HIV/Aids, a malária e outras doenças; garantir a sustentabilidade ambiental e estabelecer parcerias para o desenvolvimento.

Seminários - Para divulgar a 3ª Edição do Prêmio ODM Brasil estão acontecendo, até o mês de setembro, nos 27 estados e Distrito Federal, seminários regionais com o objetivo de sensibilizar prefeituras, empresas e organizações sociais a implementarem ações que contribuam para o alcance dos oito Objetivos do Desenvolvimento do Milênio.

Mais informações, podem ser encontradas na Assessoria de Comunicação da Secretaria-Geral da Presidência da República
Telefone: (061)3411-1407 ou www.planalto.gov.br/secgeral

Contagem regressiva para o 12º CONEG da UBES


Junto com o CONEG acontece o 1º Encontro Latino Americano e Caribenho de Estudantes Secundaristas, ambo no Rio de Janeiro. Será nos dias 5, 6 e 7 de setembro, na UERJ.


Secundaristas do Brasil inteiro se preparam para o 12º Conselho Nacional de Entidades Gerais, que acontecerá simultaneamente ao 1º Encontro Latino- Americano e Caribenho de Estudantes Secundaristas no Rio de Janeiro nos dias 05, 06 e 07 de setembro. O evento tem o objetivo de deliberar resoluções da entidade e convocar o 38º Congresso da UBES.


No CONEG que promete ser o mais representativo da história da entidade, serão debatidos assuntos ligados à educação e ao movimento estudantil. Importantes entidades latino-americanas participação do Encontro: a Federação dos Estudantes de Ensino Médio de Cuba (FEEM), a Associação Nacional dos Estudantes Secundaristas da Colômbia (ANBES) e a Federação Estudantes Secundaristas do Equador (FESE).


Também estão confirmadas as presenças do ministro da Educação, Fernando Haddad, do presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Marco Antonio Raupp e do governador do Rio de janeiro, Sérgio Cabral .


Cultura também em pauta

Atividades culturais estão previstas para apaziguar os ânimos após os debates. O samba da bateria da Mangueira e o balanço do funk carioca do DJ Sany Pitbull devem agitar os estudantes.


Local do Evento

O 12º CONEG acontecerá na UERJ - O Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro, antigo Instituto de Educação, uma das escolas mais antigas do Brasil.

A UBES visa transformar o evento em um ambiente sustentável no que se refere à preservação do meio ambiente, com coleta de lixo para reciclagem e aproveitamento da água.

Concurso do MEC recebe inscrições até dia 16

Órgão oferece 265 vagas para o cargo de Agente Administrativo. Inscrições vão até 16 de agosto

Seguem abertas, até o dia 16 de agosto, as inscrições para o concurso público do Ministério da Educação. Para confirmar a participação basta acessar o endereço eletrônico www.cespe.unb.br/concursos/mec2009 e pagar uma taxa no valor de R$ 39,50.

No total, são oferecidas de 265 vagas de nível médio, sendo 14 reservadas para os portadores de necessidades especiais. As oportunidades são para o cargo de Agente Administrativo, com remuneração de R$ 1.901,47 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais. A seleção ocorre por meio de provas objetivas, com data prevista para 13 de setembro.

Para os candidatos que não dispuserem de acesso à internet, serão disponibilizado postos de inscrição, até 14 de agosto de 2009 (exceto sábados, domingos e feriados), no Instituto Central de Ciências (ICC) do Campus Universitário Darcy Ribeiro da UnB. O horário de funcionamento será das 9h às 17h.

SERVIÇO
Concurso: Ministério da Educação
Cargo: Agente Administrativo
Vagas: 265, sendo 14 reservadas para portadores de necessidades especiais
Remuneração: R$ 1.901,47
Taxa de inscrição: R$ 39,50
Inscrições: até 16 de agosto
Provas: 13 de setembro

CONTATO
Outras informações no site www.cespe.unb.br/concursos/mec2009 ou na Central de Atendimento do Cespe/UnB, de segunda a sexta, das 8h às 19h – Campus Universitário Darcy Ribeiro, Sede do Cespe/UnB – telefone (61) 3448 0100.

Meu primeiro Dia dos Pais!

Hoje é um dia muito especial para mim, tenho a oportunidade de estar com o meu filho Ernesto comemorando nosso primeiro Dia dos Pais juntos, uma data que ficará para sempre registrada em nossas vidas, o que para mim também faz parte de uma reflexão a cerca de como criá-lo, num mundo tão complexo! Ernesto obrigado por me proporcionar tantas coisas boas neste dia!

Ernesto & Fabiano