“Maior Moqueca do Brasil” dia 16 no Cepop



Quem gosta de frutos do mar, em especial peixe e camarão, terá a oportunidade de degustar a maior moqueca do Brasil. O prato será preparado no dia 16 de agosto, a partir das 14h, no Centro de Eventos Populares Osório Peixoto (Cepop). O anúncio foi feito pela presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, Patrícia Cordeiro e pelo secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Wainer Teixeira, após o sucesso do I Encontro Nacional de Todas as Tribos.

O chef capixaba Alessandro Eller será o responsável pela moqueca. "Devido ao sucesso da primeira edição do Festival de Petiscos, resolvemos incrementar o calendário turístico e cultural na cidade com este evento que promete atrair milhares de pessoas", disse a presidente da FCJOL, Patrícia Cordeiro.

O evento é uma prévia do II Festival de Petiscos do Farol de São Tomé, única praia da cidade, e faz parte do projeto “Farol de Todas as Estações” que tem o objetivo de movimentar o balneário campista no período de baixa temporada. Durante o evento, o público contará com shows, oficinas e diversos restaurantes funcionando para a degustação de pratos com preços acessíveis. O Festival acontecerá dos dias 05 a 07 e 12 a 14 de setembro.


Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Wainer Teixeira, a culinária é um importante segmento no setor turístico e a cidade tem investido também nesta área. “Diversos restaurantes do balneário participam do evento e a população prestigia o evento com o intuito de ouvir música boa e degustar pratos saborosos. Durante a moqueca, estaremos divulgando a programação completa o II Festival de Petiscos”, explica.

Fonte: PMCG

Brasileiros remam para avançar às semifinais no Sub-23

                                                                             Paulinho (técnico), Tiago, Uncas e Augusto
                                                                                         (Foto: reprodução Facebook)

Após estrearem em terceiro e quarto lugares, respectivamente, Uncas Tales, Augusto Muehlenberg e Tiago Braga remam esta sexta-feira para chegar às semifinais A/B do Campeonato Mundial Sub-23, em Varese, na Itália. Uncas disputa as quartas de final do Single Skiff Peso-Leve, às 10h05 (5h05 de Brasília), em busca de uma das três vagas contra barcos de Portugal, Bélgica, Grécia, Uganda e Noruega. Augusto e Tiago estão na segunda repescagem do Double Skiff, às 10h40 (5h40), que classifica os dois primeiros às semifinais A/B.
A dupla brasileira ficou em quarto lugar (6m43s64) na eliminatória desta quinta-feira, vencida pelos franceses Mickael Marteau e Alberic Cormerais, em 6m19s34. Os lituanos Aurimas Adomavicius e Rolandas Mascinskas conquistaram a segunda vaga direta (6m20s24), à frente dos húngaros Gergely Papp e Bendeguz Molnar (6m20s55). Augusto e Tiago cruzaram a marca de 1.500 metros em quinto, e ultrapassaram os eslovenos Matej Grobelnik e Gasper Ostanek (6m47s54) nos últimos 500 metros.
Às vésperas de completar 18 anos, em outubro, Uncas, será o representante masculino do remo brasileiro nos Jogos Olímpicos de Nanjing, na China, em agosto. Remador do Botafogo, ele ganhou a vaga ao conquistar o título pan-americano no Single Skiff Júnior, em abril, no Uruguai, quando também foi bicampeão sul-americano no Double Skiff Júnior, com David Souza. Aos 22 anos, Tiago é atleta do Corinthians enquanto Augusto, que completa 20 anos no próximo dia 2, rema pelo União, de Porto Alegre.

Bolo Invertido de Banana





 Banana... Banana... Banana...
Aqui em casa sempre tem banana, mas confesso que não sou um grande fã da fruta. Descascar uma banana e comer ela assim por si só não é o meu forte, mas esse bolo de banana aí me conquistou de verdade.


INGREDIENTES (da massa)

* 2 ovos
* 2 xícaras de açúcar
* 3 colheres (sopa) de óleo
* 2/3 xícara de leite morno
* 2 xícaras de farinha
* 1 colher (sopa) de fermento em pó
* ½ colher (chá) de canela em pó
* ½ banana amassada


MODO DE PREPARO 

#1. O primeiro passo dessa receita é preparar um CARAMELO. (Atenção! Sobre a quantidade de açúcar, água e bananas utilizadas nesse passo da receita, leia as anotações abaixo).


Leve o açúcar ao fogo e, em fogo baixo, espere ele derreter. Em seguida, jogue a água fervente (cuidado porque nessa hora espirra!) e vá misturando até formar uma calda homogênea. Cubra toda a forma com essa calda (também as laterais) e vá “colando” as bananas cortadas em tiras. Reserve um pouco enquanto você bate a massa do bolo.
 
{Dicas!}

- Detalhe básico: a receita original do site foi feita numa forma de bolo inglês (bem menor do que a minha) e só usava 3 colheres de sopa de açúcar com 3 colheres de água fervente. Como eu sou exagerado, achei que era pouco (até porque eu sempre gosto de usar uma forma grandona para deixar o bolo mais baixo e mais recheado) e usei 2 xícaras de açúcar. Aprendi a lição: é muito! Hehehe Um é pouco e o outro é demais. Na próxima vez que for fazer a receita eu usarei a medida de 1 xícara de açúcar e ½ xícara de água bem quente e acho que ficará perfeita!
.
- Igual a calda de pudim, você pode escolher entre fazer a calda numa panela a parte e depois jogar na forma que vai ao forno, ou você pode fazer diretamente nela.  Então, eu prefiro a primeira opção: faço em uma panela normal (mais fácil de manusear) e depois de pronta jogo a calda na forma de bolo e vou espalhando com uma colher. Mas escolham a preferência de vocês ai!
- Se ainda ficarem alguns “gruminhos” de açúcar não se preocupe, quando a calda for ao forno eles vão desaparecer.
- Quanto a quantidade de bananas usadas, é preciso mais uma observação. A quantidade de bananas depende do tamanho da forma que vai ser utilizada. Eu sinceramente não lembro quantas bananas usei para forrar a assadeira. Na verdade, faltou banana! Devia ter colocado banana também nas laterais da forma, mas eu só não coloquei porque as minhas bananas acabaram! Não esqueça que as bananas devem estar bem maduras! :*


#2. O segundo passo é preparar a massa do bolo. Na batedeira, bata os ovos (2 ovos) e o açúcar (2 xícaras) por uns 5 minutos. Depois acrescente o óleo (3 colheres de sopa) e bata mais um pouco. Ainda batendo, junte alternadamente o leite morno (2/3 de xícara) e a farinha (2 xícaras).  Coloque também meia banana amassada e bata. Por fim, coloque o fermento em pó (1 colher de sopa) e a canela (1/2 colher de chá), misture bem. Coloque por cima das bananas e leve para assar em forno médio, até dourar e passar no teste do palito.
{Dicas!}
- Observe que a forma do bolo não é untada do jeito tradicional. O que “unta” a assadeira é a calda (e nada mais!).
- Na receita do site, essa meia banana que foi utilizada na massa foi o que sobrou das bananas que usaram para forrar a forma. No meu caso, não sobrou banana nenhuma (faltou inclusive!), mas mesmo assim eu separei meia banana para utilizar na massa, para manter a essência do bolo.

# Esse bolo deve ser desenformado ainda quente. Tire do forno, espere uns 5 minutos só para não queimar a mão e desenforme (sai com facilidade).



Maior omelete das Américas com 15,5 mil ovos será servida de graça em Santa Maria

A omelete supera o recorde das Américas, de 15 mil ovos, feita na Argentina. Segundo o chef responsável pela façanha, esta vai ser a terceira maior omelete do mundo, além de temperos



A maior omelete das Américas será feita no Espírito Santo. O prato será feito durante a Festa do Colono, em Santa Maria de Jetibá, região Serrana do Estado. Serão 15,5 mil ovos que será preparado em uma frigideira gigante e vai servir cerca de sete mil pessoas. O prato será servido gratuitamente.
A omelete supera o recorde das Américas, de 15 mil ovos, feita na Argentina. Segundo o chef responsável pela façanha, esta vai ser a terceira maior omelete do mundo e não vai economizar no sabor. "Essa omelete leva 75 quilos de cebola, 10 quilos de alho, bastante manteiga, azeite e olho. E ainda 90 maços de salsa, cebolinha e manjericão", diz o chefe de cozinha Gilson Surrage.
A panela tem 3,5 metros de diâmetro e pesa quase 400 quilos. A frigideira foi estreada em 2013, quando foi preparada uma omelete com mais de 10,4 mil ovos, a maior do Brasil até hoje.
Quem quiser conferir de perto este recorde saboroso, pode subir a serra até Santa Maria de Jetibá. O prato será servido gratuitamente no domingo (27), a partir das 10h30.

A Festa do Colono


O evento chega a 34ª edição e traz artistas do cenário nacional para a festa, que acontece em Santa Maria de Jetibá. O evento é realizado entre os dias 24 a 27 de julho. Entre as atrações, Tchê Garotos, Falamansa e a dupla João Bosco e Vinícius, agitam os capixabas.
Além dos shows nacionais e atrações locais, a festa apresenta a maior omelete das Américas, segundo a prefeitura do município. O prato contará com 15.550 ovos. A programação completa pode ser conferida aqui.

Referência em hortifrutigranjeiros

O trabalho e a dedicação do povo pomerano são um dos motivos que deram destaque ao município de Santa Maria de Jetibá considerado hoje o primeiro produtor de ovos em nível estadual e o segundo em nível nacional. Além da produção de ovos o município também é destaque na produção de hortaliças, na agricultura orgânica, na produção de morango e gengibre.
O município de Santa Maria de Jetibá está localizado a 80 quilômetros da capital Vitória, na região das montanhas, possui uma altitude de 706 metros e um clima agradável com temperaturas que podem chegar a até 10 graus.

 João Bosco e Vinícius e Falamansa estão entre as atrações nacionais da Festa do Colono Fotos: Divulgação



 Clima e hospitalidade dos pomeranos chamam atenção de turistas que vão a cidade Foto: Divulgação/Governo

Serviço
Onde ficar
>> Hotel Boa Vista: Av. Frederico Grulke - (27) 3263-1345
>> Hotel Montanhes Marquadt: Av. Frederico Grulke, 1040 - (27) 3263-2130 / (27) 3263-3283
>> Hotel Pomerhaus: Av. Frederico Grulke, 455 - (27) 3263-1718 / (27) 3263-1037
>> Hotel do Careca Rodovia Galerano Afonso Venturini, São Luis - SN (27) 3263-1136
>> Pousada Paraíso: Recreio, km 2.5 (27) 3263-1664
>> Sítio Vale Verde (Hospedagem Cama e Café) (27) 9983-8035 / (27) 9901-8999
Data: de 24 a 27 de julho/2014
Local: Ginásio de Esportes e Pátio de Festa


Fonte: Folha Vitória

Festival Doces Palavras

Reunião de planejamento para o Festival Doces Palavras



O grupo que idealizou e coordena o Festival Doces Palavras - o FDP! - esteve reunido na noite de sexta-feira (18), na Associação de Imprensa Campista (AIC), quando várias sugestões foram debatidas, aprovadas e  inseridas no pré-projeto já elaborado. O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Wainer Teixeira, participou da reunião e disse que o festival abrirá um espaço definitivo para os autores campistas, que terão a oportunidade de publicação e relançamento de obras.

Wainer  elogiou o pré projeto  "que chegou muito bem pensado, consistente e provocativo em sua concepção", destacando ainda a união da cultura com o turismo e o destaque que será dado também à culinária campista, em especial,através dos doces.Vitor Menezes - escritor e presidente da AIC,que conduziu a reunião, destacou a ambiguidade proposital do título do festival relacionado tanto à palavra quanto à culinária quando surgiu a ideia de se fazer um elo entre a produção literária e o legado histórico dos alimentos na região, com oficinas para produção coletiva de ambos. "Os doces fazem parte da cultura de Campos e terão espaço juntamente com a questão literária". Ele ainda disse que o festival irá por um viés diferente da Bienal do Livro, porque a intenção é de que seja mais informal, irreverente e que provoque inquietações artísticas".

A professora e acadêmica da Academia Campista de Letras- ACL- Sandra Viana,ressaltou a importância da participação dos jovens no festival, outra questão na qual houve concordância  geral. Os principais pontos definidos na reunião foram: duração de cinco dias de festival, devendo acontecer em setembro de 2015,  de quarta-feira a domingo, das 9h à meia-noite,para participação maior dos estudantes durante o dia e ao ar livre, no Jardim São Benedito. Na próxima semana, o grupo segue em reuniões de trabalho para definição de outras questões relativas ao planejamento do projeto.
Por: Denise Ferreira - Foto: Secom - Fonte

DOMINGÃO DE QUESTÕES NEZO CAMPOS.


Próximo Domingo - 27/07: 09 às 16h - Preparatório só de questões Serviço Social e Saúde Pública da Banca INCP para o Concurso Carapebus 
Professora Adriana Medalha
Inscrições até 25/07.
Investimento: 
R$80,00 à vista no dinheiro
R$90,00 - Cheque ou cartão master ou visa - 
MATERIAL INCLUSO.

Vagas limitadas!

Caso tenha interesse basta responder o email e agendar um horário para fazer sua inscrição.


Hellen S. S. Carneiro - (22) 997007252
Assistente Social - CRESS 22.929
Especialista em Gestão de Políticas Públicas de Assistência Social e Saúde
Articuladora Regional NEZO/FAGOC em Campos

Seminário “Meu boi, que boi é esse?”

OBS.: Local: Superintendência de Igualdade Racial - Fundação MunicipalZumbi Dos Palmares

13° ENCONTRO DO NEABI UENF

---
Prezados (as) Neabianos (as),

O Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas da UENF tem a honra de convidá-los para seu 13° Encontro, em 23 de julho de 2014. Trataremos da organização do nosso II Aniversário. Reuniremos a todos (as) para juntos construir esse importante evento comemorativo.

Aguardamos sua presença.

Cordialmente.

Equipe NEABI UENF

Marinha: sai novo Edital para nível superior


A Diretoria de Ensino da Marinha (DEnsM) lançou mais um Edital para o preenchimento de vagas de nível superior. São 59 vagas destinadas a candidatos de ambos os sexos, para o Quadro Técnico do Corpo Auxiliar da Marinha (QT). 

As áreas são: Arqueologia, Arquivologia e Gestão de Documentos, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Comunicação Social, Desenho Industrial, Direito, Educação Física, Estatística, Física, Informática, Meteorologia, Museologia, Pedagogia, Psicologia, Serviço Social e Segurança do Tráfego Aquaviário. 

Os candidatos interessados poderão se inscrever através do site www.ingressonamarinha.mar.mil.brou em um dos Postos de Inscrição da Marinha, no período de 15 de julho a 17 de agosto de 2014. O valor da inscrição é de R$ 45,00

Fonte: Marinha

Vaga para Cozinheiro

De Nadai com vagas para cozinheiro! Envio de Currículo Vitae para: rhmacae@denadai.com.br / 
recrutamacae@denadai.com.br

Separações líquidas, por Fabrício Carpinejar


SEPARAÇÕES LÍQUIDAS


Casar virou namorar, namorar virou ficar, ficar virou provar.

Acredito que todo mundo casa fácil porque é também muito fácil se separar.

Nos anos 70, o casamento era medido por décadas. Mesmo quando um casamento fracassava, durava no mínimo duas décadas.

Nos anos 80, o casamento era medido por anos. Mesmo quando um casamento desmoronava, durava no mínimo cinco anos.

O casamento hoje é por dia. Como se fosse hotel.

Agora, o matrimônio cobra diária. Todo dia é dia de se separar. E por qualquer coisa.

Las Vegas do divórcio é aqui.

Você pode sair de manhã, eufórico e confiante, extremamente disposto, seguro do romance, e quando voltar à noite não encontrar mais ninguém ao seu lado.

Se cometeu uma falha, nem terá oportunidade de se explicar. Se não errou, nem terá chance de entender e desfazer confusões.

É tão simples se divorciar que ninguém mais pretende se estressar. Não há nem o civilizado e educado aviso de despejo. É dar as costas, largar o passado e seguir adiante. Quebrou o amor, troca! Quebrou o amor, compra outro! Quebrou o amor, não vale investir consertando!

Os casais não brigam mais até cansar para, então, se separar. Não brigam mais até esgotar as possibilidades para, então, se separar. Não tentam durante semanas e semanas expor as dores, as feridas e a raiva para, então, se separar. Não recorrem ao choro, à histeria, ao perdão, ao abraço, ao exorcismo, aos centros religiosos, aos amigos, aos parentes para, então, se separar.

A separação vem antes. A separação é a regra. A separação é o hábito. A separação é seca, definitiva, sem explicações.

As pessoas se separam primeiro para depois discutir. As pessoas se separam primeiro para depois conversar. As pessoas se separam primeiro para depois desabafar o que incomoda.

Elas arrumam todas as malas, esvaziam os armários, realizam a limpa no apartamento e depois, se houver vontade, se encontram e sentam frente a frente para resolver as diferenças.

São uniões interrompidas com silenciadores, distante de estampidos e gritos.

Ninguém se separa de fato, todo mundo deserta, todo mundo abandona a convivência.

É uma irresponsabilidade extraordinária com o outro, é uma indiferença tremenda ao que foi construído com o outro, é um desprezo ao que foi sonhado a dois.

E os motivos podem ser os mais loucos e insignificantes. O desenlace não ocorre mais por justificativas duras como adultério e deslealdade.

Há gente que se separa por incompatibilidade de gênios (expressão que denuncia megalomania, o correto seria incompatibilidade de burros).

Há gente que se separa porque não suporta o medo de ser traído.

Há gente que se separa porque estava muito feliz e não aguentava tamanha pressão.

Há gente que se separa porque se viu entregue ao relacionamento e estava perdendo a identidade.

Há gente que se separa porque não sabia mais o que estava fazendo da vida.

Há gente que se separa porque não esperava que fosse assim.

Atualmente entra-se numa relação e não se fecha a porta – a porta permanece encostada o tempo inteiro.

Publicado no jornal Zero Hora
Revista Donna, p.6
Porto Alegre (RS), 29/6/2014 Edição N° 17844

FAGOC - PÓS EM SAÚDE MENTAL COM ÊNFASE EM DEPENDÊNCIA QUÍMICA


Turma Confirmada: 22 de Agosto de 2014.

1.      História da psiquiatria e organização da saúde mental no brasil
2.      A reforma psiquiátrica no Brasil: política de saúde mental do SUS
3.      Planejamento e gestão da rede de atenção à saúde mental
4.      Urgência e emergência em saúde mental
5.      Saúde mental comunitária
6.      Saúde mental e o processo de educação em saúde
7.      Psicopatologia Geral
8.      Psicopatologia e dependência química
9.      Prevenção de recaída
10. Psicofarmacologia
11. Abordagem familiar em dependência química
12. Estratégias de intervenção e entrevista motivacional
13. Redes de atendimento: redes comunitárias, tratamento ambulatorial, grupo de auto-ajuda e internação
14. Visita técnica
15. Elaboração de Projetos
16. Metodologia da Pesquisa Científica I
17. Metodologia de Pesquisa Científica II
18. Banca de Defesa


INVESTIMENTO:
Matrícula: R$ 70,00
R$270,00 – (com desconto) para pagamentos até o 5º dia útil
R$290,00 - para pagamentos após o 5º dia útil

DOCUMENTOS:
Diploma de Graduação ou Certificado de Conclusão – 2 cópias (1 Cópia autenticada)
Histórico de Graduação  - 2 cópias
Carteira de Identidade – 2 cópias
CPF – 2 cópias
Título de Eleitor – 2 cópias
Certificado de Reservista - 2 cópias 
Certidão Civil (Nascimento ou casamento) – 2 cópias
2 Fotos 3 x 4
Comprovante de Residência – 2 cópias
 
Atendimentos presenciais 
Segundas das 16:00 às 18:00 - 14/07

Terças das 15:00 às 20:00 - 15/07
Quintas (17/07; 24/07 e 31/07) das 18 às 22h.
Sextas (25/07 e 08/08) - das 18 as 22h
Sábados: 26/07; 09/08 - das 08 às 17h

ou agende horário:
Hellen Santana (22) 997007252
unidadecampos@nezoeducacional.com.br
nezocampos@hotmail.com


NEZO CAMPOS
Local: Rua Visconde do Itaboraí, 275- Pq Rosário – Campos dos Goytacazes