Só por hoje – Partilhando o meu verdadeiro eu.

“Partilhando com outros, não nos sentimos isolados e sozinhos”

Texto Básico, p. 92

Intimidade é partilhar nossos mais profundos pensamentos e sentimentos com outro ser humano. Muitos de nós ansiamos pelo calor e a companhia que a intimidade traz, mas estas coisas não vêm sem esforço. Em nossa adicção, aprendemos a nos afastar dos outros para que não ameaçassem nosso uso. Em recuperação, aprendemos como confiar nos outros. Intimidade requer baixar nossas defesas. Para sentir a proximidade que a intimidade traz, devemos permitir que os outros cheguem perto de nós – de nosso verdadeiro eu.
Se vamos partilhar nosso mais profundo interior com os outros, devemos primeiro ter uma idéia de como é realmente nosso mais profundo interior. Regularmente examinamos nossa vida para descobrir quem realmente somos o que realmente queremos e como realmente nos sentimos. Então, com base em nossos próprios e regulares inventários, devemos ser tão completa e coerentemente honestos com nossos amigos quanto podermos.
Intimidade é uma parte d vida, e, portanto, uma parte da vida limpa. Como tudo em recuperação, tem seu preço. O rigoroso auto-exame que a intimidade exige pode ser um trabalho duro.
A honestidade total da intimidade frequentemente traz suas próprias complicações. Mas o fato de libertar-nos do isolamento e da solidão compensa este esforço.

Só Por Hoje: Eu procuro libertar-se do isolamento e da solidão através da intimidade. Hoje, vou conhecer “meu verdadeiro eu”, fazendo o inventário pessoal, eu vou praticar a honestidade completa com outra pessoa.
Tenha confiança e fé naquilo que você acredita!

Relatório sobre o Endosulfan


No site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária encontram-se informações sobre o Endosulfan, clique aqui

Recomendações (Agricultura)

INSTRUÇÕES DE USO DO PRODUTO: ENDOSUFAN 350 CE MILENIA é um inseticida, que contém como ingrediente ativo o Endosulfan 350 g/l, do grupo químico Éster do ácido sulfuroso de dial cíclico, que atua nos insetos por ação de contato e ingestão.

CULTURAS E PRAGAS CONTROLADAS: O inseticida ENDOSUFAN 350 CE MILENIA é recomendado para o controle de pragas nas culturas de algodão, café, cana-de-açúcar e soja.

MODO DE APLICAÇÃO: Algodão, café e soja: Endosulfan 350 CE deve ser diluído em água para aplicação. Aplicar por pulverização nas culturas através de equipamentos terrestres.

Cana-de-açúcar: Diluir em água para aplicação. Aplicar por pulverização no sulco de plantio, sobre os toletes de cana. Cobrir os toletes com uma camada de terra.

INÍCIO, NÚMERO, ÉPOCAS OU INTERVALOS DE APLICAÇÕES: Algodão e Soja: Iniciar as aplicações quando o ataque alcançar o nível de dano econômico. Reaplicar quando atingir este nível. No caso do bicudo do algodão, aplicar quando 10% dos botões florais apresentarem-se perfurados. Café: Aplicar no início da infestação de pragas, fazendo no máximo duas aplicações. Cana-de-açúcar: Aplicar logo após o plantio dos toletes antes de cobri-los com terra.

INTERVALOS DE SEGURANÇA (período que deverá transcorrer entre a última aplicação e a colheita): Algodão e Soja: 30 dias. Café: 70 dias. Cana-de-açúcar: não determinado devido à modalidade de uso.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS: Recomenda-se aguardar o completo secamento do produto sobre as folhas tratadas. Aguardar pelo menos 7 dias para reentrada na lavoura, evitando-se sempre que possível que pessoas alheias ao tratamento com a cultura e animais domésticos circulem pela área tratada.

LIMITAÇÕES DE USO: Uso exclusivo para culturas agrícolas. Não é permitido a mistura de tanque deste produto com outro produto fitossanitário. Não misturar com produtos de reação alcalina, como a calda bordalesa. Fitotoxicidade para as culturas indicadas: ausente, se aplicado de acordo com as recomendações.

INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO: Utilizar equipamentos terrestres e aéreos de pulverização. Algodão, café e soja: Via terrestre: Volume de calda: 100 a 200 l/ha. Tipo de bico: tipo cônico. Densidade de gotas: 240 a 1900 gotas/cm2. Tamanho de gotas: 100 a 200 micrômetros. Via aérea: Volume de calda: 30 a 40 l/ha. Bicos: cônicos. Altura de vôo: 2,0 a 3,0 metros. Velocidade de Ventos: até 6 km/hora. Umidade relativa do ar: até 70%. Temperatura: até 30 ºC.

CANA-DE-AÇÚCAR: Volume de calda: 300 a 400 l/ha. Bicos: tipo leque série 80 ou 110. Pressão: 40 a 60 lb/pol2. Velocidade de Ventos: até 6 km/hora.

As condições de aplicação poderão ser alteradas de acordo com as indicações do Engenheiro Agrônomo ou técnico responsável.

FITOTOXICIDADE PARA AS CULTURAS RECOMENDADAS: Seguindo as instruções de uso, o produto não apresenta fitotoxicidade às culturas registradas.

OUTRAS LIMITAÇÕES A SEREM OBSERVADAS: Evitar a aplicação do produto nas horas mais quentes do dia, em dias chuvosos e/ou sob condições de ventos fortes. Períodos com estiagens prolongadas e calor excessivo podem reduzir o período de controle e a eficiência do produto. Recomenda-se observar sempre o período de carência para cada cultura, conforme indicações na bula do produto. ENDOSUFAN 350 CE MILENIA é incompatível com calda bordalesa, arseniato de cálcio e calda sulfocálcica. O produto não deve ser misturado a águas alcalinas (pH maior que 7,0) resultando em redução de sua estabilidade.

Recomendações (Saúde)

PRECAUÇÕES GERAIS: Não coma, não beba e não fume durante o manuseio do produto. Não utilize equipamentos com vazamento. Não desentupa bicos, orifícios e válvulas com a boca. Não distribua o produto com as mãos desprotegidas.

PRECAUÇÕES NO MANUSEIO: Use protetor ocular. Se houver contato do produto com os olhos, lave-os imediatamente e VEJA PRIMEIROS SOCORROS. Use máscara cobrindo nariz e boca. Caso o produto seja inalado ou aspirado, procure local arejado e VEJA PRIMEIROS SOCORROS. Use luvas de borracha. Ao contato do produto com a pele, lave-a imediatamente e VEJA PRIMEIROS SOCORROS. Ao abrir a embalagem, faça-o de maneira a evitar respingos. Use macacão com mangas compridas, chapéu de aba larga, avental impermeável e botas.

PRECAUÇÕES DURANTE A APLICAÇÃO: Evite o máximo possível, o contato com a área de aplicação. Não aplique o produto contra o vento. Use macacão com mangas compridas, chapéu de aba larga, luvas e botas.

PRECAUÇÕES APÓS A APLICAÇÃO: Não reutilize a embalagem vazia. Mantenha o restante do produto adequadamente fechado, em local trancado, longe do alcance de crianças e animais. Tome banho, troque e lave suas roupas.

MECANISMOS DE AÇÃO, ABSORÇÃO E EXCREÇÃO PARA O SER HUMANO: A absorção do produto se dá por via oral, dermal e também inalatória. O endosulfan é capaz de se distribuir através do plasma concentrando-se principalmente nos pulmões. Os metabólitos de endosulfan se acumulam nos tecidos, especialmente fígado e rins, conforme experimentos com diferentes espécies animais. A excreção se dá especialmente através das fezes, ocorrendo também na urina e bile.

EFEITOS AGUDOS E CRÔNICOS: Dores de cabeça, confusão mental, náuseas, vômitos, fraqueza nas pernas, tremores e convulsões que indicam envolvimento do sistema nervoso central como possível sítio de ação.

EFEITOS COLATERAIS: Os efeitos incluem convulsões crônicas, agitação, vômitos, convulsões tônicas, dispnéia, cianose e coma.

PRIMEIROS SOCORROS: Ingestão: Não provoque vômito, procure logo o médico, levando a embalagem, rótulo, bula ou receituário agronômico do produto. Olhos: Lave com água em abundância e procure o médico, levando a embalagem, rótulo, bula ou receituário agronômico do produto. Pele: Lave com água e sabão em abundância e procure o médico, levando a embalagem, rótulo, bula ou receituário agronômico do produto. Inalação: Procure local arejado e procure o médico, levando a embalagem, rótulo, bula ou receituário agronômico do produto.

ANTÍDOTO: Não existe antídoto específico, tratamento sintomático e de suporte especialmente contra convulsões e anóxia. Morfina e seus derivados, epinefrina e noradrenalina JAMAIS deverão ser utilizados.

TRATAMENTO MÉDICO: O uso de eméticos é contra-indicado, recomenda-se uma cuidadosa lavagem gástrica evitando uma possível aspiração para os pulmões. Esta lavagem deve ser seguida pela administração intragástrica de carvão ativado e magnésio ou sulfato de sódio em solução aquosa a 30%. Administração de gorduras, leite ou óleos é contra-indicado. Purgativos oleosos são igualmente contra-indicados. Em caso de convulsões podem ser administrados anti-convulsivantes como diazepam, tiopental sódico ou hexobarbital sódico. Em caso de pneumonite química recomenda-se o uso de antibióticos e corticosteróides.

Recomendações (Meio Ambiente)


PRECAUÇÕES DE USO E ADVERTÊNCIAS QUANTO A PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE: Este produto é ALTAMENTE PERIGOSO AO MEIO AMBIENTE (CLASSE I). Este produto é ALTAMENTE PERSISTENTE no meio ambiente. Este produto é ALTAMENTE BIOCONCENTRÁVEL em peixes. Este produto é MUITO TÓXICO para minhocas. Este produto é ALTAMENTE TÓXICO para organismos aquáticos. Este produto é MEDIANAMENTE TÓXICO para aves. Evitar que aves se alimentem em áreas tratadas. Este produto é ALTAMENTE TÓXICO para abelhas expostas à aplicação direta. Não aplicar o produto no período de maior visitação (presença) das abelhas, aproximadamente das 9:00 horas às 16:00 horas. Este produto é ALTAMENTE IRRITANTE aos olhos de mamíferos. É PROIBIDA a aplicação deste produto em áreas alagadas ou sujeitas a inundação por causar danos ao meio ambiente, quando aplicado nesses locais. Evite a contaminação ambiental - Preserve a Natureza. Não utilize equipamento com vazamentos. Não aplique o produto na presença de ventos fortes ou nas horas mais quentes. Aplique somente as doses recomendadas. Não execute a aplicação aérea de agrotóxicos em áreas situadas a uma distância inferior a 500 (quinhentos) metros de povoação e de mananciais de captação de água para abastecimento público e de 250 (duzentos e cinqüenta) metros de mananciais de água, moradias isoladas, agrupamentos de animais e culturas suscetíveis a danos. Observe as disposições constantes na legislação estadual e municipal concernentes às atividades aeroagrícolas. Não lave embalagens ou equipamento aplicador em lagos, fontes, rios e demais corpos d'água. Descarte corretamente as embalagens e restos do produto.

PROCEDIMENTOS PARA REDUZIR A CONTAMINAÇÃO DE ECOSSISTEMAS AQUÁTICOS: Este produto pode ser uma fonte de contaminação de ecossistemas aquáticos, como resultado do carreamento de terras agrícolas, principalmente, durante os períodos de fortes chuvas, bem como pela sua deriva. Para diminuir o provável impacto adverso em ambientes aquáticos e para controle da deriva, as seguintes condições deverão ser observadas para aplicação deste produto. Não lave as embalagens ou equipamento aplicador em lagos, fontes, rios e demais corpos d'água. Não aplicar durante a irrigação e não irrigar nas 72 horas seguintes à aplicação. Não aplicar o produto próximo de rios, riachos, córregos, lagos, estuários, açudes, represas, áreas alagadas ou sujeitas à inundação. Em aplicações tratorizadas e costais, devido à possibilidade de carreamento (deslocamento superficial) do endosulfan, não aplicar o produto a uma distância menor que 100 metros de rios, riachos, córregos, lagos, estuários, áreas alagadas ou sujeitas à inundação. Todo equipamento de aplicação deve ser adequadamente mantido e calibrado, usando bicos apropriados. Não realizar aplicação durante inversões térmicas. Fazer aplicação quando a velocidade do vento favorecer a correta deposição do produto sobre a cultura (vento ideal é de 6 km/hora). Não aplicar quando a velocidade do vento exceder 10 km/hora e nem quando for inferior a 3 km/hora. Não descarregar o produto a uma altura maior que 3 metros acima da cultura.

INSTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO DO PRODUTO, VISANDO SUA CONSERVAÇÃO E PREVENÇÃO CONTRA ACIDENTES: Mantenha o produto em sua embalagem original, sempre fechada. O local deve ser exclusivo para produtos tóxicos, devendo ser isolado de alimentos, bebidas ou outros materiais. A construção deve ser de alvenaria ou de material não comburente. O local deve ser ventilado, coberto e ter piso impermeável. Coloque placa de advertência com os dizeres: CUIDADO VENENO. Tranque o local, evitando o acesso de pessoas não autorizadas, principalmente crianças. Deve haver sempre embalagens adequadas disponíveis, para envolver embalagens rompidas ou para recolhimento de produtos vazados. Em caso de armazéns, deverão ser seguidas as instruções constantes da NBR 9843. Observe as disposições constantes da legislação estadual e municipal.

INSTRUÇÕES EM CASO DE ACIDENTES: Isole e sinalize a área contaminada. Contate as autoridades locais competentes e a Empresa. Utilize o equipamento de proteção individual - EPI (macacão de PVC, luvas e botas de borracha, óculos protetores e máscara contra eventuais vapores). Em caso de derrame, estancar o escoamento, não permitindo que o produto entre em bueiros, drenos ou corpos de águas naturais. Siga as instruções: Piso pavimentado: coloque material absorvente (p.ex. serragem ou terra) sobre o conteúdo derramado e recolha o material com auxílio de uma pá e coloque em recipiente lacrado e identificado devidamente. Remova conforme orientações de destinação adequada de resíduos e embalagens. Lave o local com grande quantidade de água; Solo: retire as camadas de terra contaminadas até atingir o solo não contaminado e adote os mesmos procedimentos acima descritos para recolhimento e destinação adequada; Corpos d'água: interrompa imediatamente a captação para o consumo humano e animal e contate o centro de emergência da empresa, visto que as medidas a serem adotadas dependem das proporções do acidente, das características do recurso hídrico em questão e da quantidade do produto envolvido. Em caso de incêndio use extintores de água em forma de neblina, CO2 ou pó químico, ficando a favor do vento para evitar intoxicação.

DESTINAÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS E EMBALAGENS: As embalagens devem ser enxaguadas três vezes e a calda resultante acrescentada à preparação para pulverização (tríplice lavagem). Não reutilize embalagens. As embalagens devem ser perfuradas, de maneira a torná-las inadequadas para outros usos (Obs: exceto em caso de existência do recolhimento das mesmas pela empresa). Observe as legislações Estadual e Municipal específicas. Fica proibido o enterrio de embalagens. Consulte o Órgão Estadual de Meio Ambiente.

MÉTODO DE DESATIVAÇÃO DO PRODUTO: Incineração a 900ºC, com um fluxo de 300 kg/hora. A descontaminação química pode ser feita com cloreto de cálcio, contendo 60 a 70% de cloro ativo e solução de hidróxido de sódio a 33%. A neutralização final é feita com tiosulfato de sódio.

Embalagens


Embalagens: 1, 5, 10, 20, 50, 100, 200, 10.000, 15.000, 20.000 e 25.000 litros. 100 galões.

Mais imagens do acidente ambiental no Rio Paraíba do Sul - Descaso e impunidade com o meio-ambiente

Capivara
tartaruga

Linguado

Peixe Pintado, segundo Ricardo Terra, este não seria nativo da bacia do Rio Paraíba do Sul, possivelmente é criado em cativeiros na região ou foi solto no rio.

Uma dezena de espécieis mortas

Mais imagens do acidente ambiental no Rio Paraíba do Sul

Complementando o post abaixo, o blog disponibiliza algumas imagens feitas por este blogueiro, pelo professor e zootecnista, Ricardo Pacheco Terra e também alguns registros do multimídia Welligton Pacheco Rangel, o nosso Peninha, durante o trabalho de campo, que tinha como objetivo analisar os impactos na fauna e na flora atinginda pela contaminação das águas do Rio Paraíba do Sul com o pestificida Endosulfan, produzido pela empresa Servatis.
Segundo Ricardo, a foto abaixo, define a expressão do sofrimento dos peixes contaminados em busca de oxigênio, a boca dilatada é um sintoma de intoxicação. Peixe morre agonizando em busca de oxigênio

Welligton Pacheco (Penninha) fazendo imagens das consequencias do acidente

Peixes encontrados nas praias de Gargaú

Este blogueiro em contato com um peixe contaminado

Uma grande quantidade de espécies de peixes mortas

Expedição Holocausto Servatis: Analisando os impactos do acidente do vazamento de Endosulfan no Rio Paraíba do Sul

Peixes assassinados no holocausto da Servatis

Seres Humanos assassinados no Holocausto Nazista


Peixes assassinados no holocausto da Servatis


Expedição Holocausto Servatis

"As lembranças desse dia ficarão registradas para sempre em minha memória, será muito difícil apagá-las.
Presenciar um verdadeiro holocausto com a fauna e a flora do Rio Paraíba do Sul, a dor, agonia e o sofrimento de inúmeras espécies de seres vivos, que foram covardemente assassinados por mais um derramamento de substâncias químicas, que matam o nosso cansado rio.
Os semblantes perplexos revelam a dor, o sentimento de perda e a uma única certeza, a natureza vai levar muito tempo para reconstruir o que homem destruiu.
Ainda nem tinha dado tempo para nos recuperar-mos dos efeitos nefastos da contaminação pela Cataguases, e não fomos surpreendidos por este acidente.
Novamente ficamos esperando a água contaminada chegar, nada foi feito no intuito de preservar a fauna, como a coleta antecipada das diferentes espécies que povoam o Rio Paraíba.
Mais uma vez a inércia dos diferentes poderes, ongs e “eco-chatos”, não fizeram nada além do blá-blá-blá convencional.
A educação ambiental não é levada a sério por muitos na cidade, pouco se faz ou se faz para contribuir com disseminação do saber, do respeito ao meio ambiente, do zelo com os recursos findáveis do planeta.
Os acordos, tratados, normativas, agendas 21, resoluções da SERLA, FEEMA, IBAMA, Ministério do Meio-Ambiente e da Agricultura, Secretarias de Meio Ambiente Municipais e Estaduais, se tornam apenas um amontoado de painéis, que não vão ao encontro daquilo que a população, a parte mais atingida, que são ações sérias, punições aos culpados, não aquela guerra jurídica, onde quem ganha é quem tem mais dinheiro, este vil metal que não é capaz de trazer novamente a vida da mais simples espécie morta.
Morreu um pedaço de cada um de nós.
É preciso ação para que as espécies não sejam extintas, o que pode ser feito através do repeixamento, com manejo das espécies nativas.
Um dourado, um peixe apreciado pela beleza e sabor, leva pelo menos 05 anos para chegar ao tamanho ideal para o consumo e pelo que analisamos isso deve ter um sério impacto, pois o número de fêmeas com ovas, era enorme, já que a tragédia aconteceu no inicio da piracema, a época da reprodução dos peixes, que se concentram no estuário, o que entendemos como o berço dos peixes e demais espécies marinhas.
O relato de pescadores, nos mostra que o governo no período do defeso monitora constantemente a área de parada das embarcações e neste momento, é omisso, incapaz de pelo menos informar que a substância poluente é totalmente tóxica, segundo informações no site da empresa
Fersol Industria e Comércio que também comercializa o produto.
Eu fico aqui a imaginar, como uma empresa que produz uma substância altamente tóxica consegue autorização para estar sediada às margens de um rio tão importante como é o caso do Paraíba?

A sociedade civil organizada deve se mobilizar para que os autores de uma tragédia ambiental não seja inocentado." (continua)

Relato do blogueiro ao chegar das praias de São Francisco do Itabapoana (Gargaú, Santa Clara, Sossego e outras) em 27/11/2008 e registrar a morte de centenas de espécies marítimas e terrestres, após contato com a água contaminada pelo pesticidade Endosulfan

Algumas informações sobre a substância poluente




Precauções de uso e advertências quanto aos cuidados de proteção ao meio-ambiente:
* Este produto é ALTAMENTE PERIGOSO ao meio ambiente.
* Este produto é ALTAMENTE PERSISTENTE ao meio ambiente.
* Este produto é ALTAMENTE BIOCONCENTRÁVEL em peixes.
* Este produto é ALTAMENTE TÓXICO para mamíferos, via inalatória.
* Este produto é MUITO TÓXICO para aves. Evite que aves se alimentem em áreas tratadas.
* Este produto é ALTAMENTE TÓXICO para abelhas expostas a aplicação direta. Não aplique o produto no período de maior visitação (presença) das abelhas, aproximadamente das 9:00 às 16:00 horas.
* Evite a contaminação ambiental. Preserve a natureza.
* É proibida a aplicação desse produto em áreas alagadas ou sujeitas à inundação, próximo a corpos hídricos.
* Não utilize equipamentos com vazamentos.
* Aplique somente as doses recomendadas.
* Não aplique o produto na presença de ventos fortes ou nas horas mais quentes.
* Descarte corretamente as embalagens e restos de produto - Siga as instruções constantes no item "Destinação Adequada de Resíduos e Embalagens".
* Não lave as embalagens ou equipamento aplicador em lagos, fontes, rios e demais corpos d'água.
* Em caso de acidente siga corretamente as instruções constantes deste folheto.
* Produto ALTAMENTE TÓXICO para organismos aquáticos (microcrustáceos).

Peixes de água salgada, Pontal de Atafona

Complementado o post abaixo, seguem as imagens dos peixes de água salgada mortos no acidente ambiental. Os leitores poderiam nos ajudar na identificação das éspecieis através de comentários.















Mais imagens do acidente ambiental no Rio Paraíba do Sul

As imagens foram capturadas pelo professor e biólogo do CEFET Campos, Ricardo Pacheco Terra, em trabalho de campo, coletando amostras de água e das diferentes espécieis de peixes mortos no acidente ecológico no Rio Paraíba do Sul, os leitores poderiam informar nos comentários as espécies mortas, aqui são peixes de água doce.






O bicho, meu Deus, era um homem. Manuel Bandeira

As imagens foram capturadas pelo professor e biólogo do CEFET Campos, Ricardo Pacheco Terra, em trabalho de campo, coletando amostras de água e das diferentes espécieis de peixes mortos no acidente ecológico no Rio Paraíba do Sul, um homem constrói uma habitação precária, em pleno centro da Cidade de Campos, no cais da Lapa, onde é visível as condições sub-humanas, resultado imediato das faltas de ações políticas sérias na erradicação da pobreza, na oferta de vagas no mercado de trabalho, que faz com este senhor entre para as estatísticas dos pobres e miseráveis desta cidade. Se olharmos bem, veremos que este homem utiliza uma camisa da Petrobrás, empresa responsável pela riqueza do município, através dos repasses dos royalties, essa herança maldita que nas mãos de governantes incompetentes não promove a humanização de muitos cidadãos desta cidade. Aquilo que não consegui expressar em palavras se torne possível através da reflexão do leitor nas imagens.















PREFEITURA DE SÃO JOÃO DA BARRA MONTA ESTRUTURA EMERGENCIAL DEVIDO À POLUIÇÃO DO RIO PARAÍBA DO SUL

São João da Barra é mais um dos municípios fluminenses a sofrer as conseqüências do vazamento de resíduos tóxicos no Rio Pirapitinga, afluente do Paraíba do Sul. O acidente ocorreu no último dia 18, na Servatis, uma empresa de processamento de inseticidas em Resende, região Sul do Estado. A poluição chegou à cidade na quarta-feira (26) e, além de causar a morte de diferentes espécies de peixes, obrigou a Cedae a interromper a captação e o abastecimento d’água na sede do município. Nas praias de Atafona, Chapéu do Sol e Grussaí, onde parte da água distribuída também é oriunda do sistema de captação no Paraíba do Sul, o abastecimento foi suspenso em 50%. Uma equipe da Feema chegou a São João da Barra na tarde de quarta-feira para fazer o monitoramento do rio. “Coletamos a água para que seja feita a analise do grau de contaminação e, dependendo do resultado, a captação já pode estar liberada já nesta sexta-feira”, explica o técnico ambiental da Feema, Ronaldo Poly, lembrando que oito espécies de peixes também foram recolhidas para análise. Enquanto isso, a população está sendo orientada a economizar água. Um esquema emergencial foi montado pela prefeitura, através da secretaria de Meio Ambiente e da coordenadoria municipal de Defesa Civil, com sistema de distribuição coletiva em 12 pontos estratégicos da sede do município e com abastecimento de água potável em escolas, hospitais, clínicas e postos de saúde. — Disponibilizamos 12 caixas d’água de cinco mil litros, que estão sendo abastecidas por quatro caminhões-pipa, colocados à disposição da Cedae pela prefeitura. A água potável vem de um manancial existe na localidade de Barcelos — ressalta Felício Valiengo, coordenador municipal de Defesa Civil de São João da Barra. Uma intensa divulgação junto à população, alertando-a para não consumir, em nenhuma hipótese, peixes oriundos do Rio Paraíba, sob risco de contaminação, está sendo realizada. “Estamos, também, recolhendo todos os peixes mortos para que possamos dar um destino adequado, provavelmente a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) para incineração, já que não é conveniente enterrá-los sob o risco de contribuir para a contaminação do solo”, explica o secretário municipal e Meio Ambiente, Marcos Sá.



Chove 56.0 mm, segundo informa a Estação Meteorológica da Uned-Guarus

Segundo dados da Estação Meteorológica da Uned-Guarus, chove 56.0 mm, na cidade de Campos neste momento, o que resulta em alagamento de diversas ruas da área central assim também como nos bairros e distritos.
Percebe-se na foto retirada do blog do Prof. Roberto Moraes, a ação dos operários da construção de com o objetivo de conter as águas que invadem o canteiro de obras.

Atenção: Cefet Campos divulga Aditivo ao Edital do VESTIBULAR 2009, com novo cronograma de divulgação de resultados

ADITIVO 2 AO EDITAL N.º 12/2008 – ALTERAÇÃO DO PRAZO PARA ENTREGA
DO ENEM / 2008 e NOVO CRONOGRAMA DE DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS
VESTIBULAR 2009 1º e 2º SEMESTRES

A Diretora Geral do Centro Federal de Educação Tecnológica de Campos – CEFET Campos, no uso de suas atribuições, torna público que, tendo em vista o resultado do ENEM 2008 ter sido divulgado pelo INEP somente no dia 20 de novembro último, ficam estabelecidos os novos prazos de entrega do ENEM 2008 e cronograma de resultados, conforme segue:

1- Para os candidatos participantes do ENEM 2008, receberemos impreterivelmente no período de 26 de novembro a 03 de dezembro de 2008, das 8h às 20h, a cópia do comprovante do boletim individual de resultados exclusivamente para fins da pontuação prevista no Art. 26 § 3°. do edital 12/2008 (vestibular 2009 – 1° e 2° semestres).
2- Dos resultados:
11 de dezembro: resultado da 1ª. fase do vestibular;
12 de dezembro: recursos do resultado da 1ª. fase do vestibular;
15 de dezembro: resultado após recursos da 1ª. fase do vestibular 2009 - 1° e 2° semestres.
Ficam mantidos data e horário da 2ª. fase do vestibular 2009, ou seja, 21 de dezembro, das 8h30min às 12h30min e demais datas previstas no cronograma do referido edital.

Campos dos Goytacazes, 25 de novembro de 2008.

Rita de Cássia Daher Botelho
Diretora de Ensino Superior do CEFET Campos
Cibele Daher Botelho Monteiro
Diretora Geral do CEFET Campos


Para maiores informações, click aqui

Semana de Ciências Naturais no CEFET Campos

Começa amanhã, dia 27, no CEFET Campos o 4º Encontro de Ciências Naturais. A programação se estende até o próximo sábado, dia 29 de novembro, com palestras, oficinas e mini-cursos, que têm como objetivo principal mostrar as diversas aplicações da área de forma interdisciplinar. O evento é aberto ao público.
O destaque é para a palestra de abertura marcada para começar às 14h30. O D.Sc. João Augusto de Mello Gouveia Matos, da UFRJ, fala sobre "A inter-multidisciplinaridade no ensino de Química, Física, Biologia. Possibilidades?". Outros assuntos a serem apresentados são: a dengue no município, a utilização da internet no ensino de Química, entre outros.
Entre as oficinas e mini-cursos estão: Lagoa Iquipari, Ciências no dia-a-dia, Tratamento de resíduos, Ciências dos alimentos, etc. De acordo com o coordenador professor do curso de Ciências da Natureza, Rodrigo Maciel, o evento vai congregar alunos de diversas instituições de ensino de Campos.
"Nosso foco é a interdisciplinariedade, que promove um aprendizado mais significativo e um conhecimento não fragmentado, proporcionando aos estudantes uma formação mais completa".

CONCURSO DE URBANISMO PARA PLANEJAR O

A prefeitura de São João da Barra vai elaborar, em breve, um Concurso de Urbanismo voltado para arquitetos de todo o país, com o objetivo de planejar o crescimento inteligente do município. De acordo com o arquiteto Victor Aquino, secretário municipal de Planejamento, estudos encomendados pela empresa LLX apontaram para um grande povoamento previsto para os próximos anos. Dentro do que foi avaliado, a construção do porto e a intenção de se construir nas proximidades uma siderúrgica e usina termelétrica, devem atrair não apenas outros empresários interessados em investir no local, mas também interessados em novos empregos.
O tricentenário município de aproximadamente 30 mil habitantes deve mudar de perfil em breve, assim como toda a região. O crescimento também atingirá Campos, que terá aproximadamente 300 mil novos moradores. E mais: Campos, São João da Barra e Macaé tendem a ser as cidades mais populosas do interior do estado. Tudo isto graças às oportunidades que serão oferecidas nestes três municípios, não só com o petróleo, mas também com a atividade portuária.
"Queremos que este crescimento seja planejado. Não estamos parados. Estamos atentos o que está acontecendo e já temos feito ações para promover a ordem neste futuro próximo. Estamos aprendendo com os erros dos outros para acertar. Estudamos o que aconteceu em outros lugares Segundo Aquino, a intenção é estimular os melhores arquitetos do país a elaborarem um excelente projeto de urbanismo, a fim de evitar problemas.
No momento, o governo elabora abertura de novas ruas e avenidas e estuda a construção de um centro administrativo, auditório e biblioteca na entrada da cidade a fim de descentralizar o crescimento atual. "Estamos elaborando um novo código de Obras e um novo zoneamento, que servirão de subsídios para o plano diretor", declara.
O secretário disse ainda que Carla Machado está intensificando ações na Segurança Pública, Saúde e Educação. "Estas são áreas prioritárias para a prefeita", informa.

Professor do Cefet Campos é Palestrante Convidado em Evento na França

O professor Rogério Atem de Carvalho, Coordenador de Pesquisa e Inovação Tecnológica do Cefet Campos é palestrante e painelista convidado no Open World Fórum. O evento Internacional que reúne os principais especialistas em Software Livre acontecerá nos dias 01 e 02 em Paris na França.
O professor do CEFET vai representar o Ministério da Educação. Ele vai participar de dois painéis, um sobre experiências de sucesso em Software Livre no Brasil, junto a representantes de outros órgãos governamentais brasileiros, e outro sobre o futuro desta modalidade de software, junto a especialistas da Google e da Amazon, dentre outras empresas. Também vai proferiruma palestra sobre Suporte à Decisão em Contabilidade Empresarial, em conjunto com parceiros do Projeto ERP5, sistema integrado de gestão que o Cefet Campos participa do desenvolvimento desde seu princípio.
Este evento é organizado por duas das maiores organizações de software livre do mundo: Qualipso e a OW2. O encontro também recebe o apoio de empresas como Intel, Google, Red Hat, Bull, Capigemini, além do governo francês e Comunidade Européia.
A organização do evento, que aguarda milhares de participantes, está financiando integralmente a participação do professor no mesmo.

Do Blog Urgente: Águas do Paraíba vai suspender captação e anuncia cortes no fornecimento

O blog Urgente, informa que através de uma entrevista coletiva, os dirigentes da Empresa Águas do Paraída, concessionária responsável pela captação e distribuição de água potável na cidade de Campos de Goytacazes, realizará interrupções no fornecimento de água, conforme registrado na postagem abaixo:
"Os resíduos do pesticida endosulfan que vazaram para o rio Paraíba devem chegar a Campos nesta quarta-feira, por volta das 8h, de acordo com previsão da empresa Águas do Paraíba, concessionária responsável pelo fornecimento de água na cidade. A captação no rio será encerrada daqui a pouco, à meia noite, e só retornará ao normal na quinta-feira.
Diretores da empresa concederam entrevista no final da tarde de hoje para anunciar as providências sobre o caso. Segundo o gerente de operações da empresa, Juscélio Azevedo, será realizado um rodízio no fornecimento em Campos, Goytacazes, Donana e Tocos, enquanto durar a suspensão na captação.
Para minimizar o problema, a empresa vai ativar sistemas alternativos de captação em poços profundos localizados na antiga usina do Queimado, além de executar plano emergencial com a operação das estações de tratamento do Beco Santo Antônio e de Donana.
Períodos de interrupção do fornecimento de água
Das 6 às 12h
- Região Central (Do Tamandaré ao Jockey, incluindo S. Caetano, Sto Amaro, Centro e Flamboyant)
Das 12 às 18h
- Margem esquerda da BR 101 até a Pecuária, incluindo Nova Brasília, Esplanada, Cajú, Corrientes.- IPS (Da 28 de março até o Pq. São Benedito. E da Av. José alves de Azevedo até o Pq. Tarcísio Miranda)
Das 18 às 24h
- Residencial Sto Antônio I e II, Pq. Imperial I e II, Varanda do Visconde e Donana.- Guarus BR101 até o Pq Prazeres e da av. Francisco Lamego até o Pq. Bandeirantes e Novo Eldorado.- Donana, Goytacazes e Penha.- Pq. Vera Cruz ao S. Matheus e Cidade Luz- Vila industrial, Jardim Ceasa, Eldorado, São Silvestre, Codim, Terra Prometida, Jardim Aeroporto e Pq. Aeroporto."

Empresa é multada em R$ 33 milhões por vazamento no Paraíba do Sul

A Ceca (Comissão Estadual de Controle Ambiental), da Secretaria do Ambiente, acaba de divulgar o valor da multa para a empresa Servatis, sediada em Resende, responsável pelo vazamento do inseticida Endosulfan, no Rio Pirapetinga, afluente do Paraíba do Sul. A empresa terá prazo de 15 dias para pagar de R$ 33 milhões ou entrar com recurso junto à Ceca.
A pluma tóxica tem provocado mortandade de peixes nas cidades por onde passa. Orientados pelos técnicos, estes municípios atingidos têm suspendido temporariamente a captação de água por medida de precaução até que a contaminação se reduza a um nível aceitável. Além disso, os técnicos também alertam para que os peixes mortos não sejam consumidos.

Um momento especial

Acredito no potencial dos jovens de nossa cidade, principalmente aqueles que buscam construir caminhos pautados na ética, na persistência e que através do empenho, das práticas educativas, da disseminação do aprendizado procuram construir num novo país.
A cerca de 4 anos anos acompanho os alunos da primeira turma de Engenharia de Automação, em especial aos alunos Móises e Helga Giovanna, dois jovens aplicados e visionionários, que estão a frente do seu tempo, ora até são confundidos como professores, pois são ambiciosos, aplicados, participativos e mobilizadores, são lideranças natas, que militam diariamente na busca pelas melhorias nos laboratórios e na grade curricular do curso.
As visitas técnicas e micro-estágios, momentos onde a prática educativa é experimentada no mercado de trabalho, principalmente nas empresas que atuam com tecnologia de ponta na área de automação e controle indústrial.
Participações em feiras, seminários, workshops, reuniões no CENPS, nas sede da Petrobras no Rio de Janeiro e Macaé, assim também como me recordo das viagens a ISA Show em São Paulo, as visitas as empresas em Sertãozinho-SP, a dificuldade de conseguir o microônibus para a inadiável visita técnica a Usina Nuclear de Angra I, e no último instante conseguir contato com a Auto Viação Esperança e proporcionar o acesso as dependências desta conceituada empresa na geração de energia, me dá a certeza de que de alguma forma, pude dar um pouco da minha contribuição para que a prática educativa pudesse ser validada nas ações que me competiam.
Sabe porque de tudo isso acima?
Para partilhar um pouco da minha alegria neste dia, pois hoje está sendo um momento muiito especial, durante a abertura da
Primeira Semana de Engenharia do CEFET Campos, este blogueiro recebeu uma singela homenagem do comissão organizadora do evento pelos trabalhos desenvolvidos em prol da educação profissional e tecnológica, com enfâse nas atividades de transporte e logistíca.
Utilizo deste espaço para reiterar o compromisso com a educação pública, gratuita, esta ferramenta capaz de transformar a vida dos adolescentes, jovens e adultos, profissionalizando-os e formando cidadãos participativos, que apliquem a ciência, a tecnologia e a filosofia em suas ações diárias.
Um salve aos futuros Engenheiros de Automação.

O significado do gorro (barrete frígio) no Brasão de Campos dos Goytacazes, por Marcelo Bessa

O sempre atento Marcelo Bessa, elaborou um post interessante onde descreve o significado do gorro vermelho (barrete frígio), do Brasão de Campos dos Goytacazes, em resposta a minha curiosidade postada aqui. Agradeço ao Marcelo por contribuir em algo que gostaria de saber desde os tempos em cursava o primário, no Colégio Estadual José do Patrocínio e ninguém conseguia me dar uma resposta convincente quanto aos símbolos presentes no brasão, segue abaixo a brilhante postagem:




"Meu amigo Sepé perguntou o significado do gorro existente no Brasão do Município de Campos dos Goytacazes. Pois bem:
O barrete frígio que temos em nosso brasão é um símbolo da liberdade.
Na Wikipédia:"O barrete frígio ou barrete da liberdade é uma espécie de touca ou carapuça, originariamente utilizada pelos moradores da Frígia (antiga região da Ásia Menor, onde hoje está situada a Turquia). Foi adotado, na cor vermelha, pelos republicanos franceses que lutaram pela tomada e queda da Bastilha em 1789, que culminou com a instalação da primeira república francesa em 1793. Por essa razão, tornou-se um forte símbolo do regime republicano."
Segundo o site da Embaixada da França no Brasil:"Símbolo de liberdade, o barrete frígio era usado pelos escravos libertos na Grécia e em Roma."
Aliás, o artigo 42 das "Disposições Gerais e Transitórias" da Lei Orgânica de Campos determinou, em 28/03/1989 (quando foi promulgada a Lei Orgânica), o seguinte:
Art. 42 - No prazo de 120 (cento e vinte) dias, a contar da promulgação desta Lei, o Poder Executivo submeterá à aprovação da Câmara Municipal o projeto de um novo brasão de armas para o Município, que se enquadre, rigorosamente, nas leis, regras e normas da Heráldica.
§ 1º - O projeto, cuja votação se fará nos dias subseqüentes, conterá a nomenclatura oficial de Campos dos Goytacazes, estabelecida em lei estadual, e dispensará a legenda em latim inscrita no atual brasão.
§ 2º - O novo brasão será adotado de forma única pelos dois Poderes do município, sem qualquer adaptação.
Até hoje o Brasão é o mesmo e traz a expressão em latim "Ipsae matronae hic pro jure pugnant", que quer dizer "aqui até as mulheres pugnam pelo Direito" (fonte: http://www.migalhas.com.br/mig_latim.aspx?lista=S&cod=64275), a mesma frase que há 19 anos a Lei mandou riscar do mapa em 120 dias...
Eu vejo da seguinte forma: temos que refazer o Brasão (só isso!)... mas para quem gosta de inventar motivo para defender supostas discriminações, aí está um prato cheio!
OBS: antes de falar que a cidade é preconceituosa ou coisa que o valha, lembre-se que a frase foi inserida no brasão numa época em que mulheres não tinham direitos iguais aos homens, ok?"

E os elos da blogosfera de expandem: Soprador de Vidro

Zapeando a blogosfera da terrinha plana, a Planície Goytacá, encontro um blog muito interessante, que retrata através de notas objetivas notícias e opiniões sobre cultura, educação, política, Campos dos Goytacazes e região Norte-Noroeste Fluminense, um pouco do que acontece em nosso cotidiano. Estamos falando do blog Soprador de Vidro, do Gustavo Landim Soffiati, professor da rede pública estadual (Seeduc e Faetec) e diretor da Apefaetec, responsável pela Secretaria Especial de Ensino Superior na chamada região Norte-Noroeste Fluminense. Recomendo visita e adicione-o aos seus favoritos!

Maior especialista em robótica submarina do Brasil, vai estar no Cefet nesta terça-feira.

O que há de mais novo dentro da Engenharia de Automação, vai ser discutido na 1ª Semana da Engenharia que acontece no CEFET Campos entre os dias 25 e 27 de novembro. O evento organizado pelos alunos do 7º período acontecerá no Auditório Cristina Bastos e começa a partir das 14 horas. Além de ficar por dentro das novidades, durante a palestra e os mini cursos, quem for ao curso, poderá conhecer o curso de engenharia de automação, saber para que serve e com que proposta foi criado.

Quem abre o evento é o Engenheiro Ney Robinson. Ele faz parte do Centro de Pesquisas da Petrobrás e é o maior especialista em robótica submarina do país. Robinson vem falar sobre como a criatividade pode vencer desafios. Ainda não foi confirmado, mas tudo indica que ele deve trazer para o encontro o Robô ambiental Chico Mendes, que anda na terra e na água.Logo depois vai haver uma mesa redonda.

Também participam do evento, representantes das duas maiores empresas do ramo de automação que atuam no Brasil, que são a Smar e a Emerson Process. Nos outros dias, as empresas serão responsáveis pelos seguintes mini cursos:

-SMAR: Curso de Controle de Processos Industriais

-SMAR: Curso sobre aplicação da Tecnologia FieldBus em plantas de processo

-Emerson Process: Curso de Arquitetura Digital PlantWeb

-Emerson Process: Curso de Aplicações básicas da Tecnologia Wireless


A realização dessa Semana é em parceria com a Sociedade Internacional de Automação, através da Seção Campos – ISA Seção Campos, que tem como Presidente a aluna Helga Giovanna e como Secretário Geral Moisés Filho, ambos alunos do 7º período de Engenharia de Automação do CEFET Campos.

ProUni: 156,4 mil bolsas em 2009


O Ministério da Educação anunciou nesta segunda-feira, 24, a oferta de 156.416 bolsas de estudos do Programa Universidade para Todos (ProUni) para o primeiro semestre de 2009. São 95.694 bolsas integrais e 60.722 parciais, de 50% da mensalidade. As inscrições podem ser feitas até 12 de dezembro.
Podem se candidatar às bolsas do ProUni os estudantes que concluírem o ensino médio este ano ou que o completaram em anos anteriores; que tenham feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2008 e obtido no mínimo 45 pontos de média entre a prova objetiva e a de redação. Os candidatos devem, ainda, atender uma série de critérios. Entre eles, ter feito todo o ensino médio em escola pública ou, na condição de bolsista integral, em escola particular.
As bolsas integrais destinam-se a estudantes com renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio (R$ 622,15); as parciais, aos com renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos (R$ 1.245).
De acordo com a coordenadora-geral de projetos especiais para a graduação da Secretaria de Educação Superior (Sesu), Paula Branco Melo, a oferta de bolsas de estudos do ProUni cresceu 47% em relação ao primeiro semestre de 2007. No ano passado, o MEC ofereceu 106 mil; agora, são mais 156 mil. No caso das bolsas integrais, o índice de aumento, segundo Paula, foi ainda maior com relação ao mesmo período — subiu de 53 mil para 95 mil.
Na avaliação de Paula, os dados demonstram que o programa está consolidado e em expansão. Do início de 2005, quando foi realizada a primeira seleção de bolsistas, até hoje, o ProUni atendeu 430 mil cidadãos em todos os estados e no Distrito Federal.
Na
página do ProUni na internet, o estudante encontra a ficha de inscrição, informações detalhadas do programa, tais como critérios e renda, e o número de vagas por estado e por instituição de educação superior, os cursos, os turnos das aulas e os tipos de bolsas.

Projectos e obras que utilizam as licenças Creative Commons

Desde o lançamento do projeto, o crescimento do catálogo de obras audiovisuais e textuais licenciados por um ou outro tipo de licença Creative Commons, foi exponencial. Alguns dos mais conhecidos projectos licenciados com as licenças CC incluem, exemplificativamente:
Todo o conteúdo da
Agência Brasil, da Radiobrás (notícias, fotos e vídeos produzidos pela operadora de TV e Rádio do Governo Federal do Brasil)
O livro de Lawrence Lessig
Free Culture (2004), primeiro livro licenciado sob CC.
A ficção de
Cory Doctorow.
O portal jurídico Groklaw.
MIT OpenCourseWare - Sebentas (apostilas) académicas do
MIT.
Três dos livros de
Eric S. Raymond, The Cathedral and the Bazaar (o primeiro livro completo e comercialmente lançado por O'Reilly & Associates sob uma licença CC), The New Hacker's Dictionary, e The Art of Unix Programming.
Public Library of Science
Um vasto sortimento de fotografias publicadas no portal de compartilhamento
Flickr.

Creative Commons: Implicações legais

As principais licenças Creative Commons foram redigidas levando em consideração o modelo legal norte americano, o que leva a concluir que as licenças podem, eventualmente, não se integrarem perfeitamente com a legislação de outros países.
Ainda que se considere que as licenças são meros contratos standard entre o autor e o público, usar tais modelos sem levar em consideração as leis locais poderia tornar as licenças inutilizáveis. Por essa razão, a entidade desenvolveu o projecto iCommons (International Commons), visando uniformizar a redação das licenças por ela disponibilizadas, de acordo com as especificidades normativas de cada país.
No
Brasil, as licenças já se encontram traduzidas e totalmente adaptadas à legislação brasileira. O projeto Creative Commons é representado no Brasil pelo Centro de Tecnologia e Sociedade da Faculdade de Direito da Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro.
Em
Portugal, as licenças estão também adaptadas à legislação portuguesa, sendo o projecto de adaptação capitaneado pela Universidade Católica Portuguesa, UMIC e INTELI.Atualmente, as licenças Creative Commons já foram adaptadas às legislações nacionais de mais de 30 países, tais como França, Alemanha, Itália, Espanha e outros.

Creative Commons: Finalidade das licenças

As licenças Creative Commons foram idealizadas para permitir a padronização de declarações de vontade no tocante ao licenciamento e distribuição de conteúdos culturais em geral (textos, músicas, imagens, filmes e outros), de modo a facilitar seu compartilhamento e recombinação, sob a égide de uma filosofia copyleft.
As licenças criadas pela organização permitem que detentores de
copyright (isto é, autores de conteúdos ou detentores de direitos sobre estes) possam abdicar em favor do público de alguns dos seus direitos inerentes às suas criações, ainda que retenham outros desses direitos. Isso pode ser operacionalizado por meio de um sortimento de módulos standard de licenças, que resultam em licenças prontas para serem agregadas aos conteúdos que se deseje licenciar.
Os módulos oferecidos podem resultar em licenças que vão desde uma abdicação quase total, pelo licenciante, dos seus direitos patrimoniais, até opções mais restritivas, que vedam a possibilidade de criação de obras derivadas ou o uso comercial dos materiais licenciados.

Creative Commons: Conceito

Creative Commons (tradução literal:criação comum também conhecido pela sigla CC) pode denominar tanto um conjunto de licenças padronizadas para gestão aberta, livre e compartilhada de conteúdos e informação (copyleft), quanto a homônima organização sem fins lucrativos norte-americana que os redigiu e mantém a atualização e discussão a respeito delas.

Mai$ informaçõe$ sobre a 6ª Bienal de Cultura da UNE

O estudante que tiver seu trabalho selecionado para apresentação no evento estará isento do pagamento da taxa de inscrição. No caso de trabalhos coletivos, que forem selecionados, cada integrante deverá pagar a taxa de inscrição no valor de R$ 10,00.
Para participar das atividades, o valor é de R$ 50,00.
Os soteropolitanos pagarão uma taxa de R$ 15,00. Estudantes da UFBA e da UCSAL que inscreverem trabalhos pagarão R$ 5,00 e para alunos de demais unidades de ensino (médio, superior ou pós graduação) do estado na mesma condição o valor é de R$ 10,00. Vale lembrar que o custo de alojamento e alimentação não estão incluídos neste valor e que todos os inscritos na 6ª Bienal terão acesso às instalações, shows e demais atividades do evento.
Para quem inscreve trabalhos: *R$10,00
Para quem vai como participante de outros estados: R$ 50,00
Para os soteropolitanos (sem inscrição de trabalhos): R$15,00
Estudantes da UFBA e da UCSAL (sem inscrição de trabalhos): R$ 5,00

* O valor inclui acesso a todas as atividades da Bienal e alojamento.
A alimentação fica por conta dos participantes.
Ao enviar seu trabalho para a 6ª Bienal da UNE, escreva no envelope a área escolhida.
As inscrições que não contiverem todo o material solicitado no regulamento serão automaticamente eliminadas, portanto leia com atenção! Não se esqueça de enviar a cópia do boleto bancário pago.
Garanta sua participação no maior festival de arte estudantil da América Latina. Inscreva-se e organize desde já sua Caravana rumo a Salvador!
Outras informações: (71) 3283.7688.
Voltando à Bahia de todos os santosA 6ª edição da Bienal vai comemorar o 10º aniversário do Festival e também marcará a volta do evento a Salvador, já que em 1999 aconteceu na capital baiana a primeira edição da Bienal de Arte, Ciência e Cultura da UNE, vinte anos após a UNE ter sido colocada na clandestinidade pela ditadura militar.
Outro fator marcante desta Bienal será a importância da cidade-sede em relação ao tema "Raízes do Brasil – formação e sentido do povo brasileiro", que pretende discutir a formação do povo brasileiro de um ponto de vista contemporâneo.

Abertas as inscrições para a 6ª Bienal de Cultura da UNE

Evento receberá trabalhos de artes cênicas, música, literatura, ciência e tecnologia, cinema e artes visuais

Já pensou em participar do maior festival de arte estudantil da América Latina? Ter seu trabalho publicado, apresentá-lo para estudantes de todo o Brasil e ainda debater a formação e sentido do povo brasileiro com intelectuais, artistas e estudiosos, tudo isso regado a apresentações artísticas de todos os tipos? Pois então se prepare, porque a estão abertas até 4 de dezembro as inscrições para a 6ª Bienal de Cultura da UNE.
O maior festival de arte estudantil da América Latina receberá trabalhos nas seguintes áreas: artes cênicas, música, literatura, ciência e tecnologia, cinema e artes visuais. Esta edição do evento terá a participação não apenas de universitários, mas também de secundaristas e pós-graduandos.
Para participar basta ler o
regulamento, preencher a ficha de inscrição e enviar o trabalho que será apresentado juntamente com o comprovante de pagamento da taxa de inscrição (emita aqui seu boleto) no valor de R$10,00, para o seguinte endereço:

Centro Universitário de Cultura e Arte da Bahia
Av. Reitor Miguel Calmon, s/n.
Vale do Canela - PAC (Pavilhão de Aulas do Canela)
CEP 40110-100
Salvador - Bahia

Para as inscrições feitas por Correio será válida a data de postagem.
Lembre-se: o prazo termina dia 4 de dezembro.
A divulgação dos trabalhos selecionados será feita pela internet, no sitio da UNE, a partir do dia 20 de dezembro de 2008, e os materiais enviados para julgamento não serão devolvidos.

UNE seleciona voluntários para a 6ª Bienal de Cultura

Os voluntários poderão optar pelas seguintes áreas: produção, secretaria, estrutura, coordenadoria de área, comunicação mobilização, oficinas e mini-cursos
A UNE está selecionando voluntários para auxiliar na organização das diferentes atividades promovidas pela 6a Bienal, como mostras universitárias, visitas guiadas e workshops. A oportunidade é para os estudantes de Salvador, onde o encontro acontecerá do dia 20 a 25 de janeiro de 2009, com o tema "Raízes do Brasil: Formação e Sentido do Povo Brasileiro".
Os voluntários poderão optar pelas seguintes áreas: Produção, Secretaria (recepção, credenciamento), estrutura (alojamento, transporte), coordenadoria de área (neste caso, terão que dominar a área de conhecimento da mostra, como artes cênicas, música, cinema e vídeo), comunicação (assessoria de imprensa, elaboração de boletins), lado C (integração entre os participantes da Bienal e a comunidade soteropolitana com visitas a pontos turísticos), Mobilização, Oficinas e mini-cursos.
Os selecionados farão um treinamento antes do encontro, de acordo com cada atividade designada. "Quem ficar na mostra de artes visuais, por exemplo, participará desde o processo de montagem das obras até as visitas guiadas", explica o Coordenador-geral da 6ª Bienal, Rafael Simões. Os voluntários terão alimentação garantida pela organização da Bienal e receberão certificados.
Para se candidatar, os interessados devem enviar um e-mail para redacao@une.org.br, até o dia 10 de janeiro, indicando a área na qual desejam trabalhar e fornecendo nome completo, instituição de ensino, telefone e e-mail.
Inscreva-se e participe do maior festival de arte estudantil da América Latina!

Programação completa da Primeira Semana da Engenharia organizada pelos alunos do Curso de Engenharia e Controle em Automação do CEFET Campos.



Programação Oficial

Terça-feira dia 25 de Novembro

13h30 - Auditório Cristina Bastos

- Palestra do Engenheiro da PETROBRAS Ney Robinson
“A criatividade e o talento Brasileiro vencendo desafios”
- E a apresentação do robô ambiental Chico Mendes.
- Mesa redonda sobre pesquisas e iniciação científica
- Homenagens

Quarta-feira dia 26 de Novembro

08h30 - Auditório Reginaldo Rangel
- SMAR: Curso de Controle de Processos Industriais
13h30 - Auditório Reginaldo Rangel
- SMAR: Curso sobre aplicação da Tecnologia FieldBus em plantas de processo

Quinta-feira dia 27 de Novembro
08h30 - sala B129
- Emerson Process: Curso de Arquitetura Digital PlantWeb
13h30 - sala B129
- Emerson Process: Curso de Aplicações básicas da Tecnologia Wireless

Maiores informações: http://engenhariadeautomacao.zip.net

Curiosidade


Alguém saberia informar qual o significado do gorro vermelho no brasão do Município de Campos dos Goytacazes?

Prefeitura de Campos divulga Nota Oficial sobre o concurso do PSF

Nota oficial

A Prefeitura de Campos vem a público prestar esclarecimentos sobre a decisão do juiz Paulo Assed Stefan, que suspendeu na noite deste sábado (22), as provas que seriam realizadas neste domingo (23), para o concurso do Programa Saúde da Família (PSF).
Cabe esclarecer à população que a Prefeitura de Campos ainda não foi notificada oficialmente da decisão judicial. Somente após tomar conhecimento oficialmente é que a Procuradoria do Município vai se pronunciar e tomar as medidas cabíveis.


Fonte: Site da PMCG

A análise da Decisão Judicial de cancelamento das provas do PSF por Cléber Tinoco

Reproduzimos abaixo a explicação do Advogado e blogueiro, Cléber Tinoco, sobre a suspensão das provas do concurso do PSF:
Argumentos favoráveis a manutenção do concurso
A decisão liminar que suspendeu a realização do concurso levou-me a novas reflexões, as quais compartilho com os leitores:

1. Não existe impedimento a realização do concurso. A legislação eleitoral proíbe apenas a nomeação ou contratação de servidores nos 3 (três) meses que antecedem as eleições até a posse dos eleitos (Lei 9504/97, em seu artigo 73, inciso V).
A outra restrição legal, prevista na Lei de Responsabilidade Fiscal (LC 101/2000), diz respeito ao aumento de despesa nos últimos 180 dias de governo do atual prefeito (art. 20), mas se o concurso visa a substituição dos temporários pelos concursados, o aumento de despesa não poderia ser presumido. Além disso, a substituição dos contratados por concursados não eleva, pura e simplesmente, a despesa total de pessoal, que a LC 101/2000 fixou em 60% da receita corrente líquida, pois deste limite só escapam as despesas com terceirização para substituição de servidores e empregados públicos e a Lei municipal 8005/2008 não fala de terceirização, porém de contratação direta pelo Município (art. 8º), que deve ser computada como despesa total de pessoal.
2. O direito à nomeação do candidato aprovado dentro do número de vagas não foi enfrentado pelo ilustre juiz, mais este ponto só seria relevante se houvesse aumento da despesa total de pessoal.
3. Por fim, ainda que não se pudesse nomear ou contratar concursados, suspender a execução do concurso não é razoável, uma vez que isto traduz ofensa ao princípio da separação dos Poderes, consome recursos dos candidatos e da organizadora do concurso e desatende o princípio do concurso público. O Executivo faz concurso de acordo com os critérios da conveniência e oportunidade, trata-se de ato discricionário insindicável pelo Poder Judiciário. A proximidade do fim do mandato do atual prefeito não é circunstância capaz de vencer a presunção de legalidade e legimitidade dos atos administrativos, mesmo porque o ato administrativo impugnado não é de Alexandre Mocaiber, mas do Município de Campos dos Goytacazes, como explica há muito a teoria do órgão.

Fonte: blog do
Cléber Tinoco

Um erro monumental

Tratar um monumento como mero adorno de praça, feito um quadro remanejado para combinar com o sofá. Não perceber que memória coletiva é algo delicado e qualquer intervenção na sua construção deve ser amplamente discutida e cautelosamente pensada. Agir como se administrasse um negócio privado, ou dispusesse de uma coleção particular, e pudesse mexer em suas peças sem dar satisfação a ninguém.
Este foi o comportamento do governo do prefeito Alexandre Mocaiber, nesta semana, no triste episódio da remoção do conjunto de estátuas em homenagem à Abolição, instalado em 2003, por sugestão do poeta Antônio Roberto Fernandes, em frente ao Palácio da Cultura – e próximo ao Panteão dos Heróis Campistas, onde estão os restos mortais de José do Patrocínio, um dos representados na escultura.
Quando nem mais se imaginava que este governo pudesse se superar em trapalhadas, após ter alçado a cidade à condição de merecedora do escárnio nacional, e que apenas um melancólico fim de mandato se daria, eis que o campista é presenteado com mais esta.
Este governo não tem mais legitimidade nem para tomar boas decisões, quanto mais para as ruins. Tudo que dele sai traz a marca da desconfiança. E o mais prudente seria é se mantivesse apenas os sinais vitais da administração, abstendo-se de qualquer decisão que pudesse interferir mais acentuadamente na vida da cidade. O melhor que pode fazer o atual prefeito é não tomar nenhuma medida importante. Fará menos mal aos munícipes se fingir-se de morto até 31 de dezembro.
A mal assumida decisão de remover o monumento, que não mereceu defesa inclusive de muitos setores do governo - a começar pela Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima – foi rechaçada por vários segmentos da cultura do município, que não haviam sido consultados.
Na administração, não se consegue apontar claramente quem foi o responsável pela idéia. Há constrangimento até mesmo entre secretários municipais. Até o momento em que escrevo (às 6h da sexta, 21), o site da Prefeitura não havia dado uma linha sequer sobre a remoção que ocorrera na terça, 18, foi denunciada em primeira mão por este Monitor na quarta, 19, e ganhou maior repercussão na imprensa na quinta, 20.
O mínimo que a sociedade pode exigir, agora, é que se reponha o conjunto de estátuas no lugar e que se responsabilize administrativamente quem tomou a decisão de removê-las. Inclusive condenando-o a cobrir, com dinheiro próprio, os custos decorrentes desta lambança.
O prefeito Alexandre Mocaiber deve ter a grandeza de voltar atrás nesta insanidade e pedir desculpas à população.
Se não por respeito à cidade, se não por humildade para admitir o erro monumental, ao menos que seja em memória do poeta Antônio Roberto, que preferiu partir antes de ver a gestão do município ameaçar manter José do Patrocínio sob a mira de um canhão.
[Artigo do Jornalista Vitor Menezes, publicado na edição de hoje do Monitor Campista]

IPDEP divulga nota sobre a suspensão das Provas do Concurso do PSF

"Nota de Esclarecimento"

"O Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Publico e Privado, cumpre o dever de prestar aos candidatos inscritos no concurso público que seria realizado neste domingo, 23 de novembro do corrente, para preenchimento de cargos do PSF no município de Campos dos Goytacazes/RJ e ao povo em geral, os seguintes esclarecimentos:
1) O IPDEP participou de um certame para realização do concurso público do PSF no município de Campos dos Goytacazes/RJ, concorrendo juntamente com outras instituições do ramo, tais quais FUNRIO e a FESP, tendo na oportunidade oferecido o menor preço para organização e realização do evento;
2) Na organização e realização de um evento de tal porte, o dispêndio de recursos financeiros empregados é de grande monta, de modo a atender a uma demanda de 35.000 (trinta e cinco mil) candidatos;
3) Quando o Edital é publicado começa a fluir o prazo para que possa ser o mesmo questionado até mesmo judicialmente, para evitar que a realização do concurso possa acontecer sob o manto da desconfiança, sendo certo que isso não ocorreu;
4) No entanto, para surpresa do IPDEP, prestador de serviços com relação à realização do referido concurso, no dia 22 do corrente, às 21:35 hrs, tomou conhecimento de uma decisão judicial proferida nos autos de uma Ação Popular ajuizada pelo Vereador Edson Batista, que aguardou desde a publicação do Edital até a presente data em silêncio, que culminou por de forma unilateral e sem ouvir os demais interessados em suspender a realização das provas do concurso do PSF, trazendo prejuízos irreparáveis e transtornos para o prestador do serviço, os candidatos e todos os demais de forma direta ou indireta se encontram envolvidos na organização do certame;
5) O IPDEP quer deixar claro com esses esclarecimentos que em respeito ao seu público alvo, que são os inscritos e também a população de Campos, que merece respeito, que tudo fez para que a realização das provas pudesse transcorrer num clima de normalidade, sendo que isso só não ocorreu por motivo alheio a sua vontade;
6) Que está acima de questões políticas menores e que trazem prejuízos a população e que todas as vezes em que houver um processo seletivo público para realização de concursos se fará presente, demonstrando sempre a lisura como pauta sua conduta;
7) No mais, já deixou a cargo de sua assessoria jurídica a defesa de seus direitos, inclusive quanto aos prejuízos que efetivamente experimentou, tanto moral como material, deixando claro que decisão judicial concedida, mesmo sem ouvir as partes, deve ser acatada e respeitada, promovendo-se então os recursos que se fizerem compatíveis com o Estado Democrático de Direito, que garante a todos a amplitude do direito de defesa, assegurado o contraditório pleno.São os esclarecimento que vem a publico fazer, demonstrando o compromisso do Instituto com interesse público maior.
A Direção"

Super promoção! Infográfica by Luciano Azevedo


Cartão de Visita + Calendário 2009
SÓ R$ 65,00 ( + frete)
Aproveite!

Decisão Judicial de Suspensão das Provas do Concurso PSF da PMCG - Arquivo Digitalizado



clique nas imagens para vê-las em tamanho maior