Só Por Hoje: Poder Infalível


"A medida que aprendemos a confiar neste Poder, começamos a superar o nosso medo da vida".
Texto Básico, p. 26

Somos pessoas acostumadas a colocar todos os ovos numa só cesta. Muitos de nós tínhamos uma droga de escolha. Confiávamos nela para poder passar cada dia e tornar a vida suportável. Éramos fiéis àquela droga; de fato nos submeteríamos a ela sem reservas. E aí ela se virou contra nós. Fomos traídos pela única coisa da qual sempre dependíamos, e essa traição nos deixou desamparados.
Agora que encontramos as salas de recuperação, podemos ficar tentados a confiar em outro ser humano para satisfazer nossas necessidades. Podemos esperar isso em nosso padrinho, nossa namorada, esposa ou de nosso melhor amigo. Porém, depender de seres humanos é arriscado. Carecem de perfeição. Podem estar de férias, dormindo ou de mau-humor quando precisamos deles.
Nossa dependência deve se apoiar em um Poder maior do que nós. Nenhuma força humana pode restaurar nossa sanidade, cuidar da nossa vontade e nossas vidas, ou estar completamente disponível e amorosa sempre que tivermos necessidade. Depositamos nossa confiança no Deus de nossa compreensão, porque apenas esse Poder jamais nos faltará.

Só Por Hoje: Eu depositarei minha confiança em um Poder maior do que eu mesmo, pois só esse Poder jamais me decepcionará.

Visita Técnica à Reserva de Desenvolvimento Sustentável de Mamirauá – Uarini-AM


A ação foi realizada através da SETEC/MEC, Fundação Amazônia Sustentável e Secretaria do Estado de Educação e Qualidade do Ensino do Amazonas (SEDUC-AM).

No período de 28 de novembro a 5 de dezembro, a equipe da SETEC/MEC realizou uma visita técnica de avaliação ao município de Uarini no Estado do Amazonas que faz parte do Núcleo de Pesquisa Aplicada a Pesca e Aquicultura Norte 1 (NUPA Norte 1), bem como registrar imagens a serem utilizadas na produção de um documentário sobre a Política de Pesca da SETEC/MEC, envolvendo todos os núcleos de pesquisa.

A equipe, sob a direção do Professor Edmar de Moraes, coordenador da Política de Formação Humana da Pesca e Aquicultura/Portos e Navegação, contou também com a participação da técnica Osana Gorete (SETEC/MEC), do Técnico de Multimídia Wellington Pacheco Rangel (IF-Fluminense), do Professor Vicente de Paulo Santos de Oliveira (IF-Fluminense), das técnicas da Secretaria do Estado de Educação e Qualidade do Ensino do Amazonas (SEDUC-AM), Jessica Cancelli Faria Gontijo e Olímpia Cecília de Carvalho Fonseca e do Coordenador Regional da Fundação Amazônia Sustentável, Rosival Dias.

A programação foi iniciada no dia 28/11 quando o Prof. Edmar Moraes se reuniu em Manaus com parceiros do Núcleo Norte 1 do Instituto Federal da Amazonas (IFAM) para discutir ações para 2010.

No dia 29 toda a comitiva se encontrou na cidade da Tefé de onde, no dia seguinte, se dirigiu de voadeira pelo rio Solimões, para a cidade de Uarini, onde foi recepcionada pelos representantes da Prefeitura Local, liderada pelo Secretário Municipal de Educação, Edvilson Lopes de Souza. No mesmo dia, a comitiva se deslocou para a comunidade de São Raimundo do Jarauá que fica na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Mamirauá (RDS), onde se realiza o manejo sustentável da pesca do pirarucu.

Na oportunidade, a equipe se encontrou com a Presidente da Associação de Pescadores do Mamirauá, Dona Lourdes que informou ser este dia o último da pesca do pirarucu na reserva e, portanto, a comitiva teve a oportunidade de acompanhar a chegada dos últimos exemplares pescados pela comunidade.

Após pernoite em flutuantes e em casa na própria localidade, a comitiva seguiu para a comunidade da Boca do Mamirauá quando visitou o hotel flutuante Uacari, presenciando na ocasião um dos mais belos espetáculos da natureza proporcionado pelos pirarucus no lago onde fica o hotel.

No mesmo dia, o grupo seguiu para a comunidade de Punã, situada no encontro dos rios Uarani e Solimões, onde após reunião com líderes locais, retornou para a sede do município. No dia 02/12 foram conhecidas as demandas da comunidade indígena de Porto da Praia, sendo que no mesmo dia à noite realizou-se evento na Câmara de Vereadores do município, com o objetivo de apresentar a Política de Formação Humana da Pesca e Aquicultura/Portos e Navegação, informações sobre a Fundação Amazonas Sustentável e discutir sobre a Sustentabilidade Ambiental na Pesca.

Na ocasião, participaram do evento alunos do curso de graduação em Tecnologia Pesqueira, representantes da prefeitura e da câmara municipal, professores do município e representantes dos pescadores.

Na quinta-feira, 03/12, a comitiva seguiu para conhecer as instalações de produção da farinha d água de Uarini e a noite, em reunião da comitiva da SETEC/MEC com o prefeito municipal Francisco Togo e com os vereadores, foram acordadas as seguintes ações a serem desenvolvidas na região em 2010:

1. Buscar recursos para instalação de estrutura para processamento de pescado e de uma fábrica de gelo no município (MPA);

2. Realizar curso de carpintaria naval para 10 alunos do município de Uarini no Instituto Federal do Amazonas (IFAM), Campus Zona Leste;

3. Conceder bolsas de iniciação científica, a partir de projetos elaborados para a região, para alunos da graduação em Tecnologia Pesqueira da Universidade Estadual da Amazônia (UEA) que estudam em Uarini;

4. Desenvolver Projeto de Intercambio com o Núcleo Sudeste 1, vinculado ao curso de Especialização em Pesca, Aquicultura e Ambiente, a ser realizado em setembro de 2010. A intenção é realizar ações de atendimento às comunidades da RDS Mamirauá, envolvendo professores, técnicos e alunos do IF-Fluminense;

5. Realizar cursos de qualificação em processamento de pescado, previsto para março de 2010, na sede do município, envolvendo multiplicadores das comunidades pesqueiras da RDS Mamirauá;

6. Fortalecer às comunidades pesqueiras da RDS Mamirauá, a partir da criação de cooperativas;

7. Desenvolver proposta de implantação de cursos técnicos na comunidade Punã em parceria com o IFAM/NUPA Norte 1.

Ressalte-se que todo o trabalho de captura de imagens a serem utilizadas no documentário resultaram em 13 horas de gravação.

A visita técnica contou com o apoio e colaboração dos vereadores Ediron Rego Costa, Agberto de Castro Marins, Sebastião Guedes Machado, Hermógenes Sergio Lopes, dos Assessores da Prefeitura Walace Cruz de Souza, Valder Medim (imprensa), César Augusto Pinedo (motorista), Antônio Maia Frasão (Secretário de Produção) e Francisco Pinto (piloto de voadeira).

Fonte: Portal da Pesca

Relação Candidato/Vagas para as provas do IF-Fluminense, Campus Centro


clique na imagem para ampliá-la!

Mais de 15 mil candidatos fazem prova no domingo

As provas do Processo Seletivo 2010, para todos os campi do IFF, serão aplicadas no próximo domingo, dia 20, nos turnos da manhã e da tarde, de acordo com o curso escolhido.

As provas do Processo Seletivo 2010 do Instituto Federal Fluminense vão ser aplicadas neste domingo, 20 de dezembro, no turno da manhã, apartir das 09h, e no turno da tarde, a partir das 15h, de acordo com o curso escolhido. Os candidatos devem chegar com uma hora de antecedência portando documento oficial com foto.

Cerca de 17 mil estudantes vão fazer a prova nos municípios de Campos, Macaé, Cabo Frio, Itaperuna, Bom Jesus do Itabapoana e Quissamã. Eles concorrem a 2252 vagas para os cursos de Ensino Médio e Técnicos de Nível Médio, primeiro e segundo semestres de 2010.

Todas as informações sobre horários e relação candidato por vaga podem ser conferidas no site www.iff.edu.br.

Horários: No campus Campos-Centro, os candidatos para Ensino Médio, Edificações, Estradas, Automação Industrial, Eletrotécnica, Mecânica, Informática, Telecomunicações, Eletrônica e Química fazem prova às 09h. Quem se inscreveu para Segurança do Trabalho faz a prova às 15h.

No campus Guarus as provas para Eletrônica e Meio Ambiente serão aplicadas às 09h. Já as de Enfermagem e Farmácia, às 15h. No campus Itaperuna, os candidatos para Eletromecânica, Informática e Eletrotécnica fazem prova às 09h e os para Guia de Turismo, às 15h.

No campus Bom Jesus, quem for fazer prova para Agropecuária, Agroindústria e Informática, nas modalidades concomitante e integrado, o horário será às 9h. Para os candidatos de Agroindústria sub-seqüente, o horário é das 15h.

Em Cabo Frio, quem concorre para Eletromecânica, Hospedagem e Petróleo e Gás faz a prova às 09h. Já os candidatos para Guia de Turismo, às 15h.

Em Macaé, as provas para Eletromecânica, Eletrônica e Automação Industrial, modalidade técnico integrado, a prova será às 09h. Na modalidade subseqüente dos cursos de Eletrônica, Eletromecânica, Automação Industrial, Segurança do Trabalho e Informática, às 15h. Quem se inscreveu para Qualificação em Caldeiraria, a prova também será às 15h.

Por fim, no Núcleo Avançado de Quissamã as provas para Eletromecânica serão aplicadas às 09h e de Segurança do Trabalho às 15h.


Fonte:IFF

Bolsa no exterior Programa de pesquisa nos EUA tem inscrições prorrogadas

Foram prorrogadas até 15 de fevereiro do próximo ano as inscrições para a segunda edição do Programa Dra Ruth Cardoso.
A iniciativa apoia a participação de professores e pesquisadores brasileiros das áreas de ciências humanas e sociais em atividades da Universidade de Colúmbia, em Nova York.O edital do programa prevê a oferta de bolsa de estudos de US$ 5 mil mensais por até nove meses, além de auxílio-instalação de US$ 2 mil.
O pesquisador também terá direito a seguro-saúde, passagem aérea de ida e volta em classe econômica promocional e moradia no campus da universidade.Para concorrer, o candidato deve comprovar a conclusão de curso de doutorado (anterior a 2006) e o credenciamento como professor e orientador em programa de pós-graduação reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação.
O candidato terá de se dedicar em regime integral às atividades acadêmicas, com preferência para aquele que possa atuar nas áreas de antropologia de populações urbanas, sociologia e história do Brasil com enfoque em movimentos sociais contemporâneos.O programa é uma parceria da Capes com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), Universidade de Colúmbia e Comissão para o Intercâmbio Educacional entre os Estados Unidos e o Brasil (Fulbright).
A inscrição deve ser feita pela internet, com o preenchimento do formulário, em inglês, e apresentação de resumo do curso proposto, com no máximo dez páginas, e três cartas de recomendação, também em inglês.
É necessário, ainda, apresentar currículo atualizado em português, disponível na plataforma Lattes, outro em inglês (resumido) e o projeto de pesquisa a ser desenvolvido na Universidade de Colúmbia.Mais informações no endereço eletrônico rcaward@fulbright.org.br
Fonte: Assessoria de Imprensa da Capes

Conselhos à Oposição. Extraído da Arte da Guerra de Sun Tzu.


1. "A invencibilidade está na defesa; a possibilidade de vitória, no ataque. Quem se defende mostra que sua força é inadequada; quem ataca, mostra que ela é abundante".

2. "Existem cinco fatores que permitem que se preveja qual dos oponentes sairá vencedor: a) aquele que sabe quando deve ou não lutar \ b) aquele que sabe como adotar a arte militar apropriada de acordo com a superioridade ou inferioridade de suas forças frente ao inimigo \ c) aquele que sabe como manter seus superiores e subordinados unidos de acordo com suas propostas \ d) aquele que está bem preparado e enfrenta um inimigo desprevenido \ e) aquele que é um general sábio e capaz, em cujas decisões o soberano não interfere.

3. "A água não tem forma constante. Na guerra também não existem condições constantes. Por isso pode-se dizer que é divino aquele que obtém uma vitória alterando as suas táticas em conformidade com a situação do inimigo."

4. "Dos cinco elementos, nenhum é predominante; das quatro estações nenhuma dura para sempre; os dias, uns são longos, outros curtos; a Lua enche e míngua."

5. "Aquele que conhece o inimigo e a si mesmo lutará cem batalhas sem perigo de derrota \ Aquele que não conhece o inimigo, mas conhece a si mesmo, as chances para a vitória ou para a derrota serão iguais \ Aquele que não conhece nem o inimigo e nem a si próprio, será derrotado em todas as batalhas"

Minutos de Sabedoria, página 148

"Não fique remoendo as coisas do passado.
Ficar preso ao passado não dá futuro.
Não se deixe prender por mágoas e ressentimentos.
Não se atormente com o que passou, mesmo que reconheça seu erro.
Levante-se e siga à frente, o mais rapidamente que puder.
Faça as pazes com seus adversários, envie pensamentos de simpatia e amor, e todas as mágoas se afastarão e você viverá feliz e risonho".

[comentário em destaque]:

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Falando das Eleições em Campos dos Goytacazes I":
Boa tarde.
Primeira vez que escrevo em um Blog. E aproveito esta oportunidade para compartilhar um sentimento. Bem quando eu soube que tiraram a Estatua do Indio Goitaca da entrada de Campos fiquei muito triste.
Uma vez que esta imagem tem muito a ver com a historia da nossa cidade, era uma referencia para quem passava pela cidade e para as crianças. No lugar colocaram um cavalinho para representar a extração de petroleo. Sendo que na nossa região a extração de petroleo se dar por Plataformas Maritimas.
Fiquei mais triste ainda, quando fui a Tocos (17º distrito de Campos - RJ) e ao passar pelo Solar Capela da Fazenda do Colégio (Estrada Goitacazes-Tócos), avistei o índío, o indio da nossa cidade jogado nos fundos do solar. Hoje o mato já está tomando conta dele. Não há quem passe por lá e se chatea ao ver a sena.
Ass.: Kelly
Postado por Anônimo no blog << BLOG DO SEPÉ >> www.FabianoSeixas.blogspot.com em 15 de dezembro de 2009 13:27

Ministério patrocinará livros didáticos na área tecnológica

A Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação vai patrocinar a publicação de livros didáticos nas áreas profissional e tecnológica. O objetivo é estimular a produção dessas obras e registrar as experiências desenvolvidas nas instituições. Até 31 de março, a Setec receberá propostas de obras que tenham como referência os eixos estabelecidos nos Catálogos Nacionais dos Cursos Técnicos e Superiores de Tecnologia.

Podem apresentar propostas professores vinculados aos institutos federais de educação, ciência e tecnologia, ou a colégios técnicos vinculados às universidade federais, ao Instituto Benjamin Constant, ao Instituto Nacional de Surdos e ao Colégio Pedro II.

"Existe produção de material didático de qualidade e com características adequadas ao perfil dos cursos de formação inicial e continuada de trabalhadores, técnicos de nível médio e superiores de tecnologia, elaborados por professores e especialistas da rede", afirmou Luiz Augusto Caldas, diretor de formulação de políticas da educação profissional e tecnológica do MEC.

Para o diretor, pretende-se, com o fomento às publicações, acabar com a escassez de livros didáticos nessa modalidade de ensino, estimulando a produção de obras de autoria individual ou coletiva. O livro didático encaminhado deverá ser inovador e estabelecer conexões entre o cotidiano do aluno e o conteúdo da disciplina escolhida. Os textos deverão abordar temas atuais, relacionados ao desenvolvimento sustentável, à inclusão social, à valorização da ética e ao respeito â diversidade.

As propostas deverão ser encaminhadas, pela instituição a que o professor ou especialista pertence, à Diretoria de Formulação de Políticas de Educação Profissional e Tecnológica da Setec, no seguinte endereço: Esplanada dos Ministérios, Bloco L, 2° andar, anexo I, sala 200. CEP 70047-900, Brasília, DF.
Maiores esclarecimentos poderão ser obtidos por meio de mensagem eletrônica ou pelo telefone (61) 2022-8510.

Natal in Rock


As bandas de Rock de Campos Reunidas, e os Dj Adriano Lopes, sensibilizados pela enorme vontade de repartir música e atitude, nesta terça feira, farão mais uma vez, uma apresentação memorável com intuito de arrecadar alimentos para Casa Irmãos da Solidariedade.
Assim, gostaríamos de contar com sua “presença-colaboração”, nesta noite de muito ROCK & ATITUDE, leve 1Kilo de alimento, ou mais, a sua presença é indispensável.
Lembrando que todos os envolvidos neste projeto, abriram mão de seus cachês em nome da solidariedade.

Abraços, te vejo lá!!!

Dia 15 de dezembro

Local; na Boite PePer’s ( final da Pelinca).

Horário ; A partir da 20h

Entrada; 1 kilo de alimento não perecível.

Presença das bandas; Reubes Pess Band, Rockmaster, Luasnove, Innerside e outras ainda não confirmadas!!

Participação do Dj Adriano Lopes e convidados.

EFEITOS DO ÁLCOOL NA DIREÇÃO



Por Gustavo Meirelles
Diretor da Divisão Médica do DETRAN/RJ


O assunto é trânsito, mas vou começar falando de avião. Imaginem se, esse mês, tivesse caído no Rio um avião como aquele que caiu há meses, da Air France, no Oceano Atlântico. Aquilo causou uma grande comoção, não é? Pois suponham que, em dezembro, caísse outro desses aqui no Rio. E em janeiro, mais um. Quantos meses ocorrendo isso direto seriam necessários para que a população do Rio se desesperasse, parasse de andar de avião e começasse a exigir medidas enérgicas de controle disso? Pois se até hoje se fala naquele acidente com avião no aeroporto de Congonhas que, há mais de um ano, saiu da pista e explodiu!

Vejam só: até o ano passado, o trânsito terrestre no estado do Rio matava, por mês, o mesmo número de passageiros e tripulantes de um jato comercial. Então não se tinha que fazer nada contra isso? Só ficamos indignados com acidentes aéreos e não com os terrestres – ainda que ambos tenham o mesmo resultado trágico? Vamos continuar tratando os acidentes de trânsito como simples fatalidades? Aos médicos e psicólogos do DETRAN-RJ compete analisar o perfil dos motoristas, e aprimorar o seu comportamento. O que se espera quando estamos dirigindo um carro e olhamos para os veículos à nossa volta? Espera-se que os que estão dirigindo os outros carros estejam atentos ao volante, sem sono e que não estejam sob uso de remédios dopantes e nem de bebidas alcoólicas - porque se não for assim, no trânsito estaremos em constante risco. Isto serve também para os motoristas de ônibus, para os taxistas, para os caminhoneiros, para os que dirigem carretas, para os ciclistas, motociclistas e até para os pedestres. Na via pública, só uma pessoa alterada já é o bastante para causar um acidente de proporções incalculáveis.

Falamos sobre os pedestres, que nos parecem sempre vítimas - mas uma recente pesquisa feita em quatro capitais brasileiras revelou que mais da metade das pessoas atropeladas no ano passado estavam alcoolizadas. Será que o pedestre é mesmo sempre a vítima? Os cuidados na via pública servem para qualquer um, motorizado ou não. A Organização Mundial de Saúde vai mais longe: segundo ela, metade das mortes de jovens, em todo mundo, são atribuídas ao consumo de álcool.

Então, mesmo antes de olharmos para os motoristas, nossa busca já começa a encontrar indícios onde o DETRAN-RJ pode e deve atuar: os jovens e o álcool.

Imaginem uma máquina onde são colocados produtos diversos, e a máquina seleciona o que vai passar direto, o que vai demorar mais para passar, o que vai passar pouco e o que não vai passar - como se fosse um porteiro de boate, em relação às pessoas na fila. O fígado faz essa atividade no nosso corpo. Tudo que engolimos acaba passando por ele, e esse órgão determina o que vai chegar aos poucos na circulação sanguínea, o que chega mais rápido e o que não vai chegar. Pois vejam, quanto às bebidas alcoólicas após trinta minutos da ingestão praticamente todo o álcool engolido já está no sangue. E qual o problema de estar no sangue? O problema é quando ele chega ao cérebro.

No cérebro existe outra barreira aos produtos que lá chegam pelo sangue, chamada de barreira hemato-encefálica. Esta barreira é tão importante e sofisticada que chega a impedir alguns antibióticos de alcançar o cérebro, por isso é preciso conhecê-la para se tratar as meningites, por exemplo - o antibiótico pode ser muito bom para vários tipos de infecções pelo corpo afora, mas se ele não passa pela barreira hemato-encefálica ele não serve para tratar meningite. E quanto ao álcool? Vejam só: logo após a sua ingestão, a concentração de álcool no cérebro já quase se iguala à concentração sanguínea.

Nosso corpo é, portanto, uma autêntica esponja, quando o assunto é álcool. Sua absorção é tanta e tão rápida quanto à de glicose, o açúcar do nosso dia-a-dia. Na verdade, existe até uma competição no fígado e no cérebro entre os dois, álcool e açúcar, e a "preferência metabólica" (digamos assim) recai sobre o álcool. Por isso, quanto mais bebida alcoólica consumimos, mais a taxa de glicose cai no nosso sangue, de modo que o alcoolizado sofre não só os efeitos danosos do álcool no cérebro, mas também os sintomas de hipoglicemia, juntos. Considerando que o cérebro se “alimenta” praticamente só de glicose e oxigênio, fecha-se o círculo: o álcool altera diretamente o cérebro e também indiretamente, ao causar hipoglicemia.

E quais os efeitos do álcool no cérebro? Ao passar pelos labirintos (direito e esquerdo) e pelo cerebelo, ele altera de imediato o equilíbrio e a coordenação, e ao chegar aos tecidos cerebrais superiores (os lobos), a atenção e a vigilância. Busca-se portanto no álcool um relaxamento e uma alegria decorrente dessa despreocupação, o que chamamos hoje de “liberação” - algo que os mais estressados e tímidos desejam, nas festas. Porém, se sabemos que dirigir exige exatamente o oposto - atenção, concentração, vigilância permanente, reflexos e respostas rápidas -, então concluímos que o álcool gera o contrário de tudo o que se deseja ver num motorista.

Quem vai mais à festas? Quem busca mais liberação? Quem é mais impulsivo? Os jovens, naturalmente. Não por acaso, em algumas estatísticas eles respondem por mais de 70% dos acidentes automobilísticos com vítimas fatais. No trânsito, fornecemos a primeira carteira de habilitação a partir da maior idade - que hoje está em 18 anos. Os exames médicos e psicológicos são dotados de rigor especial nestes casos, e a carteira é fornecida com um prazo menor de validade e punições mais severas, em seu primeiro ano - mas é preciso que todos, pais, professores, instrutores e autoridades colaborem na conscientização destes primeiro habilitados, desviando para longe da via pública a impulsividade natural da juventude.

Se mesmo tendo sido instruídos não recebermos punição pelos nossos erros, a tendência é errarmos cada vez mais. Neste ponto, a chamada Lei Seca tem papel fundamental. Ela não é uma lei do DETRAN-RJ, é uma lei federal (de número 11.705), mas tem sido particularmente bem implantada aqui no nosso estado, onde o DETRAN-RJ financia as suas ações. A dose permitida de álcool no bafômetro já foi de 0,6 gramas por litro de sangue (o equivalente a três latas de cerveja), mas isso se mostrou ineficaz, então há um ano este limite baixou para irrisórios 0,2 gramas - que é a margem de erro do próprio bafômetro. Não se iludam: dois bombons com licor positivam o bafômetro, e o uso de antisséptico bucal também - mas nesse caso o condutor pode pedir para repetir o exame em vinte minutos, e assim o resultado será negativo.

As pessoas argumentam que a dose de álcool de apenas uma lata de cerveja ou de uma ou duas taças de vinho não é suficiente para alterar os reflexos de um motorista, mas a pesquisa médica mundial provou que não é bem assim: na verdade não existem níveis seguros para o consumo de álcool - e, além disso, como em todo consumo agradável a tendência é não se ficar na baixa dose. O dado mais importante é que esse buscado "nível seguro" varia de pessoa para pessoa, de acordo com o seu peso corporal, com a sua frequência em beber e com a sua resistência pessoal, portanto não seria possível estabelecer esse limite dentro de uma Lei - e essa Lei é necessária, pois o álcool está tirando vidas no trânsito. 0,2 gramas já causa retenção da carteira e multa, e 0,6 gera prisão em flagrante (pena de seis meses a três anos, afiançável).


Neste momento já passou na Câmara e vai para o Senado um aditivo desta Lei que permitirá aos agentes de trânsito prenderem o motorista que considerarem alcoolizado mesmo que ele se recuse a usar o bafômetro. Em alguns estados americanos já é assim, e isso tem reduzido acidentes e vítimas por lá. Na verdade, estamos ainda quase quatro vezes atrás dos países ditos do Primeiro Mundo, em termos de mortes no trânsito. Lá, o trânsito mata cinco pessoas em cada cem mil habitantes, enquanto no Brasil este número chega à dezenove - mas também há países que alcançam 50 mortes em cem mil. A Lei Seca tampouco é exclusividade nossa: ela hoje é praticada por 92 países, e o Brasil está entre os vinte onde os termos dela são mais rigorosos. Estônia, Polônia, Noruega, Mongólia e Suécia têm leis sobre álcool no trânsito com o mesmo rigor que nós – e na América do Sul, apenas a Colômbia nos supera na rigidez da Lei Seca (o limite lá é zero).

O tempo ideal entre beber e dirigir também é relativo, varia de pessoa para pessoa e de bebida para bebida. Cerveja e vinho costumam ser eliminados do organismo em seis horas, mas uísque e aguardentes levam mais tempo, porém dormir acelera essa eliminação, portanto o efeito de uma lata de cerveja para quem passou a noite em claro é triplicado - o que explica os acidentes graves em alta madrugada ou já de manhã, além da inevitável sonolência do condutor que não dormiu. A popular ressaca matinal, da qual se queixam mesmo aqueles que não exageraram na bebida na véspera, mostra que os efeitos do álcool podem se alongar no organismo até o dia seguinte - e não é raro ouvirmos de pessoas no sábado à noite: "hoje não vou beber, pois já bebi ontem à noite", o que revela que o tempo ótimo de se pegar no volante após beber deve mesmo ser de 24 horas ou mais.

Quem se lembra? Claudinho (da dupla com Bochecha), João Paulo (da dupla com Daniel), a ginasta Georgette Vidor, o locutor Osmar Santos, a cantora Maysa e o ator e cantor Flávio Silvino (filho do humorista Paulo Silvino) são algumas das vitimas mais famosas do trânsito. Se pararmos para pensar, todos aqui nos lembraremos de algum parente, amigo ou conhecido vitimado pelo trânsito - falecido, sequelado ou que escapou por milagre. Esta é a dimensão do problema: ele atinge a todos nós. Por isso, convocamos a todos a apoiar a missão do DETRAN-RJ, que não é multar ou prender, e sim salvar vidas - com foco nos jovens, que tendem mais a dirigir de forma irresponsável.


Motoristas vermelhos de raiva não costumam ligar para a cor do sinal, apaixonados mais ousados desafivelam o cinto e alguns solitários chegam até à curtir um som de olhos fechados – todos esses andam na contra-mão da vida. Com nossas ações, tentamos evitar que a sensação de liberdade que eles buscam ao volante não os levem ao aprisionamento no interior dos destroços retorcidos de um veículo. Queremos que a vida deles seja sempre um deslizar suave - mas não sobre as rodas de uma cadeira.


Fonte: DETRAN-RJ

Flashes da Vitória do Botafogo contra o Palmeiras

Retirada e Lançamento da Jaqueta da Plataforma de Mexilhão‏

"Seguem as fotos do processo de retirada do campo em Niterói, e o lançamento na Bacia de Santos, da Jaqueta da Plataforma de Mexilhão, onde será gerado mais Gás para Brasil.
A balsa teve que afundar a popa para que a jaqueta pudesse correr nos trilhos.
Reparem a magnitude do projeto.

Atenciosamente,

Alexsandro de Castilho Coutinho
Técnico de Segurança do Trabalho / Consultor Pleno SMS - Bureau Veritas do Brasil
(22) 9817-2539"

FEC realiza gincana em prol do Pequeno Jornaleiro


A Federação dos Estudantes de Campos (FEC) está mobilizada para ajudar o Instituto Pequeno Jornaleiro. No próximo dia 12 acontecerá a 1ª Gincana da FEC, com o objetivo de arrecar doações para o Instituto.

Marcada para começar às 14 horas, na própria sede do Instituto Pequeno Jornaleiro, a gincana é aberta para a participação de todos os estudantes secundaristas do município. A organização da gincana promete uma tarde cheia de lazer e diversão para os estudantes que comparecerem.

De acordo com o diretor de esportes da FEC, Rodrigo Maciel, a Gincana foi proposta por um estudante que se sensibilizou com a realidade do Pequeno Jornaleiro. Segundo ele, a FEC abraçou a idéia para ajudar a instituição, que auxilia diversas crianças e adolescentes.

"Queremos passar para os estudantes a idéia de que é possível se divertir e também ajudar o próximo. A FEC na década de 60 realizava o Natal dos Pobres que arrecadava e ajudava as pessoas carentes. Nossa intenção é resgatar esse sentimento", lembrou Rodrigo, que aguarda um público de cerca de 100 pessoas durante a Gincana.

Para se inscrever na Gincana, o estudante precisa reunir um grupo de 15 à 20 pessoas de sua escola e efetuar a inscrição em algum dos grêmios estudantis que apoiam o evento. O período de inscrição já está aberto e prossegue até a próxima sexta-feira (04/12). Maiores informações podem ser obtidas em www.estudantesnaluta.blogspot.com.