Funcionários querem levantar R$ 250 mil para comprar a marca "Monitor Campista"

Em reunião com representantes do Movimento Viva Monitor, na tarde de ontem (27/11/09), o diretor presidente dos Diários Associados, Maurício Dinepi, fixou em R$ 250.000,00 o valor da marca “Monitor Campista” para o caso de compra pelos seus ex-funcionários. Além disso, foi mantido o prazo de 4 de dezembro para a confirmação da compra.
Participaram da reunião com Dinepi os ex-funcionários Cilênio Tavares e Claudia da Conceição Santos, além de Paulo Thomaz (AIC) e Graciete Santana (Sepe), todos integrantes do Viva Monitor.
Na manhã de hoje, na Associação de Imprensa Campista, os ex-funcionários e demais simpatizantes do movimento decidiram abrir uma campanha pública de arrecadação de recursos para tentar, até o próximo dia 4, atingir o valor fixado.Todos os doadores (pessoas físicas ou jurídicas) serão identificados em uma lista única publicada no blog do Movimento Viva Monitor (http://vivamonitor.blogspot.com), com nomes e valores doados.
Em caso de a meta não ser atingida, os recursos serão devolvidos.
Qualquer valor pode ser doado em nome da Associação de Imprensa Campista (Banco Itaú, agência 2997, conta corrente 24529-1), preferencialmente por meio de depósito identificado. Comprovantes de depósito ou de transferência devem ser enviados para o e-mail (contatovivamonitor@gmail.com) aos cuidados de Paulo Thomaz, informando nome completo do doador, endereço, telefone e CPF.
O total parcial das doações será informado constantemente no blog Viva Monitor.O objetivo do movimento é reativar o jornal Monitor Campista com as mesmas características de independência editorial e qualidade jornalística.

Vagas para Egressos no Conselho Superior do IFF

Os egressos que quiserem se candidatar podem efetuar as inscrições de 23 a 27 de novembro, em todos os campi do Instituto FederalFluminense, das 09h às 19h.
Estão abertas as inscrições para a escolha de egressos pararepresentantes no Conselho Superior. A resolução foi dada após reuniãodo Colégio de Dirigentes, na última quarta-feira, dia 18.
O Conselho Superior é formado por dezoito representantes. De acordo com o artigo 9° do Estatuto do Instituto Federal Fluminense, os membros do Conselho Superior possuem a função de aprovar asdiretrizes para atuação do instituto e zelar pela execução de suapolítica educacional.As inscrições podem ser feitas de 23 a 27 de novembro em todos oscampi do Instituto Federal Fluminense, das 09h às 19h.
Para efetivar a inscrição, o egresso deve preencher e entregar oformulário disponível abaixo, junto com a cópia do Certificado deConclusão de curso ou do Diploma (que será autenticado pelo recebedorda inscrição diante da apresentação de seu original) e do curriculumvitae.
Os candidatos as vagas não podem ser alunos, servidores docentes outécnico-administrativos, ativo ou aposentado do instituto.Uma das vagas de titular e suplente será preenchida por meio desorteio público, realizado no dia 30 de novembro, durante reunião do Colégio de Dirigentes.
A outra vaga será preenchida através de análisede currículo, baseado preponderantemente na experiência profissional ecomplementarmente na formação acadêmica a ser realizada pelo Colégiode Dirigentes.O resultado do sorteio será publicado no site do instituto até o dia05 de dezembro de 2009."Fonte:http://portal.iff.edu.br/news/conselho-superior-abre-vagas-para-egressos

Capacitação em Controle Social

E para onde vai o dinheiro público?

Vitória heróica




Em jogo espetacular, emocionante até o último minuto, Jobson foi o protagonista com dois gols e uma assistência na vitória por 3 a 2 sobre o São Paulo, neste domingo, no Stadium Rio. O resultado deixou o Botafogo fora da zona de rebaixamento. O próximo adversário é o Atlético-PR, domingo, em Curitiba,

O Botafogo iniciou o jogo melhor. Empurrando o São Paulo para seu campo de defesa, controlava a bola e tinha como desequilíbrio tático Jobson, indo para cima de seus marcadores. Juninho já havia obrigado Rogério Ceni a trabalhar após cobrança de falta, mas foi o atacante quem marcou, em belo chute, aos 14.

O gol mudou a configuração da partida. O São Paulo saiu da desesa e começou a atacar, tentando insistentemente o jogo aéreo. A maioria parou na zaga alvinegra.

Buscando contra-ataques, mas aparentando nervosismo, o Botafogo não acertava o posicionamento ofensivo. Quando conseguiu, Jobson saiu livre, mas chutou para fora. Nos acréscimos veio o castigo. Miranda já tinha acertado a trave pouco antes, mas Washington, de cabeça, foi quem empatou, aos 50.

A segunda etapa foi marcada pela emoção. Se o São Paulo virou o jogo com 10 minutos, com Jorge Wágner, o Botafogo empatou logo três minutos depois, com Renato, em boa jogada de Jobson.

A partir daí, grandes chances para os dois lados, expulsões, bola na trave e drama até o último minuto. Quando Richarlyson tomou o cartão vermelho aos 25 parecia que o jogo seria do Botafogo. O time pressionou, mas não fez o gol. Para piorar, teve Juninho expulso aos 38.

Eram dez contra dez. Aos 44, Victor simões raspou de cabeça, Jobson invadiu, entortou Miranda e estufou a rede de Rogério Ceni. Um golaço que fez o atacante tomar o segundo cartão amarelo e ser expulso. Rodrigo Dantas também levou vermelho, mas a vitória heróica estava garantida.

Acompanhe as notícias do Botafoog também pwlo www.twitter.com/BotafogoOficial

Lula abre Fórum Mundial nesta segunda, 23

Chegou a hora. Na próxima segunda-feira, dia 23, às 19h, milhares de pessoas estarão reunidas no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília, para a abertura do Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica. Formado em um curso técnico, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursará, na ocasião, para 15 mil pessoas de mais de 16 países.

Em um evento de tamanha proporção, o público encontrará atrações para todos os gostos. São conferências, mesas de discussão, mostra de curtas-metragens, lançamento de livros, oficinas de culinária, teatro, shows, exposição de pôsteres, apresentações de bandas, entre outros.

Para que os cinco dias do fórum ocorram sem maiores problemas, vale lembrar algumas dicas. Os participantes devem trazer caneca ou garrafa para beber água, roupas leves e sapatos confortáveis e rádio FM ou Mp3 para ter acesso às traduções simultâneas. Para quem ainda não fez a sua inscrição, ainda dá tempo. O cadastramento pode ser feito pessoalmente, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, a partir do próximo domingo, 22.

DICA: O Fórum Mundial será transmitido ao vivo pela TV Fórum no endereço http://sitefmept.mec.gov.br ou pela TV MEC no http://portal.mec.gov.br/.

Editor da Scientific American abre Simpósio dia 25

O I Simpósio Nacional de Jornalismo Científico será aberto oficialmente às 14h do dia 25/11, quarta-feira. Às 15h, o jornalista Ulisses Capozzoli, editor da revista Scientific American Brasil, profere a palestra de abertura, Percepção pública da ciência: responsabilidades da mídia e do jornalista. Jornalista especializado em divulgação científica, Capozzoli tem mestrado e doutorado em Ciência pela USP.
Dirigido principalmente a jornalistas, cientistas, estudantes de jornalismo, mestrandos e doutorandos, o Simpósio tem como tema geral Mídia e ciência no mundo contemporâneo e conta com o apoio da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) e da Associação Brasileira de Jornalismo Científico (ABJC).
A programação completa e outras informações sobre o evento podem ser acessadas em www.uenf.br/simposio .

Marcelo Canellas fala sobre jornalismo e ciência na Uenf

Por Ascom da Uenf

Um dos repórteres mais premiados da TV brasileira, o jornalista Marcelo Canellas, da Rede Globo, estará no Centro de Convenções da Uenf, na próxima quinta-feira (19/11), às 16h, para proferir a palestra O papel do jornalista na comunicação da ciência. Aberta à comunidade, a palestra abre os trabalhos do I Simpósio Nacional de Jornalismo Científico, que será realizado nos dias 25 e 26 de novembro (quarta e quinta-feira), no Centro de Convenções da Uenf. As inscrições para o evento podem ser feitas até 23/11.
Nascido em Passo Fundo (RS), Marcelo Pasqualoto Canellas é formado em Comunicação Social pela Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Iniciou a carreira de repórter de televisão na Rede Brasil Sul de Comunicação (RBS), de Santa Maria. Na década de 1980, passou a atuar na EPTV, emissora afiliada da Rede Globo em Ribeirão Preto (SP), e, em 1990, se transferiu para a TV Globo do Rio de Janeiro.
No período em que atuou no Rio de Janeiro, Canellas se notabilizou em coberturas históricas, como a da chacina da Candelária e a da passeata dos caras-pintadas pelo impeachment do então presidente Fernando Collor. Em 1993, atuando em Brasília, acompanhou alguns dos principais fatos jornalísticos do período, como a implantação do Plano Real e o julgamento da advogada Georgina de Freitas, acusada de fraudes na Previdência Social. Em 1996, cobriu o massacre de trabalhadores sem-terra em Eldorado dos Carajás, permanecendo por 20 dias na região sul do Pará, para mostrar como se dava o acirramento dos conflitos entre latifundiários e trabalhadores rurais.
Ainda na década de 1990, fez uma série de matérias com temáticas sociais em defesa dos direitos humanos, como a exploração sexual de menores no Acre e o trabalho infantil no nordeste. Em 2001, deu início a uma série de reportagens sobre a fome, baseada no livro Geografia da fome, de Josué de Castro. Exibida no Jornal Nacional, a série Fome tornou-se uma das mais premiadas do telejornalismo brasileiro. Entre outros, a equipe recebeu o prêmio Ayrton Senna de Jornalismo, o Barbosa Lima Sobrinho, o Imprensa Embratel, o Vladimir Herzog, na categoria documentário, e a Medalha ao Mérito da ONU.
O jornalista recebeu, por duas vezes, o Prêmio Nuevo Periodismo, oferecido pela Fundação Nuevo Periodismo Ibero-americano (FNPI), em parceria com a empresa mexicana Cemex. Com a reportagem Cerrado, exibida no Jornal Nacional, ganhou o prêmio em 2005, na categoria Telejornalismo. Três anos depois, ganhou o mesmo prêmio, agora na categoria Sustentabilidade, com a série Terra do Meio: Brasil Invisível, exibida no Bom dia Brasil.

Vivendo bons momentos!



Curtindo bons momentos ao lado do meu filho Ernesto!

FEC resgata história e fundará entidade estudantil estadual


Foto: Fabiano Seixas/UJS
Diretora de escolas técnicas da UBES, Gabrielle D'Almeida no Congresso de Refundação da FEC

A Federação dos Estudantes de Campos (FEC), juntamente com entidades estudantis de vários municípios do Estado, organizará no próximo final de semana, um Congresso para fundar uma entidade estadual dos estudantes. A entidade se chamará União Secundarista dos Estudantes do Estado do Rio de Janeiro (USEE-RJ).

A expectativa da organização é reunir cerca de 2 mil estudantes fluminenses durante o encontro, que acontecerá no campus da UFRJ, no Rio de Janeiro, nos dias 20 e 21 de novembro. Além de fundar e eleger a primeira diretoria da USEE-RJ, o evento escolherá os estudantes-delegados para representar o estado no Congresso da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), que acontecerá em dezembro na cidade de Belo Horizonte.

De acordo com o presidente da FEC, Maycon Prado, uma caravana de 200 estudantes campistas participará do Congresso no Rio de Janeiro. Segundo Maycon, a FEC promoveu desde outubro um calendário de visitas à diversas escolas de Campos para mobilizar os estudantes e apresentar a nova gestão da entidade.

"A FEC está voltando a ser protagonista no movimento estudantil nacional. Esse será um momento histórico importante. A USEE-RJ será criada para reunir as entidades municipais e aglutinar as lutas dos estudantes", disse Maycon, que está no Rio de Janeiro participando dos últimos ajustes para a realização do Congresso.

Para a diretora de escolas técnicas da UBES, Gabrielle D'Almeida, a fundação da nova entidade preencherá uma lacuna no movimento estudantil do Rio de Janeiro. Para ela, a fundação da USEE-RJ demonstra que os estudantes fluminenses estão unidos e organizados.

"A USEE-RJ já nascerá com uma grande tarefa: organizar a luta da meia-entrada e do passe-livre em todo o Estado. Além disso, será uma entidade para intensificar a relação das entidades municipais com a UBES", disse Gabrielle.

História - Em 1948, a FEC participou do Congresso de fundação da União Fluminense dos Estudantes Secundários (UFES). Na época, o então presidente da FEC foi eleito vice-presidente da entidade estadual. A UFES teve seu término decretado durante a ditadura militar e desde então os estudantes fluminenses ficaram sem uma entidade representativa no cenário estadual.

Remadores de Campos têm medalhas de volta


David Mota, Dimisson Nogueira e Guilherme Braga no Rio

Os remadores de Campos, David Motta e Guilherme Braga receberam no último domingo, as medalhas de terceiro lugar que haviam perdido na sétima etapa do campeonato estadual de remo, realizado na Lagoa Rodrigo de Freitas.

Os atletas que integram o projeto RemaCampos, haviam sido desclassificados pela arbitragem da prova porque estavam com uniformes de cores diferentes. A direção da Associação de Remo de Campos recorreu, e o Tribunal de Justiça Desportiva entendeu que os atletas deveriam ter as medalhas da prova double skiff de volta. A decisão foi de a 5 votos a 1.

A cerimônia de entrega das medalhas aconteceu durante a última etapa do campeonato, na Lagoa Rodrigo de Freitas no Rio de Janeiro, mesmo local onde David e Guilherme haviam sido desclassificados. A notícia da desclassificação chegou a ser exibida no programa Mais Você da apresentadora Ana Maria Braga, na Globo.

As expectativas do remadores agora são grandes. Para 201, eles esperam fazer ainda melhor. “Mesmo não tendo nenhuma competição agora, vamos continuar treinando para não perder o ritmo pro estadual do ano que vem”, afirma Guilherme. David também diz que quer aproveitar os meses sem competição no estadual para melhorar ainda mais o seu tempo. “Para 2010 queremos subir outras vezes no pódio, com determinação e garra representando a nossa cidade e o projeto que fazemos parte”, declarou David.

Fonte: Jornal O Diário

Defenda o Monitor Campista

Depois de 175 anos de atividades, o Monitor Campista, terceiro jornal mais antigo do Brasil e orgulho para todos os campistas, encerrou a sua circulação no último domingo. Sem dar qualquer satisfação à sociedade, o Condomínio empresarial Diários Associados, proprietário do Monitor, encerrou uma trajetória de quase dois séculos e demitiu 45 funcionários.

Desde a última sexta-feira, com um ato público em frente ao jornal, a população campista está se manifestando contra este desrespeito com a história e a cultura locais.

Acesso a um abaixo-assinado na internet e outras informações sobre o Movimento Viva Monitor estão disponíveis em vivamonitor.blogspot.com.

A sociedade campista exige a volta do Monitor Campista, com a manutenção da sua atual equipe de jornalistas, que tem produzido o mais imparcial conteúdo jornalístico local.

Some-se a esta campanha.

Acesse o blog, assine o abaixo-assinado, ajude a divulgar. Contribua para que esta história não se acabe.

Campos dos Goytacazes, 17 de Novembro de 2009

Movimento Viva Monitor - http://vivamonitor.blogspot.com

Buzz Aldrin chega a Campos nesta terça-feira



Chega nesta terça-feira (17) no Aeroporto Bartholomeu Lysandro, às 10:30, num jato da Aeronáutica o astronauta Buzz Aldrin, acompanhado do astronauta brasileiro Marcos Pontes e do brigadeiro Bermudes.
Buzz Aldrin vai conceder uma coletiva às 15h na Academia Campista de Letras e, depois, vai se encontrar com crianças e jovens do Peti, Pró-Jovem e estudantes de escolas públicas no Jardim São Benedito.
Às 19h profere conferência, com tradução simultânea, no Trianon, sobre os 40 anos da Missão Apollo 11, da qual foi participante. A Embaixada dos EUA, através do Consulado no Rio, estará presente, inclusive com a presença do Cônsul Erick Holm-Olsen.
A entrada é gratuita. As inscrições devem ser feitas no local antes do evento. O encontro é organizado pelo coordenador do Clube de Astronomia Louis Cruls, Dr. Marcelo Oliveira, em parceria com a Lego Education e tem o apoio da Prefeitura de Campos, via Fundação Oswaldo Lima e Secretaria Municipal de Educação.

Monitor Campista.... a última capa


Mais uma vez a expressão que demonstra a ausência de auto-estima do campista vem a tona.... Amanhã, quando não mais encontraremos nas bancas o Jornal Monitor Campista, falaremos "Campos já teve um jornal chamado Monitor Campista", mas uma ferida que levará anos e anos para ser cicatrizada, assim como foi o antigo teatro Trianon, tombado, sem justificativas.
Estamos acostumados a conviver com estas perdas, aceitar de cabeça baixa tudo que acontece e tentar prosseguir de alguma forma, acreditando que encontraremos soluções ou que algum iluminado irá aparecer e trazer uma resposta que contemple aos nossos anseios e expectativas.
É o momento mais que oportuno para a sociedade civil se organizar em prol da defesa e não extinção do nosso patrimônio cultural.

Reunião na AIC prol Monitor Campista

Fotos: César Ferreira



Manter a coesão dos interessados em integrar a campanha Viva Monitor, com nova reunião marcada para esta segunda, 16, às 9h, na AIC (Associação de Imprensa Campista), e convocar um ato público para a terça, 17, às 10h, no Calçadão, no Centro de Campos. Estas foram as principais decisões do grupo que se reuniu na manhã de hoje na sede da AIC para discutir os desdobramentos da mobilização em defesa do jornal Monitor Campista, que terá sua circulação suspensa amanhã.


Várias possibilidades de ação foram propostas, com destaque para a pressão que deve ser exercida sobre a direção do Condomínio Diários Associados, proprietário do Monitor, para que sejam dadas as devidas explicações sobre o destino do jornal.

Também foi muito cobrado um posicionamento da Prefeitura de Campos em defesa do jornal, patrimônio cultural do município. Seja como interlocutor da sociedade junto aos Diários Associados, ou como hipotético negociador de um ainda não bem explicado processo de compra da publicação, o governo municipal precisa dizer de modo transparente como tratará a questão.

O Movimento Viva Monitor lamenta que nenhuma manifestação pública oficial sobre o fechamento do Monitor tenha sido feito, até o momento, pela Prefeitura de Campos e pelos Diários Associados.

Para esta segunda, 16, às 10h, a direção do jornal Monitor Campista marcou a rescisão dos contratos dos seus 45 funcionários.

Uma conquista histórica!

Uma conquista histórica!

“Estamos diante da possibilidade de iniciarmos a construção de um IFF verdadeiramente democrático e participativo. Contamos com seu apoio e confiança na escolha dos novos membros do Conselho Superior”.
Trecho de mensagem enviada por SMS ontem pela manhã por um homem de grande e invejável caráter.

A terça-feira foi um dia histórico, mais uma oportunidade de participar de uma eleição e sair com a certeza de que tinha feito a escolha correta, estar ao lado dos estudantes, professores e funcionários do Instituto Federal Fluminense que optaram pela construção de um projeto institucional coletivo, que contempla as diversas correntes internas que se uniram, numa coalizão em prol de um embate salutar contra os patrocinados pela reitoria, que felizmente perderam, mesmo estando com a máquina administrativa na mão, agindo com coerção e toda permissividade comuns aqueles que se acham acima do bem e do mal e que se intitulam como detentores da sabedoria, do conhecimento e que se enclausuram em seus castelos de vidro, achando que tomam as decisões pelo coletivo.
Os resultados apurados nas urnas foram reflexos da discordância coletiva daqueles que não mais aprovam o atual modelo de gestão do Instituto Federal Fluminense, que não contempla a todos, que exclui aquele que pensa diferente que por ter autonomia e independência discorda daquilo que considera diferente, onde confunde publicidade oficial com propaganda personalista e que maquia as informações para que tudo parecer estar as mil maravilhas, que não respeita os integrantes do movimento estudantil, ao dar atenção apenas aos componentes do Diretório Central dos Estudantes, já que a cor vermelha partidária que fomenta o relacionamento é a mesma, e onde mais uma vez fizeram aliança com o partido de direita dos tucanos e já colecionam mais uma derrota eleitoral.
Este modelo de gestão está desgastado, principalmente quando traz à tona personagens que são motivo de ojeriza na comunidade escolar, pois representam aquilo que há de mais nefasto no meio estudantil e acadêmico: aos amigos do rei ou da rainha tudo, aos adversários os rigores da lei a colocação na geladeira, a taxação de irresponsáveis e incompetentes.
Muito ainda tem para ser construído, outros pleitos serão encaminhados até dezembro e os confrontos existirão de forma continua e permanente, de um lado o movimento que busca assumir o leme e conduzir o IFF para novos mares, contemplando a todas as correntes e do outro lado um grupo que busca se perpetuar no poder, agora com um misto que une religiosidade neo-católica, juntamente com o pesado pseudomarxismo da antiga URSS, ainda existente na cabeça daqueles que são reacionários, autoritários e oportunistas de plantão, de gente boa assim o inferno está cheio e vez por outra abre a porta para um desses indivíduos passe uma temporada por lá fazendo um MBA (muita besteira acumulada) para voltar do turismo do outro lado do Atlântico, mostrar suas fotos e contar historinhas para os beócios bajuladores contemplem as aventuras dos néscios açodados.

RESULTADO das eleições para Conselho Superior do IFF

Conselheiros eleitos: Professores: Edson Cordeiro, Edinalda, Alunos: Thiago Sipoli e Gustavo Viana e Técnicos Administrativos em Educação: Ricardo Bessa e Ana Léa.

Resultado da Apuração

PROFESSORES

1º lugar – chapa – Edinalda Maria da Silva Ribeiro e Edson de Azevedo Cordeiro – 159 votos

2º lugar – chapa – Gustavo Gomes Lopes e Dalessandro Soares Viana – 48 votos

TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO

1º lugar – chapa – Ricardo Tavares Bessa e Ana Léa Bulhões Almeida Gondim – 158 votos

2º lugar – chapa – Sérgio Fabrício de Freitas Silva e Ronald Luis Silva Carvalho- 57 votos

ESTUDANTES

1º lugar- chapa – Tiago de Almeida Sipoli e Gustavo Viana dos Santos – 864 votos

2º lugar – chapa – Haydda Manolla Chaves da Hora e Cristiano Coelho Nunes – 501 votos

Para onde vai o imposto que pagamos?

O pagamento de impostos é um dever do cidadão.
É também um dever do Estado informar para onde vão os recursos recolhidos.
Eles são fundamentais para promover o crescimento econômico e o desenvolvimento social do País.
O dinheiro que você paga em impostos é utilizado diretamente pelo Governo Federal, parte considerável retorna aos estados e municípios para ser aplicada nas suas administrações.
Recursos importantes são destinados à saúde, à educação, à programas de transferência de renda e de estímulo à cidadania, como o Fome Zero e o Bolsa Família.
Parte dos recursos obtidos com impostos vai para programas de geração de empregos e inclusão social, tais como:

- plano de reforma agrária;
- crédito rural para a expansão da agricultura familiar;
- plano de construção de habitação popular;
- saneamento e reurbanização de áreas degradadas nas cidades.
Outra parte dos impostos arrecadados é destinada à:
- construção e recuperação de estradas;
- investimentos em infra-estrutura;
- construção de portos, aeroportos;
- incentivos para a produção agrícola e industrial;
- segurança pública;
- estímulo à pesquisa científica, ao desenvolvimento de ciência e tecnologia;
- cultura e esporte, e- defesa do meio ambiente.

Para saber mais sobre como o governo aplica os recursos arrecadados, acesso o sítio Mais Brasil para Mais Brasileiros.

Aos Estudantes: Por que você está no IFF???

Clique na imagem para ampliá-la!

Comunidade acadêmica do IFF irá às urnas na próxima terça-feira

Na próxima terça-feira (10/11) acontecerão no Instituto Federal Fluminense (IFF) as eleições para o Conselho Superior. Serão eleitos dois representantes de cada categoria: docente, discente e servidores técnico-administrativos.

O Conselho Superior é a instância máxima de deliberação do IFF, formado por diversos segmentos da comunidade interna e externa. Entre as diversas atribuições do órgão, está deliberar sobre o orçamento da Instituição, criar novos cursos e convocar as eleições para diretor dos campi.

Apesar de cada segmento ter direito a duas cadeiras no Conselho, os eleitores só poderão votar em uma única chapa. A medida gerou protestos das entidades representativas dos estudantes (Grêmio), dos servidores (Assetec) e dos professores (Sinasefe). As entidades divulgaram uma nota conjunta repudiando a norma e exigindo mais democracia e participação da comunidade nas discussões acerca do processo eleitoral.

Para Rafhael Victor, presidente do Grêmio Estudantil Nilo Peçanha, o pleito não começou de forma democrática. Segundo ele, a Comissão Organizadora e as normas das eleições foram estabelecidas pelos dirigentes do IFF. Rafhael alega que as entidades representativas, como o Grêmio e o Sinasefe, não tiveram seus pedidos aceitos pela reitoria para compor a Comissão Organizadora.

"Infelizmente, a reitoria preferiu monopolizar todo o processo. A Comissão foi toda indicada pela reitora. As normas eleitorais dizem que os casos omissos serão resolvidos pela reitora. Não há nenhum estudante nessa Comissão", desabafou Rafhael, temendo que a falta de democracia e a parcialidade possam interferir no resultado do pleito.

A votação acontecerá em todos os campi do Instituto no horário de 9h às 20h30min. Todos os estudantes, professores e servidores poderão votar. A apuração ocorrerá no mesmo dia com início previsto para as 21h30min.

Por que você estudante está no IFF?


Clique nas imagens para ampliá-las!

Palestra: Zapatismo, anticapitalismo e movimentos sociais anti-sistêmicos na América Latina contemporânea

A professora Ana Maria, Coordenadora de Extensão da UFF solicita divulgação:

UFF-UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

ESR-INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SOCIEDADE E DESENVOLMVIMENTO REGIONAL

COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO

CONVITE


O Projeto de Extensão Segundas Debates em parceria com a Disciplina de Movimentos Sociais, convida você a participar da Palestra: Zapatismo, anticapitalismo e movimentos sociais anti-sistêmicos na América Latina contemporânea, no dia 12 de novembro – quinta-feira (excepcionalmente), no horário de 16:00 ás 18:00 no ESR/UFF – sala 08, tendo como palestrante:Cássio Cunha Soares (Cientista Social, Doutorando em Sociologia pelo IUPERJ e Pesquisador do Centro de Estudos em Direito e Sociedade) e como debatedor: Hermes Cipriano/Mineiro (Setor de Produção do Assentamento da Reforma Agrária-Antônio de Faria/ MST – Campos dos Goytacazes – RJ).

O evento conta horas acadêmicas para os discentes.


Informações: Rua José do Patrocínio, 71 – Centro – Campos dos Goytacazes; RJ. Tel: 22 – 2722.0622 e 2733.0319, ramal: 4104 e 4112 no horário de 14:30 às 17:30. Os certificados poderão ser solicitados na secretaria da Coordenação de Extensão do ESR/UFF.

Concurso da Faetec em Campos tem 1374 vagas





Com os Centros Vocacionais Tecnológicos (CVT) abrindo novas oportunidades de capacitação profissional em nível técnico, o concurso para alunos da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) 2010 totaliza 1374 vagas na cidade de Campos, região norte fluminense do estado do Rio de Janeiro.

No Instituto Superior de Educação Professor Aldo Muylaert (Isepam), avenida Alair Ferreira, 37, no Turf Club, são 589 vagas distribuídas em:

- 60 vagas para creche que receberá crianças com 3 anos completos até 31 de dezembro de 2010;

- 110 para Educação Infantil, sendo 20 na Infantil IV (4 anos completos até 31/12/2010) e 90 para Infantil V (5 anos completos até 31/12/2010);

- 50 vagas no ensino fundamental – 20 para o 1º ano e 30 para o 6º ano;

- 249 oportunidades para o ensino médio concomitante com 90 vagas para o ensino médio Formação Geral e 159 para o curso Normal de nível médio;

- e, 120 vagas são para o curso superior de Licenciatura em Pedagogia.

A Escola Técnica Estadual (ETE) João Barcelos Martins, avenida Alberto Lamego, 712, no Horto, tem 552 vagas:

- 307 vagas nos cursos de educação profissional técnica de nível médio concomitante de Administração (79 vagas), Eletromecânica (94), Enfermagem (55) e Análises Clínicas (79), todos com opções para aulas nos turnos diurnos ou noturnos.

- 245 oportunidades para o nível médio subsequente em Administração (35), Análises Clínicas (35), Eletromecânica (70) e Enfermagem (35), apenas para o noturno.

Na ETE Agrícola Antonio Sarlo, avenida Rio Grande do Sul, s/nº, Guarus, são 113 vagas, todas no diurno:

- 43 vagas para o curso de nível médio concomitante de Agropecuária e,

- 70 para o nível médio subsequente de Técnico em Florestas.

O Instituto Superior de Ciências Agrárias de Campos, avenida Wilson Batista, s/nº, no Parque Aldeia, oferece 60 vagas para o curso superior de Horticultura, com aulas pela manhã ou à tarde.

E, a inovação do concurso para 2010, as novas vagas para o ensino médio subsequente nos Centros Vocacionais Tecnológicos (CVT) que em Campos abriu 60 oportunidades para capacitação em:

- Técnico em Fruticultura (30 vagas) para aulas pela manhã no CVT Campos/JBM (na ETE João Barcelos Martins) e,

- Técnico em Cerâmica (30) para o noturno no CVT Campos/AAS (na ETEA Antonio Sarlo).

Inscrições para o concurso

As inscrições estão abertas até o dia 20 de novembro e são realizadas exclusivamente pela internet, no portal www.faetec.rj.gov.br, onde o candidato deve ler o manual e preencher o formulário de acordo com as orientações.

Os pais ou responsáveis interessados nas vagas da educação infantil ou do ensino fundamental terão apenas que preencher o formulário de inscrição disponível no site, observando a unidade de ensino e ano de escolaridade para o qual a criança concorrerá. Para estes níveis as inscrições são gratuitas e as vagas distribuídas através de sorteio que terá por base o primeiro prêmio da Loteria Federal do dia 12 de dezembro. Este número será o ponto de partida para a alocação dos números de inscrição que os candidatos às vagas da Educação Infantil e do Ensino Fundamental receberão em seus cartões, os quais são gerados aleatoriamente entre 00.000 e 75.000. A divulgação dos contemplados será em 11/01/2010.

Os candidatos às vagas do ensino médio devem, além de preencher o formulário, imprimir o boleto bancário e em seguida, pagar a taxa de inscrição de R$ 28,00, na rede bancária, o que automaticamente confirma a inscrição. Para o ensino superior a taxa é no valor de R$ 30,00.

Cartões de confirmação e provas

Os Cartões de Confirmação de Inscrição (CCI) serão liberados a partir do dia 15 de dezembro.

As provas objetivas, para o ingresso através de concurso, serão no dia 19 de dezembro, em horário e local a serem definidos nos cartões.

Mais informações sobre o concurso podem ser obtidas no site ou pelos telefones: (21) 4063-6396, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16 horas.

O Blog apóia

QUER PARTICIPAR DO CONSELHO SUPERIOR?

QUER PARTICIPAR DO CONSELHO SUPERIOR?

No dia 10 de novembro haverá eleição dos integrantes do Conselho Superior, instância máxima de decisões administrativas e pedagógicas do IFF. Poder candidatar-se a conselheiro, escolhendo dedicar seu tempo e esforços para a construção de um IFF melhor, deve ser motivo de orgulho para você e para todos nós que integramos a comunidade interna. Se você, servidor ou aluno do IFF, dispõe-se a participar deste Conselho, LAMENTAMOS INFORMAR: não há mais tempo, as inscrições se encerraram no dia 27 de outubro; VOCÊ FICOU SABENDO?

Mas suas escolhas e participação não acabaram, caros servidor e aluno! Uma Comissão Organizadora das eleições foi indicada pelos Dirigentes do IFF e regras foram por eles estabelecidas. Só que as entidades que representam servidores e alunos do IFF, como o SINASEFE, ASSETEC e Grêmio, não foram convidadas a participar da Comissão, e ainda tiveram sua solicitação para tal negada, em nome da “necessidade de maior celeridade possível no processo”, celeridade que há até duas semanas atrás não era considerada. Assim, alunos serão candidatos e eleitos para o Conselho Superior do IFF, mas NÃO há alunos na Comissão Eleitoral!!!!! Pode haver maior disparate?! Além disso, pelas normas eleitorais unilateralmente criadas pela equipe gestora do IFF, em casos omissos, caberia à Comissão Eleitoral apenas “analisar” os casos e encaminhar para decisão da Reitora. Vê-se, assim, que as funções que tradicionalmente são atribuídas a uma Comissão Eleitoral, no IFF, são outorgadas, hoje, à própria Reitoria.

Se, aparentemente, não há mais muito a fazer, discordamos. AINDA PODEMOS ESCOLHER BEM NOSSOS REPRESENTANTES, assim como lutar para conseguir votar em dois representantes, já que, ainda que tenhamos duas vagas para cada categoria (docentes, técnico-administrativos e alunos) no Conselho, as normas definidas no IFF só permitirão que se vote em candidato para uma vaga; ou seja, você terá dois representantes de sua categoria, mas só poderá votar em um!!!! Podemos, também, buscar garantir uma Comissão Organizadora democrática para a eleição de representantes dos egressos, com regras discutidas e que manifestem a vontade da maioria e lutar para que a indicação dos representantes da comunidade externa que comporão o Conselho Superior seja de segmentos efetivamente relacionados aos princípios de nossa instituição.

Temos o direito de opinar quando as decisões deverão seguir razões históricas ou inovadoras, políticas ou técnicas, e que tempo tais processos demandam, e não ficarmos sujeitos à escolha do critério e do tempo, por conveniência da decisão. Podemos trabalhar para um Conselho Superior autônomo, onde realmente haja debates antes das decisões. Seja qual for sua opinião sobre a condução do IFF, PARTICIPE, só assim vamos construir um IFF melhor!!!

SINASEFE ASSETEC GRÊMIO

CONSELHO SUPERIOR DO IFF: Docentes votem em Edinalda Almeida e Edson Cordeiro (Edsinho)

CONSELHO SUPERIOR DO IFF:

ÓRGÃO MÁXIMO E DELIBERATIVO DEVE SER INDEPENDENTE!

‘Cada um de nós constrói a sua própria história’

(Renato Teixeira)

Amigo professor,

o IFF está vivenciando o processo eleitoral para os representantes docentes, técnico-administrativos e discentes para o Conselho Superior. Seu voto materializa a certeza de nossa participação nesta instância maior de tomada de decisões administrativo-pedagógicas. Significa que teremos voz e voto nas principais deliberações de nossa Instituição e um Conselho gerido de forma democrática.

Cada membro do Conselho Superior deve representar os interesses, convicções e aspirações do coletivo pelo qual foi eleito e não atuar por meio de uma perspectiva parcial ou que atenda aos interesses de alguns. Assim, a eleição de cada representante, por meio do voto, enquanto direito conquistado, precisa ser vista com o comprometimento e a seriedade que o momento exige.

Somos, enquanto coletividade, protagonistas da construção do IFF. Daí a importância da tomada de posição quando da escolha consciente de nossos representantes no Conselho Superior por um período de dois anos. Precisamos votar com COESÃO E INDEPENDÊNCIA para que nada possa ameaçar o horizonte de nossa esperança, qual seja o da construção de uma educação profissional científica e tecnológica pautada nos princípios do DIÁLOGO, da COERÊNCIA entre proposições e ações, da inclusão, da valorização das pessoas, da participação, da equidade e da democratização das informações. Uma comunidade bem informada se transforma em uma comunidade participativa!

Por isso, amigo professor, aceitamos o desafio da candidatura para esta disputa, conscientes de que poderemos contribuir para a escuta de nossas vozes no Conselho Superior que queremos: democrático, produtivo, consciente, participativo e que pense o IFF como ele deve ser: multicampi! Para isto, caro colega, é preciso ser capaz de lidar com o plural! Ter coragem de pensar diferente! Nossa trajetória de contribuição para a construção desta Instituição, com responsabilidade e, acima de tudo, com autonomia, nos credencia a buscar um Conselho que atue como você deseja: INDEPENDENTE!

Edinalda Almeida e Edson Cordeiro (Edsinho)

Eleição dos representantes dos Servidores Técnico-Administrativos do IFF para o Conselho Superior : Vote em Ricardo Tavares Bessa e Ana Lea Gondin


Colegas Técnico-Administrativos,

somos candidatos para representá-los no Conselho Superior do Instituto Federal Fluminense. Como vocês, desejamos uma Instituição MELHOR! Melhor para trabalhar, melhor para a interatividade e melhor porque ansiamos que ela seja fortalecida pelo respeito à diversidade de idéias e propostas.

Sua participação, votando e elegendo uma chapa, é imprescindível na escolha dos representantes Técnico-Administrativos para o Conselho Superior que é a instância máxima de decisões administrativas e pedagógicas do IFF, não só de caráter consultivo, mas deliberativo. Juntamente com o Colégio de Dirigentes, constitui os órgãos maiores da administração dos Institutos Federais. É composto por representantes das comunidades interna e externa. Ainda que só possamos votar em uma chapa de candidatos, de acordo com as normas definidas pelo Colégio de Dirigentes, dois representantes Técnico-Administrativos e seus respectivos suplentes darão voz à nossa categoria em todos os campi.

Neste momento de grandes transformações por que passa nossa Instituição, nós, servidores Técnico-Administrativos em Educação, precisamos nos fazer representar, buscando, sempre, discutir e votar a partir dos princípios de uma educação de qualidade. O reconhecimento do papel dos Técnico-Administrativos ainda precisa muito avançar: a valorização de sua atuação, sua inclusão efetiva nas discussões educacionais, a melhoria das relações de trabalho, sua qualificação. Nosso compromisso será pautado pelo DIÁLOGO, RESPEITO e AUTONOMIA necessários a uma atuação comprometida com a defesa de pleitos e direitos legítimos.

Pedimos, no dia 10 de novembro, o seu voto de confiança para representá-lo no CONSELHO SUPERIOR, a fim de fazer com que a voz de nossa categoria seja mais forte e vibrante na consolidação dos objetivos de nossa instituição, pois JUNTOS PODEMOS MAIS!

Ricardo Tavares Bessa e Ana Lea Bulhões Almeida Gondim

Thiago Sipoli e Gustavo Viana para o Conselhor Superior do IFF

Carta Aberta aos Estudantes do Instituto Federal Fluminense

Prezado Estudante,

Após inúmeras lutas do movimento estudantil organizado, independente e atuante no IFF, teremos a oportunidade de escolher, no dia 10/11/2009, pelo voto direto, dois estudantes que serão nossos representantes no Conselho Superior do IFF, órgão máximo das deliberações administrativas e educacionais.

Para termos um bom Conselho Superior, será de extrema importância dar nosso voto aos colegas estudantes, conscientemente comprometidos com a construção de políticas públicas que proporcionem o acesso de todos às ações da Educação Profissional e Tecnológica e esta não sejam apenas privilégios de um ou outro estudante dentro do IFF, apadrinhados da direção ou reitoria.

Queremos que nossa representação estudantil no Conselho Superior seja propositiva. Queremos que o Colegiado tenha autonomia e independência, que tenha um perfil urgentemente democrático frente aos anseios de seu coletivo.

Sua participação é muito importante, pois o IF Fluminense está vivendo um momento de grandes mudanças, sejam elas físicas, como a expansão e criação de novos campi, ou na formulação e implementação de novos cursos nas diferentes modalidades de ensino oferecidas.

Queremos uma representação estudantil que atue no Conselho Superior acenando para propostas que objetivem a implementação de programas de assistência estudantil possibilitando ao estudante maior permanência nos campi, desde o término do seu curso até a entrada no mercado de trabalho.

Para que consigamos atingir estes objetivos, quer um bom Conselho?

Thiago Sipoli e Gustavo Viana

Representantes dos alunos no Conselho Superior

João 11:25:

revela que "Todo aquele que crê em mim [Jesus], ainda que esteja morto, viverá".

4/1: Um Chamado:

Pensando bem:

'A vitória é uma grande fonte de experiências positivas, mas também a derrota ensina; na minha opinião, isto acontece especialmente neste caso, em que os participantes e informantes sao estrangeiros que foram arriscar suas vidas em um território desconhecido, com língua diferente e ao qual nos unia apenas os laços de internacionalismo proletário, inaugurando um método não práticado nas guerras de libertação modernas".
(Ernesto CHE Guevara)