Monitor Campista.... a última capa


Mais uma vez a expressão que demonstra a ausência de auto-estima do campista vem a tona.... Amanhã, quando não mais encontraremos nas bancas o Jornal Monitor Campista, falaremos "Campos já teve um jornal chamado Monitor Campista", mas uma ferida que levará anos e anos para ser cicatrizada, assim como foi o antigo teatro Trianon, tombado, sem justificativas.
Estamos acostumados a conviver com estas perdas, aceitar de cabeça baixa tudo que acontece e tentar prosseguir de alguma forma, acreditando que encontraremos soluções ou que algum iluminado irá aparecer e trazer uma resposta que contemple aos nossos anseios e expectativas.
É o momento mais que oportuno para a sociedade civil se organizar em prol da defesa e não extinção do nosso patrimônio cultural.

Um comentário:

Anônimo disse...

Parabéns, Sepé, pelo seu discreto mas, verdadeiro comentário. Que pena, Campos dos Goytacazes, cidade de que tanto amamos, guarda em sua memória mais uma dessa: O MONITOR CAMPISTA não mais circula entre nós.