Culinária é uma atração à parte na Feira dos Povos de Campos

A cultura de um povo também é conhecida por seu paladar e na 1a Feira dos Povos de Campos a culinária não poderia ficar de fora. Dezesseis tendas com comidas típicas de diversas nacionalidades foram montadas e abriram o apetite do público presente.

Do calulu angolano ao cantão, um ensopado de banana verde, oferecido pelo coletivo de mulheres quilombolas Dandaras do ABC, as pessoas puderam degustar sabores de diferentes origens. "O cantão fez sucesso, mas também trouxemos broa de erva doce, bolo de abóbora e sucos naturais. A feira está de parabéns, tudo está um sucesso", disse Erica Martins, representante da Dandaras do ABC que compõem as comunidades de Aleluia, Batatal e Cambuçá, na região do Imbé. Além das Dandaras, os coletivos "As Marias da Baixada" e "Mulheres do Campo Raízes da terra de Fazendinha" também participaram do evento.

A comerciante Valeria da Silva foi uma das pessoas que aproveitou as delícias. "Tudo está muito saboroso. A organização está de parabéns", disse.
Outros pratos que fizeram sucesso foram o acarajé  da Bahia, as massas italianas, as culinárias  chinesa, japonesa, libanesa e etc.

Os visitantes também contaram com um aulão do chef Fabiano Sepé, que ensinou a receita de paella, comida típica  espanhola, e da galinhada com feijão  guandu, prato conhecido  da Baixada Campista.

A expositora Elisângela Matos levou o tempero pernambucano de suas tapiocas recheadas para a feira e aproveitou a aninação do evento para comemorar seu aniversário. "Estou muito feliz e não  poderia ter melhor maneira de comemorar meu aniversário. Campos precisava de um evento cono esse há  muito tempo", disse.


Nenhum comentário: