VII Fórum Nacional de Formação Acadêmica e Atuação Profissional do Cientista de Alimentos (Focal)

A Concha Acústica do Sesc Mineiro de Grussaí recebeu, na tarde dessa terça-feira (24), o primeiro evento do VII Fórum Nacional de Formação Acadêmica e Atuação Profissional do Cientista de Alimentos (Focal) – a oficina “A cozinha dos quilombos de Campos dos Goytacazes: sabores, territórios e memórias”, ministrada pelos chefs Fabiano Seixas e Maxwel Gonçalves.
Para Fabiano, o lugar não poderia ter sido mais bem escolhido para falar sobre a África, já que a ornamentação próxima à Concha conta com pirâmides e até uma “esfinge”, símbolos de uma região daquele continente. O chef iniciou a oficina apresentando as receitas escolhidas para a ocasião. “Cantão”, prato tradicional do quilombo d

e Conceição do Imbé; e galinha caipira com feijão Guandu, típica de Campos dos Goytacazes, foram preparadas com o auxílio de todos os participantes, que se reuniram ao redor da mesa para aprenderem não apenas as técnicas, mas também os aspectos históricos relacionados aos alimentos.
A proposta da oficina era incluir os participantes no processo de preparo da receita. Eles se revezaram entre a adição de ingredientes, mistura e prova do produto final, que ao término da aula pôde ser apreciado pelo grupo. O resultado foi a satisfação de todos, a começar pelo chef Fabiano Seixas. “Estamos muito felizes por esse momento brilhante, quando pudemos compartilhar um pouco de nossos sabores e saberes. Campos (dos Goytacazes) e São João da Barra se sentem honrados com a presença de vocês em um espaço tão belo. Que essa estadia seja muito rica pra vocês”, desejou, incentivando todos a conhecerem mais profundamente a história da região e, em especial, dos quatro quilombos locais certificados pela Fundação Cultural Palmares.
Projeto – A oficina é uma das ações do projeto Cores, Sabores e Valores, que objetiva conhecer aspectos históricos e culturais da alimentação no Brasil, reconhecer e divulgar a herança dos negros na cozinha brasileira de hoje e a importância dos hábitos alimentares na formação da identidade cultural do nosso povo.
Mais informações sobre o projeto, bem como as receitas desenvolvidas na oficina podem ser obtidas no site do projeto.

Nenhum comentário: