Importações e exportações direto de Campos

Uma empresa especializada em importações e exportações está em Campos e já começou a concretizar pedidos de importações dos mais variados protudos e até exportações para países europeus, asiáticos e da América Latina. Depois da primeira missão à China em outubro do ano passado, organizada pelo escritório Pizelli Advogados & Associados, surgiu a necesidade de atender a demanda dos empresários da região interessados em importar e também em exportar produtos. E para atender esse mercado, Salatiel e Júlio Pizelli buscaram como parceiro o experiente importador e exportador japonês Keniche Gibo, que atua em São Paulo e no Paraná, mas estava em busca de novos mercados e aceitou o desafio de se instalar em Campos, com a primeira empresa especializada em importações e exportações da região.
Com isso Keniche Gibo, começou a atuar atendendo empresários de Campos e região neste mês de fevereiro. A expectativa é de que os primeiros containers com produtos da China comecem a chegar aos portos de Vitória e Rio de Janeiro em 60 dias, com destino a Campos. A expectativa é de que assim que o Superporto do Açú entre em funcionamento as cargas intermediadas chegem ao Brasil pelo porto da região.
Nos primeiros dias de atendimento aos clientes Keniche Gibo intermediou a compra de seis containers, de produtos variados, desde peças e equipamentos de refrigeração, até a importação de carros utilitários de alto padrão que devem começar a circular por Campos e região em no máximo 90 dias.
— Nossa intenção é ampliar os horizontes em Campos. Os empresários precisam se atualizar. Essa prática, de importar produtos e máquinas é comum nos grandes centros, mas aqui é novidade e precisa deixar de ser. Importar é uma coisa fácil quando se pode contar com pessoas preparadas e nós agora podemos contar com esse serviço e de ótima qualidade —, disse Salatiel Pizelli.
Já Julio Pizelli chama a atenção para a necessidade de oferecer aos clientes um serviço de qualidade sem que o escritório precisasse sair de seu foco de atuação, que é a advocacia. “Nossa intenção é os nossos clientes sejam bem atendidos, mas nós não poderíamos nos envolver diretamente com isso, somos advogados e não importadores, por isso resolvemos procurar uma pessoa com ótimas referências e competência para mantermos nosso padrão de atendimento”, finalizou Julio.
Fonte: ASCOM/Pizelli

Nenhum comentário: