Semana da Consciência Negra com várias atividades na FMZP



A programação da Semana da Consciência Negra, preparada pela
Fundação Municipal Zumbi dos Palmares, apresenta diversas atrações até sábado
(19), em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra, 20 de novembro. Quem
for à sede da fundação, poderá contemplar painéis fotográficos da exposição
“Olhar Africano”, do fotógrafo Wellington Cordeiro.

Durante toda a semana, o público campista contará com apresentações de
maculelê, teatro de participação e ainda a palestra com o tema “Negras e negros
na cidade e medidas sócio-educativas”, proferida pela professora Lara Seixas.
As atividades visam promover uma maior conscientização da comunidade em geral
quanto ao valor da igualdade e os direitos que detém os negros dentro de uma
sociedade civil organizada.

Programação – Nesta quarta-feira (16), a partir das 9h, será exibido o
filme “Amistad”, na sede da fundação, tendo continuidade a exposição de 22
painéis, “Olhar Africano”. Às 17h, acontece a palestra da historiadora
Sylvia Paes, com o tema “Período Escravocrata, socialização e discriminação
racial”.
Dia 17 (quinta-feira), às 9h, haverá outra exibição do filme “Amistad” seguida
de apresentação de capoeira e do projeto Bate-Lata, às 10h. Às 15h, haverá
palestra com a professora Lara Seixas. Ao final do dia, às 17h, a mestranda da
Uenf, Rafaela Machado, levará ao público o tema “História contada através de
documentos, necessidades de restauração e preservação”.
No dia 18 (sexta-feira) mais um filme será apresentado aos interessados dentro
da sede da Fundação Zumbi: a bela história do “Invictus”, às 9h. O professor,
fotógrafo e responsável pela exposição “Olhar Africano”, Wellington Cordeiro,
fará uma palestra colocando justamente o tema de seus painéis em discussão – Um
Olhar sobre a África, às 17h. Concluindo as atividades do dia, das 19h às 21h,
será realizada a “Noite de Vinil”.
Para finalizar a programação, no sábado (19), na área central da cidade, haverá
roda de capoeira. Além de visita às comunidades remanescentes de quilombos, no
Imbé.

Nenhum comentário: