Partido Pátria Livre em Campos

Hoje (16) às 10h no Sindicato dos Bancários, será lançado um novo partido de esquerda em Campos. Trata-se do Partido Pátria Livre (PPL), com organização em 25 estados da federação e com registro provisório no TRE. Em Campos, o PPL está sendo organizado por um grupo de pessoas, formado por lideranças estudantis, dirigentes sindicais e ex-integrantes do PCdoB. Apesar de recém-fundado, o PPL tem forte inserção nos movimentos sociais, ocupando a secretaria-geral da UNE (União Nacional dos Estudantes), coordenando a CMB (Confederação das Mulheres do Brasil) e presidindo a CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil)

O PPL surgiu em abril de 2009 por iniciativa do então MR-8 (Movimento Revolucionário 8 de Outubro), movimento que se organizava partidariamente à esquerda dentro do PMDB. Em seu programa, o Pátria Livre defende a soberania nacional e alerta para a entrada do capital internacional na economia brasileira. O partido defende o socialismo e apóia o governo do presidente Lula. Para o registro definitivo junto ao TSE é necessário obter cerca de 400 mil assinaturas em pelo menos 9 estados da federação em 3 macro-regiões diferentes. O PPL conta com mais de 200 mil assinaturas homologadas e já atingiu o quorum mínimo nos estados e macro-regiões. A expectativa é que o registro seja obtido até o meio do ano que vem.

O ato de fundação do PPL/Campos contará com a presença do presidente estadual do PPL, Irapuan Santos; do vice-presidente nacional, Fernando Siqueira; e do presidente estadual da Juventude Pátria Livre, Ubiratan Cassano. Na ocasião, será apresentada a comissão provisória municipal do PPL/Campos.

Fonte: Ascom/PPL

Nenhum comentário: