Jião Lóng Dé Shuî - Dragão no Mar

Segundo a cultura chinesa, o dragão é um animal místico destinado a ser rei. Uma lenda conta que um dragão teve que partir em exílio porque ninguém acreditava em suas virtudes. Passados muitos anos, depois de demonstrar suas qualidades, pôde regressar à sua casa no mar.
Em tempos de guerra, um rei se encontrava recrutando soltados para seu exército. Yang, experiente corredor, apresentou-se aos funcionários do palácio, mas não foi escolhido. Acreditanto-se possuidor de qualidades necessárias para fazer parte do exército, suplicou ao rei que lhe concedesse uma nova oportunidade. O rei assim o fez.
No dia da entrevista, Yang apareceu com uma capa muito comprida atada aos ombros. Nem bem viu o rei chegar, começou a correr tão rápido como o vento. A capa parecia voar atrás dele, permitindo-lhe demonstrar seu esforço e sua destreza. O rei aceitou-o no mesmo instante como soldado. Yang agradeceu-lhe com essas palavras:
"Aprecio este reconhecimento porque trabalhei a vida toda no desenvolvimento de minhas capacidades. Neste momento, sinto-me como o dragão que regressa do exílio para sua casa no mar."
A sabedoria do rei lhe fizera compreender que uma disposição mental aberta e atenta era melhor que manter decisões inflexíveis.


"Não se pode vencer a quem não se rende"
Babe Ruth.


L'Abbate, Analía. A estratégia do Dragão / L'Abbate, Analía. Karina Qian Gao; [Tradução para o português Regina FOnseca]. Cotia, SP: Vergara & Ribas Editoras, 2007.
Pág. 78 e 79

Nenhum comentário: