Encontro de integração para alavancar o desenvolvimento regional



Conhecer os arranjos produtivos locais para promover o desenvolvimento regional e a qualificação profissional foi a principal sugestão do Encontro de Integração das Políticas de Educação Profissional, Ciência e Tecnologia do Instituto Federal Fluminense que aconteceu, nesta quinta-feira, no auditório Reginaldo Rangel, do campus Campos-Centro. O evento teve como objetivo discutir a educação atrelada ao mercado de trabalho local de maneira articulada com as diferentes esferas públicas.
Estiveram presentes secretários municipais de sete municípios da região Norte Fluminense responsáveis pelas políticas de educação, desenvolvimento, trabalho e geração de renda, além de entidades educacionais como UENF, Faetec e Coordenadorias Regionais. A abertura do evento foi feita pela Reitora, Cibele Daher, que apresentou a nova estrutura do IF Fluminense e sua atuação em diversos municípios através dos campi. Logo depois o pró-reitor de extensão, Roberto Moraes, apresentou uma pesquisa feita pelo Observatório Sócio-Econômico da Região Norte-Fluminense sobre o perfil dos egressos do IF Fluminense. Roberto apontou o crescimento da procura por cursos técnicos, que aumenta 40% a cada ano. No processo seletivo de 2008 foram 20 mil candidatos e a expectativa para este ano é de cerca de 24 mil. Em primeiro lugar está o curso de Automação, com 75 candidatos por vaga. Na graduação, o curso mais procurado é o de Engenharia com oito candidatos/vaga. “Não faz sentido formar pessoas que não possam atuar, por isso a necessidade de monitoramento para saber as necessidades regionais”, falou Roberto. Ele também apontou a busca das empresas por profissionais técnicos, como a Petrobrás que hoje tem 75% de sua mão-de-obra formada pelo IF Fluminense. Durante a discussão e colocação de propostas foi sugerido que primeiro se conheça os arranjos produtivos locais para se traçar um planejamento estratégico de formação profissional e que possa ser criado um grupo de trabalho, em um novo momento através de um seminário ou um fórum para dar continuidade às discussões. Um novo encontro foi marcado para agosto. “Esse evento de hoje vem ao encontro das nossas expectativas no sentido de buscar parcerias voltadas para o desenvolvimento. A criação de um grupo múltiplo é fundamental para trabalharmos de forma integrada sem sobrepor ações e recursos, traçando estratégias e direcionando o caminho”, destacou a secretária de educação de Campos, Auxiliadora Freitas.

Texto: Ímpar Comunicação
Fotos: Hugo Prates
By Ascom IFF

Nenhum comentário: