Os estudantes voltaram a ocupar as ruas!

18 de Junho de 2009, um dia que entrou para a história do movimento estudantil da cidade de Campos dos Goytacazes.

Milhares de estudantes saíram as ruas para protestar contra a violência, pelo primeiro emprego, pelo cumprimento da meia entrada e pela garantia do passe-livre, temas do cotidiano da luta estudantil.

Com a organização da União da Juventude Socialista (UJS) e dos Grêmios Estudantis das Escolas Estaduais e também do Instituto Federal Fluminense, Campus Campos-Centro, com a participação atuante dos alunos dos cursos de Ensino Médio e Técnico que endossaram a participação no movimento após convocação do Grêmio Estudantil Nilo Peçanha, que tem como presidente o aluno do curso de Telecomunicações, Rafhael Victor.

A concentração começou as 08 horas da manhã na Praça da República, onde os estudantes chegaram em caravana.

Com apitos, narizes de palhaço e faixas de protestos, os “caras pintadas” ocuparam as principais ruas do Centro de Campos dos Goytacazes e pararam a cidade, para que todos refletissem sobre a violência que toma conta da cidade, atingindo principalmente os jovens, pois segundo um levantamento realizado pela professora Jéssica Carvalho, somente no primeiro semestre de 2009, foram assassinados 58 jovens, dentre os 171 homicídios na cidade, dados que mostram que Campos é uma das cidades mais violetas do Estado do Rio de Janeiro.

Embalados pela música “Eu só quero ser feliz, andar tranquilamente na cidade onde eu nasci”, que era tocada no carro de som “Jubiraca” que acompanhou a passeata até a praça São Salvador.

O professor do IF-Fluminense e futuro Diretor do campus Campos-Centro, Jefferson Azevedo, um dos participantes da passeata em sua fala frisou; “Parabenizo a UJS, os grêmios estudantis e todos os jovens que estão protagonizando um novo momento de nossa juventude campista.

O combustível que alimenta os nossos ideais não acabou, inúmeras outras ações desse porte irão acontecer no segundo semestre e a luta pela implantação de políticas públicas de juventude será um ato permanente!
Chega de violência! Primeiro Emprego! Passe-Livre! E o cumprimento da meia-entrada!


Saudações Estudantis!

“Junto a gente pode mudar um país"!

Jornal Folha da Manhã


Jornal O Diário

Jornal Monitor Campista


Nenhum comentário: