Estudantes elegem pré-sal como tema do Congresso da UNE

A nacionalização do pré-sal será uma das questões debatidas no 51o Congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE) que será realizado na Universidade de Brasília (UnB), entre os dias 15 e 19 de julho. Nos congressos regionais preparatórios para o evento, os debates estão apontando o assunto como uma das bandeiras de luta da juventude brasileira.


Durante o evento da UNE, no dia 16, os estudantes se somam às centrais sindicais e os movimentos sociais em uma grande passeata que pretende reunir 20 mil pessoas na capital federal, cobrando uma nova legislação para o setor petróleo e uma Petrobras 100% pública e com compromisso social.


O envolvimento da UNE e dos movimentos sociais de massa, como o MST, na campanha ''O petróleo tem que ser nosso'' ampliou a luta pelo controle estatal e social das reservas do pré-sal, avalia a Federação Única dos Petroleitos (FUP), que iniciaram esta campanha e devem continuar fomentando a luta por uma nova lei do petróleo.


As centrais sindicais, os estudantes e os militantes sociais têm colocado nas ruas milhares de pessoas nos atos realizados pelo Brasil afora. Em menos de um mês, nove capitais cobriram-se de verde e amarelo, em manifestações históricas, em defesa da soberania nacional.


A FUP continuam colhendo assinaturas para o projeto de lei de iniciativa popular que defende o restabelecimentos do controle estatal para o setor e a Petrobras 100% pública. Até o momento, a Federação digitalizou 89 mil assinaturas. São necessárias pelos menos 1,3 milhão para que o projeto de lei possa ser apresentado ao Congresso.


Serviço:
O abaixo-asinado pode ser acessado e assinado no endereço www.presal.org.br


De Brasília
Com informações da FUP

Nenhum comentário: