Cuca lamenta ausência de jogadores para a final do Estadual


Em uma conquista dramática, com gol aos 39 minutos do segundo tempo e terminando o jogo com 9 jogadores em campo, os botafoguenses comemoraram muito o título da Taça Rio ao apito final de William de Souza Nery. Alguns como Jorge Henrique e Alessandro choravam copiosamente. Mas o técnico Cuca, mais uma vez comemorou comedidamente e, sereno, analisou a difícil vitória de 1 a 0 sobre o Fluminense:"Fomos superiores grande parte do jogo, jogamos no campo do Fluminense. Perdemos o Triguinho, tive que improvisar o Túlio, depois perdemos o Alessandro ficamos sem os jogadores dos lados do campo. Mesmo assim, pensamos em vencer, buscamos o gol, e vencemos. Agora, é comemorar hoje e já se preparar para o jogo contra a Portuguesa", analisou.Além de Alessandro, Jorge Henrique foi expulso com cartão vermelho direto, aos 48 minutos do segundo tempo, por carrinho em Júnior César. Com isso, o jogador é mais um desfalque para o primeiro jogo da final contra o Flamengo. O técnico Cuca, no entanto, não viu maldade no lance e lamentou a ausência do jogador para afinal do Estadual: "Não dá para ficar chateado com o jogador por quê não vi maldade no lance. Ele calculou um carrinho, mas o jogador do Fluminense foi mais rápido. Foi um carrinho que tenta tirar a bola, não foi como aqueles por trás. Acho que os juízes, a comissão de arbitragem e até nós jogadores e técnicos temos que julgar melhor esse tipo de lance. Aí, além do Alessandro e de outros jogadores (Triguinho e Castillo sentiram lesão e podem ser dúvida), perdemos ele para a final. Perdemos muita coisa hoje, mas o principal a gente ganhou: o jogo", concluiu.

Nenhum comentário: