"O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons." (Martin Luther King)


Porque eu participo do “Chega de Palhaçada”?

Porque faço parte de um grupo de homens e mulheres que ainda acreditam que Campos que era dos índios Goytacazes, pode ser uma cidade ideal, onde as pessoas podem criar seus filhos, gerar atividades empreendedoras, estudar, trabalhar, e morar para o resto das suas vidas.
Sou um jovem que acredita no surgimento de novas lideranças, que sejam capazes de romper com as correntes dominantes, com suas práticas políticas condenadas, que apenas visam a perpetuam no poder, em busca de ascensão social, acumulo de riquezas, de bens, sem pensar no coletivo, na geração de novos postos de trabalhos, na criação de um programa de governo sério, onde educação, saúde, saneamento, esporte, arte, cultura e lazer, não sejam apenas palavras repetidas num belo texto, mas sejam presentes
Faço parte de um grupo de jovens, de crianças e os adultos que tem orgulho de ter nascido nesta cidade, que não se envergonham de ter na certidão de nascimento ou na cédula de identidade escrito o nome da nossa Campos dos Goytacazes, passando muito longe de ser uma atitude bairrista ou coisa semelhante.
È um momento que eu aproveitarei para expressar minha indignação pela má utilização dos recursos públicos, pelos baixos índices da educação, pela falta de políticas voltadas para os jovens, pela falta de projetos culturais sérios, pela inexistência de analfabetos, até mesmos os políticos.
Acredito que existam em Campos dos Goytacazes, homens de valores, com caráter e ética para serem meus representantes, seja na Prefeitura e na Câmara Municipal.


Chega de Arnaldo Viana!
Chega de Mocaiber!
Chega de Garotinho!

Eu quero um novo caminho!

Vamos que vamos!

Nenhum comentário: