Só Por Hoje - Agradando pessoas


“(...) comportamento em busca de aprovação nos levou mais longe na nossa adicção.”
Texto Básico, p. 15


Quando outras pessoas aprovam o que fazemos ou dizemos, nos sentimos bem; quando elas desaprovam, nos sentimos mal. Suas opiniões sobre nós, e como estas opiniões nos fazem sentir, podem ter um valor positivo. Por nos trazerem a confiança de estarmos traçando o rumo certo, elas nos encorajam a continuar nossa jornada. “Agradar pessoas” é algo totalmente distinto. Nós “agradamos pessoas” quando fazemos coisas, certas ou erradas, expressamente para conseguir a aprovação de outra pessoa.
Baixa auto-estima pode nos fazer pensar que precisamos da aprovação de outra pessoa para nos sentirmos bem a nosso respeito. Fazemos aquilo que achamos que será necessário para que nos digam que somos legais. Sentimo-nos bem por um momento. E ai começamos a passar mal. Tentando agradar a outra pessoa, diminuímos a nós mesmos e nossos valores. Nós damos conta de que a aprovação de outros não irá preencher o vazio dentro de nós.
A satisfação interior que procuramos pode ser encontrada fazendo as coisas certas pelos motivos certos. Quebramos o ciclo do agrado de pessoas quando paramos de agir somente para conseguir o reconhecimento de outros e começamos a agir de acordo com a vontade de nosso Poder Superior para conosco. Quando fazemos, podemos ser agradavelmente surpreendidos ao descobrir que pessoas que realmente contam em nossas vidas vão aprovar ainda mais nosso comportamento. Acima de tudo, porém, nós nos aceitaremos.


Só por hoje: Poder Superior, ajude-me a viver de acordo com os princípios espirituais. Somente assim poderei me aceitar.

Um comentário:

MALVADEZA disse...

Aprendi que não importa o quanto as coisas sejam importantes para mim,tem gente que não dá a minima e eu jamais consequirei convence-las.so por hoje.