Só por Hoje – Os laços que nos unem


“Tudo estará bem enquanto os laços que nos unem forem mais fortes do que aqueles que nos afastariam.”

Texto Básico, p. 69.

Muitos de nós sentiram que sem NA certamente teríamos morrido de nossa doença. Por isso sua existência é nossa única salvação. Entretanto, a desunião é um fato comum na vida em NA; devemos aprender a responder de uma maneira construtiva as influências destrutivas que ocasionalmente surgem em nossa irmandade. Se decidimos ser partes da solução em vez do problema, estaremos indo na direção certa.
Nossa recuperação individual e o crescimento de NA estão condicionados a manutenção de uma atmosfera de recuperação em nossas reuniões. Estamos dispostos a ajudar nosso grupo a lidar construtivamente com o conflito? Enquanto membros nos esforçamos para trabalhar nossas dificuldades abertamente, honestamente e com justiça? Colocamos o bem-estar comum em todos os nossos membros acima dos nossos próprios interesses? E, enquanto servidores de confiança, consideramos o efeito de nossas ações podem causar aos recém-chegados?
O serviço pode trazer a tona o melhor e o pior de nós. Mas, durante o serviço, é freqüente começarmos a entrar em contato com alguns dos nossos mais prementes defeitos de caráter. Recuamos diante dos compromissos de serviço antes de encarar o que poderíamos descobrir sobre nois mesmos? Tem-se em mente a força dos laços que nos mantém juntos – nossa recuperação da adição ativa – tudo irá bem.

Só Por Hoje: Eu vou me esforçar para ser útil para nossa irmandade. Serei destemido para descobrir quem eu sou.

Nenhum comentário: