Petróleo fecha em recorde de US$ 129 com preocupação sobre oferta

A cotação do barril de petróleo em Nova York encerrou a sessão desta terça-feira em nível recorde, acima dos US$ 129, barreira superada pela primeira vez hoje. O preço foi pressionado pela desvalorização do dólar, que continua na raiz da alta do preço da commodity, e o temor acerca do descompasso entre oferta e demanda.
O barril para entrega em junho (cujos contratos expiraram hoje, um dos motivos que pressionaram a alta) terminou cotado a US$ 129,07, alta de US$ 2, na Nymex (Bolsa Mercantil de Nova York) --o valor máximo atingido hoje, durante o pregão, foi de horário foi US$ 129,60.O barril para entrega em julho (próximo contrato de referência) encerrou cotado a US$ 128,98, alta de US$ 2,18.
O petróleo Brent, referencial na Europa, também bateu hoje um novo recorde no mercado de futuros de Londres, ao atingir US$ 128,07 por barril, valor US$ 3,01 mais caro que no fechamento de segunda-feira, mas encerrou na casa dos US$ 127.

Nenhum comentário: