Tire suas dúvidas sobre os alojamentos na 6ª Bienal da UNE


A organização só garante transporte e alojamento. A alimentação fica por conta do participante

A Bienal vai abrigar cerca de 10 mil estudantes. O "QG" do festival é a região do Passei Público, no Campo Grande, centro de Salvador, mas os alojamentos em faculdades e escolas serão testemunhas das trocas de experiência e conhecimento entre os participantes.

Confira abaixo algumas perguntas e repostas com dicas para você tirar suas dúvidas.

Vou poder escolher o meu alojamento?
Não. Na chegada a Salvador, todos devem, obrigatoriamente, fazer o credenciamento na Escola Manoel Novaes, que é a "recepção" desta Bienal, localizada no Bairro Canela, pertinho do Passeio Público, o "QG" do Festival. Lá, a organização da Bienal irá indicar a cada delegação qual será o seu alojamento. Sem o crachá de identificação, ninguém poderá entrar nos locais estabelecidos para a alocação dos participantes.

Como será a segurança?
Os alojamentos terão segurança 24 horas e não é permitida a entrada sem a pulseira de identificação do evento. Mas vale lembrar que a Bienal é um festival que reúne cerca de 10 mil estudantes alojados. Por isso, fique sempre atento e não deixe objetos de valor e dinheiro espalhados pelo local. A organização recomenda que você adquira cadeados para trancar as bolsas e mochilas, garantindo assim a segurança de seus pertences.

Como vou sair do alojamento e chegar aos locais da Bienal?
Haverá transporte gratuito. Os horários fixos de saída e volta dos ônibus estarão pregados na entrada de cada alojamento. Fique atento para não perder nenhuma atividade da Bienal.

E as refeições?
A organização só garante transporte e alojamento. A alimentação fica por conta do participante. A região central de Salvador oferece um variado cardápio de restaurantes e lanchonetes, com opções para todos os gostos e preços. Dica: para quem não está habituado, o tempero baiano é carregado de pimentas e condimentos, portanto, vá com calma.

Nenhum comentário: