CEFET produz troféus da F-1

Os troféus de premiação do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 têm um significado especial para a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica. Além de celebrar a vitória, também simbolizam todo um trabalho de excelência da unidade do Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) de Pelotas (RS) localizada em Sapucaia do Sul, que participou da fabricação dos troféus.
A Braskem S.A., empresa de nível mundial, vem desenvolvendo tecnologias para a produção de plásticos ecologicamente adaptáveis. Diante disso, lançou no mercado o “plástico verde”, produzido a partir do etanol de cana-de-açúcar, o que contribui para a sustentabilidade ambiental. Com o evento do Grande Prêmio de Fórmula 1 e como forma de contribuir para a consciência ecológica do público, a Braskem convidou a unidade de Sapucaia do Sul, referência de formação profissional para o setor de plástico, para participar da fabricação dos troféus.
O desenho das peças é de Oscar Niemeyer e sua fabricação tem como matéria-prima o “plástico verde”, caracterizado por um forte apelo ambiental – uma forma de contribuir para a consciência ecológica do público. Segundo o diretor do Cefet-Pelotas, Antônio Carlos Brod, trata-se de mais uma comprovação da competência e do prestígio da instituição em nível nacional e internacional. “Nessas ações consolidamos nossa política de gestão e o trabalho de qualidade que é realizado na escola”, ressalta Brod.
Iniciativas como essa demonstram que empresas com visões estratégicas para a sustentabilidade mundial e com elevada tecnologia industrial, aliadas a Centros Federais de Educação Tecnológica, tornam-se exemplos de parceria que garantem a qualidade de produtos produzidos. “Essas ações também consolidam o papel fundamental da educação e da tecnologia para o desenvolvimento do país”, afirma o secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Eliezer Pacheco.
Assessoria de Imprensa da Setec

Nenhum comentário: