Só por hoje: Eu não posso - nós podemos


"Tinhamos nos convencido de que podiamos resolver tudo sozinhos e continuamos vivendo desse jeito. Os resultados foram desastrosos e, por fim, cada um de nós teve que admitir que a auto-suficiência era uma mentira"

Texto Básico, p. 68


"Eu não posso, mas nós podemos." Esta simples mas profunda verdade aplica-se inicialmente para nossa primeira necessidade como membros: juntos, podemos ficar limpos, mas quando nos isolamos, estamos em má companhia. Para nos recuperarmos precisamos do apoio de outros.
A auto-suficiência não dificulta apenas nossa habilidade em ficar limpos. Com ou sem drogas, viver com vontade egocêntrica inevitavelmente conduz ao desastre. Dependemos de outras pessoas para tudo, desde bens e serviços até amor e companheirismo, e a vontade egocêntrica nos coloca em constante conflito com essas mesmas pessoas. Para viver uma vida plena, precisamos de harmonia com os outros.
Não dependemos apenas de adictos e de outras pessoas de nossa comunidade. Poder não é um atributo humano, contudo precisamos dele para viver. Encontramos isto em um Poder maior do que nós mesmos, o qual nos proporciona a orientação e a força que nos falta. Quando temos a pretensão de ser auto-suficientes, nos isolamos de uma fonte de poder que é suficiente para guiar-nos efetivamente através da vida: nosso Poder Superior.
Auto-suficiência não funciona. Precisamos de outros adictos, precisamos de outras pessoas e, para viver plenamente, precisamos de um Poder maior que nós mesmos.

Só por hoje: Eu procurarei o apoio de outros, harmonia com outros na minha comunidade e a proteção de meu Poder Superior. Eu não posso, mas nós podemos.

Nenhum comentário: