Cefet Campos lança projeto para incentivar agricultura familiar





O Programa Petrobrás Mosaico Terra será lançado amanhã, dia 30, às 9h, na sede da Unidade de Pesquisa e Extensão Agro-Ambiental (UPEA) do Cefet Campos, em Barcelos. O projeto tem como objetivo desenvolver a agricultura e pecuária familiar em comunidades de Campos, São João da Barra e São Francisco de Itabapoana. O convênio envolve a Petrobrás, Cefet Campos e Fundação Cefet Campos.
Entre as ações previstas estão a capacitação de produtores rurais para o uso de tecnologias auto-sustentáveis, a capacitação e resgate do uso de plantas medicinais pelos agricultores de base familiar, assim como ações de saúde ambiental, resgate cultural e capacitação para geração de renda.
Inicialmente serão atendidas 110 famílias das comunidades do Açu, Venda Nova, Campo Novo, Barcelos e dos assentamentos Tipity e Oziel Alves, além de atendimento aos jovens do Criam de Campos. O Programa, com duração prevista para um ano, pode ser estendido até 2017.
Serão oferecidos cerca de 25 cursos que vão acontecer dentro das próprias comunidades ou na sede da UPEA. A idéia é fazer um diagnóstico das comunidades e identificar os cursos que mais interessam. A partir daí, trabalhar toda a cadeia produtiva, desde a produção até a colocação de pontos de venda.
"O grande diferencial é o olhar para a agricultura familiar. Não existe até hoje uma ação efetiva na Bacia de Campos com esta vertente. Queremos atender a família como um todo e até 2017 estender o trabalho para o Noroeste e Região dos Lagos, que são áreas de atuação do Cefet Campos", explica o diretor da UPEA, Vicente de Oliveira.
Os jovens das comunidades, entre 16 e 24 anos, também serão atendidos pelo Programa através de uma formação profissional agro-ambiental. Nesta segunda-feira, dia 1º de setembro, acontece no assentamento Tipity um curso de plantas medicinais.
"Com o projeto, esperamos contribuir para a sustentabilidade dos agricultores rurais, valorizando o trabalho do homem do campo e reduzindo ao máximo a necessidade da migração
para as cidades em busca de outra fonte de renda", afirma Lincoln Weinhardt, gerente de Comunicação da Unidade de Negócio da Bacia de Campos.

Nenhum comentário: